Resenha - Não-Sei-Quê

Resenha feita pela Tay!
Título: Não-Sei-Quê
Título Original: The Whatnot
Série: O Peculiar
1- O Peculiar (2014)
2- Não-Sei-Quê
Autor: Stefan Bachmann
Editora: Galera Junior
Páginas: 320
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon

Essa resenha não contém spoilers de O Peculiar.

SinopsePikey Thomas não tem nada. Nem família nem amigos... nem dois olhos normais. Mas sua visão, quem diria, tem algum valor. Seu olho cinzento, capaz de enxergar o que não está à sua frente, pode ser de alguma valia para o irmão de Hettie — o corajoso aventureiro Bartholomew Kettle. Alguma valia para o nobre que o adotou. E Pikey faria qualquer coisa para escapar do passado, qualquer coisa por uma nova chance. O destino dessas três crianças está prestes a se entrelaçar. E o resultado pode acabar com o mundo das fadas e o dos homens.

A Trama: O livro se passa 5 anos depois dos acontecimentos de O Peculiar, e Bartholomew está procurando sua irmã, Hettie. Para encontrá-la, ele contará com a ajuda de Pikey Thomas, um garoto que vive debaixo da casa do boticário e foi tocado pelas fadas. Apesar de eu ter me sentido meio perdida com todos os acontecimentos do livro, ele não deixou de ser divertido. O mundo é muito bem criado e a trama maluca consegue nos deixar interessados, mesmo que possa ser cansativa em alguns pontos. 

Os Personagens: Bartholomew está mais crescido nesse volume, mas ainda continua ingênuo em alguns aspectos. Eu gosto da determinação do personagem. Pikey conseguia se meter em vários problemas por causa das fadas e era um garoto adorável, disposto a fazer o que fosse preciso para se manter vivo. Conhecemos mais Hettie nesse livro e eu gostei bastante da garota. Apesar da ingenuidade, ela foi uma personagem ótima e que combinou com a aura da história.  

Capa, Diagramação e Escrita: Gosto bastante da capa, todas essas engrenagens demonstra muito bem a parte steampunk do livro. A diagramação é simples, mas boa para ler. Gostei da escrita do autor, ela conseguiu conduzir perfeitamente a história, dando o tom exato que ela precisava, mesmo sendo um pouco confuso em alguns momentos. É bem fluida e, mesmo que alguns capítulos sejam bem longos, consegue ser rápida a leitura.

Concluindo: É uma história bem esquisita e que me confundiu em alguns momentos, mas pode ser um bom entretenimento se você quer um livro de fantasia mais leve para ler. A série é uma duologia, então a história não se estende muito, mas acredito que algumas coisas ficaram mal resolvidas no final. Mesmo assim, recomendo para quem quer uma leitura para passar o tempo.

Quote:
(...) Talvez nenhum de nós saiba o quanto somos importantes. Talvez alguns de nós jamais cheguemos a descobrir, porque simplesmente nos deitamos e morremos.

Classificação: