Resenha - Mentirinhas Inocentes

Resenha feita pela Luh!
Título: Mentirinhas Inocentes
Título Original: Sweet Little Lies
Série: L.A. Candy
1- L.A. Candy (2011)
2- Mentirinhas Inocentes

3- Sugar and Spice (2010 US)
Autor: Lauren Conrad
Editora: Galera Record
Páginas: 304
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Siciliano // Extra // Ponto Frio // Saraiva

Um livro divertido, mas o primeiro foi melhor.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de nenhum livro da série.

Sinopse: Jane Roberts era uma garota normal até que ela e sua melhor amiga, Scarlett Harp, começaram um reality show, “L.A. Candy”. Agora, as meninas têm um acesso livre ao melhor de Hollywood. Mas há mais na vida em frente às câmeras do que apenas festas e compras... Quando fotos picantes de Jane vazam na imprensa, ela se encontra no centro de um escândalo. Ela pede ajuda para Madison Parker sem saber que ela está tramando nos bastidores. Ela pode ser o ombro de Jane para chorar, mas Madison realmente quer ajudá-la?

A Trama: Depois da agradável surpresa que foi L.A. Candy, eu estava com expectativas altas para esse livro e ele infelizmente me decepcionou um pouco. Mentirinhas Inocentes começa exatamente onde o livro anterior terminou, em meio a uma trama tensa envolvendo Jane, Scarlett e Madison, e tinha potencial para ser interessante do início ao fim. Entretanto, o que temos são 250 páginas da mesma coisa acontecendo de novo e de novo e só nas últimas 50 é que acontecem mudanças reais.
O livro ainda assim foi divertido. Gostei de ver como o reality show afetou a vida de cada garota e a trama de Scarlett ficou mais interessante. Também conheci melhor alguns novos personagens e mudei de opinião sobre outros. Porém, o livro é muito previsível e não manteve a qualidade do primeiro. O que o salvou foram as cenas engraçadas. Algumas até me fizeram rir em voz alta!

As Protagonistas: Se antes eu gostava muito de Jane, agora não a suporto. Insegura, carente e ingênua demais, Jane insistia em ignorar seus problemas e se recusava a ouvir os amigos ou perceber coisas que estavam muito óbvias. Nem vou comentar sobre seus envolvimentos românticos, que só me irritaram.
Scarlett voltou a ser a personagem que eu gostava tanto: a garota inteligente e levemente sarcástica, tão segura de si que não se importava muito com o que os outros pensavam dela. A protagonista mostrou um lado mais vulnerável que a tornou muito mais carismática e estou torcendo por ela!

Os Personagens Secundários: Madison continua sendo a mesma, mas agora recebe mais espaço no livro e é divertido ver o que ela vai aprontar. É uma personagem extremamente carente de atenção e, por mais que devesse ser a 'vilã', eu tinha pena dela. Gaby também apareceu mais e ficou muito melhor, ela ainda falava coisas estupidamente engraçadas às vezes, mas soube mostrar que tinha mais do que vento entre as orelhas. Continuo não gostando de Braden, mas não posso negar que as cenas com ele são as mais interessantes. Quem realmente mostrou as garras foi Jesse e, honestamente, não me importaria nem um pouquinho se ele se mudasse para bem longe!

Capa, Diagramação e Escrita:  Essa capa é mais bonita que a primeira e continua sendo muito fofa. Gostei desse tema de doces na imagem, que combina com o título (Candy = doce). A parte de trás trouxe outra foto gigantesca da autora, mas dessa vez ao menos tem a sinopse também!
O início dos capítulos continua tendo títulos perfeitos que me deixam em agonia tentando adivinhar o que vai acontecer e a diagramação é ótima. Não encontrei nenhum errinho de revisão.
A escrita informal é ideal para esse tipo de livro e não consigo imaginá-lo de outra maneira. A narrativa fica muito mais interessante com os e-mails e mensagens de texto que a autora usa.

Concluindo: Não é tão bom quanto o primeiro, mas continua sendo divertido! Gostei de conhecer melhor os personagens secundários e espero que alguns deles ganhem mais espaço, incluindo Scarlett.

Quotes:
Andei tão preocupado com você, ganhei quase três quilos de tanto comer de estresse. Antes eu pensava que os diamantes eram os melhores amigos de uma garota, mas agora percebi que são os carboidratos. Sério, tenho uma baguete francesa em casa usando uma pulseirinha da amizade.

 - Você está saindo com alguém, né? Eu sempre sei dessas coisas. Tenho um quinto sentido pra isso.
[...]
 - Não. E acho que o certo é sexto sentido.
 - Não, eu não vejo gente morta. É diferente.
Classificação: