Lançamentos de Agosto #4

Oi, gente! Terminamos hoje com os lançamentos desse mês, que foram muuuito bons (na minha humilde opinião). Deixei por último as editoras Companhia das Letras (+ Seguinte e Paralela) e Record (+ Verus). Fiquei com vontade de ler Os Bons Segredos, Encruzilhada, A Garota na Teia de Aranha (quando eu terminar a trilogia principal) e Perdidos Por Aí.

Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho.

A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão. Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar. Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. E agora, em qual futuro Addison estará disposta a viver?


Capitolina - Vários autores - Seguinte
Textos escritos e ilustrados por garotas que buscam representar todas as jovens, inclusive as que não se encaixam nos moldes tradicionais da adolescência A revista on-line Capitolina surgiu em 2014 como uma alternativa à mídia tradicional voltada ao público feminino adolescente. Sua proposta é criar um conteúdo colaborativo, inclusivo e livre de preconceitos, abordando temas como relacionamentos, feminismo, cinema, moda, games, viagens e muito mais. Esta edição reúne os melhores textos publicados em um ano de revista, além de vários artigos inéditos e atividades interativas, para que cada leitora também ajude a construir o livro. As jovens vão encontrar conselhos, dicas, reflexões, muito apoio e, principalmente, a sensação de que não estão sozinhas.

Você conhece a Kéfera? Pois deveria! Com 22 anos, Kéfera Buchmann reúne quase doze milhões de seguidores nas suas mídias sociais (YouTube, Facebook, Twitter e Instagram). Só o seu canal no YouTube, “5inco minutos” (procura aí na internet), tem cinco milhões de assinantes e é o quarto mais visto do Brasil. Tá achando pouco? Ela ainda recebe diariamente centenas de mensagens de fãs do Brasil todo e é parada na rua a todo momento. Se o YouTube é de fato a nova televisão, como acha muita gente, hoje Kéfera é o equivalente aos antigos astros globais. Tão conhecida e amada quanto eles. Neste livro, que tem literalmente a sua cara, Kéfera parte de sua vida para falar de relacionamentos, bullying, moda e gafes e conta uma série de histórias divertidas com as quais é impossível não se identificar.

Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades?


O autor de Tropa de elite escreve sobre as mazelas, os desafios e o lado sombrio do Rio de Janeiro O antropólogo Luiz Eduardo Soares, autor do livro que inspirou o filme Tropa de elite, conhece o Rio de Janeiro como poucos. Pesquisador de renome e ex-integrante da área de segurança pública dos governos estadual e federal, convive há décadas com as mazelas da cidade: o tráfico de drogas, a corrupção policial, a violência. Este livro é resultado dessa experiência singular. Escrito com mão leve, ritmo de thriller e faro jornalístico, Rio de Janeiro é um retrato impactante sobre as desigualdades, o racismo, a degradação da política, a violência do Estado e o ódio que se derrama sobre a cidade, colocando em risco a beleza exuberante do eterno cartão-postal do Brasil.

Em 1969, Drummond publicou sua Reunião em um único volume. Recolhia, ali, os dez livros que escrevera até então, incluindo Alguma poesia (1930), sua obra de estreia. Mais tarde foi acrescentando outros volumes, até 1983, quando trouxe a lume, já sob o nome Nova reunião, dezenove títulos de sua lírica. Depois da morte do poeta, os netos Luis Mauricio e Pedro Graña Drummond complementaram a obra com trechos de livros posteriores. O resultado, ideal para estudantes e amantes de poesia, é esta Reunião de 23 livros em um único volume. Um amplo painel da obra de Carlos Drummond de Andrade, que atravessou boa parte do século XX construindo um depoimento — lírico e político, metafísico e sensual — sobre o Brasil.

Nesta envolvente história da ciência, o prêmio Nobel Steven Weinberg conduz o leitor através de séculos de grandes descobertas, da Grécia Antiga à Bagdá medieval, da Academia de Platão ao Museu de Alexandria e à Royal Society of London.
Os cientistas da Antiguidade e da Idade Média não apenas desconheciam o que sabemos hoje sobre o mundo - eles não sabiam o que era preciso conhecer, ou mesmo como descobri-lo.
Ao longo dos séculos, porém, na luta para resolver mistérios como o movimento dos planetas ou a alta das marés, a ciência moderna encontrou espaço para emergir. Essa é a história que figura no centro deste livro memorável.
Aristóteles, Descartes, Kepler, Copérnico, Galileu e Isaac Newton são alguns dos protagonistas deste enredo armado com leveza e humor - sem a menor cerimônia, o autor faz um acerto de contas com as contribuições de cada um deles.
Por que o modelo coperniciano, segundo o qual os planetas giram em torno do Sol, prevaleceu sobre a noção anterior, que considerava a Terra como o centro do Universo? As evidências empíricas dessa afirmação demorariam setenta anos para vir à tona - mas a teoria de Copérnico era mais simples e elegante.
Os atritos duradouros entre as esferas rivais da religião, tecnologia, poesia, matemática e filosofia ocupam lugar de destaque. Uma história da ciência digna do nome não é apenas uma história de cientistas e ideias, mas um relato das condições para o surgimento de um novo campo do conhecimento.
Weinberg demonstra de forma primorosa como a emergência do moderno método científico, entendido como um modo de interrogar o mundo em busca de explicações bem fundamentadas e confiáveis, é em si uma descoberta.
Para explicar o mundo retraça esse processo com alento e precisão inéditos - assim como o impacto imensurável dessa busca sobre o conhecimento humano.

Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist estão de volta na aguardada e eletrizante continuação da série Millennium. Neste thriller explosivo, a genial hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist precisam juntar forças para enfrentar uma nova e terrível ameaça. É tarde da noite e Blomkvist recebe o telefonema de uma fonte confiável, dizendo que tem informações vitais aos Estados Unidos. A fonte está em contato com uma jovem e brilhante hacker - uma hacker parecida com alguém que Blomkvist conhece. As implicações são assombrosas. Blomkvist, que precisa desesperadamente de um furo para a revista Millennium, pede ajuda a Lisbeth. Ela, como sempre, tem objetivos próprios. Em A garota na teia de aranha, a dupla que já arrebatou mais de 80 milhões de leitores em Os homens que não amavam as mulheres, A menina que brincava com fogo e A rainha do castelo de ar se encontra de novo neste thriller extraordinário e imensamente atual. David Lagercrantz nasceu na Suécia, em 1962. Jornalista, romancista e biógrafo premiado, Lagercrantz foi escolhido para continuar as aventuras de Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist.

Relato de xamã Yanomami revela a riqueza e as lutas dos povos da floresta em livro de gênero único Davi Kopenawa, grande xamã e porta-voz dos Yanomami, oferece neste livro um manifesto xamânico e um libelo contra a destruição da floresta Amazônica.Esse testemunho autobiográfico excepcional traz suas meditações a respeito do contato predador com o homem branco, ameaça constante a seu povo desde os anos 1960. Único em seu gênero, A queda do céu foi escrito a partir das palavras de Kopenawa ao etnólogo Bruce Albert, que há quarenta anos visita os Yanomami. A vocação de xamã desde a infância, a destruição da floresta e a odisseia do líder indígena mundo afora em defesa de seu povo estão no centro da obra, ferramenta crítica poderosa no questionamento da noção de progresso que rege a civilização ocidental. 

O caso Saint-Fiacre é o décimo terceiro livro protagonizado por Jules Maigret, em que, finalmente, conhecemos seu passado. Ele é filho do administrador de um castelo ao sul de Paris, para onde volta pela primeira vez desde o enterro do pai. O motivo? Um bilhete anônimo: um crime seria cometido no local durante a missa de finados. Antes do fim do sermão, a condessa de Saint-Fiacre morre subitamente. Sua família está falindo. O filho é um aproveitador. O secretário, seu amante e possível herdeiro. Os atuais administradores do castelo, oportunistas em potencial. O padre, um omisso. Mais que investigar os suspeitos, o maior desafio de Maigret é enfrentar as lembranças que Saint-Fiacre lhe desperta.

Bob é um bartender solitário e desiludido, que tenta encontrar razões para continuar vivo. Três dias depois do Natal, seu marasmo é interrompido por um latido abafado. Esse filhote de cachorro mudará para sempre a sua vida. Nessa mesma noite, ele conhece Nadia, uma garota sofrida que, como ele, busca algo em que acreditar. Unidos pelo desejo de resgatar o cachorro, Bob e Nadia estreitam seus laços. Quando as coisas parecem ter tomado rumo, eles se encontrarão em um jogo sujo, que envolve a máfia chechena, um assassino, dois trambiqueiros profissionais, um policial e o próprio dono do cachorro. Em A entrega, Dennis Lehane volta às ruas de Boston num explosivo enredo de morte e traição.

Quatro jovens ao redor do país têm apenas uma coisa em comum: uma garota chamada Leila. Ela entra na vida de cada um com seu carro absurdamente vermelho no momento em que eles mais precisam de alguém.
Entre eles está Hudson, mecânico em uma cidadezinha, que está disposto a jogar fora seus sonhos de amor verdadeiro. E Bree, uma garota que fugiu de casa e curte todas as terças-feiras — além de algumas transgressões ao longo do caminho. Elliot acredita em finais felizes... até sua vida sair totalmente do script. Enquanto isso, Sonia pensa que, quando perdeu o namorado, também perdeu a capacidade de amar.
Hudson, Bree, Elliot e Sonia encontram uma amiga em Leila. E, quando ela vai embora, a vida de cada um deles está transformada para sempre. Mas é durante sua própria jornada de quase sete mil quilômetros através do país que Leila descobre a verdade mais importante: às vezes, aquilo de que você mais precisa está exatamente no ponto onde começou. E talvez a única maneira de encontrar o que você está procurando seja se perder ao longo do caminho.

A Ponte de Haven - Francine Rivers - Verus
Hollywood, década de 50. Lena Scott é a estrela mais quente a chegar às telonas desde Marilyn Monroe. Poucos sabem que seu verdadeiro nome é Abra. Menos ainda sabem o preço que ela pagou para finalmente sentir que é alguém.Para o pastor Ezekiel Freeman, Abra sempre será a menininha que roubou seu coração na noite em que ele a encontrou, recém-nascida, abandonada debaixo de uma ponte nos arredores de Haven. Ele e seu filho, Joshua, a observam crescer e se tornar uma mulher de beleza exótica. Mas Ezekiel sabe que as circunstâncias do nascimento de Abra deixaram cicatrizes profundas em seu coração, que a tornam vulnerável a um homem charmoso e persuasivo, o qual a atrai para o mundo glamoroso e superficial do cinema.Hollywood parece estar a um milhão de quilômetros de Haven, e a ingênua Abra aprende rapidamente o que se espera de uma garota ambiciosa e deslumbrada. Mas ela vai descobrir tarde demais que a fama chega a um preço terrível. Abra queimou todas as pontes para obter exatamente o que achava que queria. Agora, o que ela mais quer é um caminho de volta para casa.Nesta envolvente saga sobre tentação, graça e amor incondicional, a autora de Amor de redenção nos brinda com uma narrativa de fôlego, que vai permanecer no seu coração muito além da última página.

Uma aspirante a cozinheira em um programa de TV. Um jurado muito atraente. Um amor proibido
Uma aspirante a cozinheira em um programa de TV, um jurado muito atraente e uma pitada de amor!
Quando Zoe Harper conquista uma cobiçada vaga em um reality show de culinária, ela mal pode esperar para pôr suas habilidades à prova. Sua principal motivação é o prêmio em dinheiro: um valor que certamente a ajudaria a abrir sua tão sonhada delicatéssen.
No entanto, ela logo percebe que a competição vai muito além da cozinha. Cher, outra concorrente, está disposta a tudo para ganhar, incluindo jogar seu charme para cima dos jurados. E as coisas se complicam ainda mais quando Zoe percebe que está se apaixonando por um deles: o incrivelmente sexy Gideon Irving. Com tudo o que está em risco, os dois têm muito a perder caso se envolvam, algo que parece cada vez mais inevitável.
De repente, Zoe percebe que há mais em jogo do que apenas canapés, cupcakes e técnicas de corte. Uma pitada de amor é um livro engraçado e doce na medida certa.
• Uma pitada de amor foi vencedor do prêmio de melhor romance contemporâneo da Romantic Novelists’ Association, instituição inglesa que tem por objetivo promover a ficção romântica.
• Da autora, a Editora Record já publicou Amor nas entrelinhas.
• Para fãs de chick-lit e reality shows de culinária. Este tipo de programa de TV vem se tornando cada vez mais popular no Brasil e no mundo, como Masterchef, Top Chef, Hell’s Kitchen, Cake Boss, Cozinha Sob Pressão, Cozinheiros em Ação.

Aos 77 anos, Daisy Phillips está cansada de ser tratada como se não conseguisse cuidar da própria vida. Seu filho Dennis quer que ela venda a antiga propriedade da família em Liverpool e se mude para uma casa de repouso. Para piorar a situação, sua melhor amiga vai fazer uma longa viagem durante o verão e sua nova chefe na biblioteca a informa educadamente que seus serviços como voluntária não são mais necessários. Mas a imperturbável Daisy não vai se entregar sem lutar. Então encontra a aventura de que precisa: devolver um relógio, presente de seu primeiro amor, um soldado americano que lutou na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial. E, como ponto de partida, ela só tem o antigo endereço no Brooklyn – das cartas que os dois trocavam – e uma parte desconhecida da família que mora em Long Island para ajudá-la. Mas é o suficiente para Daisy ir atrás do que a vida ainda lhe reserva.

