Resenha - Sobrevivente

Resenha feita pela Tay! 
Título: Sobrevivente
Título Original: Survivor
Série: Sozinhos
1- Caçadores (2012)
2- Sobrevivente 
3- Quarentine (2011 US)
Autor: James Phelan
Editora: Fundamento
Páginas: 216
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva  // Submarino

Atenção: essa resenha não contém spoilers do volume anterior.

SinopseJesse está sozinho. Ele vaga pelo que restou de Nova York, enquanto a dura verdade sobre seus amigos ainda perturba sua mente. Os suprimentos estão no fim e evitar os Caçadores fica cada vez mais difícil com o passar dos dias. Esperanças se renovam ou acabam, à medida que outros não infectados aparecem. Alguns são militares e têm informações sobre o que, de fato, causou a destruição da cidade e o surgimento dos Caçadores. Os soldados deixam uma mensagem muito clara: se quiser viver, deixe Nova York. Assim, Jesse tenta formar um pequeno grupo de sobreviventes para abandonar a cidade. Mas haverá tempo para atender o interesse de cada um antes que o pior aconteça ou estão todos condenados a morrer... sozinhos? 


A TramaJesse está sozinho novamente e à procura de outros sobreviventes. Ele encontra um apartamento e os vídeos de uma garota chamada Felicity, que gravou todos os seus dias desde que o desastre em Nova York aconteceu. Agora Jesse tem a missão de encontrar Felicity – viva, se possível -, e tentar desvendar os mistérios sobre o que aconteceu. Ele encontra alguns “soldados” em seu caminho, que se mantém firmes em não querer contar a ele o que está acontecendo. Então Jesse conhece Rachel, a cuidadora dos animais do zoológico, que se isolou com os bichinhos e tem medo de tudo o que acontece lá fora. Com vontade de descobrir cada vez mais o que resultou na destruição de Nova York, Jesse e os novos sobreviventes vão fazer de tudo para continuarem vivos.
O livro continua meio lento em algumas partes, mas temos muito mais ação do que no anterior, muito mais momentos “vida ou morte” e, com certeza, mais motivação para tentar descobrir o que aconteceu. Apesar de não ser um livro pra lá de original, a trama é viciante, acho que pela vontade de acompanhar a sobrevivência dos personagens naquele caos. Os pontos levantados nesse segundo volume são bem mais interessantes do que toda a história introdutória do primeiro.

O Protagonista: Jesse continua influenciável, dava até raiva dele algumas vezes por não manter firmemente sua opinião, mesmo que ele estivesse meio errado. Mas ele tem uma bondade e vontade de proteger os outros, o que pode ser tanto algo bom, como algo ruim. Mesmo cedendo a algumas influências, ele às vezes sabia decidir o que queria e ir até o fim com aquilo.

Personagens Secundários: Rachel está amedrontada e não quer deixar seus animais morrerem, por isso fará de tudo para protegê-los. Eu me irritei às vezes com tanta ingenuidade, e acho que ela ficou uma personagem meio rasa, por não ter sido muito bem trabalhada. Felicity foi idealizada por Jesse, e o pior é que a garota supriu suas expectativas (pode ser uma observação meio besta, mas eu achei até irreal ela ser exatamente o que o cara imaginava). Não deu para conhecê-la muito bem, mas parece ter bom coração e faria qualquer coisa para sobreviver. Caleb foi meio contraditório, às vezes eu gostava dele, às vezes queria dar umas chineladas. Não que ele fizesse de propósito, mas me irritou. Aliás, parece que o autor não sabe trabalhar muito bem seus personagens secundários, sempre parece que eles não têm alma, sei lá. Só gostei da caracterização do Starkey, que apareceu pouco, mas mandou muito bem. Os Caçadores estão mais perigosos – aqueles que bebem sangue -, mais inteligentes e parecem evoluir mais a cada dia, com certeza estão virando uma ameaça bem grande.

Capa, Diagramação e EscritaEssa capa é tão esquisita quanto a outra, mas eu gostei do tom de roxo (apesar não combinar muito com as imagens, né). Aquela parte onde está escrito “Sozinhos” destoa muito da imagem de baixo, o que deixa o conjunto da obra um pouco estranho. A diagramação continua simples e o espaçamento e tamanho da fonte são ótimos, o que deixa a leitura bem rápida. Só alguns erros de revisão que me incomodaram, como quando ao invés de estar escrito “Rachel”, escreveram “Raquel”. A escrita do James é normalzinha e rápida, as páginas passam sem que a gente nem perceba. Só o que tenho a reclamar mesmo é a criação dos personagens, que não tem um aprofundamento, deixando-os bem rasos.

ConcluindoA série não é espetacular, mas é boa para passar o tempo e o final de cada livro te deixa com vontade de ler o próximo. Acho que será apenas uma trilogia, então estou bem ansiosa para desvendar os segredos da destruição de Nova York e a origem dos Caçadores. Vale a pena a leitura para quem gosta do gênero, só não vão achando que a série é a última bolacha do pacote.

Quotes:
(...) Enquanto a procissão se aproximava, dava para observar mais detalhes. Os homens estavam armados e camuflados, das botas até os capacetes. De onde eu estava, eles pareciam muito jovens. Rapazes transformados em homens, homens em soldados, soldados enviados para a guerra. Como se a guerra tivesse sido sempre seu destino final. Será que a gente é que cria as guerras, ou elas são inevitáveis, a última moeda de troca quando o resto se tornou difícil demais?


- Não os provoque sem necessidade, Jesse - aconselhou ela. - Não encoraje o comportamento deles. Como todos os predadores, eles logo descobrirão maneiras de conseguir aquilo de que precisam.


(...) A esperança era algo muito difícil de se manter em face a tanta coisa ruim.


- (...) Não há mais nomes de pessoas para aprender, nunca mais, você sabia disso? E não faz nenhum bem pra gente ficar relembrando esses nomes, nem um pouco.

Classificação: