Resenha - Antes de Dormir

Resenha feita pela Maay!  
Título: Antes de Dormir
Título Original: Before I Go To Sleep
Livro Único.
Autor: S. J. Watson
Editora: Record
Páginas: 400
Ano: 2012
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra

Lembram de "Como se fosse a primeira vez"?
Adicione um traço de suspense e você terá "Antes de Dormir".

Sinopse: Todos as manhãs, Christine acorda sem saber onde está. Suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. Seu marido, Ben, é um estranho. Todos os dias ele tem de recontar a vida deles e o misterioso acidente que tornou Christine uma amnésica. Encorajada por um médico, ela começa a escrever um diário para ajudá-la a reconstruir suas memórias mas acaba descobrindo que a única pessoa em quem confia talvez esteja contando apenas parte da história.

A Trama: Christine sofreu um grande trauma, e isso acabou tornando-a amnésica. Além de não conseguir fixar memórias recentes, há uma lacuna de vários anos, anteriores ao acidente, dos quais ela não consegue se lembrar. A cada dia ela precisa que Ben, seu marido, explique o que aconteceu com sua vida. No entanto, cansada de sua situação e sem que seu marido saiba, ela começa a ver um médico que a aconselha a escrever um diário. Todos as manhãs Christine lê o diário. Todas as noites ela escreve o que aconteceu naquele dia. Até que se depara com essas quatro palavras: "Não confie em Ben". Mas como não confiar na única pessoa que está ali por ela? 


A ProtagonistaChristine está perto dos 50 anos, porém, pela falta de memória, e apesar do reflexo no espelho, ela se imagina no auge de seus 20 anos. Isso me incomodou um pouco, mas considerando que a personagem é amnésica, é um fato que pode-se relevar.
De resto, ela é confusa, insegura, e tudo o mais que pode-se esperar, mais uma vez, de uma personagem com essa doença. Não vou dizer que não gostei, ela apenas não me conquistou.

Os Personagens Secundários: Ben, marido de Christine, é um personagem criado para ser o suspeito. Desde o início ele parece esconder alguma coisa. E o fato de o texto na contra capa já revelar que ela não deve confiar nele, não contribui para que o desfecho do livro seja surpreendente.
Dr. Nash foi o personagem de quem mais gostei (e isso não tem nada a ver com minha fixação por médicos, ok?). Ele estava lá para ajudar Christine a descobrir a verdade sobre o que lhe aconteceu. Sem mentiras e sem confusões, é o personagem mais concreto da trama.

Capa, Diagramação e Escrita: Adorei a capa. Em sépia, na frente vemos um olho aberto, e atrás o olho fechado. A fonte é simples, sem detalhes, e combina perfeitamente com o livro. 
Com narração em primeira pessoa, a história é divida em três partes: Hoje, quando Christine acorda e se encontra com o Dr. Nash; O diário de Christine Lucas, obviamente onde ela está lendo seu diário; e mais uma vez Hoje, com o desfecho da trama, em tempo presente. 

Concluindo: Não se deixem levar pelas minhas críticas. O livro não é dos melhores, mas é extremamente envolvente, tanto que o li em duas noites e gostei muito. Não é perfeito, apenas isso. Acho que para um livro de estréia ele é ótimo. Os personagens pouco cativantes são perfeitamente "perdoáveis". Acredito que o maior problema mesmo, é que as coisas se resolveram muito rápido no fim, e o livro acaba meio "do nada", deixando o leitor curioso para uma continuação que não existe.

Quotes:
Algo mais foi acrescentado. Algo inesperado, aterrorizante. Mais aterrorizante que qualquer coisa que vi hoje. Ali, sob o meu nome, em caneta preta e letras maiúsculas, estão quatro palavras. 
NÃO CONFIE EM BEN.
O que somos senão o acúmulo de nossas próprias memórias? Como irei me sentir quando olhar no espelho e ver o reflexo da minha avó?
Classificação: