Resenha - Boneco de Neve

Resenha feita pela Tay!  
Título: Boneco de Neve
Título Original: Snømannen
Série: Harry Hole
1- Flaggermusmannen (1997 Noruega)
2- Kakerlakkene (1998 Noruega)
3- Garganta Vermelha (2009)
4- A Casa da Dor (2009)
5- A Estrela do Diabo (2011)
6- O Redentor (2012)
7- Boneco de Neve
8- Panserhjerte (2009 Noruega)
9- Gjenferd (2011 Noruega)
10- Politi (2013 Noruega)
Autor: Jo Nesbø
Editora: Record
Páginas: 420
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Fnac // Americanas // Extra

Um livro superestimado, mas contém uma boa história.

Sinopse: No dia da primeira neve do ano, na fria cidade de Oslo, o inspetor Harry Hole se depara com um psicopata cruel, que cria suas próprias regras; O terror se espalha pela cidade, pois um boneco de neve no jardim pode ser um aviso de que haverá uma próxima vítima. No caso mais desafiador da sua carreira, Hole se envolve em uma trama complexa e mortal, com final surpreendente. 

A Trama:  Harry Hole é um detetive de Oslo, já muito famoso por seus feitos e sua insistência em encontrar um serial killer na Noruega. Depois de receberem uma ligação sobre o desaparecimento de Birte Becker, Harry recebe uma carta de alguém denominando-se o Boneco de Neve, e o detetive logo vincula aquilo não só ao desaparecimento de Birte, mas alguns anteriores e todos os posteriores. Então começa uma caçada ao tal Boneco de Neve, onde Harry conta com a ajuda de Katrine Bratt e outros membros da delegacia de Oslo para juntarem pistas e montarem o quebra-cabeça que fará a ligação de cada desaparecimento.
Para mim, Boneco de Neve está sendo superestimado em alguns pontos. As primeiras duzentas páginas são só um tipo de enrolação monótona, começando a melhorar depois disso, já me deixando ansiosa por saber mais da história e descobrir quem era o Boneco de Neve – denominado assim por deixar um boneco de neve em todas as cenas dos crimes. A maneira como Jo Nesbø conduziu a história só funcionou para mim depois dessas duzentas primeiras páginas, que foi quando começou a correria e toda aquela tensão de estarem chegando perto de descobrir a identidade do culpado. Chegando no final não tem como não ficar apreensivo e é tudo tão envolvente e de tirar o fôlego que mal percebi quando chegou ao fim. Essa é uma daquelas séries policias que têm um detetive como protagonista, e apesar de Boneco de Neve ser o sétimo volume, não há nada disso de ficar perdido na história, pois cada livro traz uma trama diferente. Fiquem tranquilos e leiam sem medo!


O ProtagonistaApesar de não ter necessidade de ler os volumes anteriores para a compreensão deste, Harry Hole já tem uma história e uma personalidade definida nos outros livros (que eu não li). Entretanto conseguimos conhecer bem o detetive e, apesar de todos os seus defeitos (que são muitos), eu gostei muito dele, da sua obstinação em solucionar o caso e não se deixando impressionar facilmente quando pensavam que finalmente tinham prendido o culpado. Ele vive seu trabalho, e isso acabou atrapalhando sua vida pessoal, mas não restam dúvidas de que ele nasceu para aquilo e que é bom no que faz. Gostei bastante dele como detetive e achei muito boa a construção do personagem, tornando-o, além de tudo, uma pessoa real.

Os Personagens Secundários: Katrine Bratt é uma policial novata que já é designada a ajudar Harry no caso do Boneco de Neve. Eu gostei bastante dela e conforme avançamos na leitura, descobrimos bastante coisa sobre seu passado e sua personalidade. Outros personagens são em sua maioria outros policias e detetives, que são de grande ajuda na solução do caso (mesmo que o troféu no final, é claro, vá para o protagonista por sua perspicácia e inteligência). Não vou falar muito sobre eles por conta dos spoilers, que podem acabar escapando sem querer.

Capa, Diagramação e Escrita: Achei a capa muito bonita, misteriosa e chama a atenção do leitor (pelo menos chamou a minha). A diagramação é aquela que já estamos acostumados da Record, com a reclamação de sempre de algumas palavras “falhadas”, como se a tinta tivesse falhado na hora da impressão. A escrita do autor é fácil, apesar  das partes chatas no início do livro terem me cansado um pouco e me feito demorar mais do que eu queria na leitura. Mas ele fez um trabalho excelente a partir da metade do livro, me mantendo completamente focada no que estava acontecendo. Ele sabe deixar o leitor apreensivo e com o coração na boca quando quer.

Concluindo: Não concordo completamente com toda essa agitação sobre Boneco de Neve. Foi um livro bom, seguindo os padrões de livros policiais, nada de excepcional e que me faria dizer “oh, que livro original!”. É uma boa leitura ignorando a primeira metade e me deixou com vontade de ler mais alguma coisa do Jo Nesbø, principalmente as investigações anteriores de Harry Hole. Vale a pena a leitura se você gosta de livros policias.

Quotes:
-(...) Mas você também é louco, meu querido. Somos todos loucos. Somos espíritos desassossegados que não encontram o caminho para casa. Sempre foi assim.

Classificação: