Resenha - O Beijo das Sombras

Resenha feita pela Tay!
Título: O Beijo das Sombras
Título Original: Vampire Academy
Série: Academia de Vampiros
1- O Beijo das Sombras
2- Aura Negra (2010)
3- Tocada Pelas Sombras (2010)

4- Promessa de Sangue (2010)
5- Laços do Espírito (2012)
6- O Último Sacrifício (2013)
Autor: Richelle Mead
Editora: Agir
Páginas: 320
Ano: 2010/2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino¹ // Submarino² // Fnac // Extra

Sinopse:
Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola. Mas isso é só o começo. Em O Beijo das Sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar? Richelle Mead dá uma nova face à literatura vampiresca com este romance: mais ácida, apimentada e inteligente do que nunca, a saga dos Moroi e seus guardiões surpreende pelas reviravoltas e pela ousadia desses cativantes personagens.

A TramaRose e Lissa estão fugindo há dois anos, até que são encontradas por guardiões e levadas de volta para a Escola São Vladimir. Lá, elas terão de explicar muita coisa, além de terem que lidar com detenções e os olhares dos colegas. Mas o que fez Rose e Lissa fugirem de lá? Lissa retornou ao seu status de princesa Moroi, enquanto Rose é designada a ficar apenas em seu quarto depois das aulas, além de ter treinamento extra com Dimitri, um guardião da escola, por ter perdido dois anos escolares e por, futuramente, poder vir a ser a guardiã de Lissa, e isso é o que ela mais quer na vida, continuar protegendo sua melhor amiga. Quando tudo parecia estar entrando nos eixos novamente, Lissa começa a ser perturbada com animais mortos em seu quarto. E isso só faz com que Rose treine com mais empenho para vir a ser a guardiã perfeita para sua amiga. Entre tudo isso, ela e Lissa persistem em manter um segredo do passado das duas, mesmo que isso se torne mais difícil a cada momento, principalmente por Lissa estar começando a agir de forma diferente e sombria.
Já tinha um tempo que eu queria começar a ler essa série, mas admito que achei que seria mais do mesmo, por causa do tempo que ela já está por aí. E o livro tem, sim, seus clichês do gênero, mas Richelle Mead conseguiu me surpreender positivamente com a maneira original que ela resolveu tratar esse clichê. Adorei a mitologia desse seu universo vampiresco e toda aquela classificação dos Dampiros, dos Moroi e dos Strigoi, apesar disso ser um pouco injusto com os pobre dampiros, já que eles são designados a se tornar guardiões dos Moroi e são basicamente privados de uma vida fora de suas funções. A trama poderia ter sido melhor aproveitada e elaborada nesse livro, porque eu senti falta de algumas coisas, não sei explicar bem, apenas sei que, apesar de eu ter adorado, o livro não conseguiu ser incrível para mim. 

Lançamentos de Setembro #4

Oi, gente! Conferindo os últimos lançamentos do mês, hoje teremos os das editoras Rocco, Record e Geração. Desses eu quero ler: Prodigy, Champion, Drinques Para Três, A Psicanálise dos Contos de Fadas e Mão de Ferro.

A Verdade Se Tornará Lenda - Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

Os opostos perto do caos. Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez.
Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles.

No emocionante desfecho da trilogia Legend, June ocupa uma posição privilegiada no governo e Day trocou a alcunha de criminoso mais procurado do país pela de herói nacional. Mas quando tudo parece conspirar a favor da paz, a ameaça da guerra ressurge na forma de um vírus mortal que começa a espalhar o pânico entre as colônias. Em Champion, a vida de milhares de pessoas está novamente nas mãos de June, a menina-prodígio da República. Mas salvá-las significa também enfrentar novos desafios e exigir novos sacrifícios de seu amor. O livro chega ao Brasil pelo selo Rocco Jovens Leitores, que relança também os dois primeiros volumes da série, Legend e Prodigy.

Eugênia é uma menina de 11 anos apaixonada por mecânica e elétrica e capaz de consertar qualquer aparelho eletrônico. Seu quarto, repleto de fios e outras traquitanas, parece mais um cenário de filme de ficção científica do que o mundinho cor-de-rosa de uma pré-adolescente! Cansada de tentar entender os seres humanos, que ela considera muito complicados, mas sentindo-se sozinha, Eugênia decide criar seus próprios amigos – companheiros, leais e... devidamente programados por ela. Mas será que esses seres previsíveis conseguirão substituir os amigos de carne e osso de quem Eugênia tanto sente falta, com suas atitudes e pensamentos por vezes indecifráveis?

Resenha - Geek Love

Resenha feita pela Maay!  
Título: Geek Love - O Manual do Amor Nerd
Livro Único.
Autor: Eric Smith
Editora: Gente
Páginas: 208
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Submarino // Saraiva // Extra

Não foi exatamente o que eu esperava, mas ainda deu pra curtir. 


SinopseAtenção, Player 1: você está prestes a embarcar na quest da sua vida.
Este livro é para quem está cansado de viver a vida no single player mode.
Este livro é para quem percebeu que todas as temporadas de Doctor Who não conseguem abafar aquele insistente sentimento de falta.
Eric Smith sabe mais do que ninguém que existem prazeres imensos na vida geek. Amigos incríveis, conversas até de madrugada sobre realidades alternativas ou até mesmo o simples prazer de ler aquele lançamento de quadrinhos. No entanto, chega um momento na vida de todo nerd em que o amor bate à porta e daí vem a hora de jogar o xadrez tridimensional que é o mundo dos solteiros.
Não se desespere, jovem Padawan! Deixe Smith guiá-lo por esse caminho e descubra que amar é muito mais do que flores e bombons. Afinal, nada é normal na vida do nerd, e o amor não é senão o mais extraordinário dos fenômenos humanos.

A Trama: Sabe quando você se apaixona pela capa de um livro, mal lê a sinopse e já quer? Pois é. Isso normalmente vem acompanhado de surpresas. Quando vi o livro, imaginei que seria algo no estilo Manual do Mimimi, não imaginei literalmente um manual. E é o que Geek Love é.
Eric Smith criou - literalmente - um manual para ensinar garotos nerds a namorarem. Como chegar na garota, como se arrumar para o encontro, o que esperar, esse tipo de coisa. Ele até diz que o livro pode servir para meninas também, mas é claramente voltado ao público masculino. 
Não é o que eu esperava, definitivamente. E nem muito pra mim, né (oi, eu sou mulher pra quem não sabe, haha). Mas deu pra curtir, deu pra rir das situações que o autor traz. 
Agora, dois comentários rápidos. Desculpem se eu estiver errada, mas realmente não acho que algum garoto (o mais nerd que seja) vá realmente comprar um livro para aprender a namorar. E, por fim, queria dizer que eu sou uma noob para assuntos nerds, não entendi 90% das referências a jogos, HQs e filmes que foram feitas. 

Saciando a Fome #107

Semana nova!

Chegaram muitos livros diferentes essa semana. De parceria, recebi um que eu queria muito, A Escola do Bem e do Mal (Soman Chainani - Gutenberg), que é uma fantasia, e a continuação de uma série que amo, Coração Ardente (Richelle Mead - Companhia das Letras). Para a May, veio Fetiche (Tara Moss - Fundamento), a primeira tentativa dela com a autora. De trocas chegaram A Queda dos Cinco (Pittacus Lore - Intrínseca), de uma série que eu ainda nem comecei, e A Garota Que Você Deixou Para Trás (Jojo Moyes - Intrínseca), de uma autora que eu só li um livro, mas já amo.

Resenha - A Cilada

Resenha feita pela Tay!
Título: A Cilada
Título Original: Tomorrow The Killing
Série: Cidade das Sombras
1- O Guardião (2012)
2- A Cilada
3- She Who Waits (2013 US)

Autor: Daniel Polansky
Editora: Geração
Páginas: 416
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva (e-book) // Submarino // Fnac // Extra

Essa resenha não contém spoilers de O Guardião.

Sinopse
A Cilada, segundo livro da série, é um livro ágil, absorvente, narrado na primeira pessoa, na tradição dos detetives clássicos como Sam Spade, de Dashiel Hammett, ou Philip Marlowe, de Raymond Chandler, com pitadas do policial do futuro, Dick Deckard, de “Blade Runner — Caçador de Androides”. O Guardião terá que resolver o mistério de uma garota desaparecida na Cidade Baixa, a pedido de seu pai, o general de uma guerra em que ele também esteve como soldado. Um romance que você não conseguirá largar, disposto a solucionar um mistério que vai ficando mais denso a cada nova página.

A Trama: Esse livro começa uma trama completamente diferente da que havia no anterior, mas mesmo assim não acho que valha a pena lê-lo sem ter lido o outro, por conta do desenvolvimento dos personagens. Nesse livro, o Guardião é chamado para encontrar a filha desaparecida de um nobre. Para piorar a situação, ela pode estar correndo perigo de vida na Cidade Baixa, onde decidiu se esconder. A partir disso, uma trama cheia de mistérios e sangue sujando as mãos de muita gente se inicia. Um problema que tive com a história, é que tudo parece começar por um acaso, o que não me deixou dar muita credibilidade à trama, já que muitas vezes as situações eram deixadas para o "destino" resolver. A trama foi bem fraca, comparando com a do livro anterior, porque pareciam um emaranhado de coisas acontecendo ao mesmo tempo para dar volume ao livro e nenhuma delas era realmente plausível para todo o alarde que o protagonista faz. Tirando esses "quesitos técnicos", os momentos de ação e de mistério conseguem manter o leitor focado na leitura, mesmo que no final você perceba que o autor deu voltas e mais voltas, para no fim a história não te deixar em lugar nenhum.

Lançamentos de Setembro #3

Oi, gente! Hoje nós vamos ver os lançamentos das editoras Companhia das Letras, Galera Record, Grupo Autêntica, Suma de Letras e Única. Desses eu quero ler: Mundo Novo, Os Miseráveis, O Círculo, Garoto Encontra Garoto, Longe de Você e Taylor Swift: História Completa.

Depois que um misterioso vírus erradicou toda a população exceto os adolescentes, os jovens dividem-se em tribos para sobreviver. Jefferson, o inseguro líder da tribo da Washington Square, e Donna, a garota por quem ele está secretamente apaixonado, se estabelecem precariamente em meio ao caos. Porém, quando outro integrante do bando descobre uma pista que pode levar à cura da doença, eles partem em uma viagem arriscada para salvar o que restou da humanidade. Alternando entre os pontos de vista de Jeff e Donna, descobrimos uma Nova York muito diferente: os animais do zoológico do Central Park agora vivem soltos na região, a Grand Central Station virou um enorme mercado… e há tribos inimigas por toda a parte. Enquanto enfrentam todos esses perigos, Jeff tenta criar coragem para se declarar, e Donna luta para entender seus próprios sentimentos — afinal, conforme os dias passam, a adolescência vai ficando para trás e a Doença está cada vez mais próxima.

No cenário conturbado da primeira metade do século XIX na França, Victor Hugo retrata em Os miseráveis um dos pares de antagonistas mais famosos da literatura, o ex-presidiário Jean Valjean e o inspetor Javert.
A partir dos embates entre esses dois personagens de caracteres tão opostos, o autor desenvolve uma trama articulada, que explora os dilemas morais de cada um ao mesmo tempo em que revela de maneira crítica os conflitos sociais da época. Ao retratar uma realidade de penúrias e revoltas, este clássico inspira a esperança por uma sociedade mais justa e humana, ecoando até os dias atuais.
Os miseráveis faz parte da coleção Germinal, que reúne adaptações de grandes clássicos da literatura para o público infantojuvenil. A edição traz uma série de apêndices, com textos sobre a vida do autor, o contexto histórico e o Romantismo na França e no Brasil.

Encenado num futuro próximo indefinido, o engenhoso romance de Dave Eggers conta a história de Mae Holland, uma jovem profissional contratada para trabalhar na empresa de internet mais poderosa do mundo: O Círculo. Sediada num campus idílico na Califórnia, a companhia incorporou todas as empresas de tecnologia que conhecemos, conectando e-mail, mídias sociais, operações bancárias e sistemas de compras de cada usuário em um sistema operacional universal, que cria uma identidade on-line única e, por consequência, uma nova era de civilidade e transparência. Mae mal pode acreditar na sorte de fazer parte de um lugar assim. A modernidade do Círculo aparece tanto na sua arquitetura arrojada quanto nos escritórios aprazíveis e convidativos. Os entusiasmados membros da empresa convivem no campus também nas horas vagas, seja em festas e shows que duram a noite toda ou em campeonatos esportivos e brunches glamorosos. A vida fora do trabalho, porém, vai ficando cada vez mais esquecida, à medida que o papel de Mae no Círculo torna-se mais e mais importante. O que começa como a trajetória entusiasmada da ambição e do idealismo de uma mulher logo se transforma em uma eletrizante trama de suspense que levanta questões fundamentais sobre memória, história, privacidade, democracia e os limites do conhecimento humano.

Ao falecer, em junho de 2010, José Saramago havia deixado um último projeto inconcluso em seu computador. Sob o título de Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas — um trecho retirado da obra Exortação da guerra, de Gil Vicente —, o prêmio Nobel português criava a história de Artur Paz Semedo, um homem comum que trabalha na fábrica de armas Produções Belona S.A.
Paz Semedo é o funcionário exemplar que nunca questionou as ordens de seus superiores ou se angustiou com a finalidade dos artigos fabricados na empresa. Pelo contrário, sentia mesmo certo orgulho do renome da firma e ambicionava dirigir a área de armamentos pesados. Porém, sua mulher, Felícia, uma pacifista radical a ponto de alterar o seu primeiro nome, deixou-o por não suportar mais conviver com o ofício do marido. Há sinais por toda parte de que ele já não viverá com uma consciência tão tranquila.
Nesta breve narrativa já se pode sentir toda a força e beleza típicas da obra de Saramago, que sem dúvida gestava ali um romance notável sobre a condição humana e a banalidade da violência. A presente edição póstuma traz ainda ensaios iluminadores de Fernando Gómez Aguilera, Roberto Saviano e Luiz Eduardo Soares – que prestam aqui uma espécie de homenagem a Saramago ao comentar as derradeiras páginas de um dos maiores autores da língua portuguesa.
As últimas páginas escritas por José Saramago em uma edição especial, acrescida de ensaios de Roberto Saviano, Fernando Gómez Aguilera e Luiz Eduardo Soares. O desenho da capa é de Günter Grass.

Resenha - Se Eu Ficar

Resenha feita pela Luh!  
Título: Se Eu Ficar
Título Original: If I Stay
Série: Se Eu Ficar
1- Se Eu Ficar (2014) (originalmente 2009)
2- Para Onde Ela Foi (outubro 2014)
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac

Lindo demais!

Sinopse: Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. 

A Trama: Mia é uma garota tranquila com uma vida bem feliz, até que sua família sofre um acidente de carro e a garota entra em coma. O livro é bem curto e se passa em um espaço de tempo de menos de dois dias. Porém, a história vai intercalando entre o que está acontecendo atualmente e algumas cenas do passado da garota, que dão um contexto melhor à situação.
A trama gira em torno da decisão de Mia, de acordar e ficar com as pessoas que estão esperando por ela ou partir para o que quer que exista após a morte. Não é um livro muito complexo e nem extremamente triste, e gostei de como a autora focou mais na vida da protagonista e em todos os momentos felizes do que na decisão e situação atual. O livro termina abruptamente, me deixando bem curiosa sobre o que aconteceria no próximo, porém gostei do final.

Saciando a Fome #106

Demorou, mas saiu!

Livrinhos! Semana passada não teve essa coluna porque não chegou nada, mas para compensar essa semana tivemos alguns livros que queríamos muito! Primeiro, eu adorei os dois primeiros livros da série Tempest, e agora chegou a finalização da trilogia, Timestorm (Julie Cross - Jangada), que está com uma capa maravilhosa. Também recebemos dois romances com cara de chick-lit, Quase Casados (Jane Costello - Record) e a continuação de Perdida, Encontrada (Carina Rissi - Record), de uma escritora que eu gosto muito. Outra continuação foi O Guia do Herói Para Invadir o Castelo (Christopher Healy - Record), um infanto-juvenil muito divertido.

Promoção - Cartas de Amor aos Mortos

Mal saiu uma promoção e cá estou eu outra vez, trazendo mais um livro pra vocês. Hoje é a vez de Cartas de Amor aos Mortos, um livro que mexeu muito comigo e recomendo sem pensar duas vezes. Para saber mais, confira a resenha aqui.

Quinta das Capas #71

Cabelos ao Vento (2)


Mais algumas capas com cabelos loucos, porque eu achei legal.

O mais legal da capa de Unleashed é que várias pontas do cabelo da modelo parecem formar um padrão que me lembra uma cadeia de DNA ou algo assim. Porém, o título poderia ter recebido mais destaque, a capa ficou meio simples. Amo demais essa imagem de A Catastrófica História de Nós Dois, primeiro por causa da menina voando que me lembra bastante o céu (e na trama ela vai para o "limbo" ou céu), e segundo por causa do tom lindo de roxo que é tão raro de ver nas capas. Não foi só o cabelo, mas toda a roupa deu o efeito de vento, ficou ótimo. Também fica claro que está ventando em Paranormalcy, mas achei que o cabelo da modelo ficou perfeito demais, com nenhum pedacinho fora do lugar, coisa que dificilmente acontece. Ainda assim, gostei do tom sombrio da capa.

O que está acontecendo com o cabelo da modelo de These Broken Stars eu não sei, parece que ela estava caindo na diagonal. Mas adorei o contraste do cabelo ruivo, do vestido verde e do céu tão azul, ficou uma mistura diferente. Em A Menina Que Não Sabia Ler 2, eu diria que a modelo está mexendo a cabeça loucamente, talvez saltitando pela grama. Aquele livro jogado ficou meio estranho, mas o efeito das letras saindo e das letras voando pelo céu ficou perfeito.
Já mostrei outra capa dessa série recentemente, mas eu amo as imagens de Hourglass. Nessa me dá uma sensação muito estranha, porque parece que a garota está pendurada na parede. Além disso, o cabelo dela parece uma mistura de curto e comprido, só eu reparei? A capa de Meu Inverno em Zerolândia me dá um pouquinho de medo porque os olhos da modelo lembram muito os White Walkers (de Guerra dos Tronos), e quem segura um aquário no meio de uma nevasca? Mas é uma imagem que me deixa muito curiosa.

Resenha - Bolsas, Beijos e Brigadeiros

Resenha feita pela
Título: Bolsas, Beijos e Brigadeiros 
Livro Único.
1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autora: Fernanda França
Editora: Planeta
Páginas: 302
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: Melissa é uma jovem e impetuosa jornalista, que vive de escrever suas deliciosas aventuras por belas e curiosas cidades do mundo. Em uma nova fase de sua vida profissional, ela viaja à Europa em busca de cenários para as suas matérias e também de suas raízes italianas. Em meio a essa instigante jornada, além dos percalços comuns a uma mochileira no Velho Mundo, Melissa precisa lidar com a distância de seus familiares queridos, principalmente de sua mãe - grávida de um filho temporão -, e os misteriosos sumiços de seu namorado, Théo. O que será que ele esconde? Por que desaparece sem deixar rastros e reaparece como se nada tivesse acontecido? É o que o leitor irá descobrir ao ler este saboroso romance misto de guia turístico da Europa.

A Trama: Bolsas, Beijos e Brigadeiros é realmente um romance misto com guia turístico. É até interessante ler o livro e ao mesmo tempo ir procurando na internet imagens dos locais que a protagonista visita. Eu não fiz isso, mas deve ampliar a experiência de estar fazendo o mochilão com a Melissa. Aliás, o livro dá muita vontade de viajar por aí conhecendo novas pessoas e culturas.
Mas falando sobre a parte romanceada do livro, Melissa está viajando a trabalho para fazer um tour pela Europa, em meio a uma fase agitada em sua vida. Seu irmão vai ser pai, sua mãe também está grávida e seu namorado, Théo, viajou para outro estado e não dá mais notícias, nem entra em contato. Ainda no avião para a Itália, seu ponto de partida na viagem, um homem entrega a Melissa uma carta enviada por Théo, dizendo que ele irá reencontrá-la na Europa. Durante a estadia nesse primeiro país do mochilão, Mel aproveita para conhecer sua família italiana, filhos e netos do irmão de seu avô, com os quais só tinha contato pela internet. Após conhecer a família, Melissa ganha a companhia de dois primos para acompanhá-la pela viagem, durante a qual ela tem a oportunidade de avaliar seu relacionamento com Théo e tentar descobrir o que ele esconde dela, que o deixa sempre se esquivando e desconversando assuntos pessoais.
Descobri já perto de terminar de ler, que esse livro na verdade é a sequência de outro livro da Fernanda França, chamado Malas, Memórias e Marshmallows. Eu não gosto de ler livros que façam parte de uma série e sigam uma cronologia fora da ordem, mas eu realmente não fazia ideia desse fato, que foi ignorado pela editora (o livro anterior não foi lançado pela Planeta) e também pela própria autora, já que a existência do antecessor não é citada em lugar algum do Bolsas, Beijos e Brigadeiros. Não senti falta de informação nenhuma durante a leitura e posso afirmar com convicção que quem quiser ler esse livro sem ter lido o anterior, pode ler sem problemas. Agora que eu sei sobre o outro livro, pretendo lê-lo por ter gostado dos personagens e da trama, mas ele não precisa ser motivo de preocupação para ninguém.

Terça do Top #80

Top 10 Autores Que Precisam Escrever Mais


Eu já li tudo o que essas 10 pessoas escreveram e foi publicado no Brasil. Mas eu preciso de muito, muito mais! São autores que só tem uma série ou um livro aqui e é claro que isso não é o suficiente.

Marissa Meyer - Crônicas Lunares
Eu amei demais Cinder e, pelo que vi nas resenhas, Scarlet é ainda melhor. A autora consegue unir vários gêneros que eu gosto, então não me importaria de ler várias de suas séries.

Tracey Garvis-Graves - Na Ilha
Tracey me fez chorar e refletir. Me apaixonei pelos personagens e amei como a autora é realista e seus personagens são maduros.

Laini Taylor - Feita de Fumaça e Osso
Essa série não vai agradar a todos, mas Laini conseguiu me surpreender demais, de uma maneira que poucos autores conseguem, então conquistou um lugar na minha lista de autores favoritos. Além disso, ela tem uma das escritas mais bonitas que eu já vi.

Veronica Roth - Divergente
Me decepcionei muito com o último livro da Veronica que eu li, mas ainda acredito no potencial da autora e não pensaria duas vezes antes de comprar qualquer coisa que ela escreva.

Jodi Meadows - Almanova
Até o momento só li um livro da Jodi Meadows, mas foi quase um amor instantâneo pela autora, por sua protagonista fofa e pelo mundo muito original.

Rainbow Rowell - Eleanor & Park
Acabou de ser lançado outro livro da Rainbow e eu já estou morrendo para ler. A mulher tem nome de arco-íris, como poderia ser ruim?

Lauren Miller - Paralela
Diferente de quase todos os outros autores aqui, eu não esperava me apaixonar pela Lauren Miller, porém ela provou ser uma ótima escritora, com personagens cativantes e uma escrita gostosa de ler.

Katie McGarry - No Limite da Atração
Quem já acompanha o blog há um tempinho sabe o quanto eu amo a Katie, ela consegue escrever romances que ganham de qualquer autor famoso. Ela é uma daquelas autoras que eu nem leio a sinopse dos livros, desejo simplesmente porque sei que terão personagens ótimos com química e alguns momentos fofos.

S. J. Kincaid - Insígnia
Outra série que me surpreendeu, talvez por ser uma mistura tão grande de gêneros, estou torcendo para a autora escrever mais rápido e lançar logo uma nova série cheia de ação.

Benjamin Alire Sáenz - Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Tive uma relação conturbada com esse autor, mas não há como negar que ele consegue entrar na minha cabeça, e estou ansiosa por suas próximas obras.


Promoção - Desafio

Oi pessoal! Para quem não viu ainda, eu (May) agora serei a favorita de vocês responsável pelas promoções do blog! E, já começo com um livro que está bombando e teve resenha hoje aqui no Fome.
Desafio é uma distopia, misturada com fantasia, uma coisa meio louca assim que pelo visto deu muito certo, viu? O livro tem sido bastante elogiado, principamente no que diz respeito à ousadia da autora. E é claro que vocês não vão querer perder essa né?


Resenha - Desafio

Resenha feita pela Luh!
Título: Desafio
Título Original: Defiance
Série: Desafio
1- Desafio (2014)
2- Deception (2013 US)
3- Deliverance (2014 US)
Autora: C. J. Redwine
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac

Aventura, romance e muita luta.

Sinopse: No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adams guarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou. Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la.

A Trama: Desafio pode ter começado um pouco lento, porém logo entrou em uma montanha-russa de traições, lutas, mortes, romance e muito perigo. A protagonista é ótima, os personagens são interessantes e a trama é intensa. Porém, o livro não me prendeu, foi uma leitura arrastada pela maior parte. Tinha tudo para dar certo gente, mas não foi o livro maravilhoso que eu esperava. O que tem de errado? Eu não sei. 
A trama se passa em um reino aterrorizado por um monstro, uma espécie de dragão que vive debaixo da terra e é impossível de matar. Os cidadãos acabam se refugiando em pequenas cidades muradas, e se sujeitando à regras abusivas e punições absurdas em troca da proteção dos muros e do Comandante, o único que parece conseguir afugentar o monstro. Eu não gostei muito da criação de cenário porque os moradores daquelas cidades pareciam quase estúpidos, aceitando tamanha crueldade, e faltaram muitos detalhes para entender o que realmente acontecia. A segunda metade do livro intercala entre cenas de ação e capítulos repletos de sentimentos, o que foi uma mistura divertida, mas eu fiquei um pouco cansada de tudo sempre dar errado para a protagonista.

Lançamentos de Setembro #2

Oi, gente! Começando os lançamentos nacionais desse mês, veremos os das editoras Agir, Arqueiro, Fundamento e Novo Conceito. Desses eu quero ler: Sonhos Despedaçados, Simplesmente Acontece, Atrás do Espelho e O Desafio de Ferro.

Quando Bruno decidiu conhecer a Irlanda, terra dos seus antepassados, seus motivos não eram turísticos. Desempregado, recém-divorciado e sem perspectiva nos Estados Unidos, ele pegou o primeiro voo para Dublin em busca de um pouco de paz. Enquanto o avião percorria o oceano, Addie caminhava na praia de Sandymount na companhia de sua cachorra Lola, a única amiga e confidente da exigente dona. Antes uma arquiteta de sucesso, havia anos Addie levava uma vida devotada ao pai doente. Era durante seus raros passeios pela praia que ela procurava motivos para continuar vivendo, mas o sol tímido da Irlanda não lhe trazia muita esperança. Tudo muda quando ela recebe um recado na secretária eletrônica. É Bruno, procurando seus parentes irlandeses. Addie não está nem um pouco disposta a conhecer seu primo de segundo grau e organizar uma reunião de família, mas o que nenhum dos dois sabia é que uma história de amor estava para começar — e muito menos como ela iria terminar… "

Durante toda a trilogia “O Século”, Ken Follett narrou a saga de cinco famílias – americana, alemã, russa, inglesa e galesa. Agora seus personagens vivem uma das épocas mais tumultuadas da história, a enorme turbulência social, política e econômica entre as décadas de 1960 e 1980, com a luta pelos direitos civis, assassinatos, movimentos políticos de massa, a guerra do Vietnã, o Muro de Berlim, a Crise dos Mísseis de Cuba, impeachment presidencial, revolução... e rock and roll! Na Alemanha Oriental, a professora Rebecca Hoffman descobre que durante anos foi espionada pela polícia secreta e comete um ato impulsivo que afetará sua família para o resto de suas vidas. George Jakes, filho de um casal mestiço, abre de mão de uma brilhante carreira de advogado para trabalhar no Departamento de Justiça de Robert F. Kennedy e acaba se vendo não só no meio do turbilhão da luta pelos direitos civis, como também numa batalha pessoal. Cameron Dewar, neto de um senador, aproveita a chance de fazer espionagem oficial e extraoficial para uma causa em que acredita, mas logo descobre que o mundo é um lugar muito mais perigoso do que havia imaginado. Dimka Dvorkin, jovem assessor de Nikita Khruschev, torna-se um agente primordial no Kremlim, tanto para o bem quanto para o mal, à medida que os Estados Unidos e a União Soviética fazem sua corrida armamentista que deixará o mundo à beira de uma guerra nuclear. Enquanto isso, as ações de sua irmã gêmea, Tanya, a farão partir de Moscou para Cuba, Praga Varsóvia – e para a história. Como sempre acontece nos livros de Ken Follett, o contexto histórico é brilhantemente pesquisado, a ação é rápida, os personagens são ricos em nuances e emoção. Com a mão de um mestre, ele nos leva a um mundo que pensávamos conhecer, mas que nunca mais vai nos parecer o mesmo.

Blaire Wynn conheceu Rush Finlay num momento muito difícil da vida dela, logo depois de perder a mãe e a casa em que morava. Filho de um astro do rock, Rush vivia num mundo de luxo, sexo sem compromisso e total despreocupação com o futuro. Exatamente o oposto de tudo o que Blaire conhecia. Mesmo com tantas diferenças, a paixão entre os dois foi arrebatadora. Porém Rush guardava um segredo de sua família que levou ao fim do namoro e a um período de tristeza absoluta para o casal. Mas eles já não sabiam viver um sem o outro e cederam de novo àquele sentimento irresistível. Agora Blaire está grávida, eles estão felizes e planejam se casar. Mas nem tudo está garantido. O pai de Rush chega trazendo más notícias e novamente os antigos problemas de família podem fazer com que os dois se afastem.

Resenha - Um Conto do Destino

Resenha feita pela Maay!
Título: Um Conto do Destino
Título Original: Winter’s Tale
Livro Único.
Autora: Mark Helprin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 720
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Essa é uma obra complicada, que esconde uma história encantadora.

Sinopse: É possível amar alguém tão plenamente que a pessoa não pode morrer? 
Entre o amor e o destino, entre a luz e a escuridão, milagres podem acontecer! 
Em uma noite especialmente fria, o exímio mecânico - e larápio - Peter Lake consegue invadir uma mansão do Upper West Side que mais parece uma fortaleza. Ele pensa que não há ninguém em casa, mas a filha do dono o surpreende em plena ação. Assim começa o romance entre o ladrão de meia-idade e Beverly Penn, uma jovem que tem pouco tempo de vida. O amor que os une é tão poderoso que levará Peter Lake, um homem simples e sem instrução, a desejar parar o tempo e trazer os mortos de volta. 
Surpreendente e intenso, Um conto do destino nos transporta do século XIX ao final do século XX, na virada do milênio. Os personagens se encontram e se perdem ao sabor do destino, que insiste em brincar com aqueles que encontra pelo caminho. 
Uma pintura mágica da beleza e do amor, sobre a morte que desafia e sobre a vida que se afirma sobre ela. 

A Trama: Antes de qualquer coisa eu preciso falar que o Mark Helprin com toda a certeza do mundo estava muito louco quando escreveu esse livro. Porque simplesmente é i-m-p-o-s-s-í-v-e-l alguém em sã consciência escrever uma história tão doida. 
O livro é uma mistura de tudo que, assim, se você tiver muita paciência, até pode funcionar. Mas tipo, é muita paciência. É uma coisa meio anjos e demônios, briga entre o bem e o mal, milagres, e sim, é bem complicado falar sobre a trama. Mas como eu disse, tendo paciência, persistência, e ignorando a enrolação do autor, a história é bonita.

Resenha - A Filha do Louco

Resenha feita pela Tay!
Título: A Filha do Louco
Título Original: The Madman's Daughter
Série: A Filha do Louco
1- A Filha do Louco
2- Her Dark Curiosity (2014 US)
3- A Cold Legacy (2015 US)
Autor: Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

SinopseJuliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.

A Trama: A trama é baseada no clássico de H. G. Wells, "A Ilha do Dr. Moreau", mas não posso dizer o quanto a autora pegou da história original e colocou em seu romance, porque não li o livro original. Então minha opinião é dada somente à obra em si, não à sua parte de adaptação. O livro me deixou bem desanimada no começo, então já fiquei com um pé atrás. A leitura não estava fluindo e eu não conseguia me conectar aos personagens. Não acho que seja algo generalizado, pode variar de leitor para leitor. No início tive a impressão de que as coisas aconteceram muito rápido, e algumas atitudes da protagonista me desanimaram mais ainda. Mas aos poucos o livro vai tomando um ar mais sombrio e sinistro, e mesmo que não tenha me empolgado muito de imediato, um pouco depois da metade do livro a história já conseguiu atrair minha atenção e me deixar focada na leitura, querendo saber mais e mais o que estava acontecendo e o desdobramento daquilo tudo, principalmente por, chegando no final, a autora nos jogar informações que surpreendem e ao final da leitura tudo o que queremos é o segundo volume imediatamente. 

Quinta das Capas #70

Cabelos ao Vento


Meu cabelo às vezes faz coisas loucas. Aparentemente, o cabelo das modelos das capas também faz. Ou eles usam demais o ventilador industrial.

Essa primeira imagem é daquelas capas em que eles realmente avacalharam. Gosto de chamar esse tipo de "não tenho mais rosto, meu cabelo tomou conta". Such a Rush é a capa mais estranha, porque se você for reparar, metade do cabelo está voando loucamente e a metade de baixo está lá normal. Não gostei. Texas Gothic, se olharmos bem para a mão da modelo, parece que ela está tentando segurar o cabelo desse jeito. Huuum, que sexy, deixa eu colocar um pouco na frente do olho e na boca. Poisé, não. (O que essas pessoas pensam??) Por fim, a única desse tipo que eu gostei, Panic ficou legal, talvez seja porque ela é loira?

Esses são exemplos básicos da modelo de costas com aquele ventinho no rosto. Eu gosto de como fica o resultado, e amei as cores de Áurica, apesar de a modelo parecer estar levitando. Partials não foi tão bem pensada, com aquele monte de areia no chão e essa ventania, acho que seria legal ter uma areia voando, mas ainda é interessante.

Aqui ninguém colocou o ventilador na velocidade máxima, então ficou um ventinho disfarçado. Sempre acho que o cabelo dessa modelo de Instrumentos Mortais parece estar pegando fogo, não precisavam ter exagerado na cor, mas o efeito do vento não ficou ruim. Amo Aprisionada, tudo nessa capa me encanta, e o cabelo também está demais!

Como são várias imagens, semana que vem tem mais. Não esqueçam de comentar o que vocês acham desse tipo de capa.

Resenha - Estranha Perfeição

Resenha feita pela Luh!  
Título: Estranha Perfeição
Título Original: Twisted Perfection
Série: Perfeição
1- Estranha Perfeição (2014)
2- Simple Perfection (Jan 2015)
Autor: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Melhor do que eu esperava.
Aviso: Esse livro contém cenas bem gráficas e absolutamente não é recomendado para menores.

Sinopse: Della Sloane não é uma garota comum. Ansiando se libertar do seu passado sombrio e traumático, ela planeja uma longa viagem de carro em busca de autoconhecimento e dos prazeres da vida real. Seu plano, no entanto, logo encontra um obstáculo: o automóvel fica sem gasolina em Rosemary, na Flórida, uma cidadezinha praiana no meio do nada. Neste cenário, ela conhece o jovem Woods Kerrington, muito disposto a ajudar uma menina bonita em apuros. O que ela não sabe é que Woods é o herdeiro do country club Kerrington e está de casamento marcado com Angelina Greystone, uma união arranjada que culminará na fusão de suas empresas, garantindo o futuro profissional do rapaz. Uma noite despretensiosa parece a solução perfeita para Della e Woods fugirem por um tempo de tanta pressão. Do passado que ela gostaria de esquecer. Do futuro de que ele tantas vezes tentou escapar. Mas eles não poderiam prever que a atração os levaria a algo mais quando os seus caminhos se reencontrassem.

A Trama: Quem acompanha minhas resenhas já sabe que não sou uma grande fã da série Sem Limites, que é anterior a essa, porém estou feliz em dizer que Woods e Della são protagonistas muito melhores. A trama é bem previsível, porém o romance é ótimo e as cenas em que os personagens ficam vulneráveis e expostos são de partir o coração.
Meu maior problema com o livro foi que os protagonistas simplesmente não conseguiam se controlar, o que gerou uma quantidade grande de cenas de sexo, considerando que o livro é bem curto. Eu entendo a mensagem que a autora quis passar, o sexo é ótimo e etc, porém achei muito irrealista esse descontrole, principalmente de Woods, que parecia ter perdido os neurônios. 

Resenha - A Cabeça do Santo

Resenha feita pela
Título: A Cabeça do Santo
Livro Único.

1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autor: Socorro Acioli
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 168
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: Pouco antes de morrer, a mãe de Samuel lhe faz um último pedido: que ele vá encontrar a avó e o pai que nunca conheceu. Mesmo contrariado, o rapaz cumpre a promessa e faz a pé o caminho de Juazeiro do Norte até a pequena cidade de Candeia, sofrendo todas as agruras do sol impiedoso do sertão do Ceará. Ao chegar àquela cidade quase fantasma, ele encontra abrigo num lugar curioso: a cabeça oca e gigantesca de uma estátua inacabada de santo Antônio, que jazia separada do resto do corpo. Mas as estranhezas não param aí: Samuel começa a escutar uma confusão de vozes femininas apenas quando está dentro da cabeça. Assustado, se dá conta de que aquilo são as preces que as mulheres fazem ao santo falando de amor. Seu primeiro contato na cidade será com Francisco, um rapaz de quem logo fica amigo e que resolve ajudá-lo a explorar comercialmente o seu dom da escuta, promovendo casamentos e outras artimanhas amorosas. Antes parada no tempo, a cidade aos poucos volta à vida, à medida que vai sendo tomada por fiéis de todos os cantos, atraídos pelo poder inaudito de Samuel. Em meio a esse tumulto, ele irá descobrir a verdade sobre o desaparecimento do pai e se apaixonar por uma voz misteriosa que se destaca entre as tantas outras que ecoam na cabeça do santo. Já consagrada por seus livros infantojuvenis, a escritora Socorro Acioli apresenta este seu primeiro romance dirigido ao público adulto, desenvolvido na oficina Como Contar um Conto, promovida por Gabriel García Márquez em Cuba.

A Trama: A Cabeça do Santo conta os acontecimentos da vida de Samuel depois de perder sua mãe, Mariinha, que era sua única família conhecida. Antes de morrer, Mariinha faz alguns pedidos ao filho: pede que ele acenda uma vela para o Padre Cícero, ali mesmo em Juazeiro do Norte; outra aos pés da estátua de São Francisco de Canindé; e mais uma aos pés da estátua de Santo Antônio. Outro pedido foi que Samuel procurasse sua avó paterna e seu pai - pelo qual Samuel nutre um enorme ódio, por tê-lo abandonado e a sua mãe sem justificativas. Para obedecer sua amada mãe, Samuel então parte de Juazeiro do Norte a caminho de Candeia para procurar por Niceia e Manuel do Vale. Depois de sofrer passando fome e sede dezesseis dias embaixo do sol quente, Samuel encontra sua vó, que o recebe mal e o enxota. Para não ficar na rua a noite na chuva, ele entra na primeira gruta que encontra, descobrindo no dia seguinte se tratar da cabeça de um santo, cujo corpo está fixado no alto de um morro. Acontece que o santo sem cabeça faz parte de uma história sobre uma maldição que ronda a cidade, e os poucos moradores que vivem em Candeia nem querem saber do lugar em que ele se localiza. Porém, Samuel, que percebe que só ele consegue ouvir vozes de mulheres que ainda rezam a santo Antônio, resolve se aproveitar da situação e agir como um mensageiro do santo para realizar o desejo dessas mulheres. O santo, que numa hora era uma maldição, na outra volta a ser idolatrado e Samuel passou a ser uma celebridade procurada até por pessoas de outras cidades que ouviam falar de seus feitos. Porém, nem todos ficaram satisfeitos com o rumo e o crescimento que a cidade estava tomando com a chegada de Samuel, e seus dias em Candeia passam a ser contados.
O livro mostra bem como algumas pessoas podem ser crédulas, mas sem zombar de nenhuma fé ou religião. O ponto foi realmente mostrar tudo o que aquela cidadezinha pequena escondia, segredos de moradores, o poder dos poderosos políticos e a inocência do povo. Pensei que fosse encarar uma leitura mais complicada por ser meu primeiro contato com esse tema, mas tive prazer de ler uma história fácil e bem cadenciada.

Terça do Top #79

Top 10 Personagens Badass


Esses são aqueles personagens que você quer do seu lado numa briga. Eles sabem fazer o que é preciso e eu definitivamente apostaria meu dinheiro neles!


Cassie - A 5ª Onda
Cassie tem uma arma e, apesar de não ser muito boa com ela, não tem medo de usá-la. Em um mundo onde você mata ou morre, a garota conseguiu sobreviver sozinha por um bom tempo e desenvolveu muitas habilidades, o que a tornou extremamente perigosa.





Astrid - Caçadora de Unicórnios
Apesar de eu não ter gostado tanto da protagonista, não há como negar que Astrid tem sangue-frio, especialmente após algumas cenas particularmente sangrentas. A regra com unicórnios é matar primeiro e perguntar depois, e Astrid não hesita em fazê-lo.





Calla - Sob a Luz da Lua
Calla é naturalmente agressiva, sempre pronta para lutar, o que já a torna uma adversária interessante. O melhor de Calla é que ela não tem medo de sangue, porém é extremamente calculista e não se joga cegamente no perigo.





Wyatt - Insígnia
Apesar de não ser muito forte fisicamente, Wyatt tem um cérebro analítico que claramente ganha de músculos, sendo capaz de traçar um plano de ação em segundos e usando sua inteligência excepcional para derrubar os inimigos que a subestimam.





Rhine - Aprisionada
Rhine não é uma escolha óbvia, uma guerreira natural nem nada do tipo. Porém a garota tem uma paciência invejável, sabe ter sangue-frio quando necessário e conquista facilmente as pessoas, o que a torna uma escolha muito interessante.




Charles - Lobos Não Choram
Eu não gostei muito do personagem, porém ele é um assassino como profissão e é claramente eficiente nisso, então se houvesse uma luta ou algo do tipo, eu escolheria Charles.





Karou - Dias de Sangue e Estrelas
A garota inocente do primeiro livro desaparece na sequência da série e Karou se transforma em uma pessoa mais séria, madura e definitivamente mais forte. Ela toma decisões difíceis e não há limites para o que ela está disposta a fazer para proteger sua família.





Tris - Insurgente (SPOILERS)
Nada mostra mais sangue-frio que atirar em um amigo e Tris pode não ter o perfil certo para uma assassina, mas ela sabe brigar e se defender muito bem.






Yelena - Estudos Sobre Veneno
Nada como ficar trancafiada numa cela minúscula e ter sua vida ameaçada para transformar uma pessoa, e Yelena virou alguém absolutamente capaz de fazer o que for necessário, incluindo manipular as pessoas, para conquistar sua liberdade.




Rose - Academia de Vampiros
Rose vai se tornando mais durona a cada livro que passa, e a série tem seis livros, então ela obviamente se transforma numa adversária que ninguém gostaria de ter que enfrentar. Rose treina obsessivamente, porém é sua determinação que a torna perigosa.