Resenha: Emmi & Leo

Resenha feita pela Maay!  
Título: Emmi & Leo - A Sétima Onda
Título Original: Alle sieben Wellen
Série: @mor
1- @mor (2012)
2 - Emmi & Leo
Autora: Daniel Glattauer
Editora: Suma de Letras
Páginas: 168
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Cia dos Livros // Submarino // Saraiva

Confesso, eu esperava mais.
Atenção!!! Contém spoilers de @mor!

Sinopse: Em @mor, o escritor e jornalista austríaco Daniel Glattauer se utiliza dos princípios dos romances epistolares – trocas de cartas – com uma roupagem contemporânea: o contato virtual. Ao contar a fortuita atração mútua entre os jovens Leo Leike e Emmi Rothner, por meio de conversas por e-mails e  sentimentos que desenvolvem um pelo outro, o autor utiliza pontos de vista alternados para contar uma inusitada história de amor. "Emmi & Leo" é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes. 

A Trama: No final de @mor, tudo parecia perdido. Emmi não foi ao encontro dos dois, Leo se mudou para Boston, e o mais trágico: Leo desativou seu e-mail!
No início de Emmi & Leo, Emmi está tendo várias conversas com o administrador do servidor, o qual lhe responde prontamente em 10 segundos. Até que administrador para de respondê-la. E Leo reaparece.
Tudo muito lindo, todo mundo muito feliz... Só que não. Leo voltou de Boston, 9 meses depois, e trouxe com ele "Pam" - sua nova namorada. E aí o livro começa a ficar chato.
É um vai e vem cansativo. Uma hora ele quer, mas ela não quer. Quando ela passa a querer, ele já não quer mais. Então resolvem parar de se falar. De repente, ele quer de novo e ela também quer. Mas antes que algo aconteça, alguém desiste, e o outro resolve cortar o contato. E é assim que o livro segue até os capítulos finais.
A impressão que eu tive é que o autor não tinha mais o que escrever, então foi enrolando a história. Não que isso tenha afetado o meu interesse, é óbvio que eu queria devorar a história e saber logo em que tudo aquilo ia dar. Mas que cansa, cansa!

Os Protagonistas: Lembram na resenha de @mor, quando disse que a imaturidade dos personagens não tem muita relevância? Pois é, retiro isso. Eles me irritaram profundamente, pareciam duas crianças brigando, esperando quem daria o braço a torcer primeiro. Em muito pouco lembram os personagens que me ganharam no primeiro livro.

Personagens SecundáriosAqui eu repito, pelo fato de o livro ser composto pelos e-mails trocados entre Emmi e Leo, os personagens secundários recebem pouquíssimo destaque. E assim, acaba sendo impossível conhecê-los a ponto de formar uma opinião sobre eles.

Capa, Diagramação e Escrita: Nessa capa, diferente da primeira, eu não gostei das cores (odeio verde), mas adorei o desenho. O guarda-chuva cobrindo os dois deu toda uma elegância para a imagem, um ar de suspense, que eu adorei.
Mais uma vez a história é contada através dos e-mails trocados pelos personagens. O livro ainda é rápido e gostoso de ser lido, como já era de se esperar, devido ao formato. Não tenho muito o que reclamar da escrita, o que realmente me incomodou foi aquela enrolação toda de "vai, não vai".

ConcluindoAgora o momento de me explicar. O livro é bom, não me entendam errado. Mas, eu sou uma pessoa extremamente objetiva, que não tem a menor paciência para pessoas que não sabem o que querem. E aí, é claro que a indecisão dos personagens iria me tirar do sério!
Fora isso, acho que o livro deu o encerramento digno para a história desses dois.

Quotes:
VOCÊ NUNCA É UMA CHATEAÇÃO PARA MIM. Você sabe disso. Assim eu também seri uma chateação para mim mesmo, afinal você faz parte de mim. Eu carrego você comigo pra cima e pra baixo, através de todos os continentes e estados de espírito, como um devaneio, como uma ilusão de perfeição, como expressão máxima do amor. Assim você esteve comigo por quase dez meses em Boston, assim você voltou pra casa comigo. 

Quem vive apenas em etapas sente falta do todo, da inteireza, do senso de completude. Vive em pedaços frágeis, pequenos, que não dizem nada. Ao fim, tudo lhe parece breve demais. 
Classificação: