Resenha - E Se Fosse Verdade...

Resenha feita pela Luh!
Título: E Se Fosse Verdade...
Título Original: Et si c'était vrai...
Série: E Se Fosse Verdade
1- E Se Fosse Verdade... (2006 - Versão Antiga)
2- Encontrar Você (2006)
Autor: Marc Levy
Editora: Suma de Letras
Páginas: 232
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra // Fnac // Saraiva

Uma história linda e emocionante.

Sinopse: Lauren é uma jovem médica com muito potencial: faz residência no San Francisco Memorial Hospital, na Califórnia. Porém, sua carreira promissora é interrompida quando ela é vítima de um grave acidente de carro e fica em estado de coma. Com morte cerebral confirmada, ela acorda e descobre que está fora de seu corpo – incomunicável como um fantasma. De forma misteriosa, Lauren consegue ser vista apenas pelo solitário Arthur, o novo inquilino de seu apartamento. Cético, ele leva algum tempo para acreditar na história da invasora, mas logo o sentimento entre os dois se torna algo a mais. Sem esperanças, os médicos e a família da jovem decidem fazer a eutanásia. Agora, o casal terá que lutar para salvar o corpo de Lauren, e descobrir alguma forma de reuni-lo com sua consciência.

A Trama: Arthur tem uma vida bem comum, até se mudar para um novo apartamento e, alguns dias depois encontrar uma mulher no armário. Lauren está em coma e não entende como Arthur pode ver e tocar seu 'espírito', mas se sente muito feliz por finalmente ter alguém com quem conversar. E Se Fosse Verdade é um livro muito bonito que traz diversos trechos 'filosóficos' que fazer o leitor refletir sobre a vida e o tempo que nos resta.
A trama começou muito bem, mas acho que se perdeu um pouco no meio com cenas forçadas. Por sorte, o final foi ótimo e a última página chegou a me arrancar algumas lágrimas. Alguns trechos não fizeram sentido, como porque só Arthur conseguia ver Lauren ou porque ela conseguia tocar nas coisas às vezes, mas o foco da história é nos sentimentos dos personagens, não tanto na situação. É um livro bem sentimentalista e com um certo nível de drama, então não recomendo se você não gosta de livros assim. Era comum encontrar em quase todos os capítulos trechos sobre como a vida é preciosa e coisas do tipo e eu geralmente não gosto de drama, mas senti que foi algo natural na história. Adorei que o autor tenha feito uma continuação para a história, mas já aviso que poderia facilmente parar nesse livro, pois tem um final satisfatório.

Os Protagonistas: Arthur é um arquiteto jovem que não teve muitos relacionamentos sérios e parecia um cara normal até encontrar um 'fantasma' em sua casa. Gostei do personagem, apesar de ele ter umas ideias bem malucas às vezes, geralmente ele era centrado e inteligente, além de muito gentil e amável.
Lauren é uma médica que sofre um acidente e acaba indo parar em coma, mas seu 'espírito' sai vagando por aí e obviamente é uma situação terrível onde ela não consegue falar com seus conhecidos e nem sequer pode abraçar a própria mãe. Senti pena dela por sua impotência, por ter que ver decisões sendo tomadas em seu nome sem poder fazer nada para mudá-las, e gostei das escolhas que ela fazia quando possível. Queria conhecer mais sobre o passado da mulher, mas ela ainda foi minha personagem predileta.

Os Personagens Secundários: Os personagens não são muito bem desenvolvidos, mas gostei de Antoine, o 'padrasto' de Arthur que parecia ser um homem muito altruísta e generoso, gostaria que ele tivesse uma história mais feliz.

Capa, Diagramação e Escrita:  Essa capa é belíssima e transmite muito bem a ideia do livro, é minha edição predileta e amei tudo sobre ela. A letra tem um tamanho e fonte ótimos e só encontrei uns poucos errinhos de revisão, mas nada que atrapalhe a leitura.
Marc tem uma escrita belíssima e que, ao mesmo tempo, precisa ser melhor desenvolvida. Os diálogos e as cenas podiam ficar levemente confusos às vezes, mas também haviam trechos que me faziam suspirar. É um autor com muito potencial, com certeza.

Concluindo: Não é um livro para todos, devido ao drama e às muitas passagens filosóficas, mas eu adorei, devorei o livro de uma só vez e fiquei triste quando terminou. Definitivamente vou procurar outras obras do autor e ler a continuação!

Quotes:
- Não pertenço a um sistema, sempre lutei contra. Vejo as pessoas que gosto, vou aonde quero ir, leio um livro porque tenho vontade e não porque ele "não pode deixar de ser lido". Minha vida inteira é assim.

 - O que eu vou contar não é fácil de ouvir, pois é meio inverossímil, mas se puder escutar minha história, se puder confiar em mim, talvez acabe acreditando e seria muito importante, pois, mesmo sem saber, é a única pessoa no mundo com quem posso dividir esse segredo.

Sabe, nada é mais complexo que criar um filho. A gente passa a vida inteira querendo dar tudo que acredita ser justo, mesmo sabendo que frequentemente nos enganamos. Mas tudo que a maior parte dos pais faz é por amor, mesmo que nem sempre se possa evitar algum egoísmo.
Classificação: