Resenha - Tormento

Resenha feita pela Maay!
Título: Tormento
Título Original: The Dare
Livro Único.
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte
Páginas: 86
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra

Uma leitura rápida e proveitosa.

Sinopse: Danny Delaney estava de férias e só queria um verão tranquilo. Mas um dia, quando sua mãe volta para casa escoltada por policiais, ele percebe que alguma coisa horrível aconteceu. Ela havia se envolvido em um acidente - atropelara um garotinho que agora estava em coma, com poucas chances de sobreviver. 
A sra. Delaney se afoga em culpa e se isola de todo mundo, inclusive do marido e do filho. Danny, por sua vez, não entende o que está acontecendo. 
Por que sua mãe se sente tão culpada quando a própria polícia disse que ela não era responsável pelo que tinha acontecido? 
Para complicar ainda mais a situação, uma menina estranha fica parada em frente à casa de Danny, claramente observando seus passos. 
Este conto envolvente abarca um período curto, mas impactante da vida de um garoto de doze anos. Em poucas páginas, John Boyne consegue analisar as diversas reações dentro de uma família diante de uma tragédia inesperada - e mostra como é exatamente nesses momentos que precisamos tomar as atitudes mais altruístas. 

A Trama: Por se tratar de um conto, é aquela típica leitura que, apesar de proveitosa, não te envolve muito - e realmente achei isso uma pena, "perderia" mais páginas com Danny sem pensar duas vezes.
Levando em conta que esse foi o primeiro livro de John Boyne que li, não tenho muito com o que comparar. Mas, ainda assim, e apesar de ter gostado bastante, não sei se é um livro que eu diria para vocês comprarem - acaba ficando um pouco caro quando se leva em conta o número de páginas.

Lançamentos de Novembro #4

Oi, gente! Hoje nós veremos os lançamentos das editoras Única, Gente, Fundamento, Novo Século, Planeta, Companhia das Letras, Farol Literário e Suma de Letras. Desses, eu quero ler A Teoria de Tudo, Anexos, Middlesex, Cure Meu Coração e Doutor Sono.

A história de Stephen Hawking é contada pela luz da genialidade e do amor que não vê obstáculos. Quando Jane conhece Stephen, percebe que está entrando para uma família que é pelo menos diferente. Com grande sede de conhecimento, os Hawking possuíam o hábito de levar material de leitura para o jantar, ir a óperas e concertos e estimular o brilhantismo em seus filhos entre eles aquele que seria conhecido como um dos maiores gênios da humanidade, Stephen.
Descubra a história por trás de Stephen Hawking, cientista e autor de sucessos como Uma breve história do tempo, que já vendeu mais de 25 milhões de exemplares. Diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos, enquanto conhecia a jovem tímida Jane, Hawking superou todas as expectativas dos médicos sobre suas chances de sobrevivência a partir da perseverança de sua mulher. Mesmo ao descobrir que a condição de Stephen apenas pioraria, Jane seguiu firme na decisão de compartilhar a vida com aquele que havia lhe encantado. Ao contar uma trajetória de 25 anos de casamento e três filhos, ela mostra uma história universal e tocante, narrada sob um ponto de vista único.
Stephen Hawking chega o mais próximo que alguém já conseguiu de explicar o sentido da vida, enquanto Jane nos mostra que já o conhecia desde sempre: ele está na nossa capacidade de amar e de superar limites em nome daqueles que escolhemos para compartilhar a vida. O livro que inspirou o emocionante filme A Teoria de Tudo.

Existem amores indecifráveis, que não enxergam distâncias, desafiam o tempo, fazem com que qualquer obstáculo seja superado e dispensam justificativas ou explicações. Brooke Stewart pode dizer que já viveu uma verdadeira montanha-russa de sentimentos desde que conheceu Jett, o homem mais envolvente e arriscado de sua vida. Como agente imobiliária workaholic em Nova York, ela não havia conhecido o amor até cruzar com os olhos verdes que lhe tiraram o bom senso: alto, sexy e arrogante, Jett era tudo aquilo do qual ela havia jurado ficar longe. Jett Mayfield sabe que finalmente encontrou alguém capaz de envolvê-lo e desafiá-lo no momento em que coloca os olhos em Brooke, e não mede esforços para mantê-la em sua vida... E em sua cama. O futuro parece maravilhoso, mas quando o passado começa a persegui-los é preciso fazer escolhas difíceis. Salvar a quem se ama significa se despir de limites. No terceiro livro da série que conquistou o mundo, você perderá o sono até chegar à última página. O amor de Brooke e Jett passará por um novo teste: será ele forte o suficiente para superar essa prova definitiva?

365 dias de inspirações filosóficas é um calendário definitivo com mensagens motivacionais para cada dia do ano, o autor o levará a refletir sobre os mais diversos aspectos da vida, da felicidade e do amor. Uma breve frase por dia fará você se sentir disposto a ir em busca de seus sonhos e realizá-los!






Meu nome é Harriet Manners e eu (ainda) sou uma geek! Ter entrado por acaso no mundo da moda não transformou Harriet em uma modelo perfeita da noite para o dia. E nem acabou com seus problemas. Na verdade, parece até que as confusões só aumentaram. Annabel, sua madrasta, está grávida e talvez o bebê tenha tirado literalmente de Harriet seu espaço na casa e até o carinho dos pais. Sua melhor amiga, Nat, foi despachada para a França pela mãe, arruinando os planos das duas adolescentes para o verão. E Harriet ainda luta para não pensar em Nick, mas tirar alguém da cabeça não é tarefa simples. Então, quando surge uma oportunidade de estrelar uma campanha exclusivíssima no Japão, é hora de sacudir a poeira e dar a volta por cima. Mas será que vai dar certo? Pelo jeito, não... A avó de Harriet, escalada para acompanhá-la à Terra do Sol Nascente, praticamente some quando as duas chegam lá. Suas companheiras de apartamento parecem legais, mas a maquiagem esconde segredos e sentimentos que não podem ser revelados. Para completar, Nick está no Japão e aparece em todos os lugares aonde Harriet vai. E ele continua lindo! Harriet está carregando um peso enorme nas costas, mas precisa ser delicada como uma flor de cerejeira se quiser pôr ordem no caos que se instalou em sua vida. Será que a geek favorita de todos vai mostrar do que é capaz? Aperte os cintos e embarque para o outro lado do mundo em uma história para lá de bacana!

Resenha - O Menino dos Fantoches de Varsóvia

Resenha feita pela Tay!
Título: O Menino dos Fantoches de Varsóvia

Título Original: The Puppet Boy of Warsaw
Livro Único.
Autor: Eva Weaver
Editora: Novo Conceito
Páginas: 400
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Americanas


SinopseMesmo diante de uma vida extremamente difícil, há esperança. E às vezes essa esperança vem na forma de um garotinho, armado com uma trupe de marionetes – um príncipe, uma menina, um bobo da corte, um crocodilo... O avô de Mika morreu no gueto de Varsóvia, e o menino herdou não apenas o seu grande casaco, mas também um tesouro cheio de segredos. Em um bolso meio escondido, ele encontra uma cabeça de papel machê, um retalho... o príncipe. E um teatro de marionetes seria uma maneira incrível de alegrar o primo que acabou de perder o pai, o menininho que está doente, os vizinhos que moram em um quartinho apertado. Logo o gueto inteiro só fala do mestre das marionetes – até chegar o dia em que Mika é parado por um oficial alemão e empurrado para uma vida obscura. Esta é uma história sobre sobrevivência. Uma jornada épica, que atravessa continentes e gerações, de Varsóvia à Sibéria, e duas vidas que se entrelaçam em meio ao caos da guerra. Porque mesmo em tempo de guerra existe esperança.

A Trama: O livro vai nos contar sobre a criação dos guetos na Polônia, no período da Segunda Guerra Mundial. A cidade de Varsóvia foi dividida pelos alemães, sendo que os judeus foram obrigados a deixar suas vidas normais para viverem num gueto onde a fome e a miséria passariam a reinar. Já velho, Mika conta para o seu neto a sua história de vida, como foi sobreviver no gueto, sobre sua trupe de fantoches e o soldado alemão que fez dele um amigo. Com a morte de seu avô, Mika herdou seu casaco que tinha vários bolsos e, com isso, tudo o que havia neles. Havia bolsos dentro de bolsos e, em cada um, um segredo. Quando Mika encontra a cabeça do fantoche que viria a ser o Príncipe, tudo muda. Com sua nova trupe de fantoches, ele encontra uma maneira de levar um pouco de alegria para o povo do gueto, tentando ignorar os corpos nas ruas e fazendo o melhor para encher as crianças de alegria, já que não pode encher seus estômagos. E é por causa de seus fantoches que Mika conhece Max, o soldado alemão. Sua "vida dupla" começa, e ambos têm papeis importantes no futuro um do outro.

Resenha - Champion

Resenha feita pela Luh!  
Título: Champion
Título Original: Champion
Série: Legend
1- Legend (2012)
2- Prodigy (2013)
3- Champion (2014)
Autor: Marie Lu
Editora: Rocco
Páginas: 300
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Amazon // Fnac // Extra

Nota: Essa resenha NÃO contém spoilers de Legend ou Prodigy!

Sinopse (Spoilers!): No emocionante desfecho da trilogia Legend, June ocupa uma posição privilegiada no governo e Day trocou a alcunha de criminoso mais procurado do país pela de herói nacional. Mas quando tudo parece conspirar a favor da paz, a ameaça da guerra ressurge na forma de um vírus mortal que começa a espalhar o pânico entre as colônias. Em Champion, a vida de milhares de pessoas está novamente nas mãos de June, a menina-prodígio da República. Mas salvá-las significa também enfrentar novos desafios e exigir novos sacrifícios de seu amor.

A Trama: Talvez esse tenha sido o desfecho perfeito para a trilogia, além de meu livro predileto nela. As cenas parecem ter se dividido em duas partes. De um lado há as extremamente emocionais, em que muitas coisas importantes são ditas e alguns sentimentos finalmente desabrocham. Em seguida, há também aquelas cenas repletas de ação, lutas e muitas reviravoltas, para deixar o leitor curioso.
Eu amei os dois tipo de cenas, embora é claro que as mais emotivas tenham um impacto maior, e acredito que a autora atingiu o equilíbrio perfeito entre os dois lados. O livro explora muito bem o mundo de Legend e eu simplesmente adorei o final, foi melhor do que eu poderia ter imaginado, porém de uma maneira simples.

Saciando a Fome #113

Hoje tem brindes!


Começando pelas coisas fofas que recebemos, tem muuuitos marcadores, um mais lindo que o outro, de diversas editoras, além de uma ecobag da Seguinte.


Eu já aviso que não entendo a capa de O Pintassilgo (Donna Tartt - Companhia das Letras), mas foi tão elogiado e recebeu tantos prêmios que estou curiosa para ler. Americanah (Chimamanda Ngozi Adichie - Companhia das Letras) também recebeu alguns prêmios e é descrito como muito original, então chamou minha atenção. Já nas leituras mais leves, Desafio de Ferro (Holly Black e Cassandra Clare - Novo Conceito) é sobre crianças em uma escola envolvendo magia, obviamente lembrou uma série famosa, mas quero ler porque já conheço as autoras e elas são ótimas. Por fim, chegou Amaldiçoadas (Jessica Spotswood - Arqueiro), o segundo de uma série divertida sobre bruxas.

Resenha - Os Solteiros

Resenha feita pela Maay!
Título: Os Solteiros
Título Original: The Singles
Livro Único.
Autora: Meredith Goldstein
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Extra

Um livro completamente sem propósito.

Sinopse: Hannah é diretora de elenco em Nova York e ainda chora pelo ex que a abandonou. Rob não é muito bom em assumir compromissos, mas nos tempos da faculdade quase namorou Hannah — e não se esquece disso... Vicki tem um trabalho lucrativo (embora tedioso) como designer de interiores de uma grande rede de supermercados, e é uma depressiva crônica. Nancy leva uma vida dupla, e Joe é um quarentão que adora namorar mulheres mais jovens... Não há como negar: juntos, eles podem comprometer seriamente os planos de Bee de ter o casamento mais elegante da cidade. Da união desses personagens apaixonados resulta um romance divertido e doce sobre vidas entrelaçadas, relações de amizade e o incontestável amor.

A Trama: O livro se passa no final de semana do casamento de Bee, a "maravilhosa" noiva que leva mais em conta o incômodo que seus amigos solteiros estão causando na organização das mesas, do que o fato de eles viajarem centenas de quilometros para poderem estar presentes em um dos dias mais importantes da sua vida.
Vi muitas pessoas que elogiaram a obra, e isso me leva a concluir o seguinte: ou eu estou ficando uma velha chata e muito exigente, ou as pessoas estão se contentando com muito pouco. Pois, para mim, essa leitura não conseguiu sequer ser desagradável... Se limitou a ser totalmente insignificante e dispensável.

Quinta das Capas #75

Estranhos


Eu adoro capas lindas tanto quanto qualquer outra pessoa, porém o tema de hoje são aquelas capas que eu olho e penso "o que diabos está acontecendo aqui"?
Eu imagino que as imagens combinem com a trama dos livros, de alguma maneira, e nem todas são feias, só acredito que sejam bem estranhas.

 Um conjunto não muito harmonioso em O Bosque Selvagem (poluição visual existe hein), um novo adorno de sobrancelhas em Tabuleiro dos Deuses, sem falar do bronzeado, e nem sei por onde começar em Tithe
.
Eu adoro as capas da série A Mediadora, mas porque essa faixa na cabeça e qual é o objetivo dessa posição estranha? O Verão das Bonecas Mortas simplesmente me dá medo, e eu nem sei porque, e Enders é outra daquelas que eu não saberia por onde começar, mas um boneco branco, feito no computador, com um olho de cada cor e a testa descascando??

Eu sei que 1984 combina com a trama, mas esses olhos flutuantes e essas cores que não combinam não me conquistaram. Em Se Alguma Vez temos uma câmera, uma janela e um cachorro com algo na cabeça. Era pra fazer sentido? O Escaravelho está uma bagunça, cores estranhas, um rosto flutuante e, claro, um deserto com abutres.

Ops, pequena falha, essa primeira imagem da última linha deveria dizer "Um Vento na Porta". Não que o título fosse ajudar, co outra cabeça flutuante e alguma coisa voadora que nem vou tentar adivinhar o que é. Em Maldição temos um animal de garras vermelhas e uma sombra da moda pousando em uma flor. Com um fundo roxo, porque não estava estranho o suficiente antes. E por fim, eu adorei essa imagem de EntreMundos, o resultado ficou maravilhoso, mas o que é aquilo??

Resenha - Simplesmente Acontece

Título: Simplesmente Acontece
Título Original: Love, Rosie
Livro Único.
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 448
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar:Saraiva // Fnac 

Daqueles livros que você lê, relê, lê outra vez, e nunca cansa. 

Sinopse: Um encantador romance sobre dois amigos de infância com quem o destino parece brincar. De crianças travessas a adolescentes rebeldes, Rosie e Alex uniram-se como unha e carne, mas a família de Alex se muda e eles se separam. A mágica conexão entre os dois acompanha os altos e baixos da vida de cada um, mas nenhum deles sabe se sua amizade conseguira sobreviver a distância. Mal-entendidos, circunstancias e a mais absoluta má sorte os mantiveram separados. Mas quando se virem diante da última oportunidade, apostarão tudo em nome do verdadeiro amor?

A Trama: Dois melhores amigos que se apaixonam, mas são mantidos longe um do outro por armadilhas do destino sinopse de novela mexicana.
A trama é clichê, não ousaria negar isso. O diferencial é a forma como ela é contada, tonando-a tão simples e encantadora que, apesar de saber se tratar de uma ficção, você realmente acredita nela. E por simples, quero dizer realmente simples. Acompanhando Alex e Rosie dos 7 aos mais de 50 anos, não há armações surreais, nem manipulações maquiavélicas. As coisas simplesmente acontecem e acabam impedindo os dois de ficarem juntos, por anos e anos. Sinceramente? É mais "real" e crível que muitas biografias por aí.

Promoção - Mar da Tranquilidade

Acho que desde que assumi as promoções, nenhuma me deixou tão empolgada como a de hoje. Dessa vez trago para vocês o melhor livro que li esse ano, e um dos melhores que li na vida: Mar da Tranquilidade. Para quem já leu a resenha, vocês sabem o quanto amei esse livro, para quem ainda não leu, confira aqui.

Terça do Top #85

Top 10 Personagens Que
Eu Levaria Comigo Para Uma Ilha Deserta


Os personagens abaixo foram escolhidos por diversas razões, tentei cobrir todas as situações necessárias possíveis. Tentar escolher 10 pessoas foi muito divertido, recomendo a todos, mas já aviso que é difícil não querer levar mais pessoas.


Apesar de não serem muito fortes ou terem a melhor pontaria, Cassie consegue pensar rapidamente e Yelena realmente não tem medo de enfrentar decisões difíceis para sobreviver, então seriam ótimas escolhas para o caso de algum perigo na ilha.







Zuzanna - Feita de Fumaça e Osso /
Caitlin - Paralela
Melhores amigas leais talvez sejam as pessoas mais importantes que você pode escolher, e as melhores amigas mais interessantes e destemidas que já vi são Caitlin e Zuzanna, que se mantiveram fiéis até quando as protagonistas não mereciam.




Dimitri - Academia de Vampiros /
Quatro - Divergente
Não custa ter uma boa vista. E, de quebra, Dimitri e Quatro servem perfeitamente como os "músculos" para carregar aquelas árvores pesadas.









June - Legend/
Sydney - Laços de Sangue
Como eu já havia elegido duas pessoas fortes, foi a vez de mulheres extremamente inteligentes, daquelas capazes de passar os dias lendo e tendo conversas intelectuais. Nunca se sabe quando o conhecimento será útil.




Calla - Sob a Luz da Lua /
Celaena - Trono de Vidro
Imagino que caçar seria necessário, então nada melhor que duas mulheres que não tem medo de seus instintos assassinos. Só imagino que seria necessário muito cuidado para não deixar nenhuma das duas de mal humor.




Promoção - Uma Página de Cada Vez

Nada melhor do que uma promoção para começar a semana, certo? Hoje trago para vocês Uma Página de Cada Vez, um dos livros interativos queridinhos do momento (e que tem me divertido bastante). Para saber mais, confira a resenha aqui.

Resenha - Scarlet

Resenha feita pela Luh!
Título: Scarlet
Título Original: Scarlet
Série: Crônicas Lunares
1- Cinder (2013)
2- Scarlet (2014)
3- Cress (2014 US)
4- Winter (2015 US)
Autor: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas: 480
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Fnac // Saraiva

Simplesmente ótimo do início ao fim.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de Cinder.

Sinopse: Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série As Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

A Trama: Scarlet morou com sua avó pela maior parte da vida, cuidando da fazenda e vendendo suas verduras. Entretanto, a avó da garota desaparece misteriosamente e a polícia não parece muito interessada em descobrir o que aconteceu. É então que Scarlet conhece Lobo, um lutador de rua estranho e intrigante que está ligado ao desaparecimento e decide ajudar a protagonista. Eu adorei a trama, havia muito suspense e os personagens novos são divertidos. O final me deixou muito ansiosa pela continuação e eu gostei bastante de conhecer Scarlet. A autora foi inteligente pela maneira como ligou essa protagonista a Cinder, e a troca de cenário e de personagens me deixou apreensiva no início, mas deu certo.
Minha única reclamação é que, apesar de Cinder ter vários capítulos dedicados a ela, sua trama praticamente não saiu do lugar, o que é decepcionante considerando a maneira como o livro anterior terminou, com tanto potencial.

Resenha - A Escola do Bem e do Mal

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Escola do Bem e do Mal
Título Original: The School for Good and Evil
Série: A Escola do Bem e do Mal
1- A Escola do Bem e do Mal (2014)
2- Um Mundo Sem Príncipes (2015)
3- The Last Ever After (2015 US)
Autor: Soman Chainani
Editora: Gutenberg
Páginas: 352
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon


Interessante e clichê ao mesmo tempo.

Sinopse: No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias.
Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira. Ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são.

A Trama: No geral, eu gostei do livro, mas também tive alguns problemas. Sophie é uma garota bonita que sempre sonhou em ir para a Escola do Bem e do Mal e se tornar uma princesa. Sua amiga, Agatha, sempre foi vista como estranha e acabou indo parar na escola junto com Sophie. Começando pelo que eu gostei, a Escola é maravilhosa, realmente parece tirada de um conto-de-fadas. Os alunos tem aulas especiais de como se tornar príncipes ou vilões, inclusive disciplinas envolvendo magia, o que torna o livro muito divertido. Entretanto, a trama era totalmente inconsistente. O autor parecia não saber para onde ir com a trama, os personagens pareciam mudar de personalidade a cada capítulo e muitas cenas passaram a sensação de que o autor estava tentando aumentar o número de páginas (ou seja, enrolação). Além disso, gosto bastante de livros com "lições de moral" e sei que é um infanto-juvenil, mas a quantidade de vezes que o autor tentou enfatizar tais lições ficou forçado demais.

Lançamentos Novembro #3

Oi! Hoje nós veremos os lançamentos das editoras Novo Conceito, Record, Sextante, Arqueiro e Saída de Emergência. Desses, eu quero ler Eve & Adam, Vermelho Como o Sangue, Apenas um Dia, As Estranhas e Belas Mágoas e Ava Lavender e Bela Distração.

Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve fica entre a vida e a morte depois de sofrer um acidente de carro. O processo de cura no misterioso laboratório Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina. Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker lhe propõe um desafio: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular gens humanos. Ela poderá criar um namorado sob medida! Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição.

No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue. Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos. Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios. Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro. Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante.

Pilha de Leitura da Luh #19

Demorou, mas apareceu!
Se você não conhece a Pilha de Leitura, é uma coluna em que nós vamos falar um pouquinho sobre os próximos livros que pretendemos ler, como está indo nosso ritmo, quais livros gostamos, e quais não, e muito mais. Ao clicar nos títulos da primeira seção, você vai para as resenhas, e da segunda e terceira para a página do livro no Skoob.

A Última Pilha:

Essa pilha demorou horrores, dois meses pra essa quantidade pequena de livros! Eu estava me mudando, então não sobrou muito tempo para a leitura.
Defiance, que aqui é conhecido como Desafio, tem potencial para ser uma ótima série, mas o livro precisava de algumas explicações melhores, Estranha Perfeição também foi medíocre, eu adoro os protagonistas, mas a trama não foi a lugar nenhum. Se Eu Ficar, por outro lado, foi bem melhor do que eu esperava, um livro que mexe com as emoções e até arrancou algumas lágrimas.
O Para Sempre de Ella & Micha foi um desastre, estava com tédio durante o livro todo, enquanto O Rei Demônio começou devagar, mas ficou ótimo e me deixou muito ansiosa pela continuação. Para quem já viu a resenha, nem preciso dizer que amei Coroa da Meia-Noite, essa série é emocionante e está entrando para as minhas prediletas.
Eu tinha expectativas muito altas para A Menina Mais Fria de Coldtown e talvez isso tenha feito com que eu não gostasse tanto do livro, mas ainda tinha cenas ótimas. Finalmente, O Guia do Herói Para Invadir o Castelo é divertido do início ao fim e me conquistou com suas cenas fofas.
O Pior da Pilha: O Para Sempre de Ella & Micha, porque eu nunca dou sorte com os new adults.
O Melhor da Pilha: Coroa da Meia-Noite ganhou de lavada, o livro é maravilhoso.

A Nova Pilha:


Sim, a pilha nova está enorme, porque acumularam livros de dois meses de parcerias. Ainda deixei alguns de fora, para ser sincera, mas estou fazendo uma maratona e já comecei a ler.
Estou mais ansiosa por Coração Ardente, que é de uma série que amo sobre vampiros, Mentirosos, porque as resenhas americanas dizem que é muito bom, Eu Sou Malala, por ser da vencedora do Nobel da Paz e Fangirl, novamente pelas boas críticas. Também estou finalizando duas trilogias com Champion, uma distopia, e Timestorm, uma ficção científica com viagens do no tempo. Das continuações de séries, tem Luva Vermelha, Scarlet e Amaldiçoadas. E, por fim, estou com 3 livros realmente grandes, Americanah, A Viajante do Tempo, que inspirou a série de TV Outlander, e Under The Dome, que também inspirou uma série de mesmo nome.
Gente, não sei por onde começar!!

A Votação:

Da última vez Mentes Sombrias ganhou a votação, mas já tenho uma pilha grande demais, então vou deixar para a próxima e dessa vez não tem votação.


Não esqueçam que estou aceitando sugestões de por onde começo com a minha pilha!

Resenha - Coração de Pedra

Resenha feita pela Tay!
Título: Coração de Pedra

Título Original: Stoneheart
Série: Coração de Pedra
1- Coração de Pedra
2- Mão de Ferro (2014)
3- Silvertongue (2009 UK)
Autor: Charlie Fletcher
Editora: Geração
Páginas: 464
Ano: 2007
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Americanas


Sinopse
O romance ''Coração de Pedra'', do inglês Charlie Fletcher, publicado pela Geração-Ediouro, conta a fascinante história de uma guerra entre estátuas mitológicas e estátuas de seres humanos em Londres. O início de tudo foi um soco de um adolescente, George Chapman, decepando a cabeça de um dragão de pedra do pórtico do Museu de História Natural. Ele é perseguido por um Pterodáctilo, réptil de dentes afiados e pontudos, que se soltou da fachada do museu e o olhava fixamente com ódio e fome. George é salvo pela estátua do Artilheiro do Memorial de Guerra. Somente o jovem enxerga as estátuas em movimento. Para reparar o estrago que aprontou, ele tem de colocar a cabeça do dragão no Coração de Pedra, mas George não sabe onde encontrá-la. Na busca, conta com a ajuda de Edie, uma menina bem decidida. Com linguagem ágil e fácil, a história tem ritmo eletrizante, mas ao mesmo tempo diverte.

A TramaGeorge leva uma advertência do professor no passeio da turma ao Museu de História Natural por algo que ele não cometeu. Quando recebe como castigo ficar numa sala do museu até o fim da excursão, ele decide contrariar tudo o que o professor disse e sai do museu sem dar explicações a ninguém. No meio de sua raiva, ele acaba dando um soco na cabeça de um dragão de pedra do pórtico do museu. Ao invés de machucar a mão, o que acontece deixa George atordoado: ele decepa a cabeça da estátua. E é a partir daí que sua vida vira de cabeça pra baixo, começando com ele sendo perseguido pela estátua do Pterodáctilo. Em pouco tempo, George descobre que há uma Londres completamente diferente vivendo em uma outra "camada" da sua, onde estátuas ganham vida e ele pode ter acabado de começar uma guerra entre Estigmas (estátuas de animais e etc) e cuspidos (estátuas que imitam o ser humano), sendo que os primeiros são os malvados e os segundos os bonzinhos. Agora o garoto tem de correr para salvar sua vida e voltar para sua Londres normal, e para isso vai contar com a ajuda de Edie (uma fagulha) e o Artilheiro (uma estátua). Eu gostei da trama, apesar de eu ter esperado uma tipo de história mais pesada, não um infanto-juvenil que muitas vezes me lembrou Percy Jackson. O livro conseguiu me prender nos momentos de ação, mas em alguns outros eu me dispersei da narrativa, o que prova que ela não conseguiu me prender tanto assim. De qualquer forma, a história é bem bacana e diferente do que já vimos por aí.

Resenha - Mar da Tranquilidade

Título: Mar da Tranquilidade
Título Original: The Sea of Tranquility
Livro Único.
Autora: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino

Só... Leiam. E se deixem ser destruídos, como eu me deixei. 

Sinopse: “Uma história de força, amor, perdão e segundas chances. Os dois protagonistas são incríveis e perfeitamente imperfeitos.” – Christy, Goodreads
Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar.
Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. 
À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.

A Trama: Não acho que adiantar aspectos da trama trará algum benefício para quem vai ler esse livro, e por isso não o farei. Eu fui curiosa e me arrependi amargamente por ter espiado as últimas páginas. Então, me limitarei, aqui, a dizer o que acredito ser realmente relevante.
Não lembro de ter lido outro livro tão bem pensado quanto esse. A história inteira é interligada. Cada frase, cada pequena letrinha tem um porquê que será explicado mais para frente
O livro inteiro nos traz dicas de cada coisa que será revelada, e quando elas o são, tudo é tão natural, que temos a sensação de que a informação sempre esteve ali. Apenas não tivemos olhos para enchergá-la antes. 

Lançamentos de Novembro #2

Oi!! Hoje nós começaremos a ver os lançamentos nacionais desse mês. Hoje temos os das editoras Galera Record, Geração e Rocco. Dos livros, eu quero ler Luz e Trevas, O Bicho-da-Seda e Contos de Fadas & Pesadelos.

Nessa nova série das autoras de Beautiful Creatures, conhecemos melhor Ridley Duchannes, prima de Lena. Ridley nada tem de heroína de romances açucarados; ela é uma Sirena, e não hesita em usar seus poderes para enfeitiçar o que cruzar seu caminho, sejam Conjuradores das Trevas, Incubus ou Mortais. Desde que sua família lhe virou as costas, só lhe restou a prima e, claro, seu namorado Link. O jovem roqueiro não se importa se o temperamento difícil e nada confiável de Ridley não são as melhores qualidades para se procurar em uma namorada e quando parte para Nova York em busca do sonho de se tornar um rockstar, resolve levá-la junto. Mas logo os dois descobrirão que a cidade que nunca dorme pode ser um lugar perigoso mesmo para uma Sirena rebelde.

Após a derrota de Dahlia Kristoff, a vida dos Walker melhorou bastante. A Bruxa do Vento foi banida e eles agora estão ricos! Mas essa mudança no destino não trouxe a felicidade que eles esperavam e os irmãos estão tendo dificuldades em se encaixar na sua nova escola, Bay Academy. Brendon não consegue fazer amigos, Cordelia suspeita que suas aventuras podem ter afetado sua mente e Eleanor só quer que tudo volte a ser como antes.
Enquanto eles lidam com essas questões, Denver Kristoff procura por sua filha, Dahlia, e nenhum Walker estará a salvo enquanto ele não a encontrar. Evocá-la a São Francisco significa trazer à tona todos os perigos ligados a ela e arrastar os Walker de volta aos misteriosos mundos dos livros de Kristoff. Antigos inimigos farão escolhas surpreendentes e novos amigos precisarão se provar dignos de confiança conforme os Walker viajam de uma ponta do mundo a outra.

Emily tem treze anos. Capaz de ler seus pensamentos, se assim desejar. É mais provável que esteja cochilando ao lado de seus quatro gatos pretos; ou cuidando de seu jardim de ervas estranhas. Ou aprontando pegadinhas cruéis nos vizinhos; ou visitando seus ancestrais mortos, com a ajuda de um aparelho feito de palitos de picolé e cordas de guitarra. Após um pequeno incidente com um aparelho de duplicação que ela mesma inventou, surge uma segunda Emily! A princípio, ela parece legal, mas não demora até Emily perceber que seu clone não é a melhor das pessoas...


Saciando a Fome #112

Só livros lindos (e bastante rosa).


Começando por um livro que eu estava aguardando há tempos, recebi Fangirl (Rainbow Rowell - Novo Século), que todos dizem ser muito bom, então obviamente estou louca pra ler. Para um livro mais culto, escolhi Eu Sou Malala (Malala Yousafzai - Companhia das Letras), escrito pela vencedora do Nobel da Paz. Dos jovem adultos, chegaram também Mentirosos (E. Lockhart - Seguinte) e Um Amor de Cinema (Victoria Van Tiem - Record), um suspense e um romance. Por fim, ainda não decidi o que farei com o 1 Página de Cada Vez (Adam J. Kurtz - Companhia das Letras), mas já tem resenha no blog.

Resenha - Um Herói Para Ela

Resenha feita pela
Título: Um Herói Para Ela
Livro Único.
Autora: Lu Piras
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Fnac // Extra

Sinopse: Bianca sempre quis ser roteirista de cinema. Para realizar seu sonho, ela sai do Brasil para estudar na famosa New York Film Academy. Em meio às emoções da nova vida na Big Apple, um rapaz misterioso acaba salvando a vida de Bianca em duas situações diferentes. Tudo o que ela sabe é que o seu herói tem no braço uma misteriosa tatuagem. Sem pistas sobre o seu protetor, ela é convidada para um show da banda The Masquerades, cujos componentes escondem os rostos atrás de máscaras. Uma rosa branca cai sobre o seu colo, arremessada pelo vocalista. Decidida a desvendar a identidade do mascarado, Bianca invade o camarim da banda. A surpresa que a aguarda por trás daquela porta poderá mudar o seu destino. Uma história cheia de humor e romance, que fala da importância de acreditar em nossos sonhos e persegui-los.

A Trama: O sonho de Bianca sempre foi ser roteirista. Ela ama escrever, mas desistiu desse sonho por ele ser quase impraticável no Brasil. Ela trabalha em um escritório de leilões ocupando um cargo desvalorizado, mas espera um dia ser advogada, como seu pai. Cansada de ver a filha se afastar de suas ambições, Helena, mãe de Bianca, a inscreve em um curso na New York Film Academy e em Nova Iorque Bianca tem a chance de fazer o que gosta no ramo profissional e sonhar com novas possibilidades de encontrar seu príncipe encantado. Já em NY, Bianca conhece suas colegas de quarto, a também brasileira Mônica e a russa esquisita Natalya. Conhece também Paul, um bonitão filho de um importante roteirista de Los Angeles, e o misterioso italiano Salvatore, que está sempre por todo lugar, se aproximando e depois se afastando de Bianca. Dividida entre seus estudos na NYFA e seu interesse em desvendar Salvatore, Bianca pode voltar ao Brasil com um diferente impulso em sua vida profissional e sendo protagonista de sua própria história de amor. Isso se seu príncipe não for na verdade um sapo.
Um Herói Para Ela é um romance que não deixa de ser clichê, mas onde a autora explorou muitas possibilidades. Tantas, que em alguns momentos a achei exagerada nos fatos e descrições, e até mesmo surreal. Se ela tivesse deixado o livro com mais jeito de chick-lit e menos aventureiro a trama poderia ter sido melhor aproveitada.

Promoção - Quase Casados

Oi gente!!! Finalmente chegou o mês mais lindo do ano... Nada melhor do que começar com uma bela promoção né?  Então hoje viemos sortear um livro que eu amei, Quase Casados. Um chick-lit que, além de me lembrar do por que eu amo o gênero, me deixou apaixonada pelo protagonista! Se você quiser saber mais, é só conferir a resenha

Resenha - Mundo Novo

Resenha feita pela Tay!
Título: Mundo Novo

Título Original: The Young World
Série: Mundo Novo
1- Mundo Novo
2- Sem título (2015 US)
3- Sem título
Autor: Chris Weitz
Editora: Seguinte
Páginas: 328
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Americanas


Sinopse
Neste mundo novo, só restaram os adolescentes e a sobrevivência da humanidade está em suas mãos. Imagine uma Nova York em que animais selvagens vivem soltos no Central Park, a Grand Central Station virou um enorme mercado e há gangues inimigas por toda a parte. É nesse cenário que vivem Jeff e Donna, dois jovens sobreviventes da propagação de um vírus que dizimou toda a humanidade, menos os adolescentes. Forçados a deixar para trás a segurança de sua tribo para encontrar pistas que possam trazer respostas sobre o que aconteceu, Jeff, Donna e mais três amigos terão de desbravar um mundo totalmente novo. Enquanto isso, Jeff tenta criar coragem para se declarar para Donna, e a garota luta para entender seus próprios sentimentos - afinal, conforme os dias passam, a adolescência vai ficando para trás e a Doença está cada vez mais próxima.

A Trama: O mundo foi assolado por uma Doença que matou todos os adultos e as crianças. Os adolescentes foram os únicos sobreviventes e agora eles se dividem em tribos para pode sobreviver. Só que a Doença continua agindo, então sempre que uma pessoa completa 18 anos, ela morre. Ninguém sabe como tudo isso aconteceu, mas todos sentem falta do Antes e tentam se adaptar da melhor forma possível ao mundo novo. Há destruição por toda parte e todos sabem que, conforme o tempo passa, os suprimentos ficam mais escassos e a animosidade com outras tribos apenas faz a sobrevivência ser mais difícil, já que eles tentam se matar para ter controle sobre o que resta da população. Jefferson e Donna fazem parte da tribo da Washington Square, e a vida lá está parcialmente boa. Não há muitos suprimentos, mas eles conseguem se virar com o que conseguiram e com as buscas que fazem de vez enquanto. Geradores os ajudam a tentar "se manter" no Antes, fornecendo energia para iPhones e coisas assim. Depois que a tribo da Uptown faz uma visita nada amigável a eles e o irmão de Jefferson, Wash, morre com a doença, o desespero começa e ninguém tem uma perspectiva de futuro - até porque não há futuro. Mas Crânio se lembra de uma reportagem que leu uma vez em uma revista de ciências e acha que a resposta para a cura pode estar lá. Uma nova busca por essa revista começa, mas eles não contaram a possibilidade de nunca mais retornarem. Mundo Novo pode ser apenas "mais um livro de 'fim do mundo' onde pessoas precisam sobreviver na cidade em ruínas", mas não há como negar que é emocionante acompanhar aqueles personagens lutando por sua sobrevivência e para alcançar a cura para a humanidade. Várias coisas contidas no enredo são típicas de livros desse tipo, como os suprimentos se tornando escassos, os humanos sobreviventes que só querem matar uns aos outros e coisas assim, mas conforme você lê, o autor consegue te envolver com aquele clichê e fazer você torcer muito pelos personagens.