Terça do Top #55

13 Melhores Inícios (Parte 2!)


Como eu sei que vocês gostaram do tema da primeira vez, selecionei mais alguns trechos para deixar vocês curiosos!  Todas as frases abaixo são as frases iniciais dos livros - ou algo próximo disso.
Nota: Alguns trechos foram traduzidos por mim e podem estar levemente diferentes das edições nacionais. Os quatro últimos livros do top ainda não foram publicados no Brasil.

A Desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodkin:
Meu nome não é Mara Dyer, mas meu advogado disse que eu precisava escolher alguma coisa. Como pseudônimo. [...] Sei que ter um nome falso é estranho, mas confie em mim: é a coisa mais normal a respeito da minha vida no momento.

Cidades de Papel - John Green:
Na minha opinião, todo mundo recebe uma dádiva. Por exemplo, muito provavelmente eu nunca vou ser atingido por um raio, nem ganhar um Prêmio Nobel, nem virar ditador de uma pequena ilha do Pacífico, nem ter um câncer terminal de ouvido, nem sofrer combustão espontânea. Mas, se você levar em conta todos os eventos improváveis, é possível que pelo menos um deles vá acontecer a cada um de nós.

Anna Karenina - Leo Tolstoy:
Todas as famílias felizes são iguais. As infelizes o são cada uma à sua maneira.

A Culpa É Das Estrelas - John Green:
Faltando pouco para eu completar meu décimo sétimo ano de vida minha mãe resolveu que eu estava deprimida, provavelmente porque quase nunca saía de casa, passava horas na cama, lia o mesmo livro várias vezes, raramente comia e dedicava grande parte do meu abundante tempo livre pensando na morte.
Sempre que você lê um folheto, uma página da Internet ou sei lá o que mais sobre câncer, a depressão aparece na lista dos efeitos colaterais. Só que, na verdade, ela não é um efeito colateral do câncer. É um efeito colateral de se estar morrendo. (O câncer também é um efeito colateral de se estar morrendo. Quase tudo é, na verdade.) 

Antes de Morrer - Jenny Downhan:
Dizem que logo antes de você morrer, sua vida inteira passa diante dos seus olhos, mas não foi o que aconteceu comigo. 

O Beijo das Sombras - Richelle Mead:
Senti o medo dela antes de ouvir seus gritos.

Os Garotos Corvos - Maggie Stiefvater:
Blue Sargent havia esquecido quantas vezes disseram a ela que ela mataria seu verdadeiro amor.

Legend - Marie Lu:
Minha mãe pensa que estou morto.

Eu Sou o Número Quatro - Pittacus Lore:
No início éramos um grupo de nove.
Três se foram, morreram.
Restaram seis de nós.
Eles estão nos caçando e não vão parar enquanto não matarem todos.
Eu sou o Número Quatro.
Sei que sou o próximo.

This is Not a Test - Courtney Summers:
Eu acordei e o último pedaço do meu coração desapareceu. Eu abri meus olhos e senti ele indo embora.

Ultraviolet - R. J. Anderson:
Era uma vez uma garota especial. Seu cabelo fluía como mel e seus olhos eram tão azuis quanto música. Ela se tornou inteligente e bonita, com dedos háveis, uma mente rápida e charme capaz de impressionar qualquer um que a conhecesse. Seus pais a adoravam, seus professores a elogiavam e seus colegas admiravam seus talentos...
Essa não é a história dela.
A não ser pela parte em que eu a matei.

Fifth Grave Past the Light - Darynda Jones:
O cara morto no canto do bar ficava tentando me pagar uma bebida.

Stray - Rachel Vincent:
No instante em que a porta se abriu eu sabia que uma surra era inevitável. Se eu estaria dando ou recebendo a surra ainda era um mistério.