Pilha de Leitura da Luh #17

A edição das pilhas gigantescas.
Se você não conhece a Pilha de Leitura, é uma coluna em que nós vamos falar um pouquinho sobre os próximos livros que pretendemos ler, como está indo nosso ritmo, quais livros gostamos, e quais não, e muito mais. Ao clicar nos títulos da primeira seção, você vai para as resenhas, e da segunda e terceira para a página do livro no Skoob.

A Última Pilha:

Eu avisei que a pilha era gigante. Como acrescentei as leituras da Maratona Literária, ficou com treze livros! Dos livros únicos (que não tem continuação), li Princesa Adormecida, que achei muito fofo, porém meio bobo, Belle Époque, pelo qual tive sentimentos mistos, e A Terra Inteira e o Céu Infinito, que infelizmente foi bem estranho. Das continuações de séries, tive A Maldição dos Ancestrais, o quarto livro de uma série juvenil que definitivamente não foi tao bom quanto o anterior, A Garota Certa, quinto livro de uma série que eu acho super divertida, Fever, uma distopia que me decepcionou bastante, A Fúria do Lobo, terceiro de uma série sobre lobisomens que eu adorei, e Uma Bruxa Apaixonada, que continua como o primeiro livro, bem mediano.
Finalmente, para as novas séries, tive mais decepções, como Abandono, que é escrito por uma das minhas autoras prediletas, e Simplesmente Ana, que eu pensei que ia adorar. Mas também conheci séries ótimas, como o new adult Um Caso Perdido, a distopia Marcados, e a fantasia A Princesa do Baile da Meia Noite, todos ótimos e que valem a pena.
O Pior da Pilha: Complicado, foram tantas decepções que não consigo escolher o pior.
O Melhor da Pilha: Marcados, porque eu estava com tanta saudade de distopias!

A Nova Pilha:


Não faço ideia de quanto tempo vou levar pra ler isso tudo gente, mas eu preciso, então vamos lá. Das continuações temos No Limite da Ousadia (contemporâneo), O Vórtex Negro (ficção científica), Inferno (fantasia), Tentação Sem Limites (new adult), Estranha Perfeição (new adult) e A Evolução de Mara Dyer (contemporâneo). Cliquem nos títulos pra ler a resenha do primeiro livro. Eu recomendo bastante conferir Insígnia e No Limite da Atração, porque estão entre os meus favoritos. Do ganhador da enquete tenho Desafio (Defiance ali na foto, já que minha versão é americana) e o ganhador da pilha passada, All Our Yesterdays, voltou porque não consegui ler ele antes. E por fim para começar algumas séries novas, tenho Escola Noturna, O Segredo de Ella e Micha (e sua continuação), O Rei Demônio e Fortaleza Negra
Treze livros novamente, espero que consiga terminar essa pilha em um mês!!


A Votação:

Dessa vez, escolhi quatro livros do mesmo autor. Bernard Cornwell é um autor de ficção histórica que escreve livros incríveis e eu tenho uma coleção dele aqui só esperando para ser lida. Stonehenge conta a história daquele círculo de pedras tão famoso, O Arqueiro é o primeiro livro de uma trilogia sobre o Santo Graal e a Guerra dos Cem Anos. O Condenado fala sobre a investigação de um homem prestes a ser enforcado na França, e O Último Reino é um livro que eu amei, mas li há muito tempo, sobre vikings.

Resenha - A Terra Inteira e o Céu Infinito

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Terra Inteira e o Céu Infinito
Título Original: A Tale for the Time Being
Livro Único.
Autora: Ruth Ozeki
Editora: Casa da Palavra
Páginas: 464
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac

Um livro que começou muito bem e se perdeu no caminho.

Sinopse: O que acontece quando um diário perdida encontra o leitor certo? Numa remota ilha do Canadá, a escritora Ruth cata mariscos com o marido na praia quando se depara com um saco plástico coberto de cracas que envolve uma lancheira da Hello Kitty. Dentro, encontra um livro de Marcel Proust, Em Busca do Tempo Perdido, e se surpreende ao descobrir que o miolo, na verdade, é o diário de uma menina japonesa, Nao. A sacola misteriosa, segundo os rumores dos habitantes, é mais um dos destroços do último tsunami que devastou o Japão e foi levado pelas correntezas até a ilha.
Desde então, Ruth é tragada pela história do diário de Nao, uma menina que, para escapar de uma realidade de sofrimento – de bullying dos colegas e de um pai desempregado e suicida –, resolve passar seus últimos dias lendo as cartas do bisavô, um falecido piloto camicase da Segunda Guerra Mundial, e contando sobre a vida da avó, uma monja budista de 104 anos.
O que Ruth não esperava era que o diário iria levá-la a uma viagem onde ela e Nao podem finalmente se encontrar fora do tempo e do espaço.
“Uma obra muito bem escrita sobre magia e perdas e o

A Trama: Ao observar algumas críticas do livro no site americano Goodreads, eu notei que esse era um livro "ame ou odeie" e, apesar de não ter realmente odiado, eu não gostei tanto dele. A Terra Inteira e o Céu Infinito conta intercaladamente a história de duas pessoas que não se parecem em nada. Ruth é uma mulher mais velha que vive em uma ilha remota e é uma escritora. Um dia, Ruth descobre na praia o diário de Nao, uma garota de quinze anos que mora em Tóquio e tem uma das vidas mais deprimentes que eu já vi.
Nao é uma narradora brilhante e consegue prender o leitor em suas explicações inteligentes e extremamente realistas dos costumes japoneses. A vida da garota já começa ruim, porém ainda há esperanças para ela e eu fiquei torcendo para dar tudo certo. Ruth, em comparação, acaba sendo um pouquinho entediante com sua vida pacata e bem comum, apesar de eu compreender seu sentimento de impotência ao ler sobre os problemas daquela garota e não poder fazer nada. Por sorte, as partes narradas pela mulher mais velha são pequenas.

Quinta das Capas #66

Steampunk Nacional


Steampunk, em uma explicação curta, são aqueles livros que se passam em uma idade mais antiga, porém com objetos modernos, adaptados à tecnologia da época, como máquinas a vapor e etc. Selecionei algumas capas nacionais maravilhosas com esse tema, e semana que vem tem as americanas!

Espinho de Ferro me parece mais uma capa de fantasia, eu honestamente não sabia que era steampunk até dar uma pesquisada sobre o livro, mas a fonte combina, só não gostei nem um pouco do rosto dessa modelo. Voos e Sinos e Misteriosos Destinos, por outro lado, era fácil de adivinhar, com o dirigível no céu e todas aquelas peças de máquina aparecendo. Amei demais as cores e a ilustração, é uma das minhas capas prediletas desse gênero. Anjo Mecânico já é uma imagem bem conhecida e achei meio engraçado que tenha uma torre do relógio (repararam que é bem similar à do livro anterior?).

Promoção Relâmpago - A Menina Mais Fria de Coldtow

A Novo Conceito resolveu fazer uma promoção gigantesca com os seus parceiros e está sorteando mais de 30 exemplares de A Menina Mais Fria de Coldtown! Ainda não fizemos resenha do livro, mas é de uma autora muito conhecida e o livro recebeu críticas maravilhosas entre os blogueiros americanos, então recomendamos que você participe, principalmente se gosta de sobrenatural.


Essa promoção será exclusivamente no twitter, então para participar você só precisa cumprir 3 etapas rápidas:
  1.  Seguir o perfil do blog no twitter.
  2.  Seguir o perfil da editora no twitter.
  3.  Dar RT na frase abaixo:

Promoção #AMeninaMaisFriadeColdtown: é só seguir o @fomedelivros e a @Novo_Conceito e dar RT nessa frase até 01/08!! http://sorteia.eu/bfK

E pronto! O sorteio sai no dia 02/08 e não se esqueçam de participar das promoções dos outros parceiros para concorrer aos 30 livros!

Resenha - Paradise

Resenha feita pela Tay!
Título: Paradise
Título Original: The Paradise Guest House
Livro Único.
Autor: Ellen Sussman
Editora: Casa da Palavra
Páginas: 256
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Extra // Submarino

SinopseA história começa com uma viagem ao paraíso. Ao ser enviada para trabalhar como guia turística em Bali, uma ilha da Indonésia, Jamie só pensa em passar os dias mais felizes de sua vida ao lado do namorado, aproveitando as praias virgens e explorando as florestas. No entanto, após três dias de sua chegada, ela e seu parceiro se tornaram vítimas de um atentado terrorista na boate local. Seu namorado perde a vida, e Jamie, a esperança de felicidade.
Depois de um ano, ainda transtornada pelas lembranças, Jamie decide retornar a Bali para tentar fechar esse ciclo em sua vida. Mais que tudo, ela espera encontrar Gabe, o homem que a salvou do ataque. Nesta viagem ao passado, Jamie conhece Nyoman, seu simpático anfitrião, que a hospeda no acolhedor e relaxante Paradise, um bangalô incrustado numa paisagem estonteante.
Mesmo preparada para se arriscar nos grandes perigos da natureza selvagem de Bali, ela ainda precisa estar pronta para o maior desafio de todos: dar uma nova chance ao amor. 


A TramaBaseando-se em um ataque terrorista real, que aconteceu em Bali em outubro de 2002, com um total de 202 pessoas mortas e 209 feridas, a autora nos cria um drama em que a guia de turismo de aventura Jamie Hyde decide voltar a Bali para afastar fantasmas de seu passado e dar uma nova chance à vida, já que estava no local em que ocorreram os atentados e perdeu o namorado, Miguel, além de ter salvado várias outras vítimas. Quando uma viga de madeira cai sobre Jamie, é a vez de Gabe resgatá-la. Eles tiveram uma convivência intensa, e agora que Jamie voltou para a celebração de um ano do atentado, ela decide que deve encontrar Gabe. A história é bem interessante, mas não espere um grande drama ou uma grande história de amor, porque o livro nos conta tudo com calma, até mesmo com algumas partes desnecessárias. É uma história bonita, mas mesmo assim o livro não deixa de ter seus defeitos. 

Maratona Literária 3.0 - Conclusão

Olá! Infelizmente a semana chegou ao fim e a Maratona Literária 3.0 também. Nós adoramos, conseguimos atingir (ou até ultrapassar) nossas metas e nos divertimos muito! Para quem perdeu ou não lembra, pode ver nossas metas aqui, e conferir o resultado abaixo. A postagem ficará meio grandinha, porque falaremos sobre cada livro, mas vale a pena!

Minha maratona foi perfeita! Fiquei bem animada pra ler e tive que trocar um livrinho da minha meta, mas consegui ler 6 livros, 2 contos e mais um pedacinho de outro livro, totalizando 1813 páginas, então consegui ultrapassar a meta! As leituras:
 - A Maldição dos Ancestrais - Matt de la Peña - 208 páginas
 - A Garota Certa - Ali Cronin - 296 páginas
 - Fever - Lauren DeStefano - 341 páginas
 - 2 contos da trilogia Nightshade - Andrea Cremer - 113 páginas
 - A Princesa do Baile da Meia-Noite (Princess of the Midnight Ball) - Jessica Day George - 280 páginas
 - Princesa Adormecida - Paula Pimenta - 192 páginas
 - Simplesmente Ana - Marina Carvalho - 304 páginas
 - A Terra Inteira e o Céu Infinito - Ruth Ozeki - 78 páginas (li apenas parte do livro)

Meu melhor dia foi na sexta, quando consegui ler 521 páginas. O melhor livro da Maratona provavelmente foi A Princesa do Baile da Meia-Noite, que eu achei super fofo. Os únicos que não farei resenha são Princesa Adormecida, que eu achei muito fofo e divertido, porém previsível e clichê, e os contos de Nightshade, que não foram traduzidos para o português e até são interessantes, porém nada de necessário.

Comecei a maratona com um pique ótimo, nos 4 primeiros dias li 4 livros, porém, depois, entre viagens e planos pro fim de semana acabei não conseguindo ler tanto quanto queria, foram 1534 páginas e cada uma melhor do que a outra!


 - A Seleção - Kiera Cass - 368 páginas
- A Elite - Kiera Cass - 360 páginas
- A Escolha - Kiera Cass - 352 páginas
 - Incendeia-me - Tahereh Mafi - 384 páginas
   * Fragmenta-me - Tahereh Mafi - 70 páginas

A primeira leitura da pilha foi Fragmenta-me que já me deixou animada para ler o encerramento da trilogia, tanto o conto quanto Incendeia-me são ótimos, amei demais e cheguei até a chorar. *-*
Foi então que fiz a leitura de A Seleção e me apaixonei pela história, na verdade a trama se estende mais do que o necessário, mas não tem como não ler as continuações, somente o primeiro volume estava na minha meta, entretanto acabei lendo toda a trilogia em dois ou três dias.


Eu fiquei tão feliz com o resultado da minha maratona! *-* Eu tinha planejado ler 3 livros e acabei conseguindo ler 5, ou seja: ultrapassei minha meta!!! \o/ Vocês não têm ideia do quanto isso me deixou imensamente feliz. Quando eu iria imaginar que conseguiria ler 5 livros numa semana? No total foram 1376 páginas lidas na semana. Minhas leituras:


O Maravilhoso Agora - Tim Tharp - 320 páginas
Fique Onde Está e Então Corra - John Boyne - 224 páginas
Enders - Lissa Price - 288 páginas
Bruxos e Bruxas - James Patterson e Gabrielle Charbonnet - 288 páginas
Paradise - Ellen Sussman - 256 páginas

Eu li praticamente um livro por dia e consegui cumprir minha meta de pelo menos 200 páginas diárias. Só não li nada no domingo, porque eu decidi descansar, haha. A única resenha que não será postada aqui no blog é a de Bruxos e Bruxas, porque ela sairá lá no meu outro blog ;) Caso você queira saber mais detalhadamente minha conclusão da maratona, pode clicar aqui e ler o post que fiz no outro blog :D


Minha maratona foi super satisfatória. Não consegui ler meu livro extra, mas cumpri a meta - 1072 páginas, então né... Não tenho do que reclamar, já é muito mais do que eu estava conseguindo ultimamente.

Livros:
- O Teorema de Katherine - John Green - 304 páginas
- O Começo de Tudo - Robyn Schneider - 288 páginas
- Sombras de Um Verão - Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe - 480 páginas

Levei mais ou menos dois dias para cada livro, o que é um grande avanço comparado ao meu ritmo recentemente. Na sexta feira fiquei derrubada de gripe, e não consegui ler, mas sábado já estava melhor e dei conta das metas. Amei de paixão os três livros que li, vocês vão perceber pelas duas resenhas que farei. O Teorema de Katherine já tem resenha no blog (feita pela Mari), mas o livro foi super agradável e atendeu às minhas expectativas. Sobre os outros, vocês descobrem na resenha (haha).

Pronto! Para quem participou da maratona, não esqueça de comentar como foi a sua semana ou colocar o link para seu post de conclusão. Para quem não participou, programe-se para ler conosco da próxima vez, é muito divertido.

Resenha - A Princesa do Baile da Meia-Noite

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Princesa do Baile da Meia-Noite
Título Original: Princess of the Midnight Ball
Série: Princesa
1- A Princesa do Baile da Meia-Noite (2013)
2- Princess of Glass (2010 US)
3- Princess of the Silver Woods (2012 US)
Autora: Jessica Day George
Editora: Novo Século
Páginas: 200
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva // Fnac // Extra

Princesas. Não tem como não amar.

Sinopse: Rosa é uma das doze princesas forçadas a dançar noite após noite no reino de baixo. Elas foram vítimas de um feitiço que nenhum príncipe, até mesmo dos reinos mais distantes, consegue desvendar. A chave para quebrar o encanto, porém, está na força de um cavaleiro destemido e – claro – no amor verdadeiro. Mas será que ele conseguirá driblar todas as dificuldades que aparecerão em sua jornada para ajudar essa bela princesa e suas irmãs?

A Trama: Talvez eu deva começar lembrando que minha opinião não é imparcial, já que sou apaixonada por princesas e releituras, e esse livro tem um pouco de cada.
A Princesa do Baile da Meia-Noite é baseado no conto das doze princesas e, por isso, é bem previsível para quem já conhece a história. Porém, a autora incluiu vários detalhes interessantes e, é claro, transformou um conto de poucas linhas em um livro, então mesmo que você já saiba o final, provavelmente vai amar a trama. Há princesas, um segredo muito antigo, magia e romance, perfeito para os fãs de contos de fada. Para quem não conhece o conto, a trama fala sobre um soldado que acaba trabalhando no castelo de seu reino e investiga um mistério que parece impossível de resolver, envolvendo as doze filhas do rei.

Terça do Top #75

Top Diagramações em Livros (3)


Chegamos na última parte desse top! Já vimos alguns livros lindos, e hoje é dia de mostrar os meus! Alguns detalhes são pequenos, porém fazem toda a diferença. Para quem perdeu, pode conferir a primeira e a segunda partes, que foram ao ar esse mês.

Insígnia - S. J. Kincaid
Além de ter uma capa maravilhosa, esse livro tem um detalhe bonito no início de cada capítulo, com um sistema binário que vai desaparecendo.

Enfeitiçadas - Jessica Spotswood
Essa é uma das diagramações mais bonita que eu já vi. O início de cada capítulo tem uma moldura em volta do texto, além de os números serem lindos. Honestamente fica maravilhoso no livro!

A Garota Que Perseguiu a Lua - Sarah Addison Allen
Para quem acompanhou o top, já deve ter visto uma diagramação bem parecida na semana passada, em outro livro da autora. É um pouquinho complicado ler o texto nesse formato, mas é muito original e uma das poucas vezes que vi o texto inclinado em um livro.

Belle Époque - Elizabeth Ross
Apesar de ser bem simples, gosto da diagramação desse livro pelo detalhe no topo da página e pelas palavras (e diálogos) em francês, sempre em itálico.

Ladrões de Elite - Ally Carter
Espalhado por todo o livro, temos essa imagem linda com um prazo decrescente, provavelmente para ajudar o leitor a se situar no calendário. É uma ótima maneira de começar um novo capítulo, tenho vontade de ficar só olhando para o mapa.

Almanova - Jodi Meadows
Além do detalhe da borboleta no início de cada capítulo, uma coisa bem original em Almanova é que a folha  da primeira página dos capítulos é cinza, de um tom bem mais escuro que o resto do livro. Não se preocupem, ainda é fácil de ler, porém gostei bastante do detalhe.

Minha Vez de Brilhar - Erin E. Moulton
Ainda não tive tempo de ler o livro por completo, mas já reparei que além daquelas imagens fofinhas que lembram muito o verão no topo da página, o livro conta com passagens que acredito serem as memórias da protagonista, todas em uma fonte diferenciada.

Wither (Aprisionada) - Lauren DeStefano
O detalhe no início de cada capítulo pode parecer bobo, porém o mais legal é que ele combina perfeitamente com a capa, que tem esse mesmo padrão de linhas.

Luxo - Anna Godbersen
Impossível esquecer o número do capítulo quando ele ocupa metade da página, não é? Além dos inícios de capítulos, o livro conta com recados e outras coisas do tipo, nessa fonte muito elaborada que realmente lembra algo escrito à mão.

Métrica - Colleen Hoover
Esse livro tem várias poesias que são escritas daquela maneira ali, com algumas palavras em destaque e definitivamente sem nenhuma preocupação em alinhar as frases, mas acaba ficando muito bonito.

O Guia do Herói Para Salvar o seu Reino - Christopher Healy
O início dos capítulos pode até ser lindo, principalmente com aqueles títulos engraçados, porém o que me conquistou nesse livro são as ilustrações muito fofas, que ajudam a visualizar melhor as cenas.

Ufa, acabou! Quais foram os prediletos?
E o que vocês acham, a diagramação interna é tão importante quanto a capa?

Resenha - Fique Onde Está e Então Corra

Resenha feita pela Tay!
Título: Fique Onde Está e Então Corra
Título Original: Stay Where You Are and Then Leave
Livro Único.
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte
Páginas: 224
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Extra

SinopseAlfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados — enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar. Seu pai logo se alistou para o combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas suas forças para trazê-lo de volta para casa.

A Trama: Começamos o livro num cenário do início da Primeira Guerra Mundial. É o aniversário de cinco anos de Alfie e quase ninguém pôde ir à sua festa. Logo, o sentimento de dever de proteger sua pátria fazem com que vários homens decidam se alistar no exército, entre eles o pai de Alfie. O livro não nos mostra o campo de guerra, bombardeios e o desespero de estar no meio do fogo cruzado. Ao invés disso, vamos acompanhar aquele mundo pelos olhos de Alfie, em sua vida na rua Damley com as casinhas de portas amarelas, e como os anos em que a guerra se estendeu impactou em sua vida. Só sei dizer que é uma história linda, e se você não tiver notado isso enquanto lê, a última frase do livro te fará relembrar tudo o que Alfie fez para ter seu pai de volta. Aí tenho certeza de que você concordará comigo.

Lançamentos de Julho #4

Oi, gente! Tudo bem com vocês? Hoje nós veremos os lançamentos das editoras Geração, Grupo Pensamento, Novo Século e Rocco. Desses eu vou ler A Cilada (porque eu já tenho o livro, mas ainda tenho que ler o primeiro :P).

A Cilada, segundo livro da série, é um livro ágil, absorvente, narrado na primeira pessoa, na tradição dos detetives clássicos como Sam Spade, de Dashiel Hammett, ou Philip Marlowe, de Raymond Chandler, com pitadas do policial do futuro, Dick Deckard, de “Blade Runner — Caçador de Androides”. O Guardião terá que resolver o mistério de uma garota desaparecida na Cidade Baixa, a pedido de seu pai, o general de uma guerra em que ele também esteve como soldado. Um romance que você não conseguirá largar, disposto a solucionar um mistério que vai ficando mais denso a cada nova página.


Brasil, ano de 1884. No vale do Paraíba, os latifundiários e suas famílias levam uma vida luxuosa e despojada de preocupações graças ao trabalho escravo nas plantações de café. Vitória ou Vita, como é conhecida por todos, é filha de um dos mais ricos "barões do café". Sua vida muda completamente ao conhecer Léon Castro, jornalista e abolicionista que luta com fervor contra a escravidão e, portanto contra os interesses da família de Vita. Apesar das divergências, eles se apaixonam. Em meio à transformação do luxiriante Vale do Paraíba e o ar pitoresco da cidade do Rio de Janeiro, A Fragância da Flor do Café conta a saga de uma família de fazendeiros e a históia de um grande amor marcado por desencontros. 

Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado? Caroline Mondevieu é filha de um poderoso barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Tudo parece perdido quando ela encontra Bernardo, um charmoso e irritante domador de cavalos. Eles não conseguem se entender até perceberem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, deverão passar por cima das diferenças e se unirem em um arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam nessa jornada: perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolverá mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados.

Resenha - A Garota Certa

Resenha feita pela Luh!
Título: A Garota Certa
Título Original: She's the One
Série: Garota <3 Garoto
 1- Nada É Para Sempre (2012)
2- Dizem Por Aí (2013)
3- Três é Demais (2013)
4- Lições de Amor (2013)
5- A Garota Certa (2014)
6- Eu e Você (2014)
Autor: Ali Cronin
Editora: Seguinte
Páginas: 292
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Submarino

Adorei!
Nota: Essa resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores da série (exceto na sinopse).

Sinopse: Para Ollie, sexo sempre foi sinônimo de diversão, e namorar sério era algo assustador. Durante muito tempo seu estilo de vida funcionou, mas aos poucos começou a sentir um vazio cada vez maior - e nem imaginava que a solução estava bem ao seu lado. Desde o jardim de infância, Sarah era sua melhor amiga. Depois que ela sofreu sua primeira grande decepção amorosa, eles ficaram ainda mais próximos, e a turma inteira percebia que estava rolando um clima...Só faltava admitir. Mas manter um relacionamento para valer significaria compartilhar as aflições que Ollie estava acostumado a guardar a sete chaves. Suas angústias iam desde as mudanças de humor repentinas da mãe, que passava da depressão ao êxtase num piscar de olhos, até o descaso completo do pai. Isso sem falar em um problema de saúde que ele escondia até dos melhores amigos...Ollie precisava descobrir um jeito de enfrentar essa situação sem magoar a si mesmo - e sem machucar a garota com quem mais se importava.

A Trama: Pela primeira vez, a trama foca em um dos garotos da turma de sete amigos, Ollie. A autora segue um padrão em todos os livros, então já sabemos bem o que esperar - romance e o protagonista estragando tudo algumas vezes, até resolver parar de fazer besteira e tomar aquela atitude pela qual o leitor aguarda o livro todo. Porém, a previsibilidade da trama não tira a graça.
Apesar de eu ter gostado mais da história de Donna, a trama na qual A Garota Certa foca parece ser a principal, já que se estende para o próximo - e último - livro. Apesar de estar muito ansiosa pela continuação, gostaria que todos simplesmente tivessem um período bom, sem tantos problemas.
Repetindo o aviso de sempre, esse livro definitivamente não é recomendado para menores, tem cenas sexuais meio gráficas (porém muito mais leves que em um erótico) e alguns palavrões.

Resenha - O Maravilhoso Agora

Resenha feita pela Tay!
Título: O Maravilhoso Agora
Título Original: The Spectacular Now
Livro Único.
Autor: Tim Tharp
Editora: Record
Páginas: 320
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva (ebook) // Fnac

SinopseSutter Keely é O Cara, o rei das festas. Porém, diferente dos amigos adolescentes, não está preocupado com o futuro, está mais interessado em viver o agora. Com um 7Up batizado nas mãos ele está pronto para qualquer coisa. Mas nem tudo anda bem para ele. Vive discutindo com a mãe, o pai há anos não dá notícias, e sua namorada Cassidy lhe deu um pé na bunda. Em meio a esse caos, a doce Aimee pode despertar Sutter para outra realidade. E, pela primeira vez, ele tem o poder de fazer a diferença na vida de alguém, ou de arruiná-la para sempre. O livro que deu origem ao filme.

A TramaSutter Keely não gosta de pensar no futuro, ele gosta de viver simples e puramente o "agora". Ele é um cara popular, todos se animam quando ele chega na festa, aquele que é amigo de todo mundo. Então sua namorada termina com ele e no dia seguinte já está se pegando com outro cara. Para passar a dor de cotovelo, ele sai dirigindo e bebendo por aí, até que na manhã seguinte acorda no quintal de uma casa com uma garota olhando para ele. É aí com conhece Aimee, a garota entregadora de jornais, e decide que precisa fazer com que aquela menina, que ele nunca tinha notado na escola, saia de sua bolha particular antissocial e viva um pouco como uma adolescente normal. Ele senta com ela na hora do almoço e quando vê, decide chamá-la para uma festa, apresentá-la a um cara legal e ficar satisfeito por ter feito uma boa ação. Só que meio sem querer, ele acaba se envolvendo com Aimee, mesmo pensando que só está fazendo aquilo para ajudá-la a se soltar melhor com os outros caras. E é com esse clichê contado de uma forma até mesmo diferente que o autor molda sua trama. O cara bonitão e popular que decide sair com a garota nerd. Como eu disse, é sem querer que os dois começam um relacionamento, mas mesmo assim para mim foi abrupto demais. Só ignoro isso por ter sido bem legal acompanhar os dois.

Saciando a Fome #99

Muitas novidades essa semana!


Sobre a caixa ao lado dos livros, recebemos um kit lindo de Fortaleza Negra (Kel Costa - Jangada), com marcadores e tudo. Para a Ná veio a continuação da série Century, A Estrela de Pedra (P. D. Baccalario - Fundamento). Nos livros menores, recebemos Inferno (Meg Cabot - Galera Record) e Princesa Adormecida (Paula Pimenta - Galera Record), que parece ser rápidos e divertidos. Por fim, para os livros mais intensos, chegaram No Limite da Ousadia (Katie McGarry - Record), que é a continuação de uma série que eu adorei, e A Lista de Brett (Lori Nelson Spielman - Record), que será uma surpresa.

Promoção - Um Caso Perdido

Aproveitando que ontem saiu uma promoção, hoje teremos mais uma, dessa vez em parceria com a Galera Record. Um Caso Perdido é um new adult muito bonito, com romance e drama, de uma autora adorada por muitos. Para saber mais, é só conferir nossa resenha.

Resenha - Veneno

Resenha feita pela
Título: Veneno
Título Original: Poison
Série:
Saga Encantadas
1 - Névoa
2 - Gelo (2014)
1 - Veneno
2 - Feitiço (2013)
3 - Poder (2014)
1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor:  Sarah Pinborough
Editora: Única
Páginas: 224
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de que contos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos! Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia!

A Trama: Veneno é uma releitura do clássico Branca de Neve, bem mais semelhante com o conto original dos irmãos Grimm, do que com o conto de fadas da Disney. Lilith, a esposa do rei, tem apenas quatro anos a mais que sua enteada Branca de Neve e não vê a hora dela se mudar do palácio. O motivo não é explicado, mas o que se sabe é que Lilith não aguenta mais o jeito benevolente e encantador de Branca de Neve, e deseja que ela mude seu modo despreocupado de viver ou que ela se mude para o lugar mais longe possível. A história não foge muito da que todos nós conhecemos, o diferencial dela está nos detalhes e na forma com que os acontecimentos se sucedem. É difícil falar de um livro pequeno sem dar spoilers, mas eu digo que Veneno tem muita magia, malícia e não é nada infantil.

Quinta das Capas #65

A melhor versão (2)


Caso você tenha perdido, a primeira parte desse tema saiu na semana passada. Vim mostrar aquelas raras vezes em que as editoras mudam as capas quando lançam os livros aqui, porém as imagens ficam mais bonitas que as das capas originais.

Eu acho as capas nacionais de A Companhia Negra um pouco sombrias demais, porém elas são infinitamente melhores que essas monstruosidades das capas originais. Sério gente, as americanas nem sequer combinam! Sombras Eternas é estranha, porém A Companhia Negra ficou linda!

Vou começar falando que as versões americanas tem as mesmas capas que as nacionais para os dois primeiros livros. Porém, como eles adoram estragar as séries, mudaram as capas e a Novo Século, que publica os livros aqui, teve que se virar para manter as capas no padrão. Eu acho que eles fizeram um ótimo trabalho, não sou uma grande fã daquelas silhuetas, porém as capas combinam, as cores são lindas, e ficou muito melhor que aquela coisa horrorosa que os americanos fizeram.

Última série do tema e, para mim, a mais diferente. Isso porque as capas originais são muito feias, mas também acho as nacionais lindas demais gente, tem algo sobre elas que sempre me prende e eu morro de vontade de ler a série só por causa das capas.

E então, conhecem mais alguma capa que tenha melhorado muito na versão nacional? Eu já vi mais algumas, porém essas eram as mais diferentes.

Promoção - Quem Sabe Um Dia

Faz um tempinho que não temos uma promoção, não é? Então hoje viemos sortear um livro que nós adoramos, de uma autora que é bem famosa por também ser atriz. Quem Sabe Um Dia é um chick-lit muito divertido e, para quem está cansado de séries, é um livro único! Se você quiser saber mais, é só conferir a nossa resenha.

Resenha - A Maldição dos Ancestrais

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Maldição dos Ancestrais
Título Original: Curse of the Ancients
Série: Infinity Ring
1- Um Motim no Tempo (2013)
2- Dividir e Conquistar (2013)
3- O Alçapão (2014)
4- A Maldição dos Ancestrais (2014)
5- A Caverna das Maravilhas (2014)
6- Behind Enemy Lines (2013 US)
7- The Iron Empire (2014 US)
8- Eternity (2014 US)
Autor: Matt de la Peña
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Páginas: 208
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva

Atenção: Essa resenha não contém spoilers de outros livros da série! (Só não leiam a sinopse.)

Sinopse: Quando Dak, Sera e Riq chegam ao próximo destino em sua jornada para consertar falhas históricas, são recebidos por uma tempestade. Eles estão na península de Yucatán, lar dos antigos maias, na época da chegada dos colonizadores espanhóis -ou pelo menos deveria ser assim. Sera tem certeza de que programou o Anel do Infinito corretamente, mas eles parecem estar séculos adiantados. Enquanto tentam descobrir o que aconteceu, os três jovens desconfiam que talvez exista um motivo para estarem ali: bem naquele momento os anciãos da aldeia estão escrevendo um códice importantíssimo, que travaria o destino daquele povo para sempre. Na escola, Dak e Sera haviam aprendido que os maias eram uma civilização violenta e cruel, mas talvez a história e a cultura daquela sociedade tenham sido mal interpretadas...

A Trama: Antes de falar sobre a trama em si, vale lembrar que cada livro é meio que individual e apesar de seguirem um padrão e serem interligados, cada um tem um início, meio e fim distintos, com os protagonistas viajando para épocas diferentes na história.
Infelizmente, A Maldição dos Ancestrais não foi tão bom quanto o livro anterior. Eu adorei os maias e é uma civilização muito interessante, porém acredito que tenha sido mal explorada. A trama inteira me pareceu apressada demais, mesmo para um livro voltado ao público mais jovem, porque o autor optou por dividir a história em duas partes, onde só havia espaço para uma delas. Acho que o livro seria melhor se tivesse mais páginas, ou se a trama tivesse se estendido em dois livros. Entretanto, ainda há muita ação, diversos fatos históricos importantes e até algumas lutas, então acredito que o livro agradaria aos leitores mais jovens.

Resenha - O Monstrologista

Resenha feita pela Tay!
Título: O Monstrologista
Título Original: The Monstrumologist
Série: O Monstrologista
1- O Monstrologista
2- A Maldição do Wendigo (2012)
3- A Ilha de Sangue (2013)
4- The Final Descent (2013 US)
Autor: Rick Yancey
Editora: Farol Literário
Páginas: 474
Ano: 2011
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Extra

SinopseWill Henry é assistente de um médico com uma especialidade incomum: a monstrologia, isto é, o estudo dos monstros. Ao receber em casa o cadáver de uma menina atrelado a um desses seres que se acreditava extinto, Will e o médico sairão à caça de outros antropófagos antes que seja tarde demais. O Monstrologista é o primeiro de uma eletrizante trilogia para aqueles com estômago forte!

A Trama: No início do livro, um personagem que não sabemos o nome (apenas sabemos que é um autor), no ano de 2007, recebe os diários de um tal Will Henry, falecido a pouco tempo. Conforme lê os diários (nesse livro, o personagem lê os três primeiros, os quais acompanhamos na íntegra), ele tem na mente que aquilo é uma história fictícia, já que o dono deles era aparentemente louco, afinal ele dizia ter nascido no ano de 1876. A história de Will Henry não podia ser mais sinistra. Conforme escrito nos diários, ele perdeu os pais em um incêndio quando tinha 11 anos, então passou a viver com o Dr. Pellinore Warthrop, com quem seu pai trabalhava. Logo ele chega a conclusão que o doutor é louco, e mesmo mais de um ano depois, ele tem isso em mente, já que ele trabalha com um tema nada peculiar como a monstrologia (o termo usado para quem estuda e caça monstros). Nesse primeiro volume da série, vamos acompanhar Will Henry e Warthrop à caça dos Anthropophagi, seres mitológicos, mas reais, que aparentemente conseguiram um meio de ir para a América. Eu gostei bastante da história e da maneira como foi contada, toda aquela coisa de "caça aos monstros" me encantou muito, e eu fiquei apreensiva junto com o protagonista e temendo por ele, com medo que aqueles seres poderiam aparecer a qualquer momento. A trama se desenvolve de uma maneira que prende o leitor e deixa-o querendo saber mais daquela história, como ela vai se desenvolver e qual será o esperado desfecho. Eu, como apreciadora de história sinistras bem contadas, amei de mais!

Terça do Top #74

Top Diagramações em Livros (2)


Como explicado na semana retrasada, estamos mostrando aqueles livros também são maravilhosos por dentro, com diagramações lindas e detalhes especiais. Hoje é a vez de conferir alguns livros da May e da Ná!

Once Upon a Time já começa caprichado na capa, né? Mas isso é o que se espera de um livro mais infantil. Tem que atrair, além de pelo conteúdo, pelo visual. E esse livro é uma graça, as ilustrações, fonte, detalhes na página... Tudo. Além de uma leitura agradável, é um presente aos olhos.

Em Como Viver Eternamente o personagem faz algumas "listas". E essas listas são retratadas perfeitamente, não somente com uma fonte diferente, mas também cheio de detalhes, até aquelas barbinhas do papel, sabem? Um capricho imenso da editora.

A diagramação de Branca de Neve e o Caçador é lindíssima. Antes de todos os capítulos há uma ou duas folhas com gravuras e o número do capítulo fica dentro de um escudo.

Em Qual Seu Número?, a protagonista sai numa roadtrip a procura de seus ex-namorados, e em algumas páginas há mapas mostrando o caminho que ela percorre e anotações e conversas que ocorrem recebem um destaque do restante do livro.

Hyperbole and a Half é um livro todo ilustrado no paint, pela própria autora, sobre coisas que aconteceram com ela quando mais nova. As ilustrações são super divertidas e coloridas, mas o livro não é infantil.

O Pequeno Príncipe é um livro super fofo, tanto em sua trama, quanto fisicamente. Ele é todo ilustrado com desenhos do próprio autor.

Em O Pessegueiro, o começo dos capítulos são curvados e as primeiras linhas formam ondas. Há galhos diferentes de pessegueiro no alto da página junto dos números e nomes dos capítulos.

Sendo bem coerente com o tema, os capítulos de Sangue Quente não são divididos com números nem palavras, mas sim com imagens de órgãos e membros do corpo humano.

Para quem curtiu, semana que vem tem mais ainda! (E para quem não curtiu, será a última parte, prometo.)