Resenha - A Máquina de Contar Histórias

Resenha feita pela
Título: A Máquina de Contar Histórias
Livro Único.

1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
Páginas: 191
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias, o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das filhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

A Trama: O que é mais importante, sua família ou sua carreira? Vinícius Becker era um amoroso e dedicado pai de família, até que, durante a segunda gravidez de sua esposa, ela descobre sofrer de leucemia e para não se distrair com seus problemas, Vinícius decide priorizar totalmente o seu trabalho. Viagens intermináveis e temporadas em casa passadas trancadas em seu escritório, passam a ser frequentes atividades na vida do autor, que já não se comunica mais com sua esposa e filhas. Quatro anos se passam até que a doença vence e Viviana falece. Agora Vinícius tem que se reaproximar de Valentina, sua filha adolescente que nem o chama mais de pai; e Vida, sua filha pequena que mal o conhece. Porém as tentativas de recuperar o tempo perdido não podem mudar o que aconteceu, nem apagar os erros de Vinícius, e ele se depara com uma barreira maior do que imaginava para ultrapassar e chegar ao coração das suas meninas.

O Protagonista: Vinícius é um bom homem e se preocupa com sua família. Seu erro foi se preocupar mais ainda com os prazos que sua editora determinava para a entrega de seus livros e com a divulgação dos mesmos. Ele negligenciou os cuidados com sua esposa Viviana e nem a visitava mais no hospital para saber como ela estava. Já sabendo que seu câncer era terminal, ele só esperava pela hora que ela se fosse, mas não imaginava como isso afetaria sua vida depois que acontecesse. E calhou de Viviana morrer logo no dia do lançamento de seu mais novo livro, uma triste ironia na história da família "V de Verdade", como Viviana chamava.
Logo se nota o arrependimento de Vinícius pelo tempo perdido. Torci para o personagem conseguir reconquistar suas filhas e os três seguirem em frente após a terrível perda.

Personagens Secundários: Valentina conviveu bastante com seu pai quando era mais nova e sentiu muito quando ele se afastou no momento em que Viviana mais precisava dele por perto. Ela gosta de escrever, embora não queria admitir que pretenda seguir o mesmo caminho profissional do pai, devido ao distanciamento dele com a família. Aos 17 anos, muitas das suas atitudes são típicas de uma adolescente, mas ela tem uma personalidade forte, defende o que acredita com convicção e tem tanto a ensinar a seu pai, quanto ele a ela.
Vida é uma criança fofíssima, que vê ainda com inocência tudo o que acontece em sua família. Ela tem Vinícius mais como uma figura paterna, distante, contudo existente, do que realmente como um pai presente, mas ela se adapta bem e alegremente quando passar a ter o pai por perto vinte e quatro horas por dia.

Capa, Diagramação e Escrita: Achei a capa muito bonita e gostei dos objetos retratados serem relacionados com o trama. A diagramação também ficou um charme. Esse foi o primeiro livro do Maurício que eu li e eu gostei da escrita dele, que conseguiu me levar para dentro da história e imaginar as cenas como se estivesse as visualizando em um filme. Não sei se estou de acordo com as comparações que fazem dele com o Nicholas Sparks, pois também só li um livro desse último autor e não vi muita semelhança entre os estilos deles.

Concluindo: O livro é bem dramático e tocante. Ele passa uma lição muito bonita de como devemos organizar nossas prioridades da vida. Também há dicas que podem - ou não - ser usadas por futuros e iniciantes escritores. Dicas essas que em alguns momentos foram bem enfadonhas, mas podem ser ignoradas sem impedir que se preste atenção a história do livro, desde que você não perca o contexto delas.

Quotes:
- Eu posso dizer que o senhor é o ídolo da Valentina. E vai ser difícil ela aceitar que o ídolo dela tenha falhado.
A vida é uma jornada com começo, meio e fim. Cada pessoa é o herói de sua própria caminhada .
                                 Classificação:
 
Classificação:
Classificação: