Resenha - O Segredo de Cybele

Resenha feita pela Beatriz!
Título: O Segredo de Cybele
Título Original: Cybele's Secret
1- A Dança da Floresta
2- O Segredo de Cybele (2009) - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/06/resenha-danca-da-floresta.html#sthash.uGtG6R4h.dpuf
1- A Dança da Floresta
2- O Segredo de Cybele (2009) - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/06/resenha-danca-da-floresta.html#sthash.uGtG6R4h.dpuf
Série: Wildwood
1- A Dança da Floresta (2008)
2- O Segredo de Cybele

Série: Wildwood
1- A Dança da Floresta
2- O Segredo de Cybele (2009) - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/06/resenha-danca-da-floresta.html#sthash.uGtG6R4h.dpuf
Autora: Juliet Marillier
Editora: Prumo
Páginas: 424
Ano: 2008
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Cia dos Livros

Mais uma vez a combinação de capa melosa com sinopse tediosa impede que mais leitores descubram a magia e história fantástica que há por trás delas.
Atenção: NÃO contém spoilers do livro anterior.  

Sinopse: A jovem Paula aventura-se por entre os cantos proibidos de uma misteriosa cidade e o mundo encantado do outro Reino. Mas ela poderá suportar os testes de bravura, sabedoria e amor verdadeiro? Na Istambul do começo do período otomano, época em que essa cidade era o coração comercial da atual Turquia, Paula vivencia verdadeiras provações humanas que envolvem os limites da religião muçulmana, o culto secreto à deusa Cybele e sua irmã desaparecida Tati. Essa expedição a levará a verdadeiros testes de bravura e confiança.

A Trama: A narrativa já começa a todo vapor com a protagonista em uma viagem de barco para Istambul. Cerca de seis anos se passaram desde o final do último livro e agora a história é contada por Paula, a segunda irmã mais nova. Como seu pai sempre foi um excelente mercador, inicialmente seu plano era ir atrás da estátua da antiga deusa Cybele, que muitos acreditavam não passar de um mito. Através dessa busca eu adorei conhecer mais da cultura e história islâmica sem ser de maneira didática. Paula tem de passar por diversos testes, pois é assim que as coisas funcionam no Outro Reino, que agora voltou a dar sinal de existência. Enquanto luta para poder falar nem que seja por pouco tempo com Tati, Paula também enfrenta os desafios de quem está começando a tecer uma vida própria e fora dos livros. Com um ritmo envolvente e na medida, tudo acontece no momento certo, sem pressa ou cenas instantâneas. A autora faz questão de não deixar interrogações no ar e em nenhum momento sua escrita parece rebuscada e esse cuidado foi o que mais me conquistou.


A Protagonista: Não era só a Jena, a protagonista do livro anterior, a única irmã inteligente, focada e dedicada e o mais interessante foi que mesmo com atributos parecidos, a autora soube definir e separar bem a personalidade de ambas e as diferenças ficam nítidas com o desenrolar da narrativa. Paula desde sempre foi à irmã mais estudiosa, sabe falar várias línguas e também sente falta das noites em claro que passava no Outro Reino. Mesmo em um lugar onde as mulheres são submissas e “presa” em um triângulo amoroso nem um pouco meloso, Paula não deixa nenhuma dessas coisas estragarem sua narração com lamentações e tenta sempre aprender alguma lição.

Os Personagens Secundários: Mesmo que nenhum dos antigos personagens tenha aparecido, temos uma boa ideia do que aconteceu com eles. Entretanto, os novos personagens não deixam nem um pouco a desejar, tanto que eu simplesmente não consegui escolher um favorito! Stoyan me conquistou pelo seu jeito manso e extremamente protetor. Inicialmente foi contratado apenas para ser o guarda-costas de Paula, mas nem ela resistiu aos cuidados desse guerreiro. E a segunda ponta desse triângulo é Duarte da Costa, o inicialmente perigoso pirata que todos tacharam como vilão pela má reputação nos comentários que circulam pela cidade, mas simplesmente não tem como resistir seus diálogos cheios de charme e seu estilo de pirata aventureiro quando provocava Paula. Mais motivos para amar cada personagem? Todos são bem construídos e nosso conhecimento sobre eles é o mesmo da protagonista, incluindo seus julgamentos e conclusões, ou seja, dá uma sensação de realismo, pois é desse jeito que acontece na vida real. Sem contar as reviravoltas totalmente imprevisíveis.

Capa, Diagramação e Escrita: Essas capas continuam sendo muito enfeitadas, a diagramação sem graça com páginas brancas só contribuem para encobrir a verdadeira graça do livro, a escrita. Mais uma vez Juliet me surpreende pela habilidade que ela possui em mesclar clichês, pesquisa cultural e personalidades variadas e transformar isso em um dos melhores livros que já li, com direito a fortes emoções, desde felicidade até pura perplexidade. Só lendo para entender a magia dessa série.

Concluindo: Ignorem mais uma vez os erros que a editora cometeu. Admito que saber do triângulo amoroso diminuiu e muito minhas expectativas, mas acredito que isso só tenha aumentado minha surpresa mais que positiva e no final o tal triângulo mais parecia um trio que me fez rir e me divertir acima do "Não, me escolhe". Esses livros dão outro ar para literatura fantástica, pois são muitas mais que apenas "histórias inventadas". Sim, mais que recomendo.

Quotes:
Se um homem realmente ama... Ele não considera os obstáculos, as restrições, as razões pelas quais a sua escolha pode ser falaha ou impraticavel. Ela não dá atenção ao que os outros possuam pensar. Seu coração não tem espaço para isso, pois está cheio até a borda com a verdade indizível de seus sentimentos.

Água e pedra. Carne e osso. Noite e manhã. Rosa e espinho. Árvore e vento. Coração e mente.

Classificação: