Quinta das Capas #82

Games


Olá, Olá! Para quem não sabe, eu sou viciada em vídeo games, dês dos clássicos aos mais modernos, tenho três consoles e um portátil, e jogo tanto quanto leio xD. Os livros sobre ou baseados em games tem ganhado muito popularidade nos últimos anos, com certeza no mínimo de Assasin's Creed vocês já devem ter ouvido falar, por exemplo. Por isso nada melhor (pelo menos pra mim) juntar duas coisas tão lindas!

 Bioshock - Rapture é ótimo jogo,um dos meus preferidos, com design Steam punk conta a história de uma cidade feita debaixo d´agua, eu amo a capa, mostra muito bem a vista da cidade submersa, ainda mostrando com detalhes o interior do salão e seus convidados, o título do livro, com mesma fonte e brasão do jogo, ficou muito adequado. Já O grande fora da lei fala sobre a indústria dos video-games e a trajetória do próprio GTA e seus criadores. Essa capa é quase o jogo em si, des da temática tropical com ênfase nos carros, até a fonte e separação em quadros, é a vertente principal de cada capa do jogo até hoje. Esse livro, The Legend of Zelda - Hyrule Historia é um dos meus sonhos de consumo, a capa é simples, capa dura, com inscrições em dourado, mas é tão solene, um exemplo de clássico!


E aqui está o famoso! Assassin's Creed - Bandeira Negra é o sexto jogo em ordem de linha de produção, apesar de estar intitulado com sendo o quarto, por ordem numérica. Todos os livros da série contam a história do jogo, mas sem mencionar os momentos vividos na era presente. As capas são todos razoavelmente parecidas, sem muita criatividade, Bandeira negra foi a que mais gostei, pois podemos ver as ruínas e o navio ao fundo com um ar sombrio, Edward Kenway em primeiro plano com a roupa usual de um Assasin, e a fonte e simbologia comum ao jogo. Eu não conheço HomeFront, só sei que é um jogo de tiro em primeira-pessoa com temática de resistência dos norte americanos que foram invadidos pelos norte coreanos. A capa que é bem elucidativa,  gostei principalmente do destaque da bandeiras se unindo no título. A capa de Hitman é simples e prática, e apresenta um ar de refinamento típico do personagem e do jogo.

Marés da Guerra já é o volume 11 de Warcraft, eu adorei a capa, o cabelo parece ter vida e personalidade própria, faz sentido na verdada, ela é uma feiticeira...além disso dá quase para sentir aquela agonia de quando o ar se esvai e o pulmão começa a queimar (e sim eu sei disso porque já participei de muitas competições infantis de "Quem consegue ficar d'agua por mais tempo"). As capas de Battlefield e Halo não tem muita criatividade, mas os jogos também não tem, a jogabilidade é boa mas depois que você já viu um...Vamos concordar que Ghosts of Onyx também está mal feita, O Russo pelo menos tem um efeito de coloração muito bom.

De todos essas capas Uncharted - O quarto Labirinto é o único que quero ler, e gostaria muito mesmo de jogá-lo também, a capa é um pouco confusa, demorei uns segundos pra entender que o fundo é uma cabeça enorme de carneiro incrustada com símbolos e mapas acima de uma floresta ao entardecer, além disso o Nathan Drake  pagando de galã na capa é um pouco brega, mas entendo que é para o reconhecimento dos fãs. God of War foi o livro que deu origem

ao jogo, podemos ver o Kratos (e sua completa desproporção corporal, reparem no tamanho dos braços e da cabeça comparados ao corpo) em primeiro plano e o Olimpo ao fundo. Gears od War - The Pendulum Wars também é um belo exemplo de falta de proporção, mas o fundo crepitante e ardente ficou muito legal.

Me desculpem se aparentei muito vício :p