Resenha - O Substituto

Resenha feita pela Maay!  
Título: O Substituto
Título Original: The Understudy 
Livro Único.
Autores: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Submarino // Saraiva

Infelizmente, o livro não é nada do que eu esperava.

Sinopse: Para Josh Harper, ser ator significa ter dinheiro, fama, mulheres aos seus pés e o papel principal nos palcos de Londres. Para Stephen C. McQueen, trata-se de uma longa e desastrosa carreira como figurante. Stephen tem um nome que não ajuda (não, ele não é parente do famoso Steve McQueen), um agente pouco interessado, um relacionamento complicado com a ex-mulher e a filha e um trabalho como substituto de Josh Harper, o 12º Homem mais Sexy do Mundo. E, quando percebe que está apaixonado por Nora, a linda e inteligente esposa de Josh, sabe que as coisas podem ficar ainda mais difíceis para ele. Ou, quem sabe, essa não é justamente sua Grande Chance? Com personagens engraçados e diálogos irresistíveis, O substituto é uma comédia arrebatadora.
 

A Trama: O livro conta a história de Stephen C. McQueen, um ator que, como muitos, está esperando sua grande chance para a fama.
Meu principal problema, dentre muitos, foi que em vários momentos parecia que a trama estava há capítulos estagnada. Isso fez com que a leitura fosse muito, muito truncada. Penosa, sem querer exagerar. É difícil você se empolgar para ler um livro que parece não caminhar para lugar algum.
E disso, também, decorre a dificuldade que estou tendo ao falar sobre a trama (mas isso vocês já devem ter percebido, haha).

O Protagonista: Stephen C. McQueen é o típico ator mal sucedido que não aceita a derrota. É daquelas pessoas exageradamente sonhadoras, sabe? Que você tem vontade de sacudir, pra ver se elas voltam para a realidade?
Mas nem foi isso o que mais me incomodou no personagem. O problema era que, apesar de sonhar demais, ele não faz nada para tornar esses sonhos realidade. Apenas reclama, reclama e reclama. E para isso, sinceramente, eu não tenho a menor paciência. 

Personagens SecundáriosSobre Nora, eu fiquei em um dilema. Gostei muito da personagem, mas nos flashbacks que vemos de seu tempo de solteira, ela parece muito mais interessante que a dona de casa casada com Josh Harper. Acho que ela deveria ter sido melhor explorada, quem sabe isso tornasse o livro um pouco mais interessante.
Um personagem que dá para contar nos dedos as cenas em que apareceu, e que eu queria muito conhecer melhor, é a filha de Stephen. A criança é daquelas super inteligentes, mas engraçadas - acho que daria um pouco de dinâmica à trama.

Capa, Diagramação e Escrita: Eu adoro as capas da Intrínseca para os livros de Nicholls. Elas são completamente diferentes uma da outra, mas tem uma característica, que só de olhá-las, sabemos que são do autor.
O livro é narrado em terceira pessoa, mas grande parte do foco está em Stephen, o que, na minha opinião, prejudicou o livro.

ConcluindoPara quem espera encontrar algo parecido com Um Dia - um de meus livros favoritos, diminua suas expectativas. Não é que o livro seja de todo ruim, mas falta algo.
Como eu disse antes, a trama parece não sair do lugar. E pior, o livro acaba do nada. Sem resolver pontos que são tratados durante vários e vários capítulos.
Por fim, vi várias resenhas com a mesma opinião que eu, mas como sempre, acho válido cada um tirar suas próprias conclusões.

Quotes:
- Nesse caso… se você não se incomoda de eu perguntar…
- Por que eu estou aqui?
- Por que você está aqui?
- Bem, eu sei que você vai achar estranho - falou, botando o cabelo atrás da orelha, olhando o chão com solenidade -, mas percebi que nunca, jamais poderia ser feliz enquanto não soubesse o que aconteceu com aquele maldito esquilo.
Classificação: