Resenha - A Desconstrução de Mara Dyer

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Desconstrução de Mara Dyer
Título Original: The Unbecoming of Mara Dyer
Série: Mara Dyer
1- A Desconstrução de Mara Dyer
2- The Evolution of Mara Dyer (2012 US)
3- The Retribution of Mara Dyer (2014 US)
Autor: Michelle Hodkin
Editora: Galera Record
Páginas: 378
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac

Sinopse: Um grupo de amigos... Uma tábua ouija... Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto... até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente pertubada de Mara. Mas depois de sobreviver à traumática experiência é natural que a menina se proteja com uma amnésia seletiva. Afinal, ela perdeu a melhor amiga, o namorado e a irmã do rapaz. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. E Mara só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações - ou seriam premonições? - Os corpois e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Ela precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la....

A Trama: Quando comecei esse livro, eu não tinha lido nem mesmo a sinopse, mas gostei da surpresa.
Mara Dyer é a única sobrevivente de um acidente que matou sua melhor amiga e dois conhecidos. Foi uma experiência muito traumática, especialmente porque ela não se lembra do que aconteceu, mas tudo piora quando Mara começa a ter alucinações.
O melhor da trama, na minha opinião, é que diversas situações estranhas acontecem e, como a protagonista tem alucinações, você não sabe se aquilo está realmente acontecendo ou é tudo dentro da cabeça de Mara. Sendo assim, A Desconstrução de Mara Dyer pode ser sobre uma garota louca ou pode ter elementos paranormais (ou ambos) e não vou contar qual é a alternativa verdadeira para não estragar o suspense.
Gostei muito da ideia da trama, há bastante suspense, mas também romance, surpresas e até rivalidades clichês do ensino médio. Em certos trechos a trama tomou um rumo que eu não esperava e não gostei tanto, porém o final é daqueles em que você recebe uma notícia bombástica e o livro acaba, te deixando morrendo para saber o que vai acontecer.

A Protagonista: Mara obviamente foge da protagonista comum, sendo levemente temperamental, irriquieta, ingênua , sarcástica e insegura. De alguma maneira, em Mara tudo isso parece se encaixar perfeitamente. Também adorei como a protagonista não gosta muito de Noah no início e é preciso um certo tempo e muita insistência para que ela resolva dar uma chance à ele. Entretanto, o romance é morno na maior parte do tempo.

Os Personagens Secundários: Os personagens são muito bem construídos e capazes de trazer à tona uma variedade de emoções.
Eu amei Noah. Ele é um daqueles personagens que você sabe que é um clichê, mas não há como não se apaixonar por ele mesmo assim. Todavia, tive um grande problema em entender suas motivações. Noah é um típico galinha, um cara bonito e extremamente sexy com um sotaque britânico que poderia ter qualquer garota que quisesse, até que ele resolve que quer Mara. Eu não entendia se ele estava com Mara simplesmente por gostar de um desafio ou se ele realmente estava interessado nela.
A família de Mara é incrível. Todos são cativantes, diferentes e a autora foi capaz de mostrar o ponto de vista de cada um.

Capa, Diagramação e Escrita: Essa capa tem algo especial. Não sei bem o que é, só que não consigo parar de olhar para ela. Porém não sou uma fã daquele título, ficou difícil de ler.
Eu aprecio os esforços do tradutor, porém pelos trechos que vi do livro em inglês, acho que parte de sua essência se perdeu na tradução. Mara usa diversos xingamentos que foram trocados por versões bem mais leves em português e há diversos trocadilhos que seriam impossíveis de traduzir.
Adorei a escrita da Michelle, é envolvente e divertida e ela sabe descrever uma cena sem torná-la entediante. Entretanto, acredito que ainda possa melhorar.

Concluindo: Um livro com diversos temas, indo do romance ao suspense, e um final de tirar o fôlego! Há alguns defeitos, mas no geral é uma ótima trama.

Quotes:
Meu nome não é Mara Dyer, mas meu advogado disse que eu precisava escolher alguma coisa. Como pseudônimo. [...] Sei que ter um nome falso é estranho, mas confie em mim: é a coisa mais normal a respeito da minha vida no momento.

Rachadoras apareceram nas paredes da sala de aula conforme umas vinte cabeças se voltaram na minha direção. As fissuras dispararam para cima, cada vez mais altas, até que o teto começou a desabar. Minha garganta ficou seca. Ninguém disse nada, muito embora a sala estivesse coberta de poeira, muito embora eu achasse que fosse sufocar.
Porque não estava acontecendo com mais ninguém. Só comigo.

 - Não há nada que ninguém possa fazer para consertar isso - eu disse baixinho. Finalmente.
Mas então Noah se voltou para mim. O rosto estava anormalmente aberto e sincero, mas os olhos eram desafiadores ao encararem os meus. Minha pulsação disparou sem meu consentimento.
 - Me deixe tentar.

Classificação: