Resenha - A Amante Infiel

Resenha feita pela Maay!
Título: A Amante Infiel
Título Original: The Fidelity Files
Série: Jennifer Hunter
1- A Amante Infiel 
2- Amor Disfarçado (2014)
Autor: Jessica Brody
Editora: Novo Século
Páginas: 495
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Extra // Fnac // Submarino

Uma história que poderia ser melhor, se em menos páginas.

Sinopse: Jennifer Hunter. Codinome: Ashlyn. Por dois anos, essa belíssima mulher tem sido contratada por esposas e namoradas desconfiadas para aplicar uma “inspeção de fidelidade” em seus parceiros. Mas a vida dupla de Jennifer começa a cobrar seu preço, e seus dias de inspetora de fidelidade parecem estar contados.
Ela acaba atraída pelo sexy e elegante Jamie Richards, mesmo sabendo que não há espaço para romances em sua vida. Esse amor inesperado colocará suas convicções à prova, e Ashlyn deverá escolher entre permanecer fiel a seus clientes ou entregar-se a um novo amor.

A Trama: Jennifer, ou melhor, Ashlyn, é uma inspetora de fidelidade. Isso mesmo. Culpada por ter mantido segredo sobre uma traição de seu pai por muitos anos, após o divórcio de seus pais, ela resolve "salvar" as mulheres de homens inféis. 
Jen fala, em algum trecho do livro, que Ashlyn é como o Super-homem é para Clark Kent. E realmente, Ash é uma identidade secreta da protagonista, que lembra muito uma super-heroína - para mulheres, é claro. Acho que um homem teria uma concepção bem diferente da minha.
Enfim, é claro que em algum momento os segredos de Jen vão lhe causar problemas. Imersa na rede de mentiras que criou, Jen vê sua relação com a família - e com o homem que está aprendendo a amar - ser ameaçada pela sua profissão. E aí, é claro, ela terá que tomar uma decisão. 

A Protagonista: Jen e Ashlyn são duas pessoas completamente diferentes, realmente acredito que a protagonista sofre de dupla personalidade. 
Enquanto Ashlyn é super sedutora, confiante, segura de si... Jen é uma garota sensível, que já viu muitas coisas ruins, e por isso tem problemas para confiar nas pessoas. 
A protagonista me conquistou, em suas duas personalidades. Apesar de que acho Ashlyn muito mais divertida (haha).

Personagens Secundários: O livro tem diversos personagens secundários: alguns irrelevantes, alguns pra fazer volume, alguns irritantes, e alguns pelos quais me apaixonei.
Jamie é o protagonista masculino de um chick-lit, ou seja, o sonho de consumo de 99% das mulheres. Sobre os amigos de Jen, Sophie não me convenceu muito, mas Zoë e John ganharam meu coração. Queria muito ter conhecido melhor a vida dos dois, e espero que recebam mais destaque no segundo volume.

Capa, Diagramação e Escrita: Gostei bastante da capa, porém, acho que ela acaba passando uma imagem errada do livro - tal como o título. Ele não tem absolutamente nada de erótico (diferente do que algumas resenhas por aí falaram), é um chick-lit típico e super divertido. Portanto, não se deixem enganar. A diagramação é no padrão "menos é mais", bem simples, mas me agradou bastante.
Agora, eu tive um probleminha com a escrita de Jessica. A premissa da história é super boa, vale à pena e tal. Só que: ela se estende demais em alguns pontos, acaba ficando cansativo. 

Concluindo: Eu gostei muito da história, mas como falei lá em cima, teria gostado mais se o livro tivesse menos páginas. Tinham trechos em que a leitura se arrastava, sabem? Acho que a autora pecou um pouco por exagerar nas explicações e descrições. Em 250 páginas a história seria contada com um ritmo melhor, minha opinião. Ainda assim, pretendo ler a continuação. 
Ignorando esse ponto, a história vale à pena como qualquer outro chick-lit, para distrair e descontrair. 

Quotes:
Com toda a sinceridade, às vezes eu me sentia como uma pequena versão do Super-Homem: usando fantasias arrasadoras que acentuavam o corpo, voando de cidade em cidade para lutar contra o mal da infidelidade. Eu tinha até minha própria identidade secreta.

Classificação: