Sexta das Séries - Love, Death + Robots


Oi, gente! Hoje vou estrear uma coluna nova no blog - yay! O Sexta da Séries é um espaço para falar um pouquinho sobre as séries que assistimos e achamos que vale a pena serem recomendadas para vocês. Decidi começar com uma série de animação que me impactou do início ao fim.


Título: Love, Death + Robots
Ano: 2019
Assista: Netflix
Sinopse: Dezoito histórias comandadas por uma comunidade global de animação, com talentos e perspectivas únicas de estúdios de animação inovadores, diretores e artistas de todo o mundo. Cada filme é meticulosamente trabalhado, carregado com uma mistura de energia, ação e humor negro sem remorso.

Love, Death + Robots é uma série composta por 18 episódios completamente independentes (você pode assistir até fora de ordem), sendo TODOS animados (tá, exceto um, mas que também é incrível). E as animações variam de episódio para episódio. Passamos por animações digitais ultra realistas (parecendo pessoas de verdade!), animações no estilo Pixar, anime, arte abstrata etc. Fiquei impressionada com a qualidade das animações desde o primeiro episódio - que é um dos meus favoritos -, dá pra ver o quanto todos os criadores se empenharam pra fazer uma coisa bonita e que consegue impactar o telespectador. Ah, e é uma série para maiores de 18 anos! Tem muito conteúdo sexual, gente pelada - principalmente mulheres, o que me incomodou um pouco, mas falo mais sobre isso depois -, palavrões, muita brutalidade e sangue. Isso não diminui em nada a mensagem por trás de cada episódio, mas como sei que muita gente não gosta, melhor já deixar avisado.

Quinta das Capas #113

Me dá um abraço?

Oi, gente! O tema de hoje é para aqueles que gostam de um bom abraço, até nas capas de livros. Encontrei várias capas com essa temática, mas tive que escolher só algumas para fazerem parte do post (mas se vocês quiserem, uma segunda parte rola facinho). Bora lá!

   
Começando por Ele, é uma capa simples, mas gostei do laranja contrastando com o preto e branco, e a imagem em si trás um abraço bem bonito, consigo sentir até um sentimento mais "íntimo" emanando da fotografia. O Acordo já é uma capa mais descontraída, com esse abraço por trás que trás essa sensação de eles estarem se divertindo; é uma imagem genérica, mas a capa consegue ser bonita. Acho bem fofa a capa de Como Se Fosse Magia, a menina provavelmente escrevendo sobre o casal no notebook e a sombra dela virando a dos dois na parede, nesse abraço bem "é agora que você vai me beijar?". Já disse que não gosto muito de capas que mostrem o rosto das pessoas e, mesmo o moço de Obsidiana sendo bem bonito, a cara dele estampada no livro me incomoda um pouco (sem contar que parece que ele não tá nem um pouco afim desse abraço, né?); a montagem da capa em si não me desce muito bem, mas acho o tom de verde ok e também gosto da fonte do título.

Resenha - Carrie, a Estranha

Título: Carrie, a Estranha
Título Original: Carrie
Livro Único.
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 200
Ano: 2013 (Original: 1974)
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar: Amazon 

Sinopse: Carrie, a estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.
Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.

A TramaA história de Carrie já está tão enraizada na cultura pop, que é difícil ir pra esse livro tentando limpar a mente de tudo o que já sabe sobre a trama. Sempre tive dó e medo da Carrie na adaptação de 2002 (a original ainda não assisti), e tudo isso me voltou finalmente lendo o livro. É difícil avaliar a obra original sem lembrar do filme, mas como tem um bom tempo desde que assisti (e o último que vi foi aquela adaptação bem mais ou menos com a Chloe Moretz), consegui me envolver bastante com a história. Talvez não como se estivesse descobrindo os rumos de tudo pela primeira vez (aliás, acho que até quem não viu o filme, nem leu o livro, sabe do que acontece), mas ver tudo como o King criou trouxe um ar bem mais sinistro pra história.

Terça do Top #120

7 dicas de economia literária

Que o preço dos livros anda meio salgado, acho que todo mundo concorda. Mas isso não nos impede de ceder à tentação - e, por isso, hoje traremos algumas dicas de como aumentar sua biblioteca sem precisar vender um órgão (haha).

1. Tenha muita paciência
Ok, eu sei que esse é um dom para poucos - eu mesma vivo procurando a minha. Mas é um fato: se você quer economizar, comprar por impulso nunca é uma boa opção.

2. Crie uma wishlist
Saber o que queremos é essencial - porque, se não for assim, a chance de nos arrependermos de alguma compra é bem grande.

3. Assine a newsletter de suas lojas favoritas
Sim, esse tipo de e-mail lota nossa caixa de entrada, eu sei. Mas, além de ser uma forma de sabermos sobre as promoções que estão rolando, também existem lojas que fazem campanhas exclusivas para clientes cadastrados.

4. Pesquise sempre
Graças a Deus (e à tecnologia), podemos contar com recursos maravilhosos que nos permitem consultar o histórico de preço dos produtos - assim, podemos conferir se aquela super "promoção" é real mesmo. 

5. Compare preços
Eu sou o tipo de cliente fiel que prefere comprar sempre na mesma loja, e tudo bem ter preferência por uma ou outra, mas nem sempre é ela quem terá o melhor preço. Então, é bem importante expandir nossos horizontes e comparar os preços - só, por favor, sempre verificando a reputação da loja né.

6. Atenção aos detalhes
Algumas lojas oferecem descontos para compras por boleto ou à vista - então é bom ficar de olho antes de selecionar a forma de pagamento.
Outro ponto que às vezes aumenta a nossa conta é o frete - por isso é interessante conferir as condições para frete grátis antes de concluir o pedido.

7. Busque cupons de Desconto
Por último, mas não menos importante, existem alguns sites sensacionais que reúnem cupons de desconto de diversas lojas.
Um site desse estilo que indicamos bastante é o Cupom Válido - e nesse caso, ele não se limita aos livros, viu? Tem cupom para tudo!

E então, vocês têm alguma outra dica? Deixem aqui nos comentários!

Esse post é uma parceria paga com o site Cupom Válido.

Resenha - Se Não Eu, Quem Vai Fazer Você Feliz?

Título: Se Não Eu, Quem Vai Fazer Você Feliz?
Autora: Graziela Gonçalves
Editora: Paralela 
Páginas: 264
Ano: 2018
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino 

Eu esperava conhecer melhor a história por trás das músicas que embalaram minha adolescência. O que não imaginava era que, junto com isso, encontraria um livro que iria transformar a minha vida.

Sinopse: Um dos maiores ícones do rock nacional, Alexandre Magno Abrão, o Chorão, conquistou o Brasil sobretudo pela sua entrega na hora de compor e cantar. Essa mesma intensidade marcou a história de amor ímpar vivida com Graziela Gonçalves, que conta neste livro como o relacionamento de quase vinte anos dos dois a transformou para sempre.
Ela conheceu o cantor antes de sua banda estourar e se tornar uma das mais populares do país. Com suas ideias e seu apoio, Grazi teve participação importante na construção do sucesso do Charlie Brown Jr. Foi a grande musa de Chorão, que escreveu inúmeras letras inspirado nela. Como companheira de Alexandre, passou com ele os melhores e os piores momentos, e o ajudou a enfrentar a dependência química, que o levou, tragicamente, à morte em 2013.
"Se não eu, quem vai fazer você feliz?" não vai tocar apenas os fãs de Chorão. Mesmo sem conhecer sua música, é impossível não se emocionar com a força desse amor que sobreviveu à fama, às crises e até à morte — e que é homenageado neste livro.