Retrospectiva 2013 - Parte 3

Como vocês já devem estar sabendo, estamos fazendo uma pequena retrospectiva do ano que passou, onde cada uma de nós mostra o que conheceu de melhor na literatura naquele ano. Hoje, finalmente, chegou a vez da Luh (ou seja, a minha vez)! Não foi fácil, mas consegui reduzir meus favoritos do ano para apenas 10.
Para conhecer mais sobre algum dos livros, basta clicar no título para ler minha resenha completa.

Esse livro parece ter sido escrito sob medida para mim, tendo cada quantidade certinha dos elementos que eu amo. Há muita ação, cenas surpreendentes e personagens carismáticos. O que me conquistou, entretanto, foi a escrita cinematográfica da autora e a maravilhosa construção de cenário!





Outra autora que me conquistou por sua escrita, dessa vez bela e poética. A trama é muito interessante, porém só vai realmente mostrar toda a sua genialidade nas últimas páginas com uma reviravolta absolutamente chocante. Amei o detalhe especial de termos os demônios como os "bonzinhos" e os anjos como "malvados".


Prepare os lencinhos, porque será impossível não se emocionar com as dificuldades de Will. É um livro que foi muito além de sua trama e me fez refletir por semanas, além de ver a deficiência de uma forma totalmente diferente. Enquanto os outros livros conseguiram me entreter muito, esse é um daqueles que você leva "para a vida".



Deveria ser um livro previsível, considerando que é uma mistura de distopia com releitura de Cinderela, porém me surpreendeu por sua originalidade. Amei a construção de cenário, a escrita da autora é envolvente e a protagonista é a verdadeira imagem de independência feminina.




Carina definitivamente tem um dom para escrever romances, ganhando minha atenção com as cenas cômicas e as discussões bobas. Recomendo o livro até para quem não gosta muito de romances, os personagens são bem realistas e a protagonista é perfeita!




Outro livro que me fez refletir por um bom tempo, esse é sobre duas pessoas que ficam presas em uma ilha deserta. Há obviamente muita tensão, um certo desespero e, a cada virada de página, a ansiedade de descobrir se tudo vai acabar bem. 




Uma fantasia com lobisomens que se destacou pelos personagens envolventes e originais, que não tem medo de mostrar seu lado cruel. O livro não parecia ter nada de especial no início, mas aos poucos foi revelando ser muito mais complexo do que eu originalmente pensava.





Esse livro ficou conhecido por suas similaridades com Jogos Vorazes e, como amo essa série, resolvi conferir. Uma distopia de tirar o fôlego e, literalmente, fazer o coração acelerar, The Testing talvez não esteja no nível de algumas distopias mais famosas, porém definitivamente conseguirá agradar aos fãs.
Celaena, a protagonista, é uma assassina que não sente remorso algum, o que a torna muito original. Logo no início eu a odiava por sua arrogância, porém aos poucos fui compreendendo melhor a personagem e me apaixonando completamente por ela. A trama não deixa de ser ótima, com muito romance e cenas de luta, porém o que me ganhou foram os personagens.
Eu nem gostei muito da primeira metade do livro, para ser sincera, porém na segunda metade ele parece se transformar em algo mágico. O final é indescritível e me fez ver toda a trama de uma forma diferente, entendendo o verdadeiro significado por trás de cada palavra. A Catastrófica História de Nós Dois é fofo, alegre, intenso e te deixa com um sentimento de felicidade ao lembrar da história linda de Bree.