Resenha - A Corrida de Escorpião

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Corrida de Escorpião
Título Original: The Scorpio Races
Livro Único.
Autora: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Páginas: 378
Ano: 2012
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva

Um dos melhores livros que eu li esse ano, vai entrar para a minha lista de favoritos e recomendo-o a todos!
A resenha vai sim ficar enorme, mas espero que vocês leiam tudo, porque eu preciso que vocês entendam como esse livro é ótimo.

Sinopse: A cada novembro, os cavalos d'água emergem do oceano e galopam na areia sob os penhascos de Thisby. E, a cada novembro, os homens capturam esses cavalos para uma corrida eletrizante e mortal. Alguns cavaleiros sobrevivem. Outros, não. Aos 19 anos, Sean Kendrick já foi quatro vezes campeão. Ele é um jovem de poucas palavras e, se tem medos, guarda-os bem escondidos, onde ninguém possa vê-los. Puck Connolly é uma novata nas Corridas de Escorpião. Ela nunca quis participar da competição, mas o destino não lhe deu muita escolha. Sean e Puck vão competir neste ano, e ambos têm mais a ganhar - ou a perder - do que jamais pensaram. Mas apenas um deles pode vencer.
(A tradução brasileira errou um pouquinho na sinopse, os cavalos surgem e são capturados em outubro e apenas a corrida é em novembro)

A Trama: A história começa com Puck vendo o primeiro cavalo d'água a surgir do mar naquele ano. Ninguém sabe porque eles só aparecem naquela ilha ou porque ficam enlouquecidos em outubro, mas o fato é que durante todo o mês, os cavalos sanguinários saem do mar, ensandecidos e famintos, e aterrorizam a ilha. Algum homem muito maluco teve a ideia de capturar e morrer tentando treinar um desses animais para uma corrida e agora todos os anos é a mesma coisa. O prêmio para o vencedor parece ser bem alto (apesar de não sabermos ao certo seu valor) e muitos turistas corajosos viajam até a ilha para apreciar o assassinato evento.

A trama inteira se passa no mês de outubro e acompanha a preparação dos dois protagonistas para o tão esperado dia. Os cavalos d'água fornecem toda a ação necessária na história e eu adorei cada página do livro. Há um pouco de romance, apesar de ele ficar em segundo plano, mas é do tipo bom: que se desenvolve bem lentamente e você só tem um gostinho dele de vez em quando e fica querendo sempre mais.
A única coisa que me incomodou foi que os moradores da ilha se acidentavam e alguns até morriam e logo tudo estava de volta ao normal, como se aquilo fosse uma coisa comum. Mas, pensando bem, talvez seja mesmo comum em uma cidade com cavalos malvados.
O final foi um pouco diferente do que eu esperava, mas vou admitir que eu não sabia bem pelo que ansiar. Primeiro eu queria que algum dos protagonistas morresse, porque o dilema deles parecia não ter solução, depois eu ficava desesperada com a ideia e já estava literalmente quase rezando pra isso não acontecer. Conforme eu lia as últimas páginas, juro, tudo o que conseguia pensar era "Não mate ninguém, não mate ninguém". Não vou contar se o final foi feliz ou triste para não estragar, só direi que foi satisfatório e emocionante.

Parceiros #4

Já disse que adoro fazer este post? Não faz nem um mês desde o Parceiros #3 e já temos mais 2 novas editoras parceiras! Além de apresentá-las, vim comunicar algumas mudanças em nossa parceria com blogs.

Fundada em 2009 e localizada no Sul de Minas Gerais a Editora Underworld tem em seu catálogo livros de ficção de autores nacionais e internacionais voltado para o público jovem-adulto.

A Underworld é uma editora que se destaca na minha estante pelas capas lindas e tenho vontade de abraçar o editor deles pelo capricho com a diagramação. Alguns dos livros deles que eu já tenho ou quero muito comprar:
 

Eu tenho os primeiros 6 livros (e mais) :D Todas as capas são lindas, não? Nem todo o catálogo da Under se encontra no site deles, mas se você quer conferir os livros e aproveitar algumas promoções, é só entrar na lojinha deles no Facebook.

Novidades - Dia do Livro!

Como alguns de vocês devem ter visto, ontem, dia 29/10, foi o Dia Nacional do Livro! Aproveitando a data, vim trazer algumas novidades legais das editoras:

Mais informações na página da promoção no Facebook.

Eu sei que ficou pequeno, mas basicamente a Universo dos Livros está dando todos aqueles livros para os 2 contos eróticos mais criativos. Confira mais informações na página deles no Facebook.

A Novo Século, aproveitando o Dia Nacional do Livro, disponibilizou mais de 80 livros de autores nacionais a apenas R$10 + frete cada. Confira a lista e os links de compra aqui.

Por hoje foi só. Se vocês virem mais alguma notícia legal relacionada ao Dia do Livro, deixem o link nos comentários :D

Terça do Top #18

Top Livros de Halloween

Comemorando a festa, escolhi diversos livros para quem quiser entrar no clima de Halloween. Como não deu para escolher só 10 livros, separei por assunto e coloquei as sugestões. Clique na imagem para ir ao Skoob e ler as sinopses!

Stephen King e Neil Gaiman
O "rei do terror", Stephen King já deu pesadelos em muitas pessoas com seu talento para escrever histórias macabras. Neil Gaiman, apesar de geralmente ser um escritor de livros de fantasia, às vezes resolve nos aterrorizar também.

Assassinatos
Muitos livros mostram o protagonista "entrando" na mente de um assassino e eu sempre achei isso horrível, morro de medo.
 

Fantasmas
Uma importante figura na festa de Halloween, os fantasmas (ou espíritos) fornecem alguns dos melhores livros de terror!
Vampiros
Apesar de não serem originalmente parte da festa de Halloween, vampiros são muito legais e podem ser apavorantes quando escritos da maneira correta.
Bruxas
Agora sim, chegamos na essência do Halloween, o Dia das Bruxas. Poderia citar muitos exemplos, mas aqui vão alguns livros bem legais (e um pouquinho assustadores)
Demônios
Outro assunto que faz sucesso nessa época, apesar de no geral não me assustar muito.

Zumbis (e outros)
Apesar de os três livros de exemplo tratarem mais dos dramas dos personagens, zumbis combinam perfeitamente com o Halloween e ainda servem de inspiração para fantasias macabras :D
Inspirados
Livros baseados em contos de terror famosos, eles também andam ganhando espaço e seria legal experimentar algo diferente.

Nevermore é baseado em Edgar Alan Poe. Sombras se passa na cidade de Sleepy Hollow (A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça). The Name of The Star fala sobre um imitador de Jack O Estripador!

É isso aí, espero que todos consigam entrar no clima de Halloween com tantos livros assustadores :D

Resenha - Garotas de Vidro

Resenha feita pela Beatriz!  
Título: Garotas de Vidro
Título Original: Wintergirls
Livro Único.
Autora: Laurie Halse Anderson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Ano: 2012
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva

Problemas alimentares é o assunto do livro. Eu tive problemas em conseguir parar de ler!

Sinopse: Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.

A Trama: A trama de Garotas de Vidro é envolvente por tentarmos entender a mente de quem sofre distúrbios alimentares. Depois de nove meses sem contato com sua melhor amiga, Lia descobre que ela está morta e teme ao saber que poderia ter ajudado. Enquanto esse novo fantasma a atormenta, Lia tem que lidar com o divórcio dos pais, em especial sua mãe, além de todo dia forçar a si mesma a passar mais e mais fome até atingir sua "meta de peso" onde o número apenas diminui.

O Protagonista: Lia foi a única protagonista. Quando agia de modo errado, eu sabia que não era por mal. Ela era perturbada, não tinha uma vida social e só pensava qual o número apareceria na balança no final da semana, além de saber quantas calorias tinham cada alimento, mas depois eu fui percebendo que Lia seria uma personagem cativante, caso não sofresse de anorexia.

Os Personagens Secundários: Não há tantos personagens assim, mas vamos aos principais. Cassie, a melhor amiga morta, ela não foi exatamente uma "personagem", pois a conhecemos nos pensamentos perturbadores de Lia e nas lembranças das duas juntas. Mesmo não "existindo" mais, Cassie pode ser considerada uma segunda protagonista, pois sofria de bulimia. Elijah foi importante para a história ganhar um pouco mais de ação, mas eu o achei mal construído. Eu não sabia se ele e a protagonista ficaram amigos ou continuavam meros conhecidos, pois uma hora ele a ajudava muito e em outra agia com total indiferença. Emma, filha da madrasta, foi uma fofa e principal motivo para Lia não se matar definitivamente.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa combina perfeitamente com a história. Linda de um jeito sombrio. O título original não tem a palavra vidro, mas a capa faz sentido mesmo assim. Adorei a modelo e o fato de só mostrar o olho e bem de leve o rosto e gostei dos capítulos terem a forma de "calorias", o que combina com a história.

A escrita da autora é muito boa. Em primeira pessoa, ela conseguiu passar de uma forma clara e marcante os pensamentos da protagonista. Não achei irritante a repetição de palavras para dar ênfase, ou riscar outras como sendo o que a protagonista queria dizer.

Concluindo: É uma leitura forte e intensa, não consigo achar outras palavras para descrever. Eu torcia por Lia conseguir se libertar e senti aflição quando ela fazia exercícios físicos forçados horas a fio, quando estava perto de comida e mesmo com fome recusava ou quando se cortava. Vale muito a pena ler, mesmo que precise fechar o livro e respirar para conseguir continuar.

Quotes:
Eles são uns idiotas. Este corpo aqui tem um metabolismo diferente. Este corpo odeia arrastar as correntes que eles enrolaram ao seu redor. Uma prova disso? Com 45 quilos meus pensamentos estão mais claros, eu pareço melhor, me sinto mais forte, Quando eu atingir o próximo objetivo, vai ser tudo isso e mais. O Objetivo Número Dois é 43 quilos, o ponto perfeito de equilíbrio. Com 43, vou ser pura. Leve o bastante para andar de cabeça erguida, e carnuda o bastante para enganar todo mundo. Com 43 quilos, vou ter a força para permanecer em controle. Vou ficar de pé nas pontas escondidas nas minhas sapatilhas de cetim de balé, fitas cor-de-rosa costuradas nas minhas canelas, e me erguer no ar: mágica. Com 40 quilos, vou planar. Esse é o Objetivo Número Três.

O sofá fica em frente a uma parede tomada inteiramente por livros. Eles estão cheios de idiotices. Nenhum merece ser lido. Não há contos de fadas, nem caudas de fadas, nem princesas que empunham espadas, nem deuses que lançam relâmpagos. As páginas das frases de palavras de letras bem que poderiam ser equações matemáticas marchando para suas conclusões lógicas.
Classificação:


Novidades de Outubro #4

Poucas editoras hoje, mas ainda são vários livros. Vou mostrar os lançamentos das editoras iD, Bertrand e Intrínseca. Os que eu mais quero são A Última Princesa, A Ascensão dos Nove e A Sombra da Serpente!


A Última Princesa - Galaxy Craze - iD
Uma série de desastres naturais dizimou a terra. Afastada do resto do mundo, a Inglaterra é um lugar sombrio. O sol raramente brilha, a comida é escassa e grupos de criminosos perambulam pelas florestas, buscando caça. As pessoas estão ficando indóceis. Quando um revolucionário implacável decide roubar a coroa, ele faz da família real seu primeiro alvo. Muito sangue é derramado no Palácio de Buckingham e apenas e Princesa Eliza, de dezesseis anos, consegue escapar. Determinada a matar o homem que destruiu sua família, Eliza se junta às forças inimigas disfarçada. Ela não tem mais nada pelo que viver a não ser vingança, até que ela conhece alguém que lhe ajuda a lembrar como ter esperança (e amar) – outra vez. Agora ela precisa arriscar tudo para que não se torne a última princesa.

Como Salvar uma Vida - Sara Zarr - iD
Jill MacSweeney só quer que tudo volte ao normal. Mas, desde que seu pai morreu, ela tem se isolado do namorado e das melhores amigas – de todo mundo que quer apoiá-la. E quando sua mãe decide adotar um bebê, parece que, de algum modo, está tentando substituir um membro perdido da família por um novo. Mandy Madison sabe o que é crescer sendo indesejável – foi criada por uma mãe que nunca pretendeu ter uma filha. Então, quando Mandy fica grávida, a única coisa de que ela tem certeza é que quer uma vida melhor para seu bebê. É difícil saber o que quer para si mesma. Será que ela vai encontrar alguém que se importe com ela? À medida que seus mundos se transformam, Jill e Mandy devem aprender a se desapegar e a se apegar, e que nada é tão fácil – ou tão difícil – quanto parece. Aclamada pela crítica, Sara Zarr mostra uma história tocante, contada a partir de duas perspectivas, sobre os muitos caminhos que podem nos conduzir a um lar.


A Cidade dos Vampiros - Ellen Schreiber - iD
A pequena e entediante Dullsville está prestes a se tornar a cidade dos vampiros?! Era tudo o que Raven mais queria! Mas, “infelizmente”, ela terá que impedir que isso aconteça. Jagger, vampiro e rival de longa data de Alexander, está na cidade com Luna, sua irmã gêmea recém-transformada. Eles querem vingança e têm um plano... Cabe a Raven e Alexander localizá-los e impedi-los, de uma vez por todas!





Steampunk Poe - Edgar Allan Poe  - iD
Apresenta o casamento entre o clima gótico dos contos e poemas do escritor clássico norte-americano. Edgar Allan Poe, e o chamado "Steampunk", gênero da ficção científica e da fantasia que mescla aspectos tecnológicos do século XIX (steam = vapor), a uma certa rebelião contra a tecnologia (o punk). Embora muitos sempre tenham achado que figuras góticas e engrenagens enferujadas se destinavam a ser parceiros brilhantes, o resultado supreende tanto aos admiradores do escritor, quanto ao gênero. A obra de Poe é aprsentada em textos completos, com os contos macabros de horror e mistério intensificados pelas igualmente mórbidas ilustrações no estilo Steampunk. Prepare-se, pois você pode nunca mais encarar Poe, ou o Steampunk da mesma maneira.