Resenha - A Filha do Louco

Resenha feita pela Tay!
Título: A Filha do Louco
Título Original: The Madman's Daughter
Série: A Filha do Louco
1- A Filha do Louco
2- Her Dark Curiosity (2014 US)
3- A Cold Legacy (2015 US)
Autor: Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

SinopseJuliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.

A Trama: A trama é baseada no clássico de H. G. Wells, "A Ilha do Dr. Moreau", mas não posso dizer o quanto a autora pegou da história original e colocou em seu romance, porque não li o livro original. Então minha opinião é dada somente à obra em si, não à sua parte de adaptação. O livro me deixou bem desanimada no começo, então já fiquei com um pé atrás. A leitura não estava fluindo e eu não conseguia me conectar aos personagens. Não acho que seja algo generalizado, pode variar de leitor para leitor. No início tive a impressão de que as coisas aconteceram muito rápido, e algumas atitudes da protagonista me desanimaram mais ainda. Mas aos poucos o livro vai tomando um ar mais sombrio e sinistro, e mesmo que não tenha me empolgado muito de imediato, um pouco depois da metade do livro a história já conseguiu atrair minha atenção e me deixar focada na leitura, querendo saber mais e mais o que estava acontecendo e o desdobramento daquilo tudo, principalmente por, chegando no final, a autora nos jogar informações que surpreendem e ao final da leitura tudo o que queremos é o segundo volume imediatamente. 

A Protagonista: Eu achei que Juliet seria uma personagem fodona e inteligente, mas ela me desapontou bastante nesse quesito. No mesmo momento que ela tinha a chance de ser forte, se mostrava fraca e um pouco idiota, o que me deixou com raiva dela muitas vezes. Eu terminei o livro sem gostar muito da personagem, mas espero que ela melhore no próximo. No começo, estranhei a rapidez com que ela esqueceu o fato do pai tê-la abandonado (e com isso as várias "tragédias" que aconteceram em sua vida), e isso me incomodou um bocado. Também sua indecisão entre Montgomery e Edward me irritaram profundamente, principalmente por ter parecido forçado de mais aquele triângulo amoroso, e suas atitudes nesse caso foram bem infantis - do tipo "eu amo fulano, mas me sinto tão atraída por sicrano quando estou perto dele...".

Personagens Secundários: No começo eu não gostei muito de Montgomery, e com o passar da trama isso não mudou muito. Não sei bem porquê, só não fui muito com a cara dele. Já Edward me conquistou desde que apareceu, mesmo com os mistérios que o rondam. Gostei bastante do personagem e de como ele faria de tudo para manter Juliet segura. O Dr. Moreau, pai de Juliet, era uma figura estranha e louca. Ele foi expulso da cidade acusado de comer crimes hediondos, então ele encontrou aquela "ilha deserta", onde poderia continuar seus experimentos e pesquisas. Como era de se esperar, o personagem nos dá raiva, principalmente ao provar que é tão louco (ou mais) quanto dizem.

Capa, Diagramação e Escrita: Eu acho muito bonita a imagem da capa, e mesmo parecendo genérica, ela combina com a história (até o vestido me lembra o que Juliet usava quando saiu de Londres). Acho que só mudaria o tamanho da fonte do título. A página do início dos capítulos é muito bem enfeitada, e esse é o único diferencial na diagramação, o resto é bastante simples. Achei a narrativa um pouco travada, mas ela foi se soltando aos poucos e se tornando mais fluida, principalmente chegando àqueles momentos finais que mencionei. 

Concluindo: O livro me desapontou um bocado, mas os últimos capítulos foram bem surpreendentes, o que fez a história se redimir um pouco e me deixar ansiosa pela continuação. Espero que no próximo volume a autora consiga aproveitar melhor a trama e me deixar presa ao livro por mais páginas, ao invés de superar a parte mais chatinha só no final. 

Quote: 
(...) Para os garotos, a possibilidade de estarem envolvidos em um pequeno escândalo era incrivelmente estimulante. Eles nunca souberam o que é um verdadeiro escândalo, ou como isso pode destruir uma pessoa.


(...) depois que perdemos nossa fortuna, eu não podia mais me dar ao luxo de pensar nos rapazes. Tudo o que eu estava tentando fazer era ficar longe das ruas. E agora havia dois rapazes por quem meus pensamentos se dividiam. E, ainda assim, um deles era o nosso criado, fiz questão de lembrar a mim mesma. E o outro... bem, o outro certamente abandonaria a ilha na primeira oportunidade.

Classificação: