Novidades - Intrínseca e Labirinto de Livros

VIU ALGUM EXEMPLAR DE “A CULPA É DAS ESTRELAS” POR AÍ?
Se você encontrar um exemplar de A culpa é das estrelas perdido pela sua cidade, não se preocupe em tentar descobrir quem é o dono. Ele foi deixado ali de propósito por alguém — um Nerdfighter*— que queria que outras pessoas também conhecessem a história de Hazel e Augustus, contada de forma tão emocionante e bem-humorada pelo autor John Green.

Desde sábado, dia 4 de agosto, 400 livros estão sendo distribuídos em 10 cidades brasileiras, em bancos de praça, vagões do metrô, ônibus e outros lugares públicos, para que possíveis leitores possam encontrá-los. A ideia é que, depois de lidos, os livros sejam “perdidos” outra vez, e assim mais pessoas tenham a oportunidade de lê-los também.

Mas por que fazemos tanta questão de que você leia A culpa é das estrelas? Porque, além de diálogos geniais, humor inteligente e sacadas brilhantes, John Green conta uma história daquelas que nos toca de verdade. Foi assim com todos que leram e esperamos que seja assim com você também.

E, se você encontrou um exemplar de A culpa é das estrelas perdido na sua cidade, divida com a gente como isso aconteceu — poste fotos na nossa página no Facebook ou conte seu relato no Twitter da @intrinseca. Boa leitura!

*Para saber mais sobre os Nerdfighters, visite: http://nerdfightersbr.tumblr.com

Fonte

Adorei a iniciativa e acho que vale a pena divulgá-la! Parabéns a Intrínseca, por ter dividido essa história maravilhosa com tantas pessoas.


Artistas brasileiros montam labirinto com 250 mil livros


 Assinado pelos artistas brasileiros Marcos Sabóia e Gualter Pupo, um labirinto composto por 250 mil livros, montado no centro da capital londrina, convida os visitantes dos Jogos de Londres a se aventurar neste peculiar universo literário, que conta com paredes de até 2,5 metros de altura.

Intitulado "aMAZEme", o projeto faz parte dos 12 mil eventos programados na chamada Olimpíada Cultural de Londres. O labirinto, que está sendo exposto no centro de arte "Southbank Centre", ao sul do rio Tâmisa, ficará aberto ao público até o dia 26 de agosto.

Além de percorrer o labirinto, os visitantes também podem extrair livros de suas paredes e sentar para lê-los.

Fonte // Mais Fotos

Incrível a ideia! E assistam o vídeo, eu achei super legal.
Vídeo do labirinto sendo montado: