Resenha - Inferno

Resenha feita pela Luh!
Título: Inferno
Título Original: Underworld
Série: Abandono
1- Abandono (2012)
2- Inferno (2014)
3- Despertar (2015)
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva (ebook) // Galera Record

Bem melhor que o primeiro.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de Abandono.


Sinopse: Nesta continuação do mito de Perséfone recriado por Meg Cabot, Pierce Oliviera está em um lugar entre o paraíso e o inferno. Um castelo turvo e mal iluminado, de onde pode ver os espíritos dos mortos, prontos para embarcar em sua viagem derradeira. Mas não está lá por escolha própria: John Hayden, senhor do Mundo Inferior, está lhe mantendo lá. Para seu próprio bem, ele diz: para protegê-la das Fúrias que desejam vingar-se dele.
Mesmo que esteja lá, seus entes queridos não estão. E isso pode acabar custando caro para ambos. Mas John afirma que não pode deixá-la sair. Será que ela deveria confiar em sua palavra?

A Trama: Apesar de ser uma releitura do mito de Perséfone, a trama de Inferno não segue bem a linha que eu pensei que seguiria. Começando pelo que eu gostei, a luta contra as Fúrias, que tentam causar o sofrimento eterno de John, foi muito interessante e trouxe muitas cenas de ação. A ideia do submundo é ótima e eu gostei das revelações sobre o passado de John. No geral, a trama foi boa, não tão previsível quanto eu imaginei.
Por outro lado, não consegui engolir o romance. A protagonista, Pierce, parece ter descoberto um amor eterno da noite pro dia, indo do extremo de mal conseguir ficar perto de John, a ficar desesperada só de pensar em deixá-lo. Além disso, não gostei nem um pouco do lado inseguro e super protetor de John, que ficava tentando enganar Pierce para ficar com ele.

A Protagonista: Muito do que eu gostava de Pierce no livro anterior, sua relutância em sair por aí com um cara que mal conheceu, sua desconfiança de quase tudo e sua compaixão, mal aparecem nesse livro. Entretanto, eu gostei das cenas fofas, da maneira como ela acredita sempre no melhor das pessoas e da parte teimosa da garota que insiste em lutar contra o que ela acha errado. Não foi uma protagonista ruim, apesar de ter ficado um pouquinho obcecada com John.

Os Personagens SecundáriosÉ fácil saber desde o primeiro livro que é John, e agora conhecemos muito mais do personagem. Eu gostaria que ele fosse mais seguro, calmo e muito mais aberto, poderia poupar muito trabalho. As mentiras do personagem me irritaram bastante, então espero que isso não torne a acontecer. Os outros personagens do livro anterior mal aparecem, porém amei os piratas e só gostaria que eles tivessem mais chances de mostrar suas personalidades fascinantes.

Capa, Diagramação e Escrita: Não sou uma grande fã desse efeito "cabelos ao vento" na modelo, porém amei as cores e os detalhes da capa. A diagramação interna está linda, com uma pequena passagem do Inferno, de Dante, no início de cada capítulo. Porém, eu gostaria de capítulos numerados e acho que o título está muito errado, deveria ser "Submundo" ou algo assim, Inferno passa a imagem errada.
A escrita melhorou um pouquinho, lembrando aquela fase da escrita viciante da Meg, porém ainda está longe de ser seu melhor.

Concluindo: Melhorou, porém não tanto assim. Ainda é uma série bem mediana e, para quem gosta da autora ou se interessa pelo tema, há outras melhores. Entretanto, conseguiu me prender e planejo terminar a trilogia, então os leitores menos exigentes podem gostar muito dos livros.

Classificação: