Resenha - O Gladiador

Resenha feita pela Luh!  
Título: O Gladiador
Título Original: Spartacus: The Gladiator
Série: Spartacus
1- O Gladiador
2- A Rebelião
Autor: Ben Kane
Editora: Agir
Páginas: 448
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Fnac // Submarino // Extra

Não me conquistou.

Sinopse: Após uma década no exército romano, Spartacus finalmente retorna à sua terra natal, mas o que encontra é somente traição. Kotys, o novo rei da Trácia, é um tirano usurpador apaixonado pela sacerdotisa Ariadne, e quando percebe que ela ama Spartacus, vende o casal como escravos para os romanos. Comprado pelo dono de uma escola de gladiadores, Spartacus se vê em um mundo de sangue e areia, onde é preciso enfrentar diariamente diversas facções de treinadores, lutadores fortes e influentes, as barbaridades da arena e a iminência de uma morte terrível. É só graças à inteligência e à imensa força física que ele consegue resistir às impiedosas batalhas, sem jamais se dobrar à brutalidade da sociedade romana. Enfrentando dia após dia os perigos, a sujeira e o caos dessa majestosa república, logo percebe que precisa se unir ao poderoso gladiador Crixus em uma guerra sangrenta entre escravos e senhores se quiser conquistar a maior das glórias: a liberdade. Embora a verdadeira história de Spartacus ainda seja um mistério, o gladiador de origem trácia ficou conhecido por liderar um exército de escravos que por pouco não levou abaixo a república romana. Fonte de inspiração para muitos, ele se tornou um símbolo da luta de classes oprimidas pela conquista da liberdade. Spartacus: o gladiador é a primeira parte de uma série épica em dois volumes que recria fielmente as circunstâncias históricas que levaram ao célebre levante de escravos.

A Trama: Comecei esse livro animada por já ter visto críticas ótimas a respeito, porém cheguei a conclusão de que não é o tipo de livro certo para mim. A série Spartacus, apesar de ter uma base histórica interessante, tenta descrever toda a trajetória de vida de um homem em dois livros, o que resultou em uma trama extremamente apressada, em que você mal tem tempo de processar o que aconteceu em uma página e já está em uma situação totalmente diferente na próxima, dando aquela sensação de confusão constante.

O ProtagonistaOutro fator que contribuiu para eu não conseguir me envolver com o livro foi que o protagonista não é carismático e, para ser sincera, eu não estava me importando muito se ele iria morrer, me afeiçoei mais aos personagens secundários. Spartacus é basicamente "o fodão", o melhor. Não que ele não perca algumas batalhas, mas é a sensação geral que o livro passa, e eu gostaria que ele fosse mais humilde.

Os Personagens Secundários: Ariadne, uma sacerdotisa que é resgatada por Spartacus, é muito interessante, de longe a melhor personagem do livro. Adorei a maneira como ela era audaciosa e destemida, porém ainda um pouco vulnerável. Só não gostei de como ela parece ter se apaixonado pelo protagonista em questão de horas.
Vários outros personagens me chamaram a atenção por serem tão diferentes, especialmente os líderes de alguns clãs, porém todos tem um papel muito superficial e, com a exceção de Carbo, não sabemos nada sobre suas vidas. Carbo é um garoto que acaba entrando para a escola de gladiadores e se torna um aliado do protagonista. Os capítulos de seu ponto de vista eram bons, porém sem nada de especial.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa nacional é bem diferente da americana, e gostei bastante. Combina com a trama, tem cores ótimas e o título com efeito de sangue é super legal. A diagramação e revisão também estão boas.
A escrita infelizmente foi meu problema principal, com diálogos apressados e descrições monótonas que dificultaram o envolvimento com a trama.

Concluindo: Absolutamente não é um livro ruim, e qualquer um que procurar mais críticas vai perceber que a maioria dos leitores adorou, porém simplesmente não funcionou pra mim. 

Classificação: