Resenha - Escuridão Total Sem Estrelas

Resenha feita pela Tay!
Título: Escuridão Total Sem Estrelas
Título Original: Full Dark, No Stars
Livro Único.
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 392
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon //Submarino

SinopseMais nova coletânea de noveletas.
1922: Wilfred James e Arlette James são donos de 100 acres em Hemingford Home. Enquanto sua irritante esposa quer vender sua parte para uma companhia, Wilfred quer manter suas terras. A cada dia que passa, Wilfred percebe que só há uma solução para o problema. Envenenando a mente de seu filho, Henry, os dois acabam por assassinar Arlette. A história é uma narração/confissão de Wilfred sobre como ocorreu o assassinato, e a série de terríveis eventos que foi desencadeada por causa do crime.
Gigante do Volante: Tess, uma escritora de suspense leve, vem suplementando sua renda por anos, servindo como oradora em alguns eventos. Em um compromisso de última hora, Tess vai fazer uma palestra na cidade de Chicopee. No caminho de volta para casa, ao pegar um atalho, um evento horrível mudará sua vida para sempre; após isso, Tess descobrirá um lado negro em si mesma que nunca imaginou possuir, e não descansará enquanto não obtiver a coisa que mais deseja: vingança.
Extensão Justa: Dave Streeter está sofrendo com câncer e para aliviar a angústia resolve passear. Durante o passeio, ele conhece um homem misterioso que lhe oferece um “prolongamento de vida” de duas décadas. Porém, como é regra universal do mundo dos negócios, tudo tem um preço. Irá Streeter ceder à sedutora ideia de viver mais, em troca de prejudicar seriamente uma pessoa realmente próxima a ele?
Um Bom Casamento: Darcy Anderson, casada há 27 anos, aprende mais sobre o seu marido do que gostaria quando literalmente tropeça em uma caixa misteriosa sob uma mesa na garagem. Isto é apenas a ponta do iceberg, pois as descobertas que ela fará poderão colocar não só seu casamento e família em xeque, como também sua própria vida.

A TramaO livro é dividido em quatro contos capazes de mexer com o psicológico do leitor (além dos personagens).
1922: É um conto perturbador e sangrento, com personagens que têm de lidar com as consequências de seus atos. Alguns momentos são angustiantes e bem reais, não é para quem tem estômago fraco.
Gigante do Volante: Esse conto é para quem tem estômago forte, não apenas para cenas sangrentas. O tema me lembra muito do filme Doce Vingança em vários aspectos. É perturbador e consegue "incomodar" o leitor, mas não há como negar que passa uma sensação de justiça.
Extensão Justa: É o menor dos contos (com menos de 40 páginas) e o que mais foge da realidade psicológica dos outros, inserindo um elemento sobrenatural. Ele se desenvolve muito rápido e não deixa tempo para se envolver com os personagens, apesar dos sentimentos que proporciona. É um conto sobre inveja e, de certa forma, vingança, como os dois anteriores, mas faltou alguma coisa para ele conseguir me agradar realmente.
Um Bom Casamento: Mais um conto incrível, que consegue nos surpreender e deixar abismados. Gostei da forma como o tema conseguiu "casar" com os dois primeiros e da forma como o autor conseguiu conduzir, mesmo também sendo curtinho. 
São contos feitos para mexer com quem lê. São temas que muitas vezes decidimos ignorar, mas que estão presentes na nossa sociedade e, muitas vezes, é difícil admitir, de encarar de frente. Não são histórias fáceis de ler, muitas vezes eu tive que parar e respirar fundo antes de continuar. Existe muito mais por trás de cada um deles que apenas histórias sangrentas, então é preciso estar preparado para começar a ler.

Os Personagens: Todos os personagens são muito bem desenvolvidos, como é de costume se tratando do autor. Minhas favoritas foram Tess (Gigante do Volante) e Darcy (Um Bom Casamento). Elas são mulheres fortes que, mesmo passando por problemas diferentes, tiveram que tomar decisões extremas, descobrindo um lado de si mesmas que nunca pensaram existir. Nos dois casos, eu gostei bastante dos desfechos de cada história. Apesar de não ser o politicamente correto, dá uma sensação de justiça enorme. 

Capa, Diagramação e Escrita: Eu amo essa capa! Ela é toda preta, com as palavras em um tom mais claro. Combinou perfeitamente com a história. A diagramação está ótima! Mesmo com os temas pesados, a escrita do King consegue ser fluida e te prende na história. Eu não sei explicar muito bem como eu me sinto lendo os livros dele, mas é como se eu quisesse cada vez mais, não importa o tema. 

ConcluindoLeiam! Só isso. Não vou recomendar para todos, porque sei que nem todo mundo vai ter estômago e mente para isso, mas se vocês já forem acostumados com o tipo de história dele, eu recomendo de mais. Como eu já disse, o livro não é apenas sangue, tem toda uma trama de mostrar o mundo como ele realmente é, as pessoas como elas realmente são. Ele desafia o leitor a encarar essas manchas negras de frente. O título não poderia ser melhor para essa coletânea.

Eu também fiz um vídeo para esse livro, vocês podem conferir aqui se ficaram interessados.

Classificação: