Resenha - Aden Stone e a Batalha Contra as Sombras

Resenha feita pela Luh!
Título: Aden Stone e a Batalha Contra as Sombras
Título Original: Intertwined
Série: Interligados
1- Aden Stone e a Batalha Contra as Sombras
2- Aden Stone Contra o Reino das Bruxas (2011)

3- Aden Stone, o Rei dos Vampiros (2013)
Autor: Gena Showalter
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 448
Ano: 2010
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Cia dos Livros // Siciliano

Uma fantasia emocionante.

Sinopse:  A maioria das pessoas de 16 anos de idade têm amigos. Aden Stone tem quatro almas humanas que vivem dentro dele. Um pode viajar no tempo. Um pode levantar os mortos. Um pode prever o futuro. E outro pode possuir outro humano. Todo mundo pensa que ele é louco, essa é arazão pela qual ele passou sua vida inteira entre instituições para doentes mentais e reformatório. Tudo isso está prestes a mudar. Durante meses Aden tem tido visões de uma menina bonita – uma moça que carrega segredos antigos. Uma menina que quer salvá-lo ou destruí-lo.

A Trama: A história já começa cheia de ação, com Aden enfrentando vários zumbis, mas logo o ritmo diminui e a autora narra uma certa rotina na vida do protagonista até a metade do livro. Nas primeiras 150 páginas eu estava bem confusa, mas intrigada, devido às 4 almas que vivem com Aden. Cada alma tem habilidades únicas: Eve pode viajar no tempo, Julian acorda os mortos, Caleb consegue possuir o corpo de uma pessoa e Elijah prevê o futuro. As almas não sabem de onde vieram ou se existiam antes do nascimento de Aden, mas estão com o garoto desde que ele se lembra e é muito interessante tentar descobrir o mistério por trás de cada uma delas.
O que mais me agradou em Aden Stone e a Batalha Contra as Sombras é que a autora geralmente não toma o rumo mais óbvio e se esforça para surpreender. Há um pouquinho de cada gênero, romance, ação, muito mistério e algumas cenas bem engraçadas. Não gostei muito da mistura de seres sobrenaturais que Gena escolheu, ela inseriu no livro tudo quanto é raça que você possa imaginar, elfos, duendes, bruxas, demônios, vampiros, lobisomens e muito mais, o que achei desnecessário.
A trama do segundo livro já começa no primeiro e adoro já ter uma ideia do que vai acontecer agora. O final, apesar de solucionar vários problemas e responder muitas perguntas, pareceu fácil demais, como se convenientemente tivesse acontecido tudo o que era necessário para que tal desfecho funcionasse, mas ainda adorei o rumo que a história tomou.

Os Protagonistas: Mary Ann é extremamente certinha, nunca faz nada de errado e já tem seu futuro todo planejado. Ela era, realmente, bem chatinha e previsível no início, mas a personagem muda um pouco e acabei me apegando à ela. Entretanto, tenho que avisar que nessa série quem chama a atenção são os homens.
Aden tenta ser o mais normal possível, mas isso pode ser meio difícil quando você tem quatro pessoas diferentes dentro da sua cabeça, todas lutando para chamar sua atenção. Ele tem um temperamento difícil e toma umas decisões bem ruins às vezes, principalmente aquelas impulsionadas por seu "complexo de herói", mas é leal aos amigos e, se ele não te conquistar, uma das 4 almas definitivamente vai! Além disso, fui obrigada a sentir um pouquinho de pena dele por já saber exatamente como vai morrer (graças a Elijah).

Os Personagens Secundários: Por alguma razão, não gostei muito de Victoria. Ela parecia meio forçada, não era muito carismática. Riley foi o melhor personagem, ele chamou minha atenção desde sua primeira aparição e é aquele por quem todo mundo se apaixona, ele é muito fofo e sexy!
Claro que haviam antagonistas, mas eles pareciam meio fraquinhos para ser sincera, espero que os próximos sejam melhores.

Capa, Diagramação e Escrita:  Não gosto dessa capa. O fundo cheio de cores é legal, mas os três personagens ali na frente não dá, eles estão com muita cara de "jogo de videogame" e não "capa de livo", principalmente naquelas poses. Gostei do espaçamento entre as linhas e encontrei alguns errinhos de revisão, principalmente pontuação, mas nada que incomodasse.
Gena escreve nessa série em 3ª pessoa, alternando entre os pontos de vista de Mary Ann e Aden. Uma coisa que achei meio engraçada é que muitos personagens, principalmente os vampiros, tinham nomes de outros livros de vampiros - Victoria (Crepúsculo), Elijah (Diários do Vampiro), Dmitri (Academia de Vampiros) e por aí vai. A escrita da autora não é extremamente descritiva e tem nada de especial, mas é envolvente e interessante.

Concluindo: Ainda estou me acostumando com Aden e suas quatro almas, mas é uma série que tem muito potencial e pretendo continuar. Sinto que esse livro foi mais introdutório e, a partir de agora, haverá mais ação. Apesar de a trama ter alguns trechos lentos, gostei muito da ideia geral do livro e as cenas de romance envolvendo Riley eram maravilhosas!

Quotes:
A necessidade de abraçá-la ressurgiu, assim como a vontade de correr. Caleb diria que ela era o paraíso e inferno dentro da mesma bela aparência. Amiga e inimiga. Caçadora e caça.

 Da última vez que havia ido dormir, Mary Ann via o mundo em preto e branco. Um mundo no qual um plano de quinze anos motivava cada uma de suas ações. Agora, seus olhos estavam abertos para as cores vivas e poderosas, abertos a um quebra-cabeça que ela desesperadamente queria montar, com cada minuto revelando uma surpresa para a qual ela não seria capaz de se preparar.

 - Quanto mais converso com você, mais quero conversar. E acho que já penso muito em você.
Classificação: