Resenha - Amor Fora de Hora


Resenha feita pela Mari!  
Título: Amor Fora de Hora
Título Original: Grabben I graven bredvid
Livro Único
Autora: Katarina Mazetti
Editora: Lua de papel
Páginas: 174
Ano: 2011
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Um romance sem toda a água com açúcar!

Sinopse: UM LUGAR IMPOSSÍVEL PARA O ENCONTRO PERFEITO. Uma jovem mulher, amante dos livros, e um rapaz do interior se esbarram repetidamente no cemitério. Um local completamente inusitado para um encontro. Certo dia, um sorriso nasce nos lábios dos dois e eles ficam deslumbrados um pelo outro. É o início de uma paixão irrefreável. Com um romantismo agitado e um humor revelador, este livro combina o choque de culturas com uma história de amor terno e desenfreado.

A Trama: Primeira coisa que eu sou obrigada a dizer é não se enganem com a capa e a sinopse, eu achei que seria mais um daqueles romances arrebatadores, mas a história foge totalmente disso. Os capítulos são contados alternadamente pela Desiré (uma bibliotecária) e Benny (um fazendeiro). Eles se encontravam quase todos os dias no cemitério e por um bom tempo os dois não trocaram uma palavra, até que certo dia um garotinho que passava por lá faz um comentário inocente que faz o casal trocar um belo sorriso. Ambos ficam hipnotizados o bastante para não conseguirem esquecer o momento por semanas, a partir daí todo romance começa. 
A diferença desse para os outros romances que existem por aí é que nele os personagens são mais desapegados, no começo os dois pensavam sobre o futuro, a idade de ambos e como ainda estavam sozinhos, o namoro era quase uma necessidade física e biológica. O livro tem algumas partes românticas, mas são poucas se compararmos com outros do gênero. 
O final é completamente inesperado, mas ao mesmo tempo encantador.


Os Protagonistas: Desiré é uma bibliotecária simples, seu marido morreu há algum tempo e a vida tem sido solitária desde então, sem animais de estimação, filhos ou qualquer outra companhia, ela dedica a maior parte do tempo ao trabalho e tem uma boa amiga chamada Marta que não aparece muito na história. Benny é um fazendeiro que nunca realmente teve tempo pra namorar por culpa de seus muitos afazeres. Apesar do romance, os protagonistas são muito diferentes, Desiré é estudada, uma verdadeira "garota da cidade", enquanto Benny é carrancudo e largou os estudos muito cedo, seu conhecimento gira em torno da vida na fazenda.

Os Personagens Secundários: São raros os personagens secundários, Orjan (falecido marido da Desiré) é o que mais aparece, por causa das histórias do passado que a protagonista nos conta, mas fora ele  só consigo me lembrar da Marta e do casal Violet e Bengt-Goran que são vizinhos de Benny. No final da história aparecem mais 3 personagens secundários, mas pouco é comentado sobre eles.

Capa, Diagramação e Escrita: Como quase todo livro, a capa foi o que me convenceu a comprá-lo, mas ela nos passa todo esse colorido que lembra uma história de contos de fada e não é o que acontece. A diagramação é simples e a escrita é fluente. O que me irritou um pouco é que a história é contada duas vezes, uma versão pra cada protagonista, e assim repete toda situação, mas com o tempo você se acostuma e aprende a gostar de entender ambos os lados.

Concluindo: Um livro pra se dar de presente (maiores de 16 no mínimo) ou para se ter na própria cabeceira, uma leitura tranquila que foge dos felizes para sempre, totalmente recomendado.

Nota da Luh: Eu não li o livro, mas a Mari me contou a história em detalhes e é o tipo de trama que eu não gosto nem um pouco. Então talvez seja uma boa ideia dar uma pesquisada antes de sair comprando!

Classificação:
Quer escolher a próxima resenha? É só clicar lá em cima em "Resenhas" e sugerir um dos livros da lista!