Resenha - O Guia do Herói Para Salvar o Seu Reino

Resenha feita pela Luh!  
Título: O Guia do Herói Para Salvar o Seu Reino
Título Original: The Hero's Guide to Saving Your Kingdom
Série: O Guia do Herói
1- O Guia do Herói Para Salvar o Seu Reino
2- The Hero's Guide to Storming the Castle (2013 US)
3- The Hero's Guide to Being an Outlaw (2014 US)
Autor: Christopher Healy
Editora: Verus (Record)
Páginas: 358
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra // Fnac

Um livro que me surpreendeu por ser muito divertido!

Sinopse: Príncipe Liam. Príncipe Frederico. Príncipe Duncan. Príncipe Gustavo. Você nunca ouviu falar deles, certo? Estes são os príncipes que salvaram a Bela Adormecida, a Cinderela, a Branca de Neve e a Rapunzel,­ e, mesmo assim, graças aos bardos pregui­çosos­ que escreveram os contos, você provavelmente só os conhece como "Príncipe Encantado". Isso está prestes a mudar. 
Rejeitados pelas princesas e expulsos de seus castelos, Liam, Frederico, Duncan e Gus­tavo se deparam com uma trama diabólica que pode colocar seus reinos em perigo.­ Agora, cabe a eles vencer todos os obstáculos, derrotar trolls, bandidos, dragões, bruxas e outros perigos para se tornar os heróis que ninguém imaginou que eles poderiam ser.

A Trama: Esse livro se tornou um dos meus infanto-juvenis prediletos. Logo nas primeiras páginas eu entendi que O Guia do Herói é um daqueles livros para quando você precisa de algo mais leve, só para dar umas risadas, e ele cumpre o que promete. O que mais adorei na trama foi a maneira como o autor mesclou sua história aos contos de fadas, contando o que "realmente" aconteceu nas lendas da Branca de Neve, Rapunzel, Bela Adormecida e Cinderela, mas do ponto de vista dos príncipes. Além disso, a trama é extremamente original, com bruxas malvadas, bardos, trolls e quatro príncipes muito diferentes. O final foi bem diferente do que eu imaginava e estou ansiosa pelo próximo livro da série!

Os ProtagonistasO autor conseguiu dar uma personalidade distinta a cada príncipe, após ler algumas páginas eu podia reconhecê-los apenas por suas ações. Primeiramente temos o refinado Príncipe Frederico, da lenda da Cinderela, um jovem magrelo que nunca se arriscou muito e tem medo de praticamente qualquer coisa, porém ele resolve se aventurar no mundo para ir atrás de sua amada Ella. Em seguida conhecemos Príncipe Gustavo, que na verdade foi salvo pela Rapunzel ao invés de resgatá-la, o mais novo de dezessete irmãos, um brutamontes enorme que tem a mania de agir sem pensar e vive tentando provar seu valor, porém conseguiu me conquistar e foi meu personagem predileto. Então é a vez do único dos quatro que se parece com o esteriótipo de príncipe, o corajoso Príncipe Liam, que resgata gatinhos de árvores e mata dragões, porém sua noiva Rosa, mais conhecida como Bela Adormecida, era o monstro mais assustador de todo o reino. Por fim, o pequeno Príncipe Duncan, o mais peculiar de todos, sempre acreditou ter uma sorte mágica e ela até que funcionou por um tempo, mas também colocou todos em algumas enrascadas. Cada um deles conseguiu me ganhar de uma maneira diferente, porém é quando os quatro estão juntos que o livro fica incrível.

Os Personagens Secundários: Uma das melhores partes de O Guia do Herói é a maneira como o autor transformou as princesas. Cinderela é muito corajosa e aventureira, Rapunzel é doce e carinhosa, a Bela Adormecida é uma garota maldosa e mimada e Branca de Neve prefere a companhia dos animais à das pessoas. Além disso, há uma bruxa malvada que na verdade só queria ser normal, bardos que distorcem as histórias e quatro reis e rainhas que só dificultam as vidas dos Príncipes. O melhor é que o autor cria vários personagens secundários que parecem ter um papel pequeno e só aparecem por algumas páginas, porém voltam alguns capítulos depois e acabam se tornando muito importantes.

Capa, Diagramação e Escrita: Talvez por ser um livro mais infantil, a editora tenha dado uma atenção especial à diagramação, porque esse é um dos livros mais bonitos que eu tenho! A fonte no início de cada capítulo é bem engraçada e tem um tamanho ótimo para leitura, a capa é maravilhosa e a qualidade do livro é surpreendente, mas o que me ganhou foram as ilustrações. Em vários trechos do livro há ilustrações divertidíssimas que nos mostram como são os personagens ou o que está acontecendo em alguma cena específica, e isso foi um extra que só tornou o livro mais legal.
Foi um pouquinho difícil me acostumar à escrita do Christopher Healy, porque o livro é claramente feito para crianças mais jovens, porém uma vez que você aceita que esse é um livro para rir, ele é ótimo, com piadinhas clichês e cenas inacreditáveis.

Concluindo: Definitivamente superou minhas expectativas e recomendo demais para quem tem filhos na faixa dos dez anos de idade, porém também vai agradar aos mais velhos (como eu) que sentem falta dos contos-de-fada. Dê uma chance ao livro, você vai se divertir muito!


Classificação: