Resenha - Sombra e Ossos

Resenha feita pela Luh!
Título: Sombra e Ossos
Título Original: Shadow and Bone
Série: Grisha
1-  Sombra e Ossos (2013)
2- Sol e Tormenta (2014)
3- Ruína e Ascensão (2015)
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Extra // Amazon // Submarino

Totalmente diferente do que eu imaginava.

Sinopse: Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.
A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.
Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.

A Trama: Alina tinha uma vida relativamente normal, treinando para ser uma cartógrafa, até que descobre tem um poder especial. De um dia para o outro, sua vida muda completamente. Ela troca sua cama apertada em uma tenda por um quarto luxuoso em um palácio, seu melhor amigo de infância, Maly, por um bando de desconhecidos esnobes, e seu lugar no mundo, praticamente invisível, por ser o centro das atenções. Obviamente a adaptação é difícil, porém aos poucos Alina vai descobrindo coisas incríveis sobre a vida dos Grisha e onde ela se encaixa entre eles. E então sua vida vira de cabeça para baixo de novo.
Por ser um livro bem curto, com menos de 300 páginas, Sombra e Ossos tem um ritmo alucinante, daqueles que se você piscar, perde algum detalhe. Apesar de sentir falta de mais descrições, adorei a maneira como a trama joga o leitor de um lado para o outro.



A Protagonista: Alina é uma órfã e a única pessoa que ela poderia considerar 'família' é Maly, o garoto órfão que cresceu com ela.  Gostei muito da personalidade dúbia da garota, de como ela tenta não se deixar seduzir pelo glamour e pelo poder no castelo, porém nem sempre consegue resistir. Alina definitivamente não é perfeita, a garota tem inúmeros defeitos e praticamente não é "a melhor" em aspecto nenhum, porém é corajosa, leal e tenta fazer o que acredita ser correto, características que a tornam uma ótima protagonista.

Os Personagens Secundários: Meu personagem predileto foi o Darkling, o qual amei e odiei igualmente. Ele era muito misterioso, deixando o leitor tão confuso quanto a protagonista, porém adorei sua personalidade complexa. Maly, apesar de não ser um personagem tão presente na trama, teve um papel muito importante, especialmente por ser o objeto da afeição de Alina. O relacionamento deles oscilava bastante, de modo que às vezes pareciam irmãos, melhores amigos ou até um casal.
Diversos outros personagens mereciam destaque, como a doce Genya, uma Grisha forçada a atender aos caprichos do rei e da rainha, ou a carrancuda Baghra, que era uma professora difícil, porém nenhum teve o carisma do Darkling.

Capa, Diagramação e Escrita: Amo essa capa! Já gostava dela antes de conhecer a trama, por ser tão abstrata e interessante, porém agora sei que cada pequeno elemento dela tem relação com o livro, o que é incrível. A diagramação é comum, com uma fonte ótima para leitura, e adorei que o livro tivesse um mapa no início, facilitou muito compreender melhor o mundo descrito por Alina.
A imaginação de Leigh é incrível e parece não ter limites. As descrições dos locais, os seres mágicos e, principalmente, os poderes dos Grisha, tudo a respeito desse mundo me encantou, porém o destaque principal vai para a fenda, um local de escuridão, onde criaturas malignas aguardam uma oportunidade para dilacerar qualquer um que tente atravessar aquele caminho.

Concluindo: Apesar de eu ter expectativas muito altas para essa fantasia, gostei bastante do mundo criado pela autora e dos personagens, que me surpreendiam mais e mais a cada capítulo. As traições e revelações me deixaram curiosa para saber o que acontecerá no próximo livro e recomendo Sombra e Ossos para todos os amantes de fantasia que gostam de uma trama mais direta.

Classificação: