Resenha - Perdendo-me

Resenha feita pela
Título: Perdendo-me
Título Original: Losing It
Série:
Losing It
1 - Perdendo-me (2014)
1.5 - Keeping Her (2013 US)
2 - Fingindo (2015)
3 - Encontrando-me (2013 US)
3.5 - Seeking Her (2014 US)
Autora: Cora Carmack

Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Americanas // Submarino // Extra

Sinopse: VIRGINDADE. Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual.
Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e... adivinhe quem ela encontra?

A Trama: Sabe aquele livro que não tem nada demais ou extraordinário, mas que faz você amá-lo de qualquer forma por cumprir suas expectativas? Perdendo-me é um romance sem frescura, com muitos momentos engraçados e é um ótimo entretenimento para quem gosta de casais fofos e enredos bonitinhos, ou seja, eu.

A Protagonista: Bliss está prestes a iniciar o último período da faculdade de Artes Cênicas, quando, impulsionada por sua melhor amiga Kelsey, resolve que é hora de perder sua virgindade, vai para a balada, conhece um britânico maravilhoso e foge do próprio apartamento por acabar não tendo coragem de deixar de ser virgem naquele momento. Como se a vergonha de ter sido vista seminua por quatro vizinhos e ter que mentir para a amiga Kelsey já não fosse suficiente, Bliss descobre que Garrick, o homem que ela abandonou na outra noite, é seu mais novo professor. Nos meses que se seguem Bliss tem que criar uma gata que não gosta dela, lidar com um amigo que sente mais que amizade, e descobrir o que fazer com tanta atração que rola entre ela e Garrick. Drama demais? Que nada, Bliss é tão divertida e atrapalhada que senti até falta das confusões dela ao terminar o livro.

Personagens Secundários: Garrick é bonitão, inteligente, carinhoso, loiro e britânico. Mesmo depois de ter sido deixado na cama por Bliss com uma desculpa esfarrapada, ele continua interessado por ela a ponto de lutar para driblar o "probleminha" dela ser sua aluna e conquistá-la. Não ache que por ele ser professor dela eles têm uma diferença grande de idade, pois não é esse o caso. Garrick está de volta à faculdade em que se formou também em Artes Cênicas para ocupar temporariamente o lugar de um professor que precisou se afastar.
Fiquei de birra com a Kelsey por ela ser mandona com a  Bliss, mas depois passou. Bliss é grandinha o suficiente para tomar suas próprias atitudes e dizer não quando quiser. No final das contas a Kels mais ajudou que atrapalhou, então ok.

Capa, Diagramação e Escrita: Gosto e não gosto dessa capa ao mesmo tempo. Achei a composição bacana, mas sempre que fico olhando acho que tem algo errado, haha. Gostei da diagramação. É simples, mas bonita. A escrita da autora é muito divertida. Quero terminar essa trilogia (onde cada livro fala sobre um casal diferente) e ler mais livros dela com certeza.

Concluindo: Adorei, de verdade. É um livro previsível, com uma série de coincidências improváveis na vida real,  mas também é levinho e não repete a fórmula cansativa dos new-adult da moda, então pra quem gosta de romance está aí mais um queridinho super recomendado.
                                 Classificação:
 
Classificação:
Classificação: