Resenha - Cretino Irresistível

Resenha feita pela Maay!  
Título: Cretino Irresistível
Título Original: Beautiful Bastard
Série: Beautiful Bastard
1- Cretino Irresistível
2- Beautiful Stranger (2013 US)
3- Beautiful Player (2013 US)
Autora: Christina Lauren
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 272
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Extra // Submarino // Saraiva // Fnac

Um dos piores livros do ano, se não o pior.

Sinopse: Uma estagiária ambiciosa. Um executivo perfeccionista. E um relacionamento ardente e totalmente perigoso!
Esperta, dedicada, prestes a cursar um MBA, Chloe Mills tem apenas um único problema: seu chefe, Bennet Ryan. Ele é exigente, insensível, sem consideração - e completamente irresistível. Um belo cretino. Bennet acaba de retornar da França para assumir um cargo importante na empresa de comunicações de sua família. Mas o que ele não poderia imaginar era que a pessoa que o ajudava enquanto ele estava no exterior era essa criatura linda, provocadora e totalmente irritante que agora ele tem de ver todos os dias. Ele nunca foi do tipo que se envolve em relacionamentos no ambiente de trabalho, mas Chloe é tão tentadora que ele está disposto a flexibilizar essa regra - ou quebrá-la de uma vez - para tê-la. Por todo o escritório! Mas o desejo que um sente pelo outro cresce tanto que Bennet e Chloe terão de decidir o que estão dispostos a perder para ganhar um ao outro.


A Trama: Chloe trabalha para Bennet e eles teoricamente se odeiam. Até que um dia começam a discutir e acabam transando na sala de reuniões. E depois disso, a cada oportunidade ou a cada discussão, Bennet acaba com a calcinha rasgada da estagiária no bolso. É, vocês não entenderam errado. Ele tem uma mania bizarra de tirar as calcinhas dela, rasgando-as. E depois guarda todas como prêmio. O engraçado é que ela, teoricamente, só usa calcinhas de grife. Fiquei me perguntando se a qualidade delas é tão ruim assim, que basta um puxão para rasgarem - sem nem machucar a "pobre garota".
Enfim... A história é basicamente isso. Eles brigam, se pegam e depois agem como se nada tivesse acontecido. E isso se repete ao longo das quase 300 páginas.
Também preciso expressar minha indignação. Já falei diversas vezes aqui que, antes de ler um livro, vejo algumas resenhas sobre ele. Sinceramente, eu nunca vi resenhas que destoavam tanto do livro, como vi desse.
Em primeiro lugar, uma pessoa elogiou as autoras por saberem unir romance e  sexo sem tornar o livro vulgar. Eu juro, eu tentei encontrar romance, mas não há um diálogo que não acabe em sexo. E sinceramente, achei o livro bastante vulgarOutra coisa que elogiaram bastante foi o humor. Isso, para mim, foi pior que elogiar o romance. Não tem humor. E eu acho que não teve nem uma tentativa de ter humor, não sei de onde tiraram isso.
Depois disso, vi elogios sobre a "coragem" que as autoras tiveram ao fugir do BDSM. Ok, eu admito que esse aspecto é leve se comparado aos outros eróticos atuais. Porém, na minha opinião, a mulher curtir que o cara rasgue a calcinha dela, deixe ela marcada e dê uns tapas fortes, caracteriza sim uma relação BDSM. Claro que outras coisas também me incomodaram nas resenhas que li. Mas esses três pontos foram os mais revoltantes para minha humilde pessoa.

Os Protagonistas: Se eu não gostei do livro, é claro que não gostei dos personagens. Eles são muito estereotipados, mas em alguns momentos acabam contradizendo esse esteriótipo. 
Além disso, acho que os dois devem ter algum distúrbio de personalidade. Porque não é possível, mesmo que se odeiem, eles serem tão diferentes, diante de outras pessoas, do que são um com o outro.
Agora, um comentário que preciso fazer: vocês já repararam que 99% dos personagens masculinos de livros eróticos são empresários trilionários e bem sucedidos?

Personagens SecundáriosTodos os personagens secundários são bonzinhos, adoram a Chloe e brigam com Bennet por ele tratá-la tão mal. E não, eu não estou exagerando, pois é apenas isso que conseguimos aprender sobre eles. Não conhecemos nenhum o suficiente, a ponto de formarmos uma opinião.

Capa, Diagramação e Escrita: Agora a única parte em que farei elogios sobre o livro. Achei o trabalho da Universo, com a capa, maravilhoso. A forma como o desenho parece um rascunho e a cor está apenas em alguns pontos, realmente me conquistou.
A diagramação também foi de extrema atenção com os leitores. Como o livro é narrado por Chloe e Bennet, alternando entre os capítulos, a editora alternou também a fonte. E a atenção foi tamanha nisso, que até a fonte escolhida combina mais com um personagem feminino ou masculino. Gostei bastante, pois é mais fácil identificar quem está narrando, principalmente quando você não está conseguindo focar muito.

ConcluindoNão tenho problema com livros eróticos, li a trilogia de 50 tons e adorei. Mas gostei porque, além do erótico, o livro tem um romance (mesmo que "crepusculesco" demais) e tem muito humor. Em Cretino Irresistível, não encontrei nada disso. Não estou exagerando quando digo que é sexo atrás de sexo, misturado com algumas conversas (interrompidas pelo sexo).
Sempre digo que cada um tem direito a tirar suas próprias opiniões, mas se quiserem meu conselho: não vale nem um pouco à pena.

Ps: Para quem não sabe, Christina Lauren é, na verdade, o pseudônimo das autoras Christina Hobbs e Lauren Billings

Quotes:
Veja bem, ele quer uma coisa que é minha, e ele não pode ter isso.

Você mentiu na minha cara. Eu posso até achar que você é um cretino na maior parte do tempo, mas sempre considerei que seria honesto comigo.
Classificação: