Resenha - Seis Anos Depois

Resenha feita pela
Título: Seis Anos Depois
Título Original: Six Years
Livro Único.

1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada. Em Seis Anos Depois, Harlan Coben usa todo o seu talento para criar uma trama sensacional sobre um amor perdido e os segredos que ele esconde.

A Trama: Jacob Fisher está devastado. Natalie Avery, sua namorada com quem viveu uma paixão avassaladora durante o verão, o deixou de repente para se casar com um ex-namorado, porque segundo ela, durante o tempo em que ela e esse ex ficaram separados, perceberam que não podiam viver sem o outro. Jacob, ou Jake, como é mais chamado, vai ao casamento para ver com seus próprios olhos aquilo que não entra em sua mente de jeito nenhum. Depois da cerimônia, Natalie faz um pedido a ele: que deixe ela e seu marido em paz. Jake cumpre a promessa por seis anos, até que descobre que Todd Sanderson, marido de Natalie, morreu, e assim como no casamento, ele vai até a cidade onde o enterro é realizado para saber mais detalhes e quem sabe ter um vislumbre de Natalie. Chegando lá, Jake tem uma imaginável surpresa. Todd na verdade era casado com outra mulher há muito mais tempo que seis anos, e seu casamento com Natalie foi uma farsa. Jacob, então, começa a buscar a verdade do que aconteceu seis anos atrás e o mais importante, onde está Natalie?
Quando Jake começa a resgatar o passado voltando a cidade em que ele conheceu Natalie, mais uma surpresa. Todas as pessoas que o conheceram naquela época dizem não lembrar dele e negam a existência do retiro há seis anos. Isso acaba alimentando ainda mais o faro investigativo de Jacob, e desencadeia uma série de descobertas que podem transformar sua vida.

Pilha de Leitura da Luh #18

Demorou, mas apareceu!
Se você não conhece a Pilha de Leitura, é uma coluna em que nós vamos falar um pouquinho sobre os próximos livros que pretendemos ler, como está indo nosso ritmo, quais livros gostamos, e quais não, e muito mais. Ao clicar nos títulos da primeira seção, você vai para as resenhas, e da segunda e terceira para a página do livro no Skoob.

A Última Pilha:

Só metade dessa pilha está da maneira como eu previa, porque fizemos uma maratona literária improvisada aqui no blog e eu tive que trocar muitos livros. Essa foi uma daquelas pilhas em que as expectativas pesaram bastante na hora das resenhas.
Começando na ordem, O Doador de Memórias me surpreendeu e foi um livro que eu adorei, Eu & Você foi bem o que eu esperava, uma boa conclusão para a série, e Inferno mostra que a Meg já escreveu melhor. Insígnia: Vórtex Negro foi quase tão bom quanto o primeiro e estou muito ansiosa pela conclusão da trilogia (que se tornou uma das minhas prediletas), Maluca Por Você foi muito curto, porém fofo e realista, e Tentação Sem Limites me fez desistir dessa série, mas não da autora.
O Segredo de Ella e Micha foi fofo e um bom início, mas espero que a autora melhore um pouquinho a escrita (não dá pra juntar os protagonistas dessa série com a escrita da Abbi Glines? haha), Vinte Garotos no Verão e Escola Noturna me decepcionaram bastante, não por serem livros ruins, mas porque minhas expectativas para ambos eram muito altas.
Por fim, amei demais No Limite da Ousadia, já estou com vontade de reler, A Evolução de Mara Dyer me deixou com medo, porém também foi ótimo, e All Our Yesterdays eu estou terminando agora, então confiram minhas opiniões na resenha!
O Pior da Pilha: Tentação Sem Limites, simplesmente não era pra mim.
O Melhor da Pilha: Empate! Entre No Limite da Ousadia e Insígnia, porque são livros incríveis de gêneros bem diferentes. Mas amei os dois. Amei mesmo. Leiam.

A Nova Pilha:


Dancinha da vitória porque finalmente fiz uma pilha com menos de oito livros, o que não acontecia desde março! Entraram muitos livros que "ficaram para trás" na pilha anterior, como o vencedor da votação anterior, Defiance (Desafio no Brasil), que eu nem sei bem sobre o que é, ou o new adult Estranha Perfeição, que é a segunda chance da Abbi Glines. Também entraram O Para Sempre de Ella e Micha, continuação do livro que tem resenha essa semana aqui no blog, O Rei Demônio, início de uma série de fantasia, que é meu gênero predileto, então estou torcendo para ser ótimo.
Escolhi, dos livros da Novo Conceito que estão aqui parados, A Menina Mais Fria de Coldtown, porque gosto da autora e já ouvi críticas maravilhosas sobre o livro. Tivemos um probleminha nas votações do mês (as enquetes pararam de funcionar), então peguei o livro que estava com mais votos na metade do mês, que era O Arqueiro. Por fim, tenho o tijolo que é o primeiro livro da série Outlander, A Viajante do Tempo, com, óbvio, viagens no tempo.

A Votação:

Outra vez escolhi os livros iniciais de alguma série que quero muito começar, sendo que até já tenho as continuações dos três primeiros livros. Invocação é um sobrenatural com bruxas, O Rei do Ferro é uma fantasia com fadas, Mentes Sombrias é uma distopia gigante e Polícia Paranormal é... adivinhem, um paranormal, com uma salada de raças diferentes. As votações voltaram ao normal, então já podem votar :D

Resenha - A Lista de Brett

Resenha feita pela Maay!
Título: A Lista de Brett
Título Original: The Life List
Livro Único.
Autora: Lori Nelson Spielman
Editora: Verus
Páginas: 364
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Uma leitura deliciosa e surpreendente. 

Sinopse: Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.

A Trama: A mãe de Brett, Elizabeth Bohlinger, deve ter sido uma mulher extraordinária. Me convenci disso logo nas primeiras páginas, e essa certeza só aumentou ao longo da trama.
Acometida por uma doença que a levará a uma morte prematura, Elizabeth resolve garantir a felicidade da filha, mesmo que não mais esteja presente para compartilhá-la. Assim, quando Brett comparece ao escritório do Dr. Midar a fim de receber a herança da mãe, é surpreendida por uma lista de sonhos que deve ser cumprida antes que ela possa ter acesso à herança. A princípio, essa lista não parece fazer muito sentido, mas aos poucos cada item se encaixa, e podemos perceber o quão minuciosa a mãe foi ao traçar as metas da filha.
A leitura é deliciosa, e não se enganem pela "casca" chick-lit dessa obra. O livro vai além, foge de todos os clichês possíveis e surpreende de maneira encantadora - até mesmo quanto ao final, que apesar de um tanto quanto previsível, não deixa de ser inesperado.

Saciando a Fome #104

Hoje só tenho um livro para mostrar.


Chegou outro livro de troca. Fiquei surpresa com o estado dele, está novinho mesmo. Adorei essa capa de Filha da Ilusão (Teri Brown - Valentina), há algo nela que simplesmente prende minha atenção, acho que é o título rosa. Não pretendo ler esse livro em breve, porém quem sabe ele não ganha um votação.

Resenha - Biofobia

Resenha feita pela Tay!
Título: Biofobia
Livro Único.
Autor: Santiago Nazarian
Editora: Record
Páginas: 240
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

SinopseApós o suicídio da mãe, uma conhecida escritora, André, um roqueiro decadente, vai passar alguns dias na casa de campo em que a mãe passou os últimos anos. O que deveria ser apenas um fim de semana entediante transforma-se em um pesadelo, quando a casa e a natureza circundante parecem se voltar contra André. Entre garrafas de vodca, restos de drogas, telefonemas para a ex-namorada, visitas passageiras de conhecidos, ele enfrenta os fantasmas de suas lembranças, encara a descrença no futuro e experimenta o medo do desconhecido que o cerca. Repleto do sarcasmo característico de Santiago Nazarian, Biofobia é um thriller eletrizante sobre o confronto entre homem e natureza.

A TramaCom a morte da mãe, André vai para sua casa de campo a fim de se despedir dos restos deixados por ela - livros, discos, quadros nas paredes... Logo parentes e amigos também chegariam para levar embora tudo o que quisessem. Conforme passa mais tempo naquela casa, ele vai se remoendo de coisas que deram errado em sua vida, de tudo o que ele tinha antes e perdeu, e ficar naquela casa, sozinho, cercado pela natureza que poderia ser tanto amiga quanto inimiga, faz com que as coisas pareçam cada vez mais com uma loucura que vamos desvendando aos poucos. Não me pareceu uma trama meticulosamente calculada, mas uma série de acontecimentos que resultou em algo até confuso, mas que pode surpreender. Corrigindo um pouco a sinopse, não acho que o livro seja um thriller eletrizante, porque ele é até lento e cansativo em alguns momentos, com todos aqueles devaneios do André, e não há um suspense na história.

Quinta das Capas #68

Efeitos Interessantes


Após algumas semanas de pausa nessa coluna, voltamos com um tema bem diferente: alguns efeitos que eu adoro ver nas capas, aqueles que dão um ar especial ou algum detalhe que chame a atenção. É um tema bem pessoal, então espero que gostem!

Começando com alguns efeitos nos títulos, eu adoro esses títulos enormes com uma imagem no fundo, como aconteceu com Numbers O Caos, principalmente quando as cores ficam assim lindas. Além de Not a Drop to Drink ter metade da capa em preto e branco, eu gostei de como o título se adaptou à imagem, com certas partes das letras "escondidas" atrás da casa ou da colina, ou até enterradas na terra. Apesar de ser mais sutil, a distorção no título de Lucid também é legal, até porque a primeira metade da palavra parece estar borrada.

Agora brincando um pouco com as imagens em si, no início achei bem estranho aquele rosto de fumaça em The Archived, mas nunca tinha visto algo assim, então é definitivamente original. Jackaby me deixa curiosa, tentando entender a relação entre o garoto e mulher na capa. Mais fumaça, dessa vez algo não identificado de cor azul, não faço ideia da relação daquela garota ou da fumaça com a trama de Carrier of the Mark, mas eu gostei.

Acho muito legal quando tem efeitos com os rostos nas capas. Half Bad é outro exemplo daquelas linhas estranhas, que dessa vez não parecem muito com fumaça, mas ainda não dá pra saber o que é (lembra um pouco de sangue?). O efeito do iogurte em Mar da Tranquilidade é um dos mais legais que eu já vi, amei a capa e gostei de terem usado uma cor mais chamativa no título, para a capa não ficar monocromática demais. Não tenho vergonha de admitir que por muito tempo eu olhava para a imagem de Através do Universo e não via os rostos, talvez por desatenção, porém desde que entendi de verdade a capa, passou a ser uma das minhas prediletas, com todas essas estrelas e o efeito.

Semana que vem tem mais, não deixem de comentar sobre os seus efeitos prediletos  :)

Resenha - A Máquina de Contar Histórias

Resenha feita pela
Título: A Máquina de Contar Histórias
Livro Único.

1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
Páginas: 191
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias, o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das filhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

A Trama: O que é mais importante, sua família ou sua carreira? Vinícius Becker era um amoroso e dedicado pai de família, até que, durante a segunda gravidez de sua esposa, ela descobre sofrer de leucemia e para não se distrair com seus problemas, Vinícius decide priorizar totalmente o seu trabalho. Viagens intermináveis e temporadas em casa passadas trancadas em seu escritório, passam a ser frequentes atividades na vida do autor, que já não se comunica mais com sua esposa e filhas. Quatro anos se passam até que a doença vence e Viviana falece. Agora Vinícius tem que se reaproximar de Valentina, sua filha adolescente que nem o chama mais de pai; e Vida, sua filha pequena que mal o conhece. Porém as tentativas de recuperar o tempo perdido não podem mudar o que aconteceu, nem apagar os erros de Vinícius, e ele se depara com uma barreira maior do que imaginava para ultrapassar e chegar ao coração das suas meninas.

Resenha - O Segredo de Ella e Micha

Resenha feita pela Luh!
Título: O Segredo de Ella e Micha
Título Original: The Secret of Ella and Micha
Série: Segredo
1- O Segredo de Ella e Micha (2013)
2- O Para Sempre de Ella e Micha (2014)
3- A Tentação de Lila e Ethan (2015)
4- The Ever After of Ella and Micha (2013 US)
5- Ella and Micha: Infinetely and Always (2014 US)
Autora: Jessica Sorensen
Editora: Geração Editorial
Páginas: 264
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac

Potencial para muito mais.
Aviso: Por ser um new adult, esse livro não é recomendado para os leitores mais jovens.


Sinopse:  O segredo de Ella e Micha trata do romance entre dois jovens, mas não é só isso. Os protagonistas vão tecendo, em primeira pessoa, uma trama complexa e ao mesmo tempo simples, que envolve temas delicados como dramas familiares, traumas psicológicos, medo do futuro e da morte, com naturalidade e sinceridade. Eis o que torna o livro tão comovente: sua realidade. Em qualquer lugar do mundo, cada jovem têm um pouco destes dois heróis paradoxalmente frágeis com seus traumas, mas fortes para enfrentar a dura realidade da existência e superar seus conflitos mais difíceis. Respire fundo, prepare-se para acompanhar uma história de amor com pitadas generosas de sensualidade e adrenalina. 

A Trama: O livro começa com Ella voltando para casa após passar oito meses na faculdade. Logo em seu primeiro dia de volta, ela encontra Micha, o vizinho que costumava ser seu melhor amigo desde que eram crianças, e que não tem notícias dela desde que ela foi embora. Me senti um pouco perdida no início, porque Ella e Micha conhecem um ao outro muito bem e tem um passado claramente significativo, então parecia que a história estava começando já pelo meio. A trama é bem previsível, fica claro que o livro é sobre o romance dos protagonistas, sendo que Micha insiste em tentar conquistar Ella e a garota tenta fugir de seus sentimentos.
Eu gostei do romance, dos personagens, da trama e principalmente do final. Meu único problema com o livro é que tudo me pareceu muito apressado, todas as cenas pareciam ter sido reduzidas e eu queria que a autora tivesse explorado melhor o potencial da trama. O livro é bem pequeno, então claramente havia espaço para mais.

Terça do Top #78

Top 10 Livros Para Comprar na Bienal


Como vocês já devem saber, a Bienal do livro está aí e muita gente já passou por lá. Como esse é o maior evento literário do ano, as editoras lançam muitos livros ótimos nessa época, então separamos dez que talvez vocês queiram conferir (e adicionar na listinha de compras).


Fangirl - Rainbow Rowell - Novo Século
A Rainbow Rowell já virou uma queridinha dos americanos e tudo indica que o mesmo acontecerá aqui no Brasil. Esse é o segundo livro da autora a ser publicado aqui - o primeiro foi Eleanor & Park, que nós amamos -, e já está disponível em uma pilha maravilhosa lá no estande da editora. Aproveitem!






Invisível - Andrea Cremer & David Levithan - Galera Record
Ainda não tivemos a oportunidade de ler Invisível, porém é de dois autores que já conheço e adoro, portanto tudo indica que será um ótimo livro. A capa nacional ficou muito bonita, então não esqueça de conferir ao vivo.





Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira - Companhia das Letras
Esse nós podemos afirmar com toda a certeza que é um livro que vale a pena, pois já tem resenha aqui no blog e só recebeu elogios.




Resenha - Alta Fidelidade

Resenha feita pela
Título: Alta Fidelidade
Título Original: High Fidelity
Livro Único.

1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor: Nick Hornby
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 306
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac 

Sinopse: Uma história sobre monogamia, relações amorosas, solidão e sensibilidade masculina, temperada por música pop, ironia e bom humor. Assim é o romance de estreia de Nick Hornby, Alta fidelidade. Em Londres, após ser abandonado por Laura Lydon, sua última namorada, Rob Fleming, dono de uma loja semi falida de discos de vinil, faz um balanço das cinco piores separações da sua vida: Alison, Penny, Jackie, Charlie e Sarah. Laura, uma advogada bem-sucedida e atraente, ficou fora da lista por não ter provocado muito sofrimento; além disso, ela o trocou por Ian, um vizinho que ouvia discos horríveis. Rob busca consolo com os balconistas de sua loja, Barry e Dick, com quem mantém conversas tipicamente masculinas sobre outras listas, dos melhores filmes — entre eles Cães de aluguel — aos melhores episódios do seriado Cheers, passando, naturalmente, pelas melhores músicas. Rob tenta sair com uma cantora americana, Marie, mas o caso não dá certo. Ele volta a encontrar Laura e decide reconquistá-la. No meio do processo, no entanto, começa a fazer uma reflexão sobre a vida aos 35 anos, as lições que ela traz e todos os compromissos e desilusões que ela implica. Narrado na primeira pessoa por Rob – um alterego de Nick? – Alta fidelidade é um romance de geração. Por trás do autorretrato de um perdedor, surge uma análise fascinante da desorientação afetiva deste final de milênio, da busca pela felicidade — e pela fidelidade — a qualquer preço. 

A Trama: Alta Fidelidade pode ser descrito como um chick-lit para homens. Na verdade descobri que esse tipo de livro é chamado de dude-lit (EUA) ou lad-lit (Inglaterra), mas isso não impede que o gênero oposto também se divirta com a leitura.
O livro se passa nos anos 90 e conta a história de Rob Fleming, um ex-DJ, agora dono de uma loja de discos, que não consegue se firmar em nenhum relacionamento amoroso e não entende o porque de tanto pé na bunda. Sua última e inesperada separação foi com Laura, e apesar de já ter sido deixado outras vezes, Rob não está conformado, pois ele tem sentimentos fortes por ela. Vivendo sem saber se deve tentar se acostumar a ser solteiro novamente ou tentar reconquistar Laura, Rob se confronta para saber o que tem feito de errado enquanto lida com o trabalho em sua loja, seus velhos amigos e outras novas amizades.

Lançamentos de Agosto #3

Oi, gente! Continuando os lançamentos desse mês, hoje nós veremos os das editoras Companhia das Letras, Farol Literário, Geração, Grupo Autêntica, Novo Conceito e Única. Desses, eu quero ler: Não Olhe Para Trás, A Queda da Casa de Usher, Contos de Suspense, Centelha, Exorcismos, Amores e Uma Dose de Blues, Se Eu Ficar, A Menina Mais Fria de Coldtown e Perdendo-me

O Pintassilgo - Donna Tartt - Companhia das Letras
Theo Decker, um nova-iorquino de treze anos, sobrevive milagrosamente a um acidente que mata sua mãe. Abandonado pelo pai, Theo é levado pela família de um amigo rico. Desnorteado em seu novo e estranho apartamento na Park Avenue, perseguido por colegas de escola com quem não consegue se comunicar e, acima de tudo, atormentado pela ausência da mãe, Theo se apega a uma importante lembrança dela - uma pequena, misteriosa e cativante pintura que acabará por arrastá-lo ao submundo da arte. Já adulto, Theo circula com desenvoltura entre os salões nobres e o empoeirado labirinto da loja de antiguidades onde trabalha. Apaixonado e em transe, ele será lançado ao centro de uma perigosa conspiração. 'O pintassilgo' é uma hipnotizante história de perda, obsessão e sobrevivência, um triunfo da prosa contemporânea que explora com rara sensibilidade as cruéis maquinações do destino.

O detetive Remo Bellini ficou afastado das páginas, mas não das ruas. Depois de quase dez anos da publicação de Bellini e os espíritos, Tony Bellotto volta à sua criação máxima, o áspero (e ocasionalmente sensível) investigador que é fã de blues, de mulheres e de uma boa dose de ação. O tempo passou, mas Bellini ainda mora sozinho num apartamento na região da avenida Paulista, coração de São Paulo. Algumas manias também permanecem, como almoçar todos os dias no Luar de Agosto, boteco próximo à sua casa. O crime para o qual será atraído, no entanto, não tem nada de comum. Depois de receber um telefonema de Marlon, parte da famosíssima dupla sertaneja Marlon & Brandão, Bellini terá de sair da sua conhecida São Paulo e viajar ao coração de Goiânia, onde se verá embrenhado num universo de música sertaneja, césio-137, intriga e pelo menos uma dama fatal. Contratado para negociar com os sequestradores do milionário Brandãozinho, ele vê o cliente ser baleado e morto durante o resgate, o que o lança numa espiral de traições e desconfianças que o fará suspeitar de sua própria sanidade. Para auxiliá-lo na missão, Bellini conta com alguns aliados que seus leitores reconhecerão de romances passados, como Dora Lobo, chefona da agência de detetives Lobo, e Gisele, a hacker paralítica (e às vezes amante) que costuma ajudá-lo em questões tecnológicas. Com uma trama que prenderá o leitor até seu explosivo final, Bellini e o labirinto é a volta em grande estilo de um dos mais icônicos personagens da literatura policial brasileira.

Resenha - Escola Noturna

Resenha feita pela Luh!
Título: Escola Noturna
Título Original: Night School
Série: Escola Noturna
1- Escola Noturna (2014)
2- O Legado (2015)
3- Fracture (2013 US)
4- Resistance (2014 US)
Autor: C. J. Daughery
Editora: Suma de Letras
Páginas: 336
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

Nada do que eu esperava.


Sinopse: Quando todos estão mentindo em quem voce confia? Quando a adolescente problemática Allie Sheridan vai presa de novo, seus pais decidem que já estão fartos. Assim, ela é despachada para a Academia Cimmeria, um colégio interno bem distante dos seus amigos londrinos. A academia é uma bela construção, cheia de adolescentes lindos e milionários do tipo que viaja de jatinho, foi criado pela babá e só faz compras nos endereços mais exclusivos.
Em Escola Noturna, primeiro volume de uma trilogia, Allie faz novas amizades e conhece Carter, um rapaz solitário com quem ela sente uma conexão imediata. Só que seus colegas, e talvez até alguns dos professores, estão protegendo um segredo sombrio. Quando o perigo começa a rondar os muros da escola e a violência se torna realidade, Allie terá que decidir em quem confiar, se quiser descobrir o que está acontecendo.

A Trama: Esse livro teve seus altos e baixos. Para começar, não há absolutamente nada de sobrenatural, e se você já souber isso antes de começar a leitura, não terá nenhuma surpresa desagradável.
Não gostei nem um pouquinho de Allie no início, porque já nas primeiras páginas a garota vandaliza a escola sem nenhum motivo aparente, o que faz com que ela seja transferida para a Academia Cimmeria, um lugar cheio de mistérios onde ninguém tem acesso à tecnologias como celular e internet. Logo fica claro que há muitos segredos nessa nova escola e me irritei um pouquinho pela maneira como todos pareciam saber o que estava acontecendo, menos a protagonista. Aos poucos, Allie vai recebendo pistas que só aumentam o mistério, até que há uma "grande revelação" que, na minha opinião, não pareceu muito realista. A trama é muito boa, só não conseguiu me prender tanto porque eu esperava outra coisa.

Resenha - Princesa Adormecida

Resenha feita pela Tay!
Título: Princesa Adormecida
Livro Único.
Autor: Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Páginas: 192
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

SinopseEra uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim... 

A TramaComo o livro é bem pequeno, não acho que seria legal eu ficar falando da trama, poderia dar spoilers sem querer, então vamos ao que eu achei. Apesar da protagonista ter dezesseis anos, eu achei esse livro bem juvenil, com toda aquela coisa do primeiro amor, da primeira decepção, a tão buscada liberdade adolescente, quando você quer ser tão livre quanto suas amigas. O livro tem um história bem fofa, mas previsível. Não é nada de mais, apenas uma leitura que irá te entreter por algumas horas, mas que mesmo assim vai te fazer sorrir e ao mesmo tempo achar que tudo aquilo é uma bobagem só. 

Saciando a Fome #103

Essa é a semana dos livros fininhos :D

Essa semana chegou um livro de troca! Há tempos não fazia troquinhas, mas agora estou voltando. Recebi Pausa (Colleen Hoover - Galera Record), a continuação de um contemporâneo muito fofo, e veio até com livretos. De parceria, chegou Maluca Por Você (Rachel Gibson - Geração Editorial), de uma autora que eu já conheço, porém estou com receio porque o livro é realmente bem pequeno.

Resenha - Insígnia: O Vórtex Negro

Resenha feita pela Luh!
Título: Insígnia: O Vórtex Negro
Título Original: Vortex
Série: Insignia
1- Insígnia: A Arma Secreta (2013)
2- Insígnia: O Vórtex Negro (2014)

3- Catalyst (2014 US)
Autor: S. J. Kincaid
Editora: V & R
Páginas: 423
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob / Fan Page da Série
Comprar: Saraiva // Submarino

Muito bom!!

Sinopse: O impossível era só o começo. Agora, no segundo ano de treinamento como uma arma sobre-humana do governo, Tom e seus amigos são cadetes de Nível Intermediário na tropa de elite das Forças Intrassolares. Encorajado a trair seus ideais e amizades pelo bem do país, Tom se convence de que tem de haver outro jeito. E, quanto mais se dá conta da corrupção que o cerca, mais ele se compromete em combatê-la, mesmo que isso sabote seu próprio futuro no processo, mas isso pode lhe custar o que ele mais ama. Repleto de ação, inteligência e humor, o segundo livro da trilogia Insígnia continua a explorar perguntas fascinantes e atuais sobre poder, política, tecnologia, lealdade e amizade.

A Trama: Esse livro não foi tão bom quanto o primeiro, porém ainda é uma das minhas séries prediletas. O Vórtex Negro foca um pouco mais no protagonista e nos personagens ao seu redor, com muito suspense e dilemas profundos que realmente fazem o leitor refletir. Gostei de o livro ter sacrificado um pouquinho da ação em prol do desenvolvimento dos personagens, fez com que eu pudesse ver novos lados de Wyatt, Vik e até Blackburn, personagens que realmente mereciam mais espaço.
É claro que ainda temos muitas simulações virtuais, batalhas no espaço, discussões políticas e até uma pequena revolução, sem falar de uma escola em estilo internato onde ficam os pilotos e de um romance proibido que me ganhou já faz muito tempo. Essa série traz diversas pequenas tramas interligadas, ao invés de focar em um só aspecto daquele mundo, o que torna a trama ainda mais interessante.
A melhor parte, porém, foi o final, porque eu realmente não esperava e quero muito o próximo livro!

Resenha - O Guardião

Resenha feita pela Tay!
Título: O Guardião
Título Original: Low Town
Série: Cidade das Sombras
1- O Guardião
2- A Cilada (2014)
3- She Who Waits (2013 US)
Autor: Daniel Polansky
Editora: Geração
Páginas: 448
Ano: 2012
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

SinopseHoje, quando você sair à procura de Yancey, o Rimador, e tiver de abrir caminho em meio às prostitutas, aos valentões e aos viciados loucos por mais um dia de cheirada ou um trago, você irá se deparar com o corpo de uma criança. O cadáver exala um odor que não é dele, um cheiro que recende a magia e a um lugar, se Sakra quiser, para o qual você jamais irá querer voltar. Não fique tempo demais de bobeira perto do corpo; os gélidos vão querer saber o que você fez e o que há na sua bolsa. E quando eles te pegarem, é para a Casa Negra que você irá, onde o Comandante fará uma oferta que você não terá como recusar. Bem-vindo a um mundo como nenhum outro, com uma linguagem estranha e rica e uma violência tão sombria quanto o mais negro dos noites.

A TramaNesse livro conheceremos o Guardião, um cara que já serviu a Coroa, mas agora ganha a vida vendendo drogas pela Cidade Baixa, além de tentar protegê-la o máximo que pode. Num dia qualquer, o Guardião esbarra no corpo de uma garotinha que havia desaparecido, e é aí que se inicia a trama do livro. Mesmo tentando se manter afastado, o Guardião vai entrar no meio dessa busca pelo culpado, até no momento em que percebe que ele é o único capaz de resolver todo o mistério.
A sinopse e a capa do livro dão a entender que ele é mais sombrio do que realmente é. Aliás, as comparações com Tarantino e Tolkien na orelha apenas passam uma propaganda enganosa, porque nada ali me pareceu com nenhum deles. Apesar disso, a história é interessante, mesmo que eu não tenha ficado 100% presa à leitura.

Terça do Top #77

Top 6 Autores Que Reinam na Minha Estante


Tirei fotinhos especiais hoje pra mostrar a vocês os autores que ocupam um bom espaço nas minhas prateleiras. Às vezes o número de livros na foto não vai corresponder ao número real de livros que eu possuo, porque alguns eu não encontrei aqui na bagunça e outros estão emprestados, mas o importante é que são muitos livros.

Rick Riordan - 8 livros
Quem acompanhou as últimas resenhas do Tio Rick aqui no blog sabe que eu já estou ficando um pouquinho cansada da escrita dele (depois de ter lido 9 livros do autor no mesmo universo, não é uma surpresa). Ainda assim, pretendo terminar a série Os Heróis do Olimpo, porque a escrita desse autor é viciante e ele ainda é um dos meus prediletos.

J. K. Rowling - 8 livros
Se a J.K. escrevesse 20 livros no universo de Harry Potter, tenho certeza que eu e uma quantidade gigantesca de leitores leria os 20 e ainda pediria por mais. Não pretendo ler a série policial da autora, por não ser fã de suspenses policiais, mas ainda pretendo acompanhar seus futuros trabalhos.

Richelle Mead - 10 Livros
Eu já li muito mais da Richelle do que está aqui, ela é minha segunda autora mais lida, com "só" 12 livros na conta, e a tendência é que esse número aumente cada vez mais, porque eu devoro tudo o que essa mulher escreve. Todas as séries dela seguem um mesmo padrão pra mim, começam em um nível mais mediano e vão melhorando a cada livro, e a série Academia de Vampiros é minha predileta até hoje. (Não é a melhor série que eu já li, mas é minha predileta.)

Bernard Cornwell - 13 livros
Se você ainda não conhece o Bernard, está na hora de comprar um de seus livros. Se você já comprou, leia. Conheço muitos blogueiros e leitores por aí que são fãs desse autor, e eu já sou fã há muito tempo. Os livros dele tem detalhes bem gráficos e tratam de temas muito interessantes como vikings ou a lenda arturiana, porém não de uma maneira óbvia ou previsível.

Philippa Gregory - 13 livros
Talvez o tamanho da pilha da Philippa assuste um pouquinho, mas é porque os livros dela são grandinhos mesmo. Aqui no Brasil é a Record que publica essa autora, porém as minhas versões são as americanas, porque eu amo a escrita original dela (mas é um inglês bem complicado, já aviso). Ela também trata de ficção histórica, mas com protagonistas femininas, e vou confessar que nem todos os seus livros são maravilhosos e não vão agradar a qualquer um, porém eu gosto bastante.

Meg Cabot - 14 livros
Se você acha que a minha coleção atual da Meg é grande, é porque não posso tirar foto da época que tinha os 10 livros de O Diário da Princesa e 5 da série A Mediadora, para completar todos os que estão aí. Sempre amei essa autora e ela foi a minha predileta por muitos e muitos anos quando eu era adolescente, por escrever aqueles livros fáceis e fofos, com protagonistas engraçadas. Até hoje é a minha autora mais lida, com algo em torno de 28 livros, mas são tantos que já perdi a conta.

Espero que tenham gostado das fotos e muito obrigada a todos que comentaram semana passada, me ajudou a escolher quais livros ainda valem a pena tentar!

Resenha - Cartas de Amor aos Mortos

Resenha feita pela Maay!
Título: Cartas de Amor aos Mortos
Título Original: Love Letters to the Dead
Livro Único.
Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac 

Esse livro me tocou na alma, como nenhum outro jamais fez.

Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.
Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

A Trama: Laurel perdeu a irmã recentemente, e lidar com isso não é fácil. Ela tem que se adaptar a sua nova realidade e, para isso, vai contar com a ajuda de seus novos amigos e de seus ídolos. 
Porém, a morte da irmã não é a única coisa que Laurel precisa superar. Há fantasmas sobre aquela noite que a perseguem, há a culpa, há a partida da mãe... Esse caminho que a protagonista percorre é complicado, e em muitos momentos tive vontade de protegê-la, consolá-la, ajudá-la. O livro fez com que eu me envolvesse muito, mexeu comigo de um jeito absurdo. Sinceramente, não lembro de nenhum outro que tenha conseguido isso. 
Apesar de a minha resenha falar principalmente sobre a forma como a autora trata o luto, ele não é apenas isso. Ava foi muito corajosa ao trazer diversos assuntos polêmicos em uma única obra, e tudo de uma maneira maravilhosamente interligada. Além de genial! 
As cartas de Laurel são uma espécie de diário, mas ela também fala um pouco sobre a vida (e morte) de seus destinatários. E os pequenos momentos em que ela fala sobre eles, só nos mostram que esses temas sempre estiveram e sempre estarão por aí, vai de você fechar os olhos para eles ou encará-los de frente. 

Lançamentos de Agosto #2

Oi, gente! Começando os lançamentos nacionais de agosto, hoje nós veremos as editoras Arqueiro, Fundamento, Galera Record e Saída de Emergência. Desses, eu quero ler: O Doador de Memórias (essa edição vem com uma entrevista com a Taylor Swift *--*), Desaparecidos, O Livro dos Vilões e A Viajante do Tempo (também quero ler Os Instrumentos Mortais, e com certeza me deu vontade de ter essa edição de colecionador, mas gosto dos livros separadinhos, haha).

O Doador de Memórias - Lois Lowry - Arqueiro
Ganhadora de vários prêmios, Lois Lowry contrói um mundo aparentemente ideal onde não existe dor, desigualdade, guerra nem qualquer tipo de conflito. Por outro lado, também não existe amor, desejo ou alegria genuína.
Os habitantes da pequena comunidade, satisfeitos com suas vidas ordenadas, pacatas e estáveis, conhecem apenas o agora - o passado e todas as lembranças do antigo mundo foram apagados de suas mentes. Uma única pessoa é encarregada de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis.
Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz idéia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.

Medo. Esperança. Dúvidas. Antes da maldição, uma promessa. Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio no castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. A jovem recebe a notícia com alegria. Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai e de levar uma vida fora do confinamento de seus aposentos. Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder e não poupará esforços para atingir seus objetivos sombrios. 'A promessa do tigre' conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série 'A maldição do tigre'.

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn - Arqueiro
Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.
Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.
Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.

Resenha - Inferno

Resenha feita pela Luh!
Título: Inferno
Título Original: Underworld
Série: Abandono
1- Abandono (2012)
2- Inferno (2014)
3- Despertar (2015)
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva (ebook) // Galera Record

Bem melhor que o primeiro.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de Abandono.


Sinopse: Nesta continuação do mito de Perséfone recriado por Meg Cabot, Pierce Oliviera está em um lugar entre o paraíso e o inferno. Um castelo turvo e mal iluminado, de onde pode ver os espíritos dos mortos, prontos para embarcar em sua viagem derradeira. Mas não está lá por escolha própria: John Hayden, senhor do Mundo Inferior, está lhe mantendo lá. Para seu próprio bem, ele diz: para protegê-la das Fúrias que desejam vingar-se dele.
Mesmo que esteja lá, seus entes queridos não estão. E isso pode acabar custando caro para ambos. Mas John afirma que não pode deixá-la sair. Será que ela deveria confiar em sua palavra?

A Trama: Apesar de ser uma releitura do mito de Perséfone, a trama de Inferno não segue bem a linha que eu pensei que seguiria. Começando pelo que eu gostei, a luta contra as Fúrias, que tentam causar o sofrimento eterno de John, foi muito interessante e trouxe muitas cenas de ação. A ideia do submundo é ótima e eu gostei das revelações sobre o passado de John. No geral, a trama foi boa, não tão previsível quanto eu imaginei.
Por outro lado, não consegui engolir o romance. A protagonista, Pierce, parece ter descoberto um amor eterno da noite pro dia, indo do extremo de mal conseguir ficar perto de John, a ficar desesperada só de pensar em deixá-lo. Além disso, não gostei nem um pouco do lado inseguro e super protetor de John, que ficava tentando enganar Pierce para ficar com ele.

Saciando a Fome #102

Como semana passada chegou muuuita coisa, essa semana foi mais tranquila.

Os dois livros que eu recebi já tem adaptações, o que é super legal. A Viajante do Tempo (Diana Gabaldon - Saída de Emergência) é o primeiro livro da série Outlander, que tem livros gigantescos (confiram abaixo) e está virando uma série de tv. Não sei quando vou arrumar tempo para as 800 páginas, porém estou muito ansiosa pelo livro. Para compensar, O Doador de Memórias (Lois Lowry - Arqueiro) é fininho, porém recebeu ótimas críticas e em breve a adaptação cinematográfica estreia aqui no Brasil.

Resenha - Meu Inverno em Zerolândia

Resenha feita pela
Título: Meu Inverno em Zerolândia
Título Original: Il Mio Inverno a Zerolandia
Livro Único.

1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor: Paola Predicatori
Editora: Suma de Letras
Páginas: 184
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra 

Sinopse: Romance de estreia da italiana Paola Predicatori, Meu inverno em Zerolândia é a história de uma perda, da vida escolar conturbada e dos caminhos desajeitados e incertos que o amor pode tomar. Alessandra tem 17 anos quando sua mãe morre. Sua dor é como uma redoma e quando retorna à escola, se afasta dos amigos e vai sentar junto a Gabriel, conhecido como Zero, a nulidade da turma. Deseja apenas ser ignorada, como acontece com ele. Zero, porém, é mais interessante do que parece. Em sua falsa indiferença, é atento e sensível. É ele quem socorre Alessandra, aparecendo inesperadamente ao seu lado quando ela precisa de ajuda. Viram um par: Zero e Zeta. Aos poucos, um sentimento indefinível ganha forma entre as paredes da classe e a praia de inverno, surgindo uma história delicada e forte que mudará para sempre a vida desse casal de adolescentes. De maneira realista, Meu inverno em Zerolândia mostra a juventude italiana e seu cotidiano, em uma história dura e envolvente, capaz de mostrar que a soma de dois zeros não é zero, mas sim dois.

A Trama: Livro extremamente delicado, que trata o luto de uma forma tocante, no ponto de vista de uma menina de 17 anos que acaba de perder a mãe, vítima de um câncer severo, e agora tem que remontar sua vida. Após a morte de sua mãe, Alessandra não quer ouvir palavras vazias de lamento ou promessas impossíveis de que tudo vai ficar bem, então toma a decisão de se afastar das meninas que costumavam ser suas amigas na escola, e surpreendendo a todos e até a ela mesma, passa a se sentar ao lado de Gabriel, apelidado como Zero, um garoto que só tira notas baixas e vive isolado no fundo da sala. Assim ela se torna Zeta e se torna a companheira de Gabriel na solitária Zerolândia de sua imaginação, enquanto descobre o que deve se tornar depois da morte da pessoa mais importante da sua vida.

Resenha - A Evolução de Mara Dyer

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Evolução de Mara Dyer
Título Original: The Evolution of Mara Dyer
Série: Mara Dyer
1- A Desconstrução de Mara Dyer (2013)
2- A Evolução de Mara Dyer (2014)
3- A Vingança Mara Dyer (2014 US)
Autor: Michelle Hodkin
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac

Um livro que te fará conferir se trancou mesmo a porta.

Atenção: Essa resenha não contém spoilers de A Desconstrução de Mara Dyer (exceto pela sinopse).

Sinopse: As misteriosas e perigosas habilidades de Mara continuam a evoluir. Ela sabe que não está louca e agora precisa se prender desesperadamente à sanidade. Mara sabe que é tudo real: pode matar com um simples pensamento, assim como Noah pode curar com apenas um toque e que Jude, o ex-namorado morto por ela, está realmente de volta. Mas para descobrir suas intenções, deve evitar uma internação em um hospital psiquiátrico. Confusa com as paredes se fechando e ruindo ao seu redor, ela deve aprender a usar seu poder. 

A Trama: Já deveria começar avisando que essa não é uma série para os impacientes. A protagonista, Mara, passou por um acidente terrível que matou três conhecidos e, devido ao estresse pós-traumático, começou a ter alucinações. O leitor só tem o ponto de vista da protagonista e, portanto, não sabe se algo está realmente acontecendo ou se está só na mente da garota. Apesar de o segundo livro ter avançado um pouco na trama, eu queria mais respostas, e não gostei nem um pouco do final, onde há uma pequena "explicação" apressada para o que está acontecendo, porém sem realmente confirmar nada.
O livro é maravilhoso. Há algumas cenas aterrorizantes, daquele tipo de terror psicológico que vai aparecendo aos pouquinhos e você só percebe quando é tarde demais. A trama me deixou tensa, grudada nas páginas e desesperada para entender o que estava acontecendo. Foi ótimo do início ao (quase) fim, porém agora estou com medo de como a autora vai explicar tudo o que aconteceu.