Resenha - Blue Bloods - Vampiros de Manhattan


Resenha feita pela Luh!  
Título: Vampiros de Manhattan

Título Original: Blue Bloods
Série: Blue Bloods (#1)

Autora: Melissa de La Cruz
Editora: iD
Páginas: 336
Ano: 2010
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

É uma leitura agradável e muito fácil, ideal para quando você estiver cansado de livros mais "tensos".
A sensação que tive é que o livro é uma mescla de vampiros e Gossip Girl.

Sinopse: Quando o Mayflower aportou nos Estados Unidos, em 1620, trazia a bordo homens e mulheres que lançariam as bases da sociedade norte-americana. Mas entre os Peregrinos havia também aqueles que não estavam apenas fugindo de perseguições religiosas. Eram os Blue Bloods - um clã que acumulou grande poder e riqueza, tornando-se um dos mais influentes grupos da sociedade de Nova York. Schuyler acabou de completar quinze anos. Veias azuis começam a saltar sob a pele pálida de seus braços. Sente um desejo insaciável por carne crua, e estranhas visões de tempos remotos assombram sua mente. E quando uma garota de seu colégio é encontrada morta, sem nenhuma gota de sangue no corpo, Schuyler não sabe o que fazer. Poderiam ser verdadeiras as histórias de vampiros?

A Trama: Apesar de a trama não ser tão original (sejamos sinceros, quão original você pode ser com vampiros?), é muito interessante e levemente complexa, você precisa prestar atenção nos detalhes e alguns personagens te enganam completamente. No início eu fiquei meio entediada, uma escola normal com os adolescentes da "elite", todos muito ricos e influentes, e os mais pobres e excluídos. É claro que a protagonista, Schuyler, faz parte do segundo grupo, apesar de seu melhor amigo ter muito dinheiro, e você fica pensando "ensino médio com patricinhas e a protagonista excluída" (oi? trama mais batida da Terra onde no final a protagonista vira popular?) mas a partir daí as coisas mudam um pouco. Você descobre que a "garota it" é uma vampira, assim como seu irmão, e Schuyler começa a apresentar alguns sintomas estranhos. Uma garota do grupo dos populares morre e Jack, o cara mais bonito da escola, começa a se aproximar da protagonista. A partir daí temos diversas surpresas e reviravoltas, uma trama divertida e um final levemente previsível, mas que não deixa de ser bom.


Os Protagonistas: Schuyler Van Alen (muito original) é uma protagonista bem legal! Ela não é mesquinha, metida, convencida ou insegura. Ela não entra naquele esteriótipo de "Digo que sou forte mas na verdadade só sou teimosa" que eu vejo tanto por aí. Na verdade ela me lembrou uma adolescente bem normal com problemas comuns e ela teve as mesmas reações que eu teria à maioria das situações. As duas únicas coisas que me incomodaram um pouco são que ela pareceu ser bem imatura (mas talvez isso seja uma coisa boa, ela tem espaço para crescer ao longo da série) e que ela se "apaixonada" pelo cara mais popular da escola.

Os Personagens Secundários: Oliver, o melhor amigo de Schuyler, é um de meus personagens prediletos no livro. Ele parece um garoto simples no início mas é cheio de segredos e é muito leal à protagonista. Mimi segue o esteriótipo de "garota mimada e malvada" e acho que a autora poderia ter trabalho um pouquinho mais em dar algum diferencial a ela. Jack é um completo mistério para mim, durante a maioria do tempo eu não fazia idéia de porque ele estava agindo daquela maneira e sempre que pensava que tinha decifrado-o, ele mudava completamente seu jeito de pensar.

Capa, Diagramação e Escrita: Eu adorei essa capa, os olhos da modelo estão bem azuis e o título e nome da autora refletem a luz e também ficam lindos. No início de cada capítulo há uma letra grande toda redondinha e com manchas de tinta, como se a história fizesse parte de uma carta. A escrita da Melissa é  simples, ela descreve muito bem os ambientes mas não se prolonga sem necessidade, seu único problema é que ela parece querer fazer propaganda de todas as grifes disponíveis. Meus agradecimentos à tradutora do livro, que explicou diversas referências em notas de rodapé.

Concluindo: A trama deixa a desejar mas os personagens são cativantes. Temos uma dose de ação, muito mistério e um pouquinho de romance; potencial para agradar a todos. 

Quotes:
Preto é a cor da noite. E branco é a verdadeira cor da morte.
Ela não gostava do modo como Jack ficou olhando para Schuyler. A única pessoa para a qual ele havia olhado daquele jeito tinha sido ela. E o desejo de Mimi era de que assim continuasse.
Classificação:
Quer escolher a próxima resenha? É só clicar lá em cima em "Resenhas" e sugerir um dos livros da lista!