Uma reflexão sobre a relação entre liberdade e economia Neste clássico sobre economia, liberdade e a relação entre esses dois conceitos, Milton e Rose Friedman explicam como nossa liberdade foi sendo corroída, e nossa riqueza, solapada por meio dosurgimento crescente de leis, regulamentações e agências governamentais. Os autores examinam, cuidadosamente, como as boas intenções com frequência produzem resultados deploráveis quando o governo assume o papel de intermediário. Livre para escolher sai do campo meramente abstrato e mergulha no aspecto concreto da liberdade, mostrando como funciona o livre mercado e por que ele é tão mais eficiente. O resultado é uma persuasiva obra em defesa do liberalismo, com texto claro, direto e acessível, verdadeira aula de economia.

Primeiro volume da série Pretty Lies, da mesma autora da trilogia Bad Boys. Inocente, pura e doce, Sloane sempre foi superprotegida pela família, mas ela jurou a si mesma que, ao completar 21 anos, tudo seria diferente. E, quando o relógio bate meia-noite, Sloane está pronta para sair do casulo e quebrar algumas regras. O jovem Hemi tem vários talentos, mas manter o controle, infelizmente, não é um deles. Acostumado a fazer o que sempre quis, nunca precisou se importar muito com as consequências de seus atos. Até que uma tragédia mudou para sempre sua vida. Agora ele tem apenas uma missão, e nada é capaz de afastá-lo de seu objetivo... Até conhecer Sloane. Mas nada que Sloane e Hemi viveram até hoje foi capaz de prepará-los para o que está por vir. Quando essas duas almas problemáticas se encontram, a conexão é imediata, e eles não têm outra escolha a não ser mergulhar em um mundo de loucura, paixão e devassidão. Porém, os dois têm algo a esconder, e logo vão descobrir que a tentação está nos pequenos detalhes. E é nos pequenos detalhes também que se encontram as mais belas mentiras.

A incrível história de um homem que largou tudo para ser membro de uma matilha de lobos. Nesta extraordinária autobiografia, Shaun Ellis revela como sua vida mudou para sempre desde a primeira vez em que avistou um lobo. Seu relato emocionante revela a infância nas florestas de Norfolk, Inglaterra, passando pelo treinamento de sobrevivência com as Forças Armadas britânicas até a chegada à terra dos índios Nez Percé, em Idaho, onde viveu com uma alcateia por quase dois anos. A partir de uma visão extraordinária sobre as vidas de criaturas ameaçadas e incompreendidas, Ellis conta como se alimentava quase exclusivamente da carne crua de suas caçadas e raras vezes se banhava. De sua posição privilegiada, pôde observar com exclusividade detalhes da vida selvagem, como a preparação de lobas para dar à luz e os meios usados pelos animais para assegurar a ordem dentro do grupo. Aprendeu a enterrar o rosto em carcaças – e, quando necessário, a defender sua refeição, comunicando-se com a alcateia por meio de uivos e linguagem corporal, que com o tempo se assemelharam cada vez mais aos dos lobos.

Filha do dramaturgo Dias Gomes, a carioca Mayra Dias Gomes teve sua carreira deslanchada após escrever aos 17 anos seu primeiro livro, Fugalaça, uma polêmica e pungente mistura de ficção com autobiografia. Agora a escritora lança seu terceiro livro, o suspense Finalmente famosa, inspirado em um assassinato real ocorrido em Hollywood. Fascinada pelo gênero, Mayra pesquisou sobre lugares “mal-assombrados” de Los Angeles para contar a história de Sophia Young, atriz de cinema que cai no ostracismo ao se envolver em um escândalo com o ex-marido. Após sair da prisão, ela vai morar em um prédio na Calçada da Fama que abrigou Charlie Chaplin, Fatty Arbuckle e Rudolph Valentino e outros astros do cinema mudo, mas que guarda a fama de ser habitado por fantasmas. É ali que ocorre o crime que colocará Sophia em uma viagem pelos lugares mais assustadores da capital do cinema. Finalmente famosa é um eletrizante suspense sobre o lado obscuro de Hollywood, onde vale tudo para se tornar uma celebridade.

A história real do grupo de amigos que resistiu a Hitler Rote Kapelle, ou Orquestra Vermelha, era o nome dado pela Gestapo a um intrépido bando de artistas, intelectuais e burocratas alemães (quase metade dele constituído de mulheres) que lutou contra as mais traiçoeiras adversidades para revelar os brutais segredos de seus empregadores e opressores fascistas. Com base em anos de pesquisa e em entrevistas exclusivas, e trazendo informações inéditas, Anne Nelson documenta esta instigante história através dos olhos de Greta Kuckhoff, uma mãe e trabalhadora alemã. Com a expansão da guerra e o crescimento desenfreado dos abusos nazistas, a resistência passou a ser a única via possível. Para muitos dos membros da Orquestra Vermelha, os audaciosos atos de coragem resultaram em seu trágico e precoce fim. Esses indivíduos desconhecidos são retratados aqui com força e compaixão impressionantes. A orquestra vermelha é uma história cheia de suspense sobre cidadãos comuns, embora destemidos, que estavam dispostos a sacrificar tudo para derrubar o Terceiro Reich.

Dois assassinatos, um mistério e uma flor mortal que atravessa gerações Alkmaar, século XVII. O respeitado taberneiro e negociante de tulipas Wouter Winckel é encontrado brutalmente assassinado no salão de seu estabelecimento. Ele era o mais respeitado negociante de tulipas da cidade e possuía a mais bela coleção de flores da região, incluindo a mais cobiçada e cara de todas, a Semper augustus. Londres, século XXI. Com inúmeros ferimentos, Frank Schoeller é encontrado à beira da morte por seu sobrinho Alec. Pelas últimas palavras do tio – e pelo livro que segura com toda a força –, Alec deduz que sua morte esteja de alguma forma relacionada às tulipas. Com a ajuda de dois melhores amigos, ele segue um rastro que não só os leva ao comércio de tulipas do século XVII e à morte de Wouter Winckel, mas também a um grupo de investidores ricos do qual Frank fazia parte. Alec então se depara com uma cientista ambiciosa, Tara Quispel, que, ao que parece, conhecia Frank muito bem, mas não pelas razões que ele imagina. Quando ficam claras as intenções de Frank e o que estava em jogo, todos os envolvidos passam a temer pela própria vida.

A morte de uma professora de filosofia revela a rivalidade – a princípio, filosófica – entre duas famílias proeminentes nas duas principais universidades do Paraná. A história é narrada por um psicólogo que conversa com uma misteriosa paciente, alocada no quarto 206 de uma clínica psiquiátrica. Seria possível que o assassinato tivesse como causa desavenças acadêmicas entre os Koch e os Klein, ambos clãs que migraram da Alemanha para o Sul do Brasil? Ou teria algo a ver com um segredo enterrado no passado? Em meio a discussões sobre Nietzsche e Santo Agostinho, somos conduzidos pelos meandros desse mistério por um dos escritores mais promissores da nova geração.

O filósofo político inglês Roger Scruton construiu sua reputação ao empregar a sua inteligência na reflexão e divulgação do pensamento conservador. É um pensador que sabe conjugar de forma exemplar um raciocínio profundo com um texto sofisticado e preciso. O tema central deste livro é o conservadorismo. E é a partir da apresentação teórica e prática do pensamento conservador em suas várias dimensões na vida em sociedade que Scruton examina e explica como ser um conservador. E o faz com uma habilidade grandiosa para expor teoria e análise de maneira clara e concisa sem simplificá-las ou vulgarizá-las. Essa mestria permite ao leitor encerrar a leitura com a percepção de que aprendeu algo valioso e com o sentimento de que pertence a uma tradição, mesmo que ainda tenha que descobri-la. Trata-se de obra de suma relevância para o Brasil neste momento de indizível interesse pelas ideias conservadoras.

Prêmio Machado de Assis da Biblioteca Nacional – Melhor Romance de 2005 Ponto máximo da carreira de Sílvio Fiorani, um dos principais escritores que despontaram na literatura brasileira nos anos 1970, Investigação sobre Ariel parte de uma trama bem-construída e instigante para tecer um sofisticado mosaico de pontos de vista e referências literárias. O mote da narrativa é a investigação de Francisco Rovelli sobre o suicídio, em 1896, de Ariel Alvarenga, um obscuro escritor. A morte de Ariel guarda inquietantes coincidências com a de Raul Pompeia, autor de O Ateneu, ocorrida um ano antes. Ao investigar esse e outros mistérios, Francisco encontra dois originais inéditos de Ariel: um romance e um diário contendo fatos ocorridos em seus últimos anos de vida. Dando voz a seus personagens, que conhecemos em profundidade, Sílvio Fiorani fez de Investigação sobre Ariel um mergulho nas complicadas relações do ambiente literário.