Resenha - Coração Ardente

Resenha feita pela Luh!  
Título: Coração Ardente
Título Original: The Fiery Heart
Série: Bloodlines
1- Laços de Sangue (2013)
2- O Lírio Dourado (2013)
3- O Feitiço Azul (2014)
4- Coração Ardente (2014)
5- Sombras Prateadas (2015)
6- O Círculo Rubi (2015)
Autor: Richelle Mead
Editora: Seguinte
Páginas: 416
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Amazon

Continua ótimo!
Aviso: A resenha não contém spoilers dos livros anteriores.

Sinopse (spoilers):Criada desde criança para desprezar os vampiros, a alquimista Sydney Sage acabou vencendo seus preconceitos em sua última missão. Aos poucos, a garota não só criou laços de amizade com esses seres como acabou se apaixonando por um deles — o irresistível Adrian Ivashkov — e, surpreendendo até a si mesma, decidiu levar o relacionamento proibido adiante, em segredo. Tudo se complica quando Zoe, sua irmã, se junta à missão. Sydney precisa guardar seu segredo enquanto tenta fazer com que a caçula perceba como as crenças alquimistas estão equivocadas.
Enquanto isso, Adrian sofre com os fortes efeitos do espírito — um elemento mágico que, ao mesmo tempo em que lhe confere poderes, pode levá-lo à loucura. Sydney é seu maior incentivo para abrir mão desses poderes e buscar uma saúde mental equilibrada, mas Adrian nem consegue imaginar como seria vê-la machucada e não poder fazer nada. Agora, ele precisa escolher entre sua sanidade e a capacidade de ajudar a todos — especialmente aqueles que ama.

A Trama: Essa trama me pareceu bem diferente das anteriores. Enquanto continua com algumas cenas de ação, esse aspecto da trama perdeu o foco para dar lugar ao desenvolvimento dos personagens, que foi enorme. As cenas românticas conseguiam ser muito fofas e apesar de o livro estar repleto delas, eu queria mais ainda, nunca me cansava.
Dessa vez a autora optou por intercalar os capítulos do ponto de vista de Sydney e Adrian, e gostei muito de entender melhor como as habilidades especiais de Adrian afetam sua personalidade. Foi uma ideia brilhante, já que os leitores ama o personagem.
O final, como sempre, me deixou muito ansiosa por mais.

A Protagonista: Sydney ganha um lugar cada vez maior entre os meus personagens prediletos, o que é irônico, considerando que eu não gostava tanto da protagonista no início. Adoro a teimosia dela e, principalmente, sua coragem. Ela é muito diferente daqueles personagens em que o autor fica repetindo que são corajosos, ou que se jogam em situações arriscas sem pensar duas vezes. Sydney possui um tipo inteligente de coragem, além de estar disposta a enfrentar qualquer um quando algo que ama está em jogo. Outros pontos muito interessantes na protagonista são sua apreciação pelos livros, sua sinceridade e a maneira como consegue equilibrar seus deveres e suas vontades.

Os Personagens Secundários: Adrian continua sendo ótimo. Divertido demais, carismático e com aquele humor ácido que logo encanta os leitores. Eu torcia para que ele conseguisse livrar-se dos hábitos ruins, como a auto-depreciação, e amei o foco que a autora deu a ele nesse livro.
Zoe, a irmã da protagonista, recebeu mais destaque, assim como o resto da família de Sydney. Enquanto admiro muito a mãe da garota, não suporto sua irmã e a maneira submissa como ela se comporta.

Capa, Diagramação e Escrita: Não gosto muito do laranja, porém não canso de repetir que as capas nacionais são infinitamente melhores que as originais, além de combinarem com os títulos.
A escrita da Richelle continua muito gostosa de ler, do tipo que faz o livro passar num piscar de olhos. Adorei a maneira como ela conseguiu dar a Sydney e Adrian vozes tão diferentes, porém que combinavam em uma harmonia perfeita.

Concluindo: Continua sendo uma série que adoro. A autora finalmente parou de enrolar e trouxe nesse livro algo que muitas pessoas ansiavam por ver, o que me deixou feliz, porém ainda preciso do próximo livro o mais rápido possível.


Classificação: