Saciando a Fome #111

Preciso arrumar um fotógrafo só pra tirar fotos dos meus livros.


Começando pela segunda parte dos livros da Novo Conceito, chegou Twittando o Amor (Teresa Medeiros), que eu acredito que seja não-ficção, Para Onde Ela Foi (Gayle Forman), que eu estou louca para ler, porque o final de Se Eu Ficar foi ótimo, Sonhos Despedaçados (Ellie James), sobre o qual eu não sei nada, porém terá resenha no blog daqui algum tempo, e Simplesmente Acontece (Cecelia Ahern), da fofíssima Cecelia, que em breve terá até filme. Também recebemos dois livros que parecem ótimos, O Toque da Vampira (Christine Woodward - Novo Século), que é sobre a Vampira dos quarinhos, e O Pássaro (Samanta Holtz - Novo Século), de uma autora nacional.

Resenha - O Condado de Citrus

Resenha feita pela
Título: O Condado de Citrus
Título Original: Citrus County
Livro Único.
Autor: John Brandon
Editora: Galera Record
Páginas: 288
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra // Fnac

Sinopse: A Flórida do condado de Citrus não se parece em nada com aquelas imagens de televisão, com um clima convidativo, coqueiros e surfistas. Shelby Register, de quatorze anos, se muda para a cidade com cheiro de pântano com seu pai e irmã após a morte da mãe. Talvez a única coisa que a interesse seja o tal Toby McNurse, um delinquente sem cura que cumpre suas dezenas de detenções acumuladas. Já Toby não vê sentido na vida, nas paixões dos adultos, nas diversões dos amigos. Só sabe, em seu âmago, que está em seu destino fazer o mal. E ao observar as angelicais irmãs Register, sabe que o chamado de sua alma está prestes a ser atendido.

A Trama: Pensa em um livro sem pé nem cabeça. Quando eu li a sinopse e o trecho do livro que foi disponibilizado, me interessei porque imaginava uma leitura bem diferente, narrada de outra forma. Os personagens não são como aparentam ser, na verdade eles prometem bem mais do que chegam a cumprir.
Toby é um adolescente problemático, que cria um interesse e uma inimizade por Shelby ao mesmo tempo, e mesmo com a garota demonstrando que se interessa por ele, ele deixa o sentimento ruim que vive dentro dele falar mais alto, sequestra a irmãzinha dela, Kaley, e a mantém em cativeiro em um bunker perto de sua casa, numa tentativa de se sentir melhor. Enquanto Shelby e seu pai tem que lidar com o desaparecimento da menina, as investigações e as condolências, ela e Toby começam a viver um romance, embora o garoto não queira se abrir para ela de jeito nenhum. O livro gira em torno desse relacionamento e os segredos da vida esquisita de Toby, além da vida também esquisita de um professor deles, o sr Hibma. Não espere que ao final do livro todos mistérios sobre as personalidades dos protagonistas sejam revelados, pois eles não serão. E não, o livro não tem continuação.

Resenha - Centelha

Resenha feita pela Tay!
Título: Centelha

Título Original: Spark
Série: Em Busca de um Novo Mundo
1- Brilho (2013)
2- Centelha (2014)
3- Flame (2014 US)
Autor: Amy Kathleen Ryan
Editora: Geração
Páginas: 376
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva (ebook) // Amazon (ebook)


Essa resenha contém alguns spoilers do livro anterior.

Sinopse
Depois de Brilho, a saga nas estrelas continua… Após uma fuga desesperada da nave inimiga, Waverly e as outras meninas sequestradas conseguiram voltar para a Empyrean. Mas o clima por ali não poderia estar pior. Kieran, o menino gentil e sonhador que Waverly amava, assumiu o posto de capitão e passou a agir como um tirano de sangue-frio, deixando a Empyrean sob uma tensão sinistra. Seth Ardvale, líder brilhante e arqui-inimigo de Kieran, foi trancafiado na prisão, sem julgamento. As crianças prodígios que mantêm a nave funcionando estão revoltadas com o autoritarismo do líder. Para completar, uma explosão faz soar o alarme de mais uma ameaça. Eles não estão sozinhos. A tripulação aterrorizada terá que lidar com um inimigo pior do que a New Horizon, ou o delírio de Kieran. Seth descobre um passageiro clandestino na nave, que se move silenciosamente, deixando rastros de sangue por onde passa. O criminoso quer vingança. E só Waverly é a chave para entender seu ódio e impedir que ele detone sua bomba-relógio.

A TramaDepois de tudo o que aconteceu em Brilho, a Empyrean agora é uma nave comandada por crianças, já que os únicos adultos sobreviventes ou estão na ala hospitalar inconscientes, ou estão sendo mantidos prisioneiros na New Horizon, a nave irmã que os atacou meses antes. Quando uma explosão coloca em risco a vida na Empyrean e Seth, que estava sendo mantido prisioneiro, é misteriosamente solto da prisão, Kieran, que assumiu o posto de capitão, começa a ficar paranoico com quem poderia estar orquestrando um motim contra ele. Seu orgulho e sua sede de poder ficam cada vez maiores, gerando inimigos dentro de sua própria tripulação, inclusive a garota que ele amava. Assim que ele tem provas de que um terrorista da New Horizon está na nave, sua liderança começa a ser questionada e descobre que nem todos ali podem ficar do seu lado. A maior parte da trama desse livro é passada dentro da Empyrean, mostrando os conflitos de interesse da tripulação e daqueles que não estão nem um pouco satisfeitos com as ações de Kieran, por exemplo Waverly. Apesar de ter sido bem bacana acompanhar esse desenvolvimento dos personagens, eles tomando conta das coisas por si próprios, já que não tinham nenhum adulto para ajudar, alguns pontos da trama não foram bem desenvolvidos, na minha opinião. A autora apenas inseria uma nova dúvida na cabeça dos personagens, para deixar história para desenvolver no último livro da trilogia. Os últimos capítulos são de ação pura e eu adorei! O final do livro foi bem angustiante e me deixou muito ansiosa pela continuação.

Terça do Top #83

Top 14 Livros Para Se Fantasiar no Halloween


Atrasado, mas tá valendo! Fantasias de Hallowen são super legais, mas o melhor é se inspirar nos livros que gostamos. Selecionamos alguns que dariam ótimas fantasias, ainda que às vezes você seja o único que sabe qual a fantasia que está usando.

Diários do Vampiro - L. J. Smith
Esses livros ficaram extremamente populares após a série de tv, então você pode se vestir de Elena ou Stefan sem medo, muitas pessoas vão te reconhecer. Não esqueça dos dentes falsos e da atitude certa!

Feios - Scott Westerfeld
Quem nunca quis uma prancha magnética que atire a primeira pedra. Eu faria uma com papel alumínio. Se você for mais descolado, pode até dizer que já fez a cirurgia e é "Perfeito".

Harry Potter - J. K. Rowling
Talvez a fantasia que será reconhecida mais facilmente, por ser de uma série tão popular. Você pode ir como um dos protagonistas, de Hagrid ou até como um dos animais criados pela autora. Pontos de bônus para quem conseguir uma coruja.

Divergente - Veronica Roth
Outra série que ficou popular devido aos filmes, você pode se juntar aos amigos e se vestir como as diferentes facções. Ou, é claro, se for um casal, vocês sempre podem ser a Tris e o Quatro.

Caçadora de Unicórnios - Diana Peterfreund
Inspirado no livro, você não precisa de muito além de uma espada. Talvez um unicórnio de pelúcia, para usar a espada. Ou um amigo vestido de unicórnio sanguinário, definitivamente seria legal. (Só não tente usar a espada nele.)

Percy Jackson & Os Olimpianos - Rick Riordan
Uniforme do Acampamento Meio-Sangue já está meio batido, arrume algumas armas douradas e uma roupa de batalha!

Academia de Vampiros - Richelle Mead
Talvez não muita gente conheça essa série, mas vampiros são fantasias fáceis de fazer. Você pode até escolher entre os Moroi e os Strigoi, com lentes vermelhas para dar um toque especial.

Trono de Vidro - Sarah J. Maas
Se eu fosse loura, com o cabelo bem claro, e um pouco alta, faria uma fantasia de Celaena. Eu acho as roupas descritas no livro lindas demais, e Celaena está sempre com as armas mais interessantes.

As Crônicas de Gelo e Fogo - George R. R. Martin
Outra série que definitivamente fará sucesso no Halloween. O melhor é que, pela infinidade de personagens, você provavelmente encontrará um cuja descrição física se pareça com a sua.

O melhor dessa fantasia não é que são roupas simples ou que você não precisa realmente se parecer com ninguém. O mais divertido de ser um Shadow Hunter é se divertir com as tatuagens legais.

Apesar de a fantasia de Katniss ser bem popular, eu não acho tão fácil encontrar um arco bonito por aí, mas se você conseguir, realmente ficaria legal. Bônus  se arrumar dois amigos pra viver um triângulo amoroso por uma noite.

Vestidos, vestidos gente! E você pode escolher até 20 amigas pra participarem da brincadeira.

Duas palavras: Lisbeth Salander.

É bem comum ver meninas fantasiadas de Alice, mas saia do comum. Você pode ir como Chapaleiro Maluco, o gato ou qualquer outro personagem original.


Espero que tenham gostado das sugestões, ainda dá tempo de criar uma fantasia!

Resenha - Fetiche

Resenha feita pela Maay!
Título: Fetiche
Título Original: Fetish
Série: Makedde Vanderwall
1- Fetiche (1999)
2- Obsessão (2003)
3- Cobiça (2004)
4- Instinto (2006)
5- Siren (2009)
6- Assassin (2012)
Autora: Tara Moss
Editora: Fundamento
Páginas: 312
Ano: 2008
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Não é um livro extraordinário, mas vale pela distração. 

Sinopse: Nesta história deliciosamente perversa, o limite entre beleza e crime não passa de um tênue detalhe. Em uma frenética caçada a um sádico psicopata, uma jovem modelo formada em Psicologia Forense tenta capturar o assassino de sua melhor amiga. Mas sua ousadia vai longe demais e, sem perceber, ela pode estar correndo diretamente para as garras do serial killer. A única pessoa em que ela confia, e por quem se apaixona, o sedutor detetive Andy Flynn, parece esconder segredos perigosos. Como saber em quem acreditar quando as aparências determinam quem vive e quem pode estar condenado a uma cruel sentença de morte? Descubra Fetiche: uma história de obsessão, beleza e crimes que irá seduzi-lo.

A Trama: Primeiro, uma correção da sinopse, Makedde é estudante de Psicologia Forense, não formada. Agora, a trama.
O livro se resume basicamente à investigação que busca identificar o "Assassino do Salto Alto". Como todo livro policial, temos alguém em perigo, um assassino anônimo, a polícia envolvida e o elemento surpresa. Em outras palavras, aquela fórmula de sempre, mas que dá certo.
O inusitado, aqui, é termos uma modelo como protagonista. A autora ousou, e na minha opinião, deu certo. Mak como protagonista foi um tiro certeiro.
Agora, óbvio que algumas coisas me incomodaram, em especial o romance entre Mak e Andy. Não sei porque, mas não me convenceu, sabe? Pareceu uma coisa meio forçada. Afora isso, gostei bastante da história, para mim, como romance policial, cumpre satisfatoriamente seu papel.  

Resenha - Encontrada

Resenha feita pela
Título: Encontrada
Série:
Perdida
1 - Névoa
2 - Gelo (2014)
1 - Perdida (2013)
2 - Encontrada (2014)
1 - Névoa
2 - Gelo (2014
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 476
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

Atenção: Essa resenha CONTÉM spoilers de Perdida.

Sinopse: Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava. As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva. Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.

A Trama: No livro anterior, Sofia, viciada em tecnologia e todas facilidades da vida moderna, após comprar um novo celular meio esquisito, tropeça em uma pedra e de 2010, ano em que vivia, vai parar em 1830, sem saber porque ou como isso aconteceu. Lá ela conhece o jovem e charmoso Ian Clarke, que a acolhe nesse lugar desconhecido e mesmo com suas diferenças eles se apaixonam e lutam para ficar juntos. Sofia a princípio só queria achar uma forma de voltar ao século XXI, mas seu amor por Ian fala mais alto e sua decisão final é viver para sempre no século XIX ao lado de seu amado.
Em Encontrada, Sofia e Ian têm que lidar com outros problemas, problemas agora relacionados ao cotidiano de um casal e a adaptação de Sofia aos costumes e a sociedade do século XIX, além de uma tia bem chata de Ian, que não aprova esse relacionamento e faz questão de deixar isso claro a todo instante.

Resenha - O Guia do Herói Para Invadir o Castelo

Resenha feita pela Luh!  
Título: O Guia do Herói Para Invadir o Castelo
Título Original: The Hero's Guide to Storming the Castle
Série: O Guia do Herói
1- O Guia do Herói Para Salvar o Seu Reino (2013)
2- O Guia do Herói Para Invadir o Castelo (2014)
3- The Hero's Guide to Being an Outlaw (2014 US)
Autor: Christopher Healy
Editora: Verus (Record)
Páginas: 392
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra // Amazon // Saraiva

Tão legal quanto o primeiro.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers dos livros anteriores da série.

Sinopse: Príncipe Liam. Príncipe Frederico. Príncipe Duncan. Príncipe Gustavo. Você se lembra deles, não? São os Príncipes Encantados, que finalmente receberam algum crédito depois que saíram da sombra de suas princesas — Bela Adormecida, Cinderela, Branca de Neve e Rapunzel — para derrotar uma bruxa maligna que pretendia destruir todos os reinos.
Mas, infelizmente, a fama e o reconhecimento não duraram tanto assim. E, quando os príncipes descobrem que um artefato de grande poder pode cair em mãos erradas, mais uma vez eles terão de se unir para impedir que o pior aconteça — mesmo que ninguém nunca venha a saber que foram eles que salvaram os reinos!
Em O guia do herói para invadir o castelo, Christopher Healy nos leva de volta a seu louco mundo de conto de fadas para mais uma aventura medieval. Nossos heróis terão de enfrentar enguias-dentes-de-aço, um misterioso Espectro Cinzento e dois déspotas maníacos determinados a dominar o mundo — afinal, é apenas mais um dia de trabalho para a Liga dos Príncipes.

A Trama: Se você já leu o primeiro livro da série, garanto que é tão bom quanto ou ainda melhor. Se não conhece O Guia do Herói, é teoricamente um livro infanto-juvenil, porém com tamanho de gente grande (afinal, são quase 400 páginas), uma escrita maravilhosa e muitas cenas cativantes. A série segue os príncipes das histórias famosas da Disney, que sempre ficaram conhecidos apenas como "Príncipe Encantado", porém agora cada um recebeu uma personalidade bem diferente e toda uma história fascinante. A trama tem cara de Disney mesmo, com castelos, bruxas, seres mágicos e muitas cenas engraçadas.

Lançamentos de Outubro #4

Oi, gente! Nos últimos lançamentos do mês, hoje nós veremos os das editoras Novo Século, Grupo Record, Rocco, Companhia das Letras e Geração. Desses, eu quero ler Quatro, A Menina que Tinha Dons, Tampa e Mentirosos.

A épica história que provoca a separação do Universo Marvel! Homem de Ferro e Capitão América: dois membros essenciais para os Vingadores, a maior equipe de super-heróis do mundo. Quando uma trágica batalha deixa um buraco na cidade de Stamford, matando centenas de pessoas, o governo americano exige que todos os super-heróis revelem sua identidade e registrem seus poderes. Para Tony Stark o Homem de Ferro é um passo lamentável, porém necessário, o que o leva a apoiar a lei. Para o Capitão América, é uma intolerável agressão à liberdade cívica. Assim começa a Guerra Civil.


Quando a família adotiva de Teddy Clock, de 14 anos, é massacrada e o menino torna-se o único sobrevivente, a detetive da polícia de Boston Jane Rizzoli é chamada para investigar o caso. Descobre que a morte cerca o menino: sua família biológica também foi assassinada. Por causa dessa estranha coincidência, Jane logo leva Teddy para Evensong, uma escola isolada no Maine que protege crianças que perderam suas famílias de forma violenta. Porém, o passado de Teddy revela semelhanças assustadoras com as tragédias de outros dois alunos do colégio, Will Yablonski e Claire Ward. Estariam os três adolescentes, já tão marcados pelas cicatrizes da violência, seguros dentro dos portões de Evensong?

Autor da série Imperador com mais de 260.000 livros vendidos no país. Quando o rei Henrique VI enfim ocupa o trono da Inglaterra, todo o reino é abalado. Sua fraqueza de saúde e de espírito é notória na corte, e, dessa forma, é responsabilidade de seus homens de confiança garantir a segurança da Coroa. A pedido de Henrique, o espiãomor Derry Brewer e William de la Pole, duque de Suffolk, propõem um armistício com a França através de um casamento arranjado com Margarida de Anjou, jovem da nobreza francesa. Porém, nem todos veem esse acordo com bons olhos, e assim nasce uma conspiração, liderada por Ricardo Plantageneta, duque de York, que deseja destronar o rei e ocupar seu lugar. É o início de um período sangrento na Inglaterra, uma guerra civil com alianças e traições na qual a morte está sempre à espreita.

Resenha - Coroa da Meia-Noite

Resenha feita pela Luh!  
Título: Coroa da Meia-Noite
Título Original: Crown of Midnight
Série: Trono de Vidro
1- Trono de Vidro (2013)
2- Coroa da Meia-Noite (2014)
3- A Herdeira do Fogo (2015)
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 392
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon // Fnac

Simplesmente uma das melhores séries de fantasia que já conheci.
Atenção: Essa resenha NÃO contém spoilers de Trono de Vidro.

Sinopse: Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão das Minas de Sal de Endovier. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre — e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Enquanto a amizade entre ela e o capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta, imerso em seus próprios dilemas e descobertas. A princesa Nehemia acaba se tornando uma conselheira e confidente, mas sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor castelo de vidro estão cada vez mais próximas. Quando menos se espera, uma trágica noite mudará a vida de todos no reino, e mais do que nunca Celaena quer descobrir a verdade para fazer justiça.

A Trama: Em primeiro lugar, os contos. A série tem diversos contos, que se passam antes de Trono de Vidro. Apesar de eles não serem essenciais para compreender a trama, ajudam muito no desenvolvimento dos personagens, então aconselho que aqueles que conseguem ler em inglês procurem os contos e os que não conseguem insistam que a editora os traga pra o Brasil.
Coroa da Meia-Noite é tão bom que tive que ler 3/4 do livro de uma só vez, porque não conseguia parar. A trama começa pouco tempo após o término do livro anterior, porém me senti bem perdida no início, já não lembrava como Trono de Vidro havia terminado. Após me situar melhor na trama, ela se tornou tão envolvente que era quase impossível parar de ler. As cenas de luta foram incontáveis, uma melhor que a outra, com direito a cabeças rolando e um banho de sangue. A autora conseguiu criar um mistério interessante, com muita magia e criaturas estranhas, além de construir melhor o mundo em que a protagonista vivia e o passado do mesmo.
O final é a melhor parte do livro e vai deixar qualquer leitor ansioso pela continuação, que promete ser ainda melhor.

Resenha - Invisível

Resenha feita pela Maay!
Título: Invisível
Título Original: Invisibillity
Livro Único.
Autora: David Levithan e Andrea Cremer
Editora: Galera
Páginas: 322
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Minha vontade é mandar vocês passarem longe desse livro - mas respeito o livre arbítrio.

Sinopse: Amaldiçoado desde o dia em que nasceu, Stephen é invisível. Nunca viu seu rosto nem corpo. Evitando desaparecer por completo, ele vaga por Nova York, à deriva. Até que sua nova vizinha de apartamento chega e é capaz de enxergá-lo! Logo, ambos se tornam mais que amigos. E tanto Elizabeth como Stephen precisam decidir o quão longe irão para quebrar a maldição que o acomete. Estariam dispostos a enfrentar o maior desafio de todos, a morte? 
David Levithan é autor de Todo Dia e Will & Will , este último feito em parceria com John Green e o primeiro livro jovem adulto gay a entrar na lista do New York Times. 
Will e Will teve mais de 65 mil exemplares vendidos no país e está nas principais listas dos mais vendidos. 
O autor já atinge a marca de 80 mil exemplares vendidos no Brasil. 
Andrea Cremer é autora da série Nightshade .

A Trama: A trama tinha um potencial ótimo que, infelizmente não foi aproveitado. Parece que as coisas iam para um caminho e de repente, tudo desandou. 
Imaginava que a invisibilidade seria algo no estilo de A Mulher do Viajante no Tempo, uma anomalia genética ou algo do tipo, mas não imaginava que seria o ponto central da história - e muito menos a confusão toda que se tornou. Ao inserir a magia na história, tive a sensação de que os autores se perderam
Apesar de ter visto resenhas muito elogiosas, não faço parte desse time. Para mim, a trama ficou confusa e mal formulada, muitas pontas ficaram soltas e a coisa toda sem sentido algum. 

Saciando a Fome #110

Mais brindes!


Ok, eu sei que a foto está escura, mas são vários brindes de Outlander que a editora Arqueiro enviou essa semana. Tem informações sobre a série, marcadores, um mousepad e até um pôster de um dos personagens.

Quanto aos livros, recebemos vários! Para promoção, veio O Julgamento Final (Camila Moreira - Suma de Letras), segundo livro de O Amor Não Tem Leis. De troca, recebi Pandemônio (Lauren Oliver - Intrínseca), de uma série que eu ainda nem comecei, mas parece boa.
Agora nos livros de parceria, chegou um tijolão, Under the Dome (Stephen King - Suma de Letras), meu primeiro livro do King!! E a caixa de outubro a Novo Conceito, com O Homem Perfeito (Vanessa Bosso), um romance nacional, Superação (Nick Vujicic), que é um livro de não-ficção escrito por um homem incrível, e O Lago Místico (Kristin Hannah), sobre o qual não sei nada.

Resenha - O Reino das Vozes que Não Se Calam

Resenha feita pela Tay!
Título: O Reino das Vozes que Não Se Calam 

Livro Único.
Autor: Carolina Munhóz e Sophia Abrahão
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 288
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac


Sinopse
Se você encontrasse um lugar onde todos o aceitassem... Seria capaz de abandoná-lo? Sophie se esconde de todos e de si mesma: insegura, não consegue enxergar sua beleza e talento, e sente dificuldade em se relacionar com os outros. Seu dia a dia se perde entre os caminhos tortuosos dos que convivem com a depressão e o bullying, e a jovem aos poucos vai se fechando na escuridão de seus pensamentos. Desamparada e sem coragem de lidar com seus problemas, ela acaba descobrindo um lugar mágico: um Reino onde as vozes não se calam e as criaturas encantadas se tornam reais. Um local colorido onde ela finalmente poderá se encontrar. Dividida entre a realidade e a fantasia, Sophie contará com a ajuda preciosa de um rapaz comum e uma guardiã encantada, que lhe mostrarão os segredos da alma e a farão decidir se vale a pena enfrentar seus medos ou viver em um eterno conto de fadas.

A Trama: Sophie passa por poucas e boas no colégio. É aturada pelos amigos da melhor amiga porque eles são obrigados e, além disso, não consegue se encaixar em lugar nenhum, sofrendo bullying constantemente, principalmente por sua incrível magreza. Após sua melhor amiga, Anna, a fazer passar por um vexame em uma festa, Sophie volta para casa arrasada e, quando pega no sono, descobre que viajou para outra dimensão. No Reino das vozes que não se calam (ou apenas Reino), as flores vivem cantando e fadas protegem a magia do lugar. Lá ela descobre coisas sobre si mesma e passa a pensar que aquele é o único lugar em que pode ser feliz. Enquanto isso, sua vida na Terra vai apenas decaindo, com ela começando a entrar em depressão pelos constantes abusos dos colegas de escola. Confiante, ela decide ir de uma vez por todas para o Reino, mas para isso terá de passar por três testes designados por uma velha bruxa: o teste dos Amantes, o teste do Louco e o teste da Morte. A história é bem fofa e mágica, como um conto de fadas moderno. Algumas coisinhas na trama não me agradaram, mas conforme você for lendo, é impossível não torcer para que a protagonista mude seu estilo de vida e passe a amar mais as pessoas ao seu redor. 

Quinta das Capas #74

Livros

Que tema poderia ser mais legal que livros cujas capas tem livros, certo?


Começando com uma imagem que todos já devem conhecer muito bem, aquele livro de Princesa Mecânica pode ter ficado um pouco falso, mas definitivamente chama a atenção. Gosto das cores da capa, apesar de elas serem bem apagadas. Nunca li Between the Lines, mas imagino que aquele livro ou diário tenha certa significância na trama. Amei o efeito que aqueles olhos da modelo tem com o rosto de cabeça para baixo. Outra ideia ótima foi a de John Dies at the End, já dá para perceber pela maneira como parece a primeira página de um livro que o narrador dessa trama será ótimo.


Apesar de parecer mais uma capa de filme, gostei bastante de A Bibliotecária, só não gostei daquela frase no topo da capa que faz o livro parecer um erótico (o que espero que não seja). Amei a fonte do título, só achei o corredor no fundo desnecessariamente longo. Sobre The Wasted Vigil, eu já tinha gostado da capa antes, mas agora que reparei naquele prego no meio da capa, adorei a ideia, me deixou intrigada sobre o gênero do livro. Também achei que o fundo neutro foi ótimo para realmente focar nos elementos importantes. Minha capa predileta de hoje é a de Seriously Wicked, não só porque parece sobre bruxas, mas porque a capa é tão divertida. A única coisinha nela que não gostei são aqueles círculos estranhos, mas o resto está perfeito.


Outra capa já bem conhecida, porém que continua sendo ótima, é essa de A Menina que Não Sabia Ler. Pode ser simples, mas as letras saindo do livro deram um efeito muito legal. Apesar de esses padrões em The Thirteenth Tale serem meio estranhos, eu gostei da ideia e a capa chamou minha atenção desde a primeira vez que a vi. Além disso, gostei de como o título começa com T's. Por fim, Once a Witch é bem diferente por desfocar na modelo e focar no livro que ela segura. Gostei da ideia, amei as cores e já quero ler, então eu diria que a capa cumpriu seu serviço, só poderiam ter escolhido uma fonte maior.

Por não ser tão comum, esse tema vai acabar por aqui, mas se encontrarem mais capas do tipo, me avisem, eu adoro livros com livros.

Resenha - O Sobrevivente

Resenha feita pela
Título: O Sobrevivente
Título Original: The Survivor
Livro Único.
Autor: Gregg Hurwitz
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac

Sinopse: No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida: reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas. De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível: criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho. Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico. Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela máfia ucraniana e recebe uma ameaça: precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher – pela qual ainda é apaixonado – e a filha adolescente, que não o reconhece mais como pai, serão brutalmente assassinadas. Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recuperar sua confiança e seu amor.

A Trama: Nathan, ou Nate Overbay está desistindo da vida. Separado da esposa e sem o amor da filha, ele não consegue esquecer o dia em que viu seu melhor amigo morrer na sua frente, vítima de um ataque terrorista enquanto ambos eram soldados do exército. Seu otimismo já estava lá embaixo, depois de descobrir possuir uma doença degenerativa, tudo piorou. Para acabar com todos seus problemas de uma vez, ele resolve se suicidar, mas seu plano é interrompido na hora H, quando ele assiste a uma barbárie acontecendo num assalto a banco e resolve dar uma de herói. O problema foi que dos seis assaltantes, ele matou só cinco e depois do acontecido o sexto volta e lhe apresenta a um desafio que o faz colocar seus planos de acabar com a vida em escanteio. Ele deve voltar ao cofre do banco e pegar o que os assaltantes estavam lá para pegar, ou o chefe desses bandidos, integrante da máfia ucraniana, irá torturar sua filha até a morte.

Resenha - A Vida do Livreiro A. J. Fikry

Resenha feita pela Maay!
Título: A Vida do Livreiro A. J. Fikry
Título Original: The Storied Life of A. J. Fikry
Livro Único.
Autora: Gabrielle Zevin
Editora: Paralela
Páginas: 190
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Submarino

Literalmente, "uma carta de amor para o mundo dos livros"!

Sinopse: 'Livrarias atraem o tipo certo de gente'. É o que descobre A. J. Fikry, dono de uma pequena livraria em Alice Island. O slogan da sua loja é 'Nenhum homem é uma ilha; Cada livro é um mundo'. Apesar disso, A. J. se sente sozinho, tudo em sua vida parece ter dado errado. Até que um pacote misterioso aparece na livraria. A entrega inesperada faz A. J. Fikry rever seus objetivos e se perguntar se é possível começar de novo. Aos poucos, A. J. reencontra a felicidade e sua livraria volta a alegrar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que lembra a todos por que adoramos ler e por que nos apaixonamos.

A Trama: Eu podia falar que o livro conta a história de A. J. Fikry, de como sua vida mudou ao longo dos anos e como a descoberta do amor em um ser inesperado o tornou uma pessoa melhor. E realmente, superficialmente é isso o que vemos.
Olhando um pouco mais a fundo, porém, descobrimos que nenhuma descrição poderia ser mais honesta do que a frase que estampa a quarta capa do livro. Trata-se de "uma carta de amor para o mundo dos livros". E me atrevo a dizer mais, é uma carta de amor para aqueles que se deixam atingir por esse mundo. 
A história mesmo é bem simples, até um tanto quanto corrida, mas a mensagem que a autora passa, os quotes que criou... É complicado até colocar aqui meus sentimentos pelo livro. Ele me cativou de tal forma, que sinto pena das pessoas que não terão a oportunidade de conhecê-lo. Se pudesse, já teria obrigado cada um de vocês a ler.

Resenha - A Menina que Não Sabia Ler 2

Resenha feita pela Tay!
Título: A Menina Que Não Sabia Ler - Volume 2
Título Original: The Girl Who Couldn't Read

Série: A Menina que Não Sabia Ler
1- A Menina que Não Sabia Ler (2010)
2- A Menina que Não Sabia Ler - Volume 2
Autor: John Harding
Editora: LeYa
Páginas: 288
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac

Não recomendo que leiam a sinopse, porque contém alguns spoilers para quem não leu o livro anterior.

Essa resenha não contém spoilers de A Menina que Não Sabia Ler.
SinopseUm acidente de trem. Uma identidade trocada. Os detalhes poderão mudar o rumo dessa história... Depois de viver presa num mundo obscuro, assustador e sem palavras em 'A menina que não sabia ler', a pequena Florence viverá uma nova e misteriosa aventura onde nada é realmente o que aparenta ser e todos podem se tornar inimigos em potencial. Mas onde ela encontrará uma saída? Um aliado? O misterioso médico John Shepherd busca um recomeço para sua vida em um lugar nada promissor - uma ilha que funciona como uma clínica psiquiátrica exclusivamente para mulheres. Nesse antro de segredos e sofrimento, Shepherd tentará esquecer seus pecados devolvendo a humanidade às pacientes. A primeira em quem vai experimentar sua doutrina de cuidados, o 'tratamento moral', é uma atraente jovem pálida de cabelos escuros que não se lembra do próprio nome, fala de modo estranho e não consegue saber quando e como chegou àquele lugar. Por que afinal ela desperta tanto a curiosidade do médico? Entre pacientes mais inteligentes que as próprias enfermeiras responsáveis por elas, segredos por todos os lados e figuras assombrosas (e assombradas) percorrendo misteriosamente os corredores da clínica durante a noite, as vidas de Florence e John Shepherd estarão mais ligadas do que podemos imaginar... Arrisque-se e tente achar uma saída no labirinto claustrofóbico criado em 'A menina que não sabia ler volume 2'.

A TramaDesnecessário. É isso o que concluí com o final desse livro. Pelo menos agora o título combinou com a história, já que no livro anterior não tinha nada a ver (e o original era Florence & Giles). Com a trama desse livro, o autor poderia ter feito uma outra história sem problemas, sem precisar relacioná-la com seu livro anterior, mas como continuação, sinceramente, não achei necessidade de um livro novo. Mas vamos à trama. Acompanhamos John Shepherd, que acaba de chegar em um hospital psiquiátrico para mulheres, que fica em uma ilha, para ser o médico ajudante de Morgan, o dono do local. De cara já descobrimos que houve um acidente com o trem em que Shepherd estava e que, na verdade, essa não é sua verdadeira identidade, e sim a de um homem que morreu no acidente. Ele apenas aproveitou essa oportunidade para começar uma outra vida. Conforme o tempo passa, os mistérios ao redor de Shepherd e do hospital só aumentam, e ele conhece uma moça que aparentemente não precisava estar ali. 
Olha, eu até gostei da história e consegui me entreter em algumas partes. Sem contar que o final conseguiu me surpreender e me deixou com um sorriso no rosto, apesar de vários pontos do "mistério" que deveriam rondar a trama sejam completamente previsíveis. Mas isso não torna menos precisa a minha conclusão de que esse livro é desnecessário.

Lançamentos de Outubro #3

Oi, gente! Continuando com os lançamentos, hoje veremos os das editoras Suma de Letras, Planeta, Galera Record, Fundamento, Gente e Única. Desses, eu quero ler Um Dia de Cada Vez, Anjos na Escuridão, Ícones, Inquebrável e O Que Restou de Mim.

Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos. Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo. Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o Garoto Ki-Suco, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo. Em Um dia de cada vez, Alexi e Bodee, ao mesmo tempo em que fingem para o resto do mundo que está tudo bem, passam a apoiar um ao outro, tentando viver um dia de cada vez.

O destino mais uma vez afasta Maria Clara de seu grande amor. Um trágico acontecimento obriga a jovem a abandonar Alexandre Ferraz no momento em que ele mais precisa dela. Sentindo-se culpada pelo acidente que pode ter tirado a vida de Diego, irmão de Alexandre, Maria Clara não vê outra alternativa a não ser fugir e buscar consolo nos braços de Derek Mayer, o ex-namorado. Desesperado, Ferraz não consegue entender como ela teve coragem de desaparecer. Com a tragédia que atingiu o irmão, ele descobrirá que o que sente por sua menina é mais forte do que imaginava. Em O amor não tem leis: O julgamento final, o dr. Alexandre Ferraz tem em mãos o caso mais difícil de sua vida: conquistar o amor de uma mulher determinada a não amar.

O que você faria se tivesse exatamente 100 dias de vida? “Não tenho nenhum feito ou mérito para ser lembrado na posteridade. Para justificar uma placa de mármore em um edifício. Uma placa diante da qual alguém passe e diga: ‘Vou ver rapidinho na Wikipédia quem era esse Battistini!’ Ainda assim, tenho uma mulher e dois filhos que amo, amigos maravilhosos, um time de garotos que dariam a vida por mim. Cometi alguns erros, farei outros ainda, mas também participei da festa. Eu também estava lá. Em um canto, talvez; eu não era o aniversariante, mas estava lá. A única tristeza foi ter que descobrir que vou morrer para começar a viver.” Esta é a história de Lucio Battistini, apaixonado pelo time de polo aquático que treina e pela família: a mulher e os dois filhos pequenos. É a história de como ele viveu os últimos 100 dias de vida com o “amigo Fritz”. E de como, contra todas as probabilidades, aqueles foram os melhores dias de toda a sua vida. Fausto Brizzi, roteirista e diretor de cinema, ganhador do Prêmio David di Donatello, em 100 dias de felicidade mistura humor e dor, ficção e franqueza para explicar o sentido de viver e o de morrer, em uma narrativa hilariante e inspiradora.

“Mude o horário da minha reunião! – pela 5ª vez – Preciso de mais 20 minutos.” “Peça aquela coisa que eu gosto daquele restaurante.” “Dê um jeito nisso!” Essas são algumas das frases que só ouvimos de uma pessoa: nosso chefe! Você, estagiário, assistente ou futuro assistente, vai precisar desse livro para saber como sobreviver nessa selva que é o escritório de trabalho e para aprender as lições básicas sobre como lidar com as loucuras do seu chefe. Aqui estão desde as situações mais básicas como pedir o almoço (com o número exato de folhas de alface) ou marcar conferências telefônicas (com 15 pessoas) até consertar o computador que quebra toda semana e superar as crises de estresse que surgirão eventualmente, e com mais frequência do que todos gostariam. Esse guia tem tudo o que você precisa saber para manter o seu emprego e sua sanidade mental. Então se prepare, respire fundo, contrate um terapeuta e boa sorte! Você consegue!

Resenha - O Para Sempre de Ella & Micha

Resenha feita pela Luh!
Título: O Para Sempre de Ella e Micha
Título Original: The Forever of Ella and Micha
Série: Segredo
1- O Segredo de Ella e Micha (2013)
2- O Para Sempre de Ella e Micha (2014)
3- A Tentação de Lila e Ethan (2015)
4- The Ever After of Ella and Micha (2013 US)
5- Ella and Micha: Infinetely and Always (2014 US)
Autora: Jessica Sorensen
Editora: Geração Editorial
Páginas: 
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

De alguma maneira, a autora conseguiu criar mais de 300 páginas de nada.
Atenção: Essa resenha NÃO contém spoilers do livro anterior.


Sinopse (do primeiro livro):  O segredo de Ella e Micha trata do romance entre dois jovens, mas não é só isso. Os protagonistas vão tecendo, em primeira pessoa, uma trama complexa e ao mesmo tempo simples, que envolve temas delicados como dramas familiares, traumas psicológicos, medo do futuro e da morte, com naturalidade e sinceridade. Eis o que torna o livro tão comovente: sua realidade. Em qualquer lugar do mundo, cada jovem têm um pouco destes dois heróis paradoxalmente frágeis com seus traumas, mas fortes para enfrentar a dura realidade da existência e superar seus conflitos mais difíceis. Respire fundo, prepare-se para acompanhar uma história de amor com pitadas generosas de sensualidade e adrenalina. 

A Trama: Sinto muito para os fãs da série, mas para mim esse livro foi completamente desnecessário. Sim, os personagens tiverem um pequeno desenvolvimento, mas a trama em si é entediante demais. Parecia um ciclo infinito de Ella tentando fugir da vida e de seus problemas, com algumas cenas de sexo aqui e ali, e até estas eram extremamente repetitivas. A série não é ruim como um todo, mas foi um livro que poderia ser resumido em 20 páginas, o que é irônico considerando que eu achei o livro anterior um pouco apressado.

Promoção - O Amor Não Tem Leis - O Julgamento Final

Pessoal, resolvemos trazer um presente de dia das crianças atrasado para nossas crianças crescidas! Mas só para as crescidas, viu galera? Porque o livro de hoje é erótico e não recomendado para menores. 
Vi muita gente falando super bem do primeiro livro, então o segundo está sendo muito aguardado. E nós, como somos fofas, vamos dar um exemplar novinho e recém saído do forno de O Amor Não Tem Leis - O Julgamento Final para vocês!


Terça do Top #82

Top 14 Livros Para Ler
Por Causa dos Personagens


Como hoje a lista é grande, não vamos falar sobre cada livro. Basta saber que os personagens são cativantes, maravilhosos e complexos. Se você gosta de livros que focam nos personagens, precisa ler todos esses!

Os dramas adultos

A Luz Entre Oceanos
Como Eu Era Antes de Você
O Lado Bom da Vida

Os contemporâneos fofos

Eleanor e Park
No Limite da Atração
Na Ilha
Deixe a Neve Cair

Os dramas com crianças

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Diga aos Lobos que Estou em Casa
Passarinha

As aventuras

A 5ª Onda
Através do Universo
O Falso Príncipe
Trono de Vidro