Resenha - A Canção de Alanna

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Canção de Alanna
Título Original: Alanna: The First Adventure
Série: A Canção de Alanna
1- A Canção de Alanna (2014)
2- In the Hand of the Goddess (1984 US)
3- The Woman Who Rides Like a Man (1986 US)
4- Lioness Rampant (1988 US)
Autora: Tamora Pierce
Editora: Única
Páginas: 256
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Amazon

Um livro com altos e baixos.

Sinopse: A coisa que Alanna mais quer no mundo é ser uma guerreira extraordinária, que vença batalhas e consiga ajudar as pessoas. Ela só tem um problema: no reino de Tortall, meninas não lutam, ou melhor, não fazem quase nada. Então, para realizar seu sonho, ela deve arriscar a própria vida tornando-se Alan de Trebond. Esta é sua primeira aventura, e pode ser a última caso ela não seja forte o bastante para superar as próprias limitações e controlar sua magia, que é mais poderosa do que a maioria das pessoas pode suportar. Para piorar, Alanna é a única capaz de combater o mal que se abateu sobre o reino de Tortall. Está em suas mãos salvar o herdeiro do trono e derrotar os seres milenares que habitam a terrível e amaldiçoada Cidade Negra. O fracasso não é uma opção. Sua grande batalha já começou. Ela pode morrer, ou pior: perder a própria alma para sempre!

A Trama: Eu tinha expectativas muito altas com esse livro, por ser de uma autora consagrada e muito conhecida por suas fantasias. Gostei bastante de A Canção de Alanna e pretendo continuar a série, porém também tive meus problemas.
Alanna é uma jovem garota que resolve se passar por homem para treinar como guerreira, profissão proibida para mulheres. A jornada da garota no palácio é muito interessante, adorei todo o treinamento e a maneira como até mesmo o príncipe passava por horas e horas de lutas, sem falar que Alanna chega até a levar uma surra. Entretanto, me irritou um pouco que tudo parecia fácil demais, do início ao fim da trama, a protagonista simplesmente era a salvadora do universo.

A Protagonista: Alanna é a estrela do livro e isso fica claro desde o início. Se passar por homem pareceu ser uma decisão fácil para a garota, considerando o quanto ela queria aprender a lutar. Adorei sua teimosia, mesmo quando o orgulho fazia com que a garota passasse por situações desagradáveis. Além disso, a protagonista começa o livro bem jovem e vai amadurecendo aos poucos, o que a torna ainda melhor.

Os Personagens Secundários: Me apaixonei pelos garotos do palácio. Justos, leais, muito esforçados, todos os amigos de Alanna parecia verdadeiros príncipes, porém o príncipe real era o mais encantador, impossível não gostar de seu companheirismo. Os adultos não chamaram a atenção, porém também tinham suas peculiaridades interessantes.

Capa, Diagramação e EscritaAdoro essa capa por transmitir muito bem a sensação da trama: um livro voltado para os jovens, com bastante aventura. Além disso, o laranja ficou muito bonito.
A escrita da Tamora me decepcionou por ser mais superficial. Compreendo que o livro é infanto-juvenil, porém naquelas 250 páginas, se passam anos e anos da vida da protagonista, me deixando com a sensação de que perdi um pouco da trama.

Concluindo: Não foi bem o que eu esperava, mas ainda gostei bastante. Acredito que os mais novos vão amar essa série por toda a ação, fantasia e magia presente nela.

Classificação: