Resenha - Eu Sou o Número Quatro

Resenha feita pela Mari!  
Título: Eu Sou o Número Quatro
Título Original: I am Number Four
Série: Os Legados de Lorien (#1)
Autora: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2011
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva

Dez vezes melhor que o filme em ação, cem vezes melhor em detalhes, ótimo como todo livro que vai parar nos cinemas deve ser.

Sinopse: Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos — mas somos reais. Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. O Número Um foi capturado na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo. 

A Trama: Lorien é o planeta povoado mais próximo da Terra, mas logo atrás dele habitam os mogadorianos. Esses esgotaram seu planeta até não restar mais nada e então que invadiram Lorien e mataram toda população, mas 19 conseguiram fugir: 9 gardes (a classe responsável pela ação, eles tem Legados/poderes sobre-humanos), 9 protetores (um pouco mais velhos eles tem a sabedoria sobre os Legados e sobre Lorien) e o piloto da nave. Um feitiço foi lançado antes da partida e os nove gardes só podem ser mortos na ordem de seus números, os três primeiros já estão mortos e o livro conta a história de John Smith, o número quatro!

A ação acontece o tempo todo, os que gostaram do filme vão ler o livro e sentir que tudo fica muito mais claro e emocionante, mas é claro que o livro e o filme seguem a mesma história. 

Os Protagonistas: John é o personagem principal, mas seu protetor (Henri) também aparece muito na história, eles vivem se mudando de cidade e nome para não serem encontrados. O número quatro é envolvente (assim como Alex Pettyfer, o britânico maravilhoso que o interpreta) e como narrador ele deixa seus pensamentos bem claros, se apaixona perdidamente por Sarah e faz um ótimo amigo chamado Sam em Paradise, Ohio onde grande parte do primeiro volume se desenrola.
John é muito determinado com sua missão (vencer os mogadorianos e conseguir repovoar Lorien), mas deixa escapar essa característica quando conhece Sarah, tudo acontece rapidamente e no estilo "amor à primeira vista", o que, para mim, deixa a desejar, mas nada que tire o crédito do autor.

Os Personagens Secundários: Henri parece até agora o melhor dos nove guardiões, sempre muito concentrado em ajudar Jonh, ele deixa seu grande e único amor pra trás quando vai para a Terra ajudar o quatro. Amei ele, parece um verdadeiro pai, às vezes rígido, mas sempre com aquele carinho gigantesco pelo garoto. Sarah é a loira que à princípio parece ser a típica líder de torcida popular do colégio, mas vai se revelando uma garota simples e determinada que faria de tudo por John. Ela perde um pouco da credibilidade quando descobre que John é um alien e continua normalmente com ele sem brigas ou desconfiança (como assim, o namorado dela é um E.T, não tem como alguém reagir normalmente a isso).
Na escola o protagonista conhece Sam, um garoto com fixação por aliens que aos poucos vai entrando em sua vida e virando seu melhor amigo, o pai do garoto desapareceu quando era ainda criança. 
Mark é o ex-namorado ciumento de Sarah que no início atormenta a vida de John e de Sam das piores maneiras possíveis, capitão do time de futebol, é o típico "rei" da escola.
Os personagens secundários são muito bem detalhados e construídos, não em características físicas, mas na personalidade. Todos os quatro apresentam um grande papel na história e o autor utiliza muito bem esse recurso.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa original nem é tão bonita mas tem sentido com o livro, a capa que traz o maravilhoso do Alex não podia ser mais perfeita (sim, me apaixonei pelo garoto). A diagramação e a escrita são simples, mas apaixonantes, narrador em primeira pessoa, muito bem detalhado.

Concluindo: Recomendo a todos que leiam antes de assistir o filme, aos que já assistiram e gostaram do filme o livro é bem melhor (como acontece com quase todos), e para os que não gostaram dos efeitos ou não entenderam ainda assim podem gostar do livro, já os que não gostaram do gênero passem longe. Eu amei e recomendo para presente pra quase qualquer adulto, criança, adolescente... ou para ler no tempo livre.

Quotes:
- Os Legados vivem. Eles vão se encontrar e, quando estiverem prontos, vão destruir vocês.
Sei que os lorienos visitaram a Terra muitas vezes ao longo da vida deste planeta. Vimos a Terra se desenvolver, a observamos em tempos de crescimento e abundância, quando tudo se movia, e em tempos de gelo e neve quando nada se mexia. Ajudamos os humanos, os ensinamos a fazer fogo, demos a eles as ferramentas para o desenvolvimento da fala e da linguagem, por isso nossa linguagem é tão semelhante à da Terra.
Classificação: