Resenha - O Guardião

Resenha feita pela Tay!
Título: O Guardião
Título Original: Low Town
Série: Cidade das Sombras
1- O Guardião
2- A Cilada (2014)
3- She Who Waits (2013 US)
Autor: Daniel Polansky
Editora: Geração
Páginas: 448
Ano: 2012
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

SinopseHoje, quando você sair à procura de Yancey, o Rimador, e tiver de abrir caminho em meio às prostitutas, aos valentões e aos viciados loucos por mais um dia de cheirada ou um trago, você irá se deparar com o corpo de uma criança. O cadáver exala um odor que não é dele, um cheiro que recende a magia e a um lugar, se Sakra quiser, para o qual você jamais irá querer voltar. Não fique tempo demais de bobeira perto do corpo; os gélidos vão querer saber o que você fez e o que há na sua bolsa. E quando eles te pegarem, é para a Casa Negra que você irá, onde o Comandante fará uma oferta que você não terá como recusar. Bem-vindo a um mundo como nenhum outro, com uma linguagem estranha e rica e uma violência tão sombria quanto o mais negro dos noites.

A TramaNesse livro conheceremos o Guardião, um cara que já serviu a Coroa, mas agora ganha a vida vendendo drogas pela Cidade Baixa, além de tentar protegê-la o máximo que pode. Num dia qualquer, o Guardião esbarra no corpo de uma garotinha que havia desaparecido, e é aí que se inicia a trama do livro. Mesmo tentando se manter afastado, o Guardião vai entrar no meio dessa busca pelo culpado, até no momento em que percebe que ele é o único capaz de resolver todo o mistério.
A sinopse e a capa do livro dão a entender que ele é mais sombrio do que realmente é. Aliás, as comparações com Tarantino e Tolkien na orelha apenas passam uma propaganda enganosa, porque nada ali me pareceu com nenhum deles. Apesar disso, a história é interessante, mesmo que eu não tenha ficado 100% presa à leitura.

O Protagonista: Apenas o conhecemos como o Guardião, não sabemos seu verdadeiro nome (aliás, quando estava na metade do livro eu fiquei me matando para me lembrar qual era mesmo o nome do personagem, até que li uma resenha e me lembrei que não era dito em momento nenhum), e isso faz crescer um mistério ao redor do personagem que eu achei desnecessário, já que o conhecemos bem ao longo do livro. Tirando isso, é um personagem carismático e politicamente incorreto, que apesar de querer se manter longe da briga, não consegue fazer isso por muito tempo. Ele me deixou irritada algumas vezes, mas no fim consegui estabelecer uma relação boa com ele (por enquanto).

Personagens SecundáriosSão vários, mas eu gostei de Adolphus, amigo do Guardião, que o abriga em seu bar. Garrincha, um garoto que insiste em trabalhar para o Guardião, ser seu aprendiz. O garoto era determinado e não hesitava quando era pedido para fazer algo. Célia está se preparando para substituir o Grou Azul e proteger a cidade. O Guardião a salvou quando os dois eram crianças e desde então estabeleceram uma amizade muito grande, apesar de terem passado alguns anos sem se ver. Num geral, são bons personagens, alguns menos trabalhados que outros.

Capa, Diagramação e EscritaComo eu já disse, a capa passa um ar mais sombrio do que o que o livro realmente tem, mas eu gosto dela. A diagramação está bem simples, mas boa para ler. Consegui encontrar alguns erros de revisão durante o texto, alguns que até podem fazer confundir palavras, mas no resto dá para seguir a leitura sem muitos problemas. Eu não adorei a escrita do autor, mas também não odiei. Narrado em primeira pessoa pelo Guardião, ele deu um ar descontraído para seu personagem, e acho que foi justamente aí que a história perdeu seu tom sombrio. E também muitas vezes me peguei pensando que ele estava tentando imitar George R. R. Martin em algumas situações, mas pode ser só impressão minha.
ConcluindoÉ um livro bom, mas não é maravilhoso. O mistério é legal, mas não chegou a ser empolgante (não para mim). Admito que não esperava o desfecho que teve, nem imaginava quem poderia ser o assassino das crianças. Quando você tem certeza de alguém, ele vira o jogo completamente, então isso pode ser considerado como ponto positivo. Algumas partes me cansaram e outras foram desnecessárias, mas o entretenimento é garantido. O livro teve sua trama bem finalizada nesse volume, então não sei o que esperar do próximo, só espero que a escrita do autor melhore.

Classificação: