Quinta das Capas #44

Instrumentos Musicais e Bandas


A maioria das capas de hoje é americana, então vocês talvez não conheçam muitas, mas algumas delas são maravilhosas!

Começando por um estilo mais comum, eu até que gostei dessas três imagens. Ten Miles Past Normal tem um ar mais fofo e adorei a fonte. Não gostei tanto da modelo de Somebody Everybody Listen To, provavelmente porque parece que colocaram ela na frente de um ventilador, mas a capa em geral ficou boa. Adorei o detalhe no nome da autora de The Musician's Daughter, mas poderiam ter trabalhado melhor no título. O que mais gostei nessa capa é que ela serve tanto para os tempos modernos quanto para um cenário de duzentos anos atrás.

No início eu prestei tanta atenção naqueles galhos de All Our Pretty Songs que mal notei a modelo atrás, mas gostei da pose dela, como se estivesse aproveitando muito a música. Take a Bow tem uma simplicidade que me conquistou e me deixou curiosa para saber mais. Por fim, adoro essa capa de Sábado À Noite, principalmente o coração vermelho!

Apesar de o título estar feio e o nome do autor estar pior ainda, adorei a imagem de fundo em Phoenix Rockstar, principalmente aquelas meias estilosas! Acho que a editora fez uma ótima escolha deixando a fonte de Dirty Little Secret simples, já que a capa já tem muitas cores e elementos, mas achei a imagem meio estranha - a garota está sentada em um balcão e pisando num instrumento? Não sei exatamente porque, mas adorei a imagem de Broken Chords. A roupa parece combinar perfeitamente com o piano e as cores deram um ar mais sério ao livro, talvez seja um drama? Só acho que o título poderia ter recebido mais destaque, mal dá pra ler!

E finalmente chegamos às minhas prediletas! Adorei o roxo de The Lucy Variations, mas eu mudaria a fonte do título. Amplified está perfeita, chamou minha atenção, amei o amarelo e achei muito original colocarem um amplificador na capa. A imagem de This Lullaby poderia ter ficado feia, mas o fundo roxo e aquela palheta de coração fizeram toda a diferença! Só acho que foi um exagero colocarem o nome da autora tão grande e o titulo tão pequeno.