Resenha - Amy & Matthew

Resenha feita pela
Título: Amy & Matthew
Título Original: Say What You Will
Livro Único.
Autora: Cammie McGovern
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Extra // Submarino // Americanas

Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.
 
A Trama:Amy nunca teve amigos de verdade. Sempre cercada de auxiliares pagos para ajudá-la a lidar com as dificuldades impostas pela sua paralisia cerebral, como não poder andar sem um andador e não poder ir ao banheiro ou se trocar sozinha, as outras crianças só se aproximavam dela quando tinham alguma curiosidade sobre o computador que falava por ela quando ela digitava. Mesmo mais tarde na adolescência, poucas pessoas tinham paciência para ouvir Amy ou conversar com ela. No último ano do ensino médio, antes de ir para a faculdade, Amy propõe a sua mãe um plano que ela aceita com relutância: contratar colegas de classe como auxiliares, para que assim ela possa conhecê-los melhor e tê-los como os amigos que ela nunca teve. Entre esses auxiliares está Matthew, menino que Amy já vinha observando há um tempo, e ele também já a havia notado e observado, embora eles nunca tenham sido próximos. Entre Amy e Matthew nasce uma relação sincera, acima do contrato estabelecido, de amizade e algo a mais que isso, que os dois tem medo de admitir até isso provocar efeitos em suas vidas que não seriam possíveis se eles não fossem tão próximos.

A Protagonista: Amy e Matthew combinam de uma forma que ninguém mais entende além dos dois. Ela com sua paralisia, e ele com seu TOC, se ajudam a superar seus temores e mudar de pensamento em relação a várias coisas da vida. Apesar de não ter concordado com algumas atitudes que ele tomaram durante o recorrer do livro, entendo que eles se sentiam inseguros e tinham dificuldades em lidar com os sentimentos. No fim, tudo o que aconteceu serviu para os personagens amadurecerem e tirarem boas lições.

Personagens Secundários:Além de focar no casal, o livro também mostra alguns aspectos da vida dos outros ajudantes de Amy, e algumas mudanças que ocorrem com eles durante o período que passam com ela.
A mãe de Amy me irritou por ser super protetora, mas nem dá pra falar mal dela por conta disso, né? O excesso de zelo em relação a filha a impede de ver a realidade quanto a algumas pessoas e situações, e isso acaba por fazer Amy infeliz em certos momentos. Porém ela faz tudo o que faz por cuidado com sua menina e não dá para julgá-la.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é bem lindinha e aceitável se ignorarmos a semelhança com outro livro do mesmo tema lançado por outra editora. As falas de Amy estão em caixa alta e isso é bem legal para identificar e lembrar logo que sua voz na verdade sai de um computador e não é natural dela. Gostei da escrita da autora e fiquei com vontade de ler mais livros dela, ao meu ver ela sobre tratar muito bem esse tema delicado.

Concluindo: É um livro bonitinho, de leitura rápida, que não é extraordinário, mas passa uma mensagem legal na forma como o casal enfrenta as dificuldades, nem sempre acertando, mas sempre aprendendo com os erros. O final não foi do jeito que eu queria, mas foi fechado. Vale a leitura.
Classificação: