Resenha - A Escolhida

Resenha feita pela Luh!
Título: A Escolhida
Título Original: Gathering Blue
Série: O Doador
1- O Doador de Memórias (2014)
2- A Escolhida (2014)
3- Messenger (2004 US)
4- Son (2012 US)
Autora: Lois Lowry
Editora: Arqueiro
Páginas: 192
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Fnac // Americanas // Extra

O primeiro era melhor, mas ainda gostei.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de O Doador de Memórias.


Sinopse: A Escolhida - Kira, uma órfã de perna torta, vive em um mundo onde os fracos são deixados de lado. A partir do momento da morte de sua mãe, ela teme por seu futuro até que é perdoada pelo Conselho de Guardiões. A razão é que Kira tem um dom: seus dedos possuem a habilidade de bordar de forma extraordinária. 
Ela supera a habilidade de sua mãe, e lhe cabe a tarefa que nenhum outro membro da comunidade pode fazer. Enquanto seu talento a mantêm viva e traz certos privilégios, ela percebe que está rodeada de mistérios e segredos, mas ninguém deve saber sua intenção de descobrir a verdade sobre o mundo.

A Trama: Considerando que adorei O Doador de Memórias, tinha expectativas altas em relação à este livro, o que foi parte do motivo porque não gostei tanto dele. Enquanto no primeiro livro, a autora cria um universo realista e ao mesmo tempo quase mágico, em A Escolhida as pessoas da pequena cidade onde a protagonista vive são egoístas, mesquinhas e sem compaixão alguma. Além disso, ambos os livros tem certos elementos de magia, porém enquanto no primeiro eles pareciam ser naturais na trama, no livro atual pareceu muito forçado.
O final traz uma reviravolta, o que foi interessante, porém no geral eu senti que o livro não acrescentou nada, foi uma trama pobre em detalhes, especialmente considerando que eu esperava essa distopia incrível que me faria refletir.

A Protagonista: Kira tem uma perna deformada que ela precisa arrastar a cada passo que dá. Como a cultura de sua vila é de "se livrar" das pessoas com deficiências, os outros habitantes da vila a ignoram, forçando a garota a ter que se virar sozinha. Kira não é de reclamar demais, porém também não traz nenhuma característica que me faça torcer por ela. Ela simplesmente tenta sobreviver.

Os Personagens SecundáriosEsse é, infelizmente, o grande defeito do livro. Com exceção de Matt, um garoto muito fofo e querido, os personagens não despertam emoção alguma, são pessoas ruins que tornaram o desfecho totalmente anti-clímax, considerando que não estava me importando muito com o destino dos mesmos. Na tentativa de tornar o livro mais objetivo, a autora ignorou completamente os personagens secundários.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é legal, apesar de ser como o livro: nada de especial. Gostei da fonte do título e da cor do fundo, por outro lado. A escrita não é ruim, porém sinto que foi melhor em O Doador de Memórias. A diagramação também está ótima, não encontrei erros e gostei de como o livro é pequeno e bonitinho.

Concluindo: Senti que passei a trama toda esperando por algo "a mais" que tornaria o livro ótimo, porém isso nunca aconteceu e a grande reviravolta da história não me impressionou nem um pouco. No geral, é um bom livro, porém eu esperava mais e sei que a autora tinha potencial para escrever um livro um pouco melhor.

Classificação: