Resenha - Daisy Está na Cidade

Resenha feita pela Luh!
Título: Daisy Está na Cidade
Título Original: Daisy's Back in Town
Série: Lovett, Texas
1- Daisy Está na Cidade (2015)
2- Maluca Por Você (2014)
3- Rescue Me (2012 US)
4- Run To You (2013 US)
Autora: Rachel Gibson
Editora: Geração Editorial
Páginas: 320
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Extra // Fnac // Submarino

Continuo adorando a autora!
Aviso: Por ser um livro adulto, esse livro não é recomendado para os leitores mais jovens.


SinopseDaisy Lee Monroe está de volta a Lovett, Texas, e depois de muitos anos descobriu que pouca coisa mudou. Sua irmã continua uma louca e sua mãe ainda tem flamingos de plástico rosa no quintal. E Jackson Lamott Parrish, o bad boy que ela havia deixado para trás, ainda é tão sexy quanto antes. Ela gostaria de poder evitar este homem em particular, mas ela não pode. Daisy tem algo a dizer para Jackson, e ela não vai a lugar nenhum até que ele escute.Jackson aprendeu a lição sobre Daisy da maneira mais difícil, e agora a única palavra que ele está interessado em ouvir dos lábios vermelhos de Daisy é um adeus. Mas ela está surgindo em toda parte, e ele não acredita em coincidência. Parece que a única maneira de mantê-la quieta é com a boca, mas beijar Daisy já foi sua ruína no passado. Ele é forte o suficiente para resistir a ela agora? Forte o suficiente para vê-la sair da sua vida novamente? Ele é forte o suficiente para fazê-la ficar?

A Trama: Daisy passou anos longe da cidade natal, morando em Seattle com o marido, Steven. Daisy, Steven e Jack eram melhores amigos na infância, porém tudo mudou na semana em que os pais de Jack morreram e os três perderam contato. Agora, após a morte de Steven, Daisy volta ao lugar onde tudo começou para revelar um grande segredo a Jack.
Esse livro tem aquela pegada clássica de chick-lit, com romance quente, uma trama bem previsível e cenas muito engraçadas. No geral eu gostei, especialmente por Daisy ser uma mulher madura. Tive aquele probleminha que sempre tenho nos livros da Rachel Gibson, sobre os protagonistas simplesmente perderem a parte racional do cérebro quando se encontram e só conseguirem pensar em sexo.
Porém, apesar do romance fofo e da relação muito divertida de amor e ódio do casal principal, minha grande reclamação é com o "segredo" que é a chave da trama toda. Para começar, temos cerca de 150 páginas de enrolação, sendo que já nas 10 primeiras fica óbvio qual será o segredo. Como se não bastasse, a protagonista faz talvez a coisa mais egoísta que eu consiga imaginar alguém fazendo, e Jack simplesmente a perdoa como se fosse algo normal. Absolutamente inaceitável!

Os Protagonistas: Daisy é a irmã de Lily (a protagonista de Maluca Por Você) e tem seus pontos fortes. É independente, apaixonada por fotografia, bastante responsável e é daquelas pessoas que faz de tudo para proteger a família. Daisy teria sido uma protagonista magnífica, não fosse o segredo egoísta que guardou por tantos anos, o que fez com que eu sentisse um pouco de raiva dela, apesar de tentar compreender as ações da personagem.
Jack foi meu personagem predileto. Apaixonado por carros e solteiro de carteirinha, Jack conseguiu transformar sua vida através do trabalho duro e dedicação, sendo atualmente o proprietário de uma mecânica especializada em carros clássicos. Eu não entendi metade das descrições sobre os carros, porém adorei a paixão do personagem.

Os Personagens SecundáriosComo li Maluca Por Você antes, adorei agora saber o que aconteceu com Lily tantos anos atrás, quando ainda era jovem. Também gostei muito de Billy, irmão de Jack que tem filhas fofíssimas e parecia um cara muito legal, e Nathan, um adolescente punk com um lado sensível.

Capa, Diagramação e Escrita: Seguindo o padrão dos corpos sem cabeça, gostei dessa capa especialmente por ter as botas, que são mencionadas no livro (apesar de não serem exatamente como descrito). A diagramação está ótima e a escrita da Rachel é tão envolvente que em certos momentos, como quando mencionavam Steven, eu mergulhava na trama e nem lembrava mais dos detalhes que tinham me incomodado.

Concluindo: Acho que esse livro tem seus pontos bons, especialmente quando se ignora certas coisas, porém sei também que leitores mais críticos vão se incomodar bastante. Recomendo para os fãs de chick-lit e acredito que Jack já vale a pena o livro todo.

Classificação: