Resenha - O Grande Gatsby

Título: O Grande Gatsby
Título Original: The Great Gatsby
Livro Único.
Autor: F. Scott Fitzgerald
Editora: Cia das Letras
Páginas: 256
Ano: 1925
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Submarino // Saraiva // Extra

Para os amantes dos clássicos, trata-se de uma leitura obrigatória.

Sinopse: Nos tempos de Jay Gatsby, o jazz é a música do momento, a riqueza parece estar em toda parte, o gim é a bebida nacional (apesar da lei seca) e o sexo se torna uma obsessão americana. O protagonista deste romance é um generoso e misterioso anfitrião que abre a sua luxuosa mansão às festas mais extravagantes. O livro é narrado pelo aristocrata falido Nick Carraway, que vai para Nova York trabalhar como corretor de títulos. Passa a conviver com a prima, Daisy, por quem Gatsby é apaixonado, o marido dela, Tom Buchanan, e a golfista Jordan Baker, todos integrantes da aristocracia tradicional.
Na raiz do drama, como nos outros livros de Fitzgerald, está o dinheiro. Mas o romantismo obsessivo de Gatsby com relação a Daisy se contrapõe ao materialismo do sonho americano, traduzido exclusivamente em riqueza.
Aclamado pelos críticos desde a publicação, em 1925, O grande Gatsby é a obra-prima de Scott Fitzgerald, ícone da “geração perdida” e dos expatriados que foram para a Europa nos anos 1920.


A Trama: Como todo clássico que se preze, O Grande Gatsby retrata a sociedade da época. Em 1920, a classe média alta americana era, em sua grande maioria, bastante fútil. Importava o dinheiro, casamentos por interesse, festas espalhafatosas... Enquanto o amor era deixado de lado.
É nesse ambiente que vivem os personagens dessa história, e é se afirmando financeiramente, que Jay Gatsby pretende conquistar o grande amor de sua vida.
Os personagens são bastante caricatos, e a história é muito interessante. Tem aquela leveza dos clássicos, mas também traz consigo uma crítica social intensa (escondida no romance tradicional).
Obviamente não é um livro para qualquer um, é preciso certo tato para conseguir apreciar os clássicos, deixando de lado sua linguagem rebuscada para aproveitar a história. Mas, se você é uma dessas pessoas que, como eu, adora esse tipo de leitura, pode ter certeza de que não se arrependerá.

Resenha - As Crianças Trocadas

Resenha feita pela Tay!  
Título: As Crianças Trocadas
Título Original: The Changelings
Série: A Guerra dos Fae
1- As crianças Trocadas
2- Call To Arms (2012 EUA)
3- Darkness & Light (2012 EUA)
Autor: Elle Casey
Editora: Geração
Páginas: 288
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Submarino // Saraiva // Extra

Sinopse: Jayne Sparks, rebelde e língua afiada de dezessete anos e seu melhor amigo, tímido e estudioso Tony Green tem uma existência muito típica de escola secundária, até que vários incidentes aparentemente não relacionados convergem, causando uma cascata de eventos que mudam suas vidas para sempre. Jayne e Tony, junto com um grupo de adolescentes em fuga, são sequestrados e enviados para uma floresta, onde nada e ninguém são o que parecem. Quem sairá triunfante? E o que eles serão quando o fizerem?

A Trama: Jayne Sparks odeia sua escola e odeia a vida que leva em casa, tentando fugir disso o máximo que pode. Seu único amigo é o nerd Tony Green, quem ela praticamente obrigou a ser o melhor amigo dela. Um dia, após serem ameaçados pelo valentão da escola e Tony, do nada, aparecer com uma arma em punho, ele convoca Jayne para fugir da cidade com ele. Depois de relutar um pouquinho e descobrir que Tony tem um dom que o conecta aos pensamentos e emoções dela, Jayne decide que nada pode ser pior do que voltar para sua casa e para o namorado tarado da mãe. Assim eles embarcam para Miami, onde encontram um grupo de sem-teto bem legal e juntos decidem se inscrever para um teste que promete dá-los 500 dólares quando terminar. E é aí que tudo começa. Após passar no tal teste, eles são enviados para uma floresta, onde vale tudo pela sobrevivência e para encontrar quatro balizas, que indicam quanto falta para chegarem ao final do teste. Não demora para que eles percebam que aquela não é uma floresta comum, mas sim uma floresta mágica, repleta de seres que estão ali para impedir que eles alcancem seu objetivo.
Eu adorei esse livro! É uma história até simples, contada de forma simples, mas que cativa qualquer um. Aqueles adolescentes no meio da floresta, sedentos pelos 500 dólares, tendo que se virarem sozinhos contra vários seres sobrenaturais foi bem legal de acompanhar, além da autora ter tratado tudo de uma forma tão natural que parecia que aqueles seres e aquelas situações poderiam acontecer de verdade. Sem contar no bom humor dos personagens principalmente da protagonista com certeza foi um dos pontos fortes da leitura, me fazendo gargalhar algumas vezes, daquele tipo que eu precisava fechar o livro para rir. A construção de cada personagem também foi muito distinta. Não é um livro espetacular ou inovador apenas um bom entretenimento que eu tenho certeza que muita gente vai adorar. É sempre bom ter uma leitura descompromissada de vez enquanto, e As Crianças Trocadas preenche muito bem esse requisito.

Promoção - Laços de Sangue

Finalmente, uma nova promoção, dessa vez em parceria com a Companhia das Letras! E uma ótima hein, de uma das minhas autoras prediletas. O livro Laços de Sangue, é o primeiro de uma saga famosa sobre vampiros e vocês podem conferir minha opinião sobre ele na resenha.

Resenha - Fragmentada

Resenha feita pela Luh!  
Título: Fragmentada
Título Original: Fractured
Série: Reiniciados
1- Reiniciados (2013)
2- Fragmentada (2013)
3- Shattered (2014 US)
Autor: Teri Terry
Editora: Farol Literário
Páginas: 424
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac

Bom, mas poderia ser melhor.
Atenção: Essa resenha NÃO contém spoilers de Reiniciados.

Sinopse: Kyla não deveria se lembrar de nada quando foi reiniciada. Mas segredos do seu passado atormentam sua mente. Presa em uma luta contra a opressão dos lordeiros, e ansiando por liberdade, Kyla vê seu passado e presente colidir de uma forma que ameaça sua vida. Enquanto sua busca desesperada por Ben continua, em quem ela poderá confiar em um mundo repleto de segredos e mentiras? 

A Trama: Fragmentada tem uma trama interessante, com um pouco de ação e muito mistério, porém na minha opinião ele caiu na maldição do "livro do meio", pois senti que a trama andou em círculos na primeira metade e acabou não avançando muito, além de a maioria das "reviravoltas" ter me parecido bem óbvia. Entretanto, os mistérios vão sendo esclarecidos conforme o final do livro vai se aproximando e a trama melhora bastante, me deixando muito curiosa para saber o que acontecerá na última parte da trilogia.
Apesar de muitas cenas terem sido desnecessárias, elas ainda eram gostosas de ler e foi um livro que não me cansou de maneira alguma, especialmente porque a autora soube intercalar as cenas mais emocionais com aquelas cheias de ação.