Promoção - A Descoberta das Bruxas e Sombra da Noite

É dia de promoção! Minha resenha de Sombra da Noite saiu hoje, e a de A Descoberta das Bruxas já foi ao ar há algumas semanas. Como vocês devem ter visto, essa série me decepcionou um pouquinho, mas agradou muito a outros blogueiros como a Yasmin do Cultivando a Leitura, então vale a pena dar uma chance!

Resenha - Sombra da Noite

Resenha feita pela Luh!
Título: Sombra da Noite
Título Original: Shadow of Night
Série: All Souls
1- A Descoberta das Bruxas (2011)
2- Sombra da Noite
Autor: Deborah Harkness
Editora: Rocco
Páginas: 576
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

Melhor que o primeiro, mas ainda não me conquistou.
Cuidado: Essa resenha contém spoilers de A Descoberta das Bruxas.

Sinopse: A respeitada pesquisadora Diana Bishop passou a vida tentando negar a sua verdadeira identidade. Filha única de pais bruxos, ela se torna órfã aos sete anos e passa a rejeitar as suas habilidades mágicas, determinada a se parecer o máximo possível com os humanos. Quando descobre acidentalmente um misterioso manuscrito escondido há séculos, Diana traz à tona um mundo sobrenatural aterrador, com uma horda de demônios, vampiros e bruxas. A partir daí, a aventura de Diana por 1.500 anos de histórias está apenas começando.

A Trama: Vou confessar que boa parte desse livro me irritou e acho que a ideia da trama é muito boa, mas Deborah Harkness não deveria ser a autora.
A trama começa logo onde o livro anterior terminou, com Diana e Matthew voltando no tempo para 1590. As primeiras cem páginas são bem confusas, temos um cenário e personagens totalmente novos e a autora vai despejando informações sem explicar e a trama parece perdida. Uma das maiores inconsistências da trama é que apesar de Diana ser uma bruxa e uma historiadora e de Matthew ter vivido naquela época e conhecer praticamente todas as pessoas influentes de lá, eles levam quase 300 páginas para encontrar uma professora para Diana, que foi a principal razão para terem viajado ao passado. Também não gostei de como os protagonistas mudaram o rumo de vários acontecimentos em sua viagem, mas o futuro parecia não ter mudado muito. Além disso, não entendo o que eles esperavam que acontecesse quando voltassem ao futuro e a Diana de 1590 simplesmente sumisse.
Tendo dito isso e, claro, sem esquecer que a trama tem muitas outras falhas, a segunda metade do livro foi, novamente, muito melhor. Conhecemos mais sobre a magia de Diana, somos apresentados à várias outras bruxas e a Inglaterra de 1590 é encantadora! Algumas cenas são maravilhosas e me apaixonei por certos personagens, mas Matthew parece ter ficado ainda pior.

Saciando a Fome #64

Oi, sentiram falta da coluna? Semana passada eu estava em São Paulo, mas já voltei! Nunca senti tantas saudades da minha terrinha :P
Essa semana chegaram duas surpresas. A primeira foi Todo Dia (David Levithan - Galera Record), que eu já sabia que ia chegar porque foi enviado para todos os parceiros da Record. Já li esse livro mararvilhoso há alguns meses e tem resenha no blog. Depois, de surpresa mesmo, veio Métrica (Colleen Hoover - Galera Record), que parece ser lindo. Como estou gostando bastante dos últimos New Adults que eu li (se você não conhece esse novo gênero literário, clique aqui), fiquei muito ansiosa pelo livro.
Depois, de parceria eu recebi Três É Demais (Ali Cronin - Companhia das Letras), que eu até já li. Essa série está longe de ser a minha predileta, mas é bem divertida. Por fim, passei na livraria, não resisti e comprei Reiniciados (Teri Terry - Farol), que está ganhando a enquete e provavelmente estará na minha próxima Pilha de Leitura. É uma distopia e parece ser ótima!

Quinta das Capas #45

Reflexos


Acho muito interessante a maneira como reflexos são usados nas capas literárias! Selecionei algumas das  ideias mais criativas e bonitas para vocês:
Não entendo porque quase todas as capas focam nos pés. Adorei a de Sisterhood Everlasting por ser diferente, o reflexo mostra a parte do corpo da modelo que não fica visível sobre a água. Além disso, aquele vestido branco parece ótimo! One Moment é bem simples e espero que os pés sejam muito importantes no livro, se não a capa ficou apenas estranha. Não gostei da fonte do título, mas as cores da imagem de fundo ficaram legais. Não tenho certeza do que é, mas no geral não gostei de The Shadow Society. A fonte do título ficou super legal, a ideia de refletir o garoto inteiro também é interessante e a cidade no fundo ficou ótima, mas o conjunto dessas coisas não funcionou muito bem pra mim. Por fim, não entendo qual era a intenção na capa de Linked. No início eu adorava essa capa, ela me intrigava, mas agora só queria que a imagem não fosse cortada daquela maneira, ficou estranho demais.

Chegamos às capas mais originais! Through the Zombie Glass foi a minha predileta do dia, amei demais as cores escolhidas, a margem enfeitada e principalmente o efeito de vidro quebrado. Palmas ao capista! Apesar de eu não ter adorado esse close no rosto da modelo de Caçadora de Unicórnios, a capa ficou legal. Amei a cor do título, que eu um destaque, e o unicórnio refletido na espada foi uma ideia interessante. Sempre achei as capas da série Hex Hall muito criativas, é raro ver uma capa onde o reflexo é diferente, principalmente dessa maneira. Já li a trilogia completa e adoro a maneira como as imagens representam dois lados da protagonista. Por fim, umas das imagens mais criativas é essa de Ladrões de Elite, o quadro refletido nos óculos ficou super legal e eu gostei da modelo e até do título!

Não se esqueçam de contar quais as suas capas prediletas, e se você gosta dessa característica nelas!

Resenha - Fogo

Resenha feita pela Beatriz!
Título: Fogo - Como Tudo Começou
Título Original: Fire
Série: Sete Reinos
1- Graceling (2011)
2- Fogo
3- Bitterblue (2012 US)

Autora: Kristin Cashore
Editora: Rocco
Páginas: 512
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Submarino // Extra

Tive vontade de ter uma conversa séria com a autora e perguntar o que aconteceu com seu dom de escrever. NÃO contém spoilers de Graceling.

Sinopse: Não é um tempo de paz nos vales. O jovem rei Nash se apega a seu trono, enquanto senhores rebeldes no norte e no sul reunem exércitos para derrubá-lo. As montanhas e florestas estão cheia de espiões, ladrões e homens sem lei e honra. Isso é onde Fire vive. Com uma aparência selvagem, irresistível com cabelos da cor das chamas do fogo, Fire é a última remanescente de uma raça de monstros humanos, com habilidades especiais. Igualmente odiada e adorada, que tinha a capacidade única de controlar a mente das pessoas, mas ela guarda seu poder, sem vontade de roubar os segredos de pessoas inocentes. Especialmente quando ela mesmo tem tantos. Mas então o príncipe Brigan trata de trazê-la a cidade do rei. A família Real precisa de sua ajuda para descobrir a trama contra o rei. Longe de casa, Fire começa a perceber que há mais em seu poder do que ela jamais sonhou. Seu poder pode salvar o reino... Se ela não tiver medo de se tornar o monstro que seu pai um dia foi...

A Trama: Depois da cativante história de Graceling, eu esperava ainda mais de Fogo, porém a única surpresa que tive foi me decepcionar com a história.
Tudo se resume, no cotidiano de Fogo, à uma garota que nasceu filha de uma mãe humana e um pai monstro, não só no aspecto físico. A história se passa em Dells, um lugar distante dos Sete Reinos, mas não que seus tremores sejam brandos: monstros de um colorido berrante e dotados de uma mente capaz de enganar suas vítimas até atraí-las para o bote fatal. Fogo, a protagonista, herdou esse poder de seu pai.
Sinceramente, não há muito o que explicar na trama. Fogo vivia a maior parte do tempo em palácios, evitando chamar atenção, pois as pessoas ficavam diferentes em sua presença, fosse para atacá-la com um ódio crescente ou persegui-la por terem sido seduzidos. Há uma guerra acontecendo, com a qual não temos muito contato, e mesmo que todos criem desculpas, fica óbvio que estão lutando pela morte ou pela proteção de Fogo.

Promoção - Todo Dia

E vamos para outra promoção nova! Dessa vez, sortearemos em parceria com a Galera Record o livro Todo Dia, do David Levithan, que está se tornando um bestseller aqui no Brasil. Eu já li Todo Dia e amei, conta a história de um garoto que vai parar no corpo de uma pessoa diferente a cada dia, mas se você quiser saber mais sobre a trama e conferir minha opinião, já tem resenha aqui no blog!

Terça do Top #53

Top 10 Livros de Romance Contemporâneo


Hoje não teremos vampiros, lobisomens, mundos pós-apocalípticos ou fantasias inimagináveis. Resolvemos mostrar os top 10 livros com situações que poderiam acontecer com qualquer um de nós.



No Limite da Atração - Katie McGarry
Um dos livros que mais me fez chorar e uma trama maravilhosa, é impossível não se apaixonar pela história de Echo e Noah, dois adolescentes tão reais que é difícil acreditar que foram criados pela autora.





Easy - Tammara Webber
Outro romance maravilhoso, um pouco mais leve que o anterior, mas com uma trama de ótima qualidade. O livro me prendeu do início ao fim e o casal protagonista é muito interessante.





Procura-se Um Marido - Carina Rissi
A Carina é uma autora nacional muito talentosa, esse foi um dos chick-lits mais legais que já li! O livro promete muitas risadas e um romance bem fofo e eu adorei.




Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes
Desafio vocês a lerem esse livro inteiro sem derramar uma lágrima, porque eu acho impossível. É um drama, mas é também uma das histórias mas bonitas que já li e se tornou o predileto de muitos leitores.

Resenha - Eu, Anna

Resenha feita pela Maay!  
Título: Eu, Anna
Título Original: I, Anna
Livro Único.
Autora: Elsa Lewin
Editora: Record
Páginas: 336
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Submarino // Extra // Saraiva

Um livro extraordinário, mas que não é para qualquer um.

Sinopse: Anna Welles, 50 anos, divorciada, mora em um minúsculo apartamento com a filha adolescente em Nova York. Sentindo-se perdida e desamparada depois do fim de um casamento de quase trinta anos, ela busca meios de se reerguer. Em uma noite, depois de uma festa para solteiros, Anna acaba no apartamento de um estranho, e, de repente, toda a frustração e a solidão vêm à tona. E o que se segue é o início de seu pior pesadelo.

A Trama: A trama, na minha opinião, acaba ficando um pouco em segundo plano, até mesmo porque tudo é resolvido rapidamente. O que ganhou verdadeiro destaque foi a forma que cada personagem encontrou para lidar com seus problemas e como isso acaba afetando suas vidas.

Pilha de Leitura da Bia #6

Descubra nessa Pilha de Leitura o que li nas férias e minha meta nessa volta às aulas! (E volta as provas...)

A Última Pilha:

Consegui ler boa parte da minha meta para o mês de Julho. O primeiro que li foi O Príncipe da Névoa para poder resenhar O Palácio da Meia-Noite, ambos já resenhados e eu gostei do clima sobrenatural que Zafón faz. Antes desse, li Quem Poderia ser a uma Hora Dessas e quem quiser conferir a resenha vai descobri que entrou para meu favoritos, é Lemony gente <3 Fico em dúvida ao escolher qual foi minha maior decepção desse mês, de um lado Os Gêmeos tinha tudo para ser uma distopia emocionante, mas no final a escrita rebuscada arruinou tudo. E do outro, nem consigo acreditar que esperei ansiosamente pela leitura de Fogo e me deparo com um livro parado, personagens que não cumpriram seu papel, sendo que a maioria não tem nenhum e a autora perdida na própria narrativa. No ranking, 2 livros ruins contra 3 ótimos, foi um bom mês :D E sim, a cor dourado do título do Fogo saiu quase tudo ):

A Nova Pilha:

Não sei de onde saiu coragem para fazer uma pilha desse tamanho! Quero ler logo os meus de parceria, como dá para perceber eu extrapolei um pouquinho, hehe. Da querida Companhia das Letras, chegou O Pacifista (Boyne <33) e O Anjo de Hitler, que é sobre 2° Guerra, ou seja, já amei. Decidi adiar a leitura de O Segredo de Cybele e por isso deixei para esse mês. Mesmo eu sabendo que a capa e a sinopse enganam, com aconteceu em A Dança da Floresta, mantenho um pé atrás para não começar esperando coisa demais e me decepcionar. A Crônica do Fogo que é a continuação de O Atlas Esmeralda, um dos meus favoritos do ano passado, então estou bem curiosa. E por fim, Após a Tempestade e Jardim de Inverno, que são os de parceria com a Novo Conceito que eu tenho negligenciado desde o começo do ano :P

PS: Como deu para perceber, não consegui ler Anna e o Beijo Francês e não coloquei A Bússola de Ouro para ler devido aos de parceria. Vou ficar devendo para vocês e por isso esse mês não haverá votação.

Lançamentos de Agosto #4

Agosto foi um mês bem cheio e coma aproximação da Bienal estamos com muitos lançamentos legais! Hoje teremos algumas novidades da Novo Século, Farol Literário, Rocco, Pensamento, Geração, Fundamento, iD, Pandorga e grupo Record. Dos livros abaixo, eu gostaria de ler A Amante do Rei, Doce Procura, Ladrão de Almas, Amber House e O Antes e o Depois.

Quero Ser Beth Levitt - Samanta Holtz - Novo Século
Amelie Wood perdeu os pais aos doze anos e, desde então, vive em um abrigo de meninas. Com a chegada do seu décimo oitavo aniversário, ela vive agora o temido e esperado momento de deixar o lugar que a acolheu por toda a adolescência para enfrentar o mundo em busca dos seus sonhos. Seu bem mais precioso é o velho exemplar do romance que sua mãe lia para ela, na infância. "Doce Acaso" contava a história de Beth Levitt, uma jovem que, como ela, amava o balé e tinha a vida transformada ao conhecer o príncipe Edward. Amie suspira ao reler incansavelmente aquelas páginas, imaginando quando o príncipe da vida real baterá em sua porta... Por isso, ao soprar as velas, não tem dúvida quanto ao seu pedido: "Quero ser Beth Levitt!". Através de grandes coincidências e uma trajetória que ela jamais imaginaria, Amie se vê, de repente, no fascinante mundo do cinema, cara a cara com o príncipe mais lindo que sonharia encontrar e lutando para se esquivar da maldade de muita gente invejosa, contando, para isso, com sua melhor arma: um coração puro.

As Vacas de Stalin - Sofi Oksanen - Record
Este é um poderoso romance, épico, único, que ao contar a história de Sofia, Katariina e Anna — avó, mãe e filha — perpassa todo o século 20 até chegar na atualidade. Desde a fome durante a guerra aos distúrbios alimentares para alcançar uma magreza ideal típica dos nossos tempos: está tudo aqui escrito com a visceralidade de uma das autoras contemporâneas mais aclamadas. Na década de 1970, Katariina deixou a Estônia soviética em busca da promessa de felicidade ocidental que a Finlândia, país vizinho porém com realidade distante, representava. Sua mãe Sofia vivera desde o início os terrores da repressão soviética e assim que pôde incentivou a filha a ir embora mas agora é Anna, justamente a neta nascida na Finlândia e de hábitos ocidentais, que precisa de salvação: desde a doentia relação com seu corpo à estranha relação que tem com o sexo e com as pessoas.

O Culpado - Lisa Ballantyne - Record
Um crime brutal abala a pacata Islington, em Londres. Um menino de 8 anos é encontrado morto em um parquinho numa tarde de domingo. O principal suspeito é seu amigo, Sebastian Croll, de apenas 11 anos, com quem ele brincava minutos antes do assassinato. À frente do caso está Daniel Hunter, um experiente advogado que, apesar de ter dedicado anos de sua vida defendendo jovens delinquentes, desenvolve uma estranha relação com o acusado, um garoto educado e inteligente, mas é um tanto agressivo, que faz Daniel relembrar sua infância difícil e o obriga a confrontar dramas que ele pensava terem ficado enterrados do passado.


A Amante do Rei - Emma Campion - Record
Em meio às armadilhas da corte, o amor de um monarca pode representar poder e riqueza, mas também a mais brutal das ameaças. Viúva de um mercador, dona de um segredo capaz de abalar todo o reino, a plebeia Alice Perrers é afastada da família para viver sob a proteção da rainha Filipa da Inglaterra. Porém, sua beleza e perspicácia atraem Eduardo III, e o caso de amor entre eles logo se transforma em um escândalo na corte. Condenada por todos como uma oportunista que enriqueceu manipulando um rei doente, Alice precisa lutar para defender sua honra.

Promoção - A Luz Entre Oceanos

Oi gente, tudo bem? Queria pedir desculpas pela demora em lançarmos novas promoções, saiu recentemente uma lei (na verdade uma portaria) sobre promoções e sorteios, então estávamos decidindo como prosseguir daqui para a frente. A boa notícia é que a maioria das nossas promoções continua normalmente!
A Luz Entre Oceanos é um drama maravilhoso que demorou um pouquinho pra me conquistar, mas valeu a pena! Se você quiser conhecer mais sobre ele, pode conferir minha resenha aqui.

Resenha - Dividir e Conquistar

Resenha feita pela Luh!  
Título: Dividir e Conquistar
Título Original: Divide and Conquer
Série: Infinity Ring
1- Um Motim no Tempo (2013)
2- Dividir e Conquistar
3- O Alçapão (Novembro de 2013)
4- Curse of the Ancients (2013 US)
5- Cave of Wonders (2013 US)
Autor: Carrie Ryan
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Páginas: 216
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva // Extra // Fnac

Uma continuação interessante.
Atenção: A seção "Trama" contém spoilers de Um Motim no Tempo.

Sinopse: Depois de garantirem que Colombo descobrisse a América e que a Revolução Francesa fosse um sucesso, Dak, Riq e Sera viajam com o Anel do Infinito para tentar corrigir mais uma falha histórica e salvar a humanidade. O cenário agora é a Paris medieval, e centenas de navios tripulados por guerreiros vikings que estão cercando a região, prontos para exigir que a população se renda. Sem saber ao certo que caminho tomar, os três jovens acabam causando uma guerra entre os parisienses e os nórdicos invasores, e se preparam para defender a cidade. Mas a situação se complica quando Dak é capturado e forçado a lutar junto ao exército adversário. Em meio a chuvas de flechas, jatos de óleo quente e ataques de catapultas, os três viajantes só conseguirão sair vivos - e continuar sua missão de restituir a ordem do mundo - se encontrarem um aliado entre os soldados inimigos mais ferozes da história. 

A Trama: Agora responsáveis pelo Anel do Infinito, é a tarefa de Sera, Dark e Riq descobrir as fraturas no tempo e tentar consertá-las. A pista atual os leva ao ano de 885, em meio a uma batalha sangrenta em Paris. O único problema é que os jovens não fazem ideia do que precisam fazer para corrigir aquela fratura e tem que improvisar e fazer o que acreditam ser o certo. Dak acaba se metendo no meio da batalha com os vikings e o livro tem muita ação! A autora soube descrever as cenas de batalha muito bem, tornando-as dinâmicas porém bem detalhadas e criando imagens vívidas.
Um detalhe que me incomodou é que muitas pessoas da época apoiavam a SQ (os inimigos), uma quantidade realmente grande, e pareceu exagerado.

Pilha de Leitura da Luh #8

Yay, voltei ao meu normal e levei só três semanas para terminar a Pilha! Tentarei ser breve, mas acho que o post vai ficar enorme.
Se você não conhece a Pilha de Leitura, é uma coluna em que eu (Luh), a May e a Bia vamos falar um pouquinho sobre os próximos livros que pretendemos ler, como está indo nosso ritmo, quais livros gostamos, e quais não, e muito mais. Ao clicar nos títulos da primeira seção, você vai para as resenhas, e da segunda e terceira para a página do livro no Skoob.

A Última Pilha:

Os livros estão na ordem que eu li (do mais recente ao mais antigo).
Em primeiro lugar, vocês conseguem ver aquela linha quase no topo de Cinder? Acidentalmente fiz algo nele que se chama "crack the spine". As lombadas dos paperbacks americanos são bem frágeis, muito mais que as nacionais, e se você não tomar cuidado elas se dobram e deixam uns amassados horríveis, que foi o que aconteceu com a minha. Mais alguém já fez isso?
Dessa vez eu consegui manter a pilha idêntica à que eu tinha planejado, só não li Will & Will porque será resenhado pela May. Minha primeira leitura, no finzinho da Maratona Literária, foi Half-Blood. Eu gostei muito, apesar de no início parecer uma cópia descarada de Academia de Vampiros ele foi conquistando sua própria trama e me deixou bem ansiosa pelo próximo. Em seguida Loucamente Sua surpreendeu e foi melhor que Simplesmente Irresistível (da mesma autora), me arrancando suspiros. Eu não sabia o que esperar de E Se Fosse Verdade... e o autor se perder um pouco no meio da trama, mas foi bem divertido. Sinto muito, mas A Marca de Atena me decepcionou um pouco. Eu criei expectativas muito altas por ser um livro do Rick e por todos vocês me dizerem que eu "tinha que ler logo", mas gostei mais dos livros anteriores da série.
A maior surpresa da pilha foi Cinder, mas não deveria ter sido surpresa, já que eu sempre amo os livros que ganham a votação, vocês adivinham certinho o meu gosto literário! Eu adoro de distopias, mas tenho me decepcionado com adaptações de contos de fadas, então não estava esperando que Cinder se tornasse um dos meus livros favoritos. Amei a trama, os personagens e a originalidade da autora. Outra surpresa foi A Luz Entre Oceanos. Eu já estava torcendo para gostar do livro, mas ele me envolveu de uma maneira intensa e inesquecível. Dividir e Conquistar não foi tão bom quanto Um Motim no Tempo, mas ainda é uma ótima série infanto-juvenil. Promessa de Sangue (Blood Promise) é o meu livro predileto da série Academia de Vampiros e foi tão bom quanto eu lembrava! Por fim, tentei dar outra chance aos livros da Deborah Harkness em Sombra da Noite, mas decidi que não consigo gostar da escrita dessa autora.
O Pior da Pilha: Como eu esperava, Sombra da Noite.
O Melhor da Pilha: Cinder, mas Half-Blood chegou perto.

A Nova Pilha:

Aquele livro embaixo de Ruínas do Tempo é a prova de A Cidade Sombria.
Não quis deixar essa pilha muito grande, então escolhi oito livros! O bom (pra mim) é que quatro dos livros acima tem uma média de 300 páginas, então duvido que os autores 'enrolem' muito! Não resisti e já li Easy, um new adult com romance, assim que terminei a pilha anterior, o livro é muito bom mesmo e fiquei muito triste ao saber que ele não tem uma continuação, preciso de mais Lucas! Os livros que estou mais ansiosa agora são Métrica, outro new adult romântico, e Sob a Luz da Lua (que é o Nightshade, o meu é em inglês),  uma fantasia sobre lobisomens, mas realmente acredito que todos serão bons. Dois livros são continuações, Três É Demais e Dividida, então já sei o que esperar, mas Ruínas do Tempo, A Improvável Jornada de Harold Fry e A Cidade Sombria serão completas surpresas, não sei muito sobre nenhum dos três livros e ainda não li nenhuma resenha deles!

A Votação:

Essa votação será difícil, talvez eu até pegue os dois livros com mais votos para a próxima pilha, pois quero muito ler todos esses! Temos três distopias: Partials, que tem por um lado a raça humana em extinção e por outro os robôs, Reiniciados, sobre uma garota que tem as memórias apagadas, e Mentes Sombrias, onde várias crianças começam a desenvolver 'habilidades especiais' e são enviadas para um campo de reabilitação. Também entraram na votação Áurica, uma fantasia onde a protagonista consegue fazer 'viagens astrais' (sair do próprio corpo) e A Canção de Aquiles, um romance histórico baseado na Guerra de Troia.


Resenha - A Luz Entre Oceanos

Resenha feita pela Luh!
Título: A Luz Entre Oceanos
Título Original: The Light Between Oceans
Livro Único
Autor: M. L. Stedman
Editora: Rocco
Páginas: 368
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Extra // Submarino // Fnac

Um livro que me deixou de coração partido.

Sinopse: Tom Sherbourne é um homem traumatizado pela sangrenta Primeira Guerra Mundial, que retorna à terra natal, a Austrália, para tentar reconstruir sua vida. Sua busca por paz, o leva a ser o mais novo faroleiro de Janus Rock, uma ilha isolada ao oeste da costa australiana. Ele e sua mulher, Isabel, vivem bem, até ela sofrer dois abortos espontâneos e descobrir que não pode ser mãe. Um dia, um barco naufragado aporta na ilha. Nele, estavam um homem, já morto, e um bebê, ainda vivo. Este fato trágico e inusitado reacende a esperança de Isabel de ter um filho, fazendo o casal tomar uma decisão que marcará suas vidas para sempre. Quebrando todas as regras, Tom não registra o acidente com o barco nem a chegada inesperada daquele bebê. O jovem casal se torna protagonista de um drama moral, numa escalada de eventos com desdobramentos devastadores.

A Trama: A Luz Entre Oceanos se passa na Austrália e conta a história de Tom, um homem de quase trinta anos que acaba de voltar da 1ª Guerra Mundial e decide cuidar do farol de Janus, uma ilha tão isolada que Tom é o único que mora lá, e só vê outras pessoas a cada três meses, quando um barco chega com mantimentos. Tudo segue normalmente até que Tom conhece e se apaixona por Isabel, uma jovem alegre e bem mais jovem, que não se deixa intimidar pela vida isolada de Janus. Eles se casam e Isabel se muda para  ilha, mas com o passar do tempo ela começa a se sentir solitária e o casal tenta ter filhos, o que resulta em três abortos. Isabel está deprimida e cega pelo luto do filho que acaba de perder quando um barco aparece na ilha com um homem morto e um bebê. Isabel vê naquela pequena criança indefesa sua chance de ser mãe e de assegurar um futuro feliz para a criança e a partir daí temos uma história maravilhosa e muitas reviravoltas.
Vou admitir que esse não costuma ser meu 'tipo' de livro, mas resolvi dar uma chance a ele e não me decepcionei. É muito mais que a história de um casal. É um livro sobre perda, encontrar a felicidade nas pequenas coisas e aprender a viver com suas escolhas. Não é um livro para todos, o ritmo é extremamente lento na primeira metade e é necessário ter paciência, mas vale a pena.
Minha única decepção foi o final. Ele não foi previsível, o que é bom, mas poderia ter sido melhor.

Terça do Top #52

10 Melhores Inícios


Já aviso: vocês vão ficar morrendo de vontade de ler no mínimo um dos livros do top de hoje! Escolhi aqueles que são capazes de prender o leito logo no primeiro trecho ou frase. Todas as frases abaixo são a frase inicial dos livros - ou algo próximo disso.
Nota: Alguns trechos foram traduzidos por mim e podem estar levemente diferentes das edições nacionais.

Jellicoe Road de Melina Marchetta:
"Meu pai levou cento e trinta e dois minutos para morrer. Eu contei."

Estilhaça-me de Tahereh Mafi:
"Estou aprisionada há 264 dias.
Não tenho nada senão um caderno e uma caneta quebrada e os números na cabeça para me fazer companhia. Uma janela. Quatro paredes. Espaço de 1,48m². Vinte e seis letras de um alfabeto do qual não fiz uso em 264 dias de isolamento.
Seis mil, trezentas e trinta e seis horas desde que toquei outro ser humano."

Feita de Fumaça e Osso de Laini Taylor:
"Era uma vez um anjo e um demônio que se apaixonaram.
A história não acabou nada bem."

A Corrida de Escorpião de Maggie Stiefvater:
Hoje é o primeiro dia de novembro, portanto alguém vai morrer."

Todo Dia de David Levithan:
"Acordo.
Imediatamente preciso descobrir quem sou. [...]
Todo dia sou uma pessoa diferente. Eu sou eu, sei que sou eu, mas também sou outra pessoa.
Sempre foi assim."

Amber House de Kelly Moore, Larkin Reed & Tucker Reed:
"Eu tinha dezesseis anos da primeira vez que minha avó morreu."

The Book of Blood and Shadow de Robin Wasserman:
"Eu provavelmente deveria começar pelo sangue."

Uma Longa Queda de Nick Hornby:
"Se eu posso explicar porque eu queria pular do terraço de um prédio? É claro que eu posso explicar porque eu queria pular do terraço de um prédio. Eu não sou um idiota."

O Restaurante no Fim do Universo de Douglas Adams:
 "No início, o Universo foi criado.
Isso irritou profundamente muitas pessoas e, no geral, foi encarado como uma péssima ideia."

Mau Começo de Lemony Snicket:
"Se vocês se interessam por histórias com final feliz, é melhor ler algum outro livro."

Resenha - 10 Coisas Que Nós Fizemos

Resenha feita pela Mari!  
Título: 10 Coisas Que Nós Fizemos
Título Original: Ten Things We Did
Livro Único
Autor: Sarah Mlynowski
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva

Uma autora canadense que consegue escrever uma história simples, mas ao mesmo tempo única.

Sinopse: Se tivesse a oportunidade, que adolescente de 16 anos não mergulharia de cabeça na chance de ir morar com um amigo e viver sem os pais? Nesta engraçadíssima história, Sarah Mlynowski investiga o coração e a mente de uma garota que está, pela primeira vez, por conta própria. Para chegar ao fim do ano, ela precisará fazer malabarismos com um triângulo amoroso, aprender a lavar roupa e aceitar que seu mundinho pode estar prestes a ser detonado… por cada coisa que não deveria ter feito.

A Trama Assim que li a sinopse me interessei pelo livro, porém fiquei com receio por pensar que se tratava de um infanto-juvenil previsível com uma protagonista bobinha que passaria pelos altos e baixos da adolescência, um tema já muito batido. Coloquei meus medos de lado e dei uma chance ao livro, o resultado foi surpreendente e maravilhoso, acabei de lê-lo em dois dias e já vim procurar por outros livros da autora.
A história não foge muito dos altos e baixos na vida de uma adolescente, mas é claro que quando se tem 16 anos, uma bela pensão e uma casa só pra você as coisas saem do normal!

Lançamentos de Agosto #3

É hora de mais lançamentos! Essa semana teremos livros da Arqueiro, Galera Record e Intrínseca! Eu só pretendo ler Como Salvar Um Vampiro Apaixonado, Uma Bruxa na Cidade e O Olho do Mundo, mas para quem estiver curioso, também já fiz resenha de Todo Dia e Caçadora de Unicórnios!
Nota: as sinopses da Arqueiro são gigantescas, não é minha culpa.

Todo Dia - David Levithan - Galera Record
Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.


Limiar - Jessica Warman - Galera Record
Liz Valchar sempre teve tudo o que poderia desejar. Dinheiro, beleza, um namorado perfeito e, agora, uma festa de aniversário no iate particular, na companhia de seus cinco melhores amigos. Mas quando ela acorda no dia seguinte, percebe algo errado. Boiando na água, bem ali, entre o barco e o cais, está o corpo de uma adolescente. Ao observar melhor, Liz percebe horrorizada, que aquele é o seu corpo. E que ela está morta. A única companhia dela é Alex, um menino que morreu um ano antes em um acidente de carro. Juntos, tentarão solucionar o mistério da morte dela, reconstruindo seus últimos dias de vida.


Caçadora de Unicórnios - Diana Peterfreund - Galera Record
Esqueça a lenda. Unicórnios não são fofinhos. Nem alados. Muito pelo contrário: são cruéis, carnívoros e venenosos. É o que Ariel cansou de ouvir de sua, digamos, "um pouco obcecada" mãe. Ao que parece, as duas fazem parte de uma longa linhagem de caçadoras de unicórnios, descendentes de Alexandre, o Grande. Ah, e o Bucéfalo? O famoso cavalo do mais temido conquistador da história? Sim, você adivinhou... Unicórnio. Claro que Astrid costumava zombar dessas excêntricas histórias - até que o namorado foi atacado por um... pônei com chifre? E salvo do estranho veneno por uma droga milenar, um remédio mítico feito à base de unicórnios e guardado com zelo insano pela mãe de Astrid. Por isso, agora ela está indo para um claustro em Roma. Um antigo centro de treinamento para caçadoras. No entanto, na antiga Ordem da Leoa, nem tudo é o que parece. Fora de seus muros, os unicórnios esperam para atacar. E dentro, Astrid enfrenta outras ameaças inesperadas: paredes cobertas de troféus de caça vibram com um poder terrível, as outras caçadoras, e até mesmo seus patrocinadores sugerem intenções escurssas; mas o mais perigoso talvez seja a atração crescente por um estudante de arte... uma atração que pode pôr tudo a perder...

Resenha - Cinder

Resenha feita pela Luh!
Título: Cinder
Título Original: Cinder
Série: Crônicas Lunares
1- Cinder
2- Scarlet (2013 US)
3- Cress (2014 US)
4- Winter (2015 US)
Autor: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas: 448
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Fnac // Saraiva

Um dos melhores livros do ano!

Sinopse: Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série As Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

A Trama: Cinder tem uma trama extremamente envolvente que, apesar de ter um início meio lento, me prendeu já nas primeiras páginas. Com ciborgues, muita tecnologia futurística e povos quase alienígenas, como não amar a história?
No início conhecemos Cinder, uma ciborgue que é parte humana, parte robô. Ela é uma mecânica que cuida de uma pequena loja de concertos e consegue se virar e levar uma vida relativamente normal até que, um dia, o famoso príncipe Kai aparece na loja e pede a ela que conserte um de seus robôs. É então que a trama se transforma, e começa a ficar extremamente envolvente. O livro é uma releitura de Cinderela e podemos notar algumas semelhanças, mas Cinder tem sua própria trama e surpresas e não senti como se estivesse lendo um conto conhecido, mas sim uma história totalmente original.
Adorei a construção do mundo. A autora não explica exatamente como a sociedade ficou daquela maneira e senti falta de descrições detalhadas, mas adorei as descrições dos prédios e a tecnologia, tudo era bem futurístico.  Como se criar um mundo distópico não fosse difícil o suficiente, Marissa Meyer foi além e também criou Luna (o mundo da lua), com seu próprio povo e costumes. Não vemos muito de Luna nesse primeiro livro, mas já amei a ideia.
O único defeito do livro, para mim, foi que certas partes da trama eram bem previsíveis, porém isso não atrapalhou nem um pouco meu envolvimento na história, só queria que a autora não tivesse dado tantas 'dicas' óbvias. O romance entre Cinder e Kai fica claro desde o início, mas se desenvolve lentamente e de uma maneira natural que fez eu me apaixonar pelos dois.

Resenha - Aqui é o Melhor Lugar

Resenha feita pela Maay!  
Título: Aqui é o Melhor Lugar
Título Original: A Place Called Here
Livro Único.
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Rocco
Páginas: 384
Ano: 2009
Saiba mais: Skoob
Comprar: Cia dos Livros // Submarino // Saraiva

Com dor no coração, eu confesso: essa foi minha segunda decepção com Cecelia.

Sinopse: Desde os dez anos de idade, Sandy Shortt é obcecada em encontrar coisas e pessoas perdidas. O início dessa louca procura começa com o desaparecimento, sem pistas ou rastros, da pequena Jenny-May Butler, vizinha e companheira de classe, de mesma idade. Não que sentisse afeto pela menina, pelo contrário, mas não cabia em sua pequena cabeça como algo poderia, simplesmente, desaparecer – a colega deveria estar em algum lugar.
Desde então, ela desenvolve uma obsessão por achar coisas ou objetos desaparecidos, de diários a meias. Sandy não consegue descansar enquanto não descobre pelo menos uma pista que seja daquilo que sumira. Insiste que nada perdido pode ser reposto, mas achado.
Já adulta, ela decide transformar a obsessão em dom, abrindo uma agência para procurar pessoas desaparecidas. Até que um dia, em uma dessas procuras, ela mesma desaparece, caindo em um “mundo mágico” onde encontra praticamente tudo e todos considerados perdidos ou desaparecidos. Presa num mundo mágico e ideal, agora tudo o que Sandy deseja encontrar é o caminho de volta para casa. Inicia-se aí a busca da jovem para retornar ao lar.

A Trama: É difícil falar da trama desse livro, quando a sinopse já conta boa parte da história. Sandy é complexada com objetos perdidos, um dia ela se perde e vai parar em "Aqui", onde encontra tudo o que alguma vez perdeu. Mas quando chega lá, tudo o que ela quer é voltar para casa...Claro que há vários desdobramentos da história entre esses acontecimentos, mas parece faltar algo que ligue esses desdobramentos, fazendo com que eles não parecem tão importantes a ponto de serem citados.
Estou até agora tentando entender a razão de alguns trechos existirem. E quanto a outros, continuo me perguntando se não mereciam mais explicações. Sinceramente, o livro tem um bom começo e até mesmo tem potencial... A questão é que Cecelia parece ter se perdido ao longo da trama, e infelizmente não se encontrou antes do final.

Lançamento - Insígnia

Vim divulgar hoje um lançamento que estou muito animada para conhecer e terá resenha aqui no blog em breve! (Se vocês pedirem bastante, talvez até tenha uma promoção.)

Clique na imagem para ir à página do livro no Skoob.

Considerado um fracassado por todos, com uma aparência pouco digna de atenção e uma vida cheia de incertezas, Tom Raines é um garoto de 14 anos que possui apenas uma habilidade – jogar videogame. Durante anos perambulou de cassino em cassino com seu pai, um jogador sem sorte, que fazia de seu vício um meio de sobrevivência e, a cada dia, iniciava uma jornada em busca de um “lar”, mesmo que isso significasse um quarto qualquer pago com um pouco de dinheiro ganho em apostas.
Certo dia, ao ter seus combates virtuais monitorados por um general, Tom é convidado para integrar a elite do Exército e usar seu talento para ajudar o seu país a vencer a Terceira Guerra Mundial. Neste combate, os oponentes são empresas multinacionais e não há vítimas humanas. Sediada no sistema solar, a disputa principal é o controle sobre os direitos de mineração e recursos naturais em extinção. Os combatentes são, na verdade, máquinas controladas pela força da mente dos adolescentes, através de dispositivos implantados em seu cérebro. Tom então percebe que essa será a oportunidade de tornar-se alguém importante e conquistar sucesso, amigos e um amor de verdade.

O livro é uma distopia com avaliação ótima no Goodreads (4.15) e será lançado oficialmente na Bienal do Rio de Janeiro.
Vocês podem saber mais sobre o livro em sua página do Facebook ou nas redes sociais da editora (Facebook, Twitter)!

Segue o booktrailer (em inglês):

O livro estará disponível em breve nas livrarias.

Parceiros #10

Já fazia um bom tempo (quatro meses) que eu não fazia um post desses, mas é com muito orgulho que apresento as três novas editoras parceiras do blog!

No ano de 1995, duas editoras argentinas, Trini Vergara e Lidia María Riba, iniciaram o projeto de criar uma editora independente para ingressar em um mercado onde atuavam empresas poderosas e globais.
Em 1998 a V&R Editoras inaugurou sua filial no Brasil, com sede na cidade de Cotia, na Grande São Paulo. Novamente, a aposta foi um sucesso e os livros em português passaram a ser distribuídos em todo o imenso território brasileiro. 

A consolidação de importantes projetos e a elaboração de outros novos tem sido uma constante para esta casa publicadora. Nossa expansão tem sido rápida e sem pausa: é o momento de consolidar a nova posição, desde onde se avistam horizontes ainda mais distantes e desafiadores. Este ano, quando comemoramos uma década de atividades no Brasil, preparamos um audacioso plano de produção para triplicar a oferta de nossos livros e expandir o catálogo: novas linhas de produtos serão postas no mercado. Fiel ao conceito de "presentear mensagens", a editora oferece uma seleção ampla para todos os públicos. 

Se você quiser conhecer melhor a V & R, pode encontrá-la em seu site, Fan Page, Twitter ou Tumblr!
Alguns ótimos livros da editora:
 
--------------------------------------------------------------------------------------------


A Farol Literário traz publicações para jovens leitores e adultos jovens. Com títulos de autores brasileiros e estrangeiros, a FAROL apresenta séries de literatura fantástica que são sucesso no mundo todo, chick lit para menina nenhuma conseguir deixar de lado, clássicos revisitados, ficção científica movida a muita ação e HQ's com ilustrações incríveis. Tudo selecionado a dedo por quem entende de literatura para um público exigente e que sabe muito bem o que gosta de ler.

Você pode encontrar a Farol em seu site, blog, twitter e Fan Page!
Alguns dos lançamentos ótimos da editora:
  
--------------------------------------------------------------------------------------------


A Editora Fundamento começou em 2001 e, desde então, vem conquistando um espaço importante no mercado nacional  de livros infantis, infantojuvenis e adultos. Nossa proposta é estimular a leitura desde a infância, formando gerações de leitores ávidos por descobrir o mundo por meio das páginas das histórias que publicamos. Temos a certeza de que a aquisição de conhecimento é essencial para o crescimento humano e para a formação dos valores de cada indivíduo. Nossas séries mais populares são Rangers, a ordem dos arqueiros, Querido diário otário, Amanhã, quando a guerra começou, A lenda dos guardiões, entre outras. 

A Fundamento tem um site (que também serve de loja virtual), Fan Page e Twitter!
Aqui estão alguns de seus livros que parecem ser ótimos:
  

E aí, o que acharam? Nós estamos muito animadas com as novas parceiras!!

Saciando a Fome #63

Chegaram poucos livros essa semana, mas foram muitas surpresas!
Em primeiro lugar, chegou essa semana A Cidade Sombria (Catherine Fisher - Bertrand) que foi uma total e completa surpresa, já que não temos parceria com a Bertrand e eu não sabia que ia receber. Também nunca tinha recebido uma prova de livro nesse formato, mas gosto da autora e estou animada pelo livro! Depois, também de surpresa, veio Ruínas do Tempo (Jess Walter - Verus), que eu não sei bem sobre o que é, mas gostei da capa. De parceria recebemos Dividida (Amanda Hocking - Rocco), eu não adorei o primeiro livro da série, Trocada, mas fiquei curiosa pela continuação. Por fim, comprei A Princesa do Baile da Meia-Noite (Jessa Day George - Novo Século) para a Mari, eu já tenho esse livro em inglês, mas a versão nacional ficou muito fofa!as da editora.

Quinta das Capas #44

Instrumentos Musicais e Bandas


A maioria das capas de hoje é americana, então vocês talvez não conheçam muitas, mas algumas delas são maravilhosas!

Começando por um estilo mais comum, eu até que gostei dessas três imagens. Ten Miles Past Normal tem um ar mais fofo e adorei a fonte. Não gostei tanto da modelo de Somebody Everybody Listen To, provavelmente porque parece que colocaram ela na frente de um ventilador, mas a capa em geral ficou boa. Adorei o detalhe no nome da autora de The Musician's Daughter, mas poderiam ter trabalhado melhor no título. O que mais gostei nessa capa é que ela serve tanto para os tempos modernos quanto para um cenário de duzentos anos atrás.

No início eu prestei tanta atenção naqueles galhos de All Our Pretty Songs que mal notei a modelo atrás, mas gostei da pose dela, como se estivesse aproveitando muito a música. Take a Bow tem uma simplicidade que me conquistou e me deixou curiosa para saber mais. Por fim, adoro essa capa de Sábado À Noite, principalmente o coração vermelho!

Apesar de o título estar feio e o nome do autor estar pior ainda, adorei a imagem de fundo em Phoenix Rockstar, principalmente aquelas meias estilosas! Acho que a editora fez uma ótima escolha deixando a fonte de Dirty Little Secret simples, já que a capa já tem muitas cores e elementos, mas achei a imagem meio estranha - a garota está sentada em um balcão e pisando num instrumento? Não sei exatamente porque, mas adorei a imagem de Broken Chords. A roupa parece combinar perfeitamente com o piano e as cores deram um ar mais sério ao livro, talvez seja um drama? Só acho que o título poderia ter recebido mais destaque, mal dá pra ler!

E finalmente chegamos às minhas prediletas! Adorei o roxo de The Lucy Variations, mas eu mudaria a fonte do título. Amplified está perfeita, chamou minha atenção, amei o amarelo e achei muito original colocarem um amplificador na capa. A imagem de This Lullaby poderia ter ficado feia, mas o fundo roxo e aquela palheta de coração fizeram toda a diferença! Só acho que foi um exagero colocarem o nome da autora tão grande e o titulo tão pequeno.