Resenha - E o que Vem Depois?

Resenha feita pela Tay!
Título: E o que Vem Depois?
Título Original: What Comes Next
Livro Único.
Autor: John Katzenbach
Editora: Novo Século
Páginas: 448
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon 

SinopseBest-seller internacional, E o que vem depois? perscruta as entranhas dos aspectos mais ocultos e sórdidos da sociedade, trazendo à tona um tema ousado e extremamente perturbador. Para Adrian Thomas, a ideia de passar seus últimos anos sucumbindo a uma doença degenerativa era mais desesperadora do que a morte em si. A caminho de casa, refletindo sobre seu fim iminente, presencia um sequestro. Uma jovem é posta num furgão e levada embora às pressas. Desacreditado pela polícia ao relatar o caso, Adrian resolve agir por conta própria… e ele precisa ser rápido, antes que não reste mais tempo. Em algum lugar obscuro, Jennifer Riggins é mantida prisioneira por um casal que mantém o site “E o que vem depois?”, no qual os usuários podem decidir sobre o destino das vítimas. Jennifer é submetida ao sadismo deles, e sua angústia é transmitida ao vivo para o deleite de milhares de mórbidos espectadores.A única esperança para esta jovem que apenas começou a viver reside nesse homem cuja vida se aproxima do fim.

A TramaAcompanhamos três personagens nesse livro: uma garota sequestrada por um casal para ser torturada em frente às câmeras, fazendo parte da web série "E o que vem depois?"; um homem que descobre ter uma doença que o consumirá aos poucos e que testemunha o sequestro da menina; e uma policial que já levou Jennifer duas outras vezes para casa quando ela tentou fugir. A trama é bem interessante e a sinopse me instigou de cara, mas a maior parte do livro é bem enrolada, principalmente nas partes da investigação. Eu esperava algo com uma sensação maior de suspense, mas o livro não conseguiu chegar às minhas expectativas

Os ProtagonistasGostei bastante da determinação de Adrian em querer encontrar Jennifer, ele fez muito mais que a polícia, que praticamente esperou sentada até que ele finalmente decidiu agir. Ele enfrentou alguns problemas no caminho por causa da doença que aos poucos vai levando quem ele é. 
Apesar da pouca idade, Jennifer se manteve firme para suportar toda a tortura do cativeiro e do casal. Não foram dias fáceis e a dor e humilhação eram sempre presentes, mas ela lutou desde o início para nunca esquecer quem era e ter esperança. Os pontos de vista dos dois personagens são os mais interessantes da história e o que me manteve lendo.

Personagens SecundáriosNão consigo entender o motivo de ter o ponto de vista da policial Terri Collins no livro. Ela só tem serventia no final e mesmo assim nem foi por determinação dela. Num caso como esse deve se ter cautela ao investigar, mas a mulher não saía do lugar! Mesmo que eu não esperasse muita coisa dela, foi uma personagem bem frustrante. Quanto ao casal que sequestra Jennifer, eles são cruéis e sem escrúpulos. E mesmo que eles fizessem tudo de ruim para sua web série (torturar mulheres em frente às câmeras enquanto os "telespectadores" dão palpites do que virá a seguir), eu não consegui acreditar nas motivações deles, a construção dos personagens ficou um pouco forçada para mim.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa passa a sensação do livro, de estar presa em um lugar e não poder fazer nada. Gosto principalmente do detalhe de busca. A diagramação está boa para ler, gosto dos detalhes no início. A escrita do autor foi o que mais me incomodou. Não é ruim, mas eu não consegui me envolver completamente (o que também pode ser culpa da tradução). Ele descreve muitas coisas desnecessárias e há algumas cenas da policial Collins que poderiam ser retiradas no texto final.

ConcluindoEu queria ter gostado mais desse livro. A história que ele retrata é muito relevante para ficarmos cientes dos riscos que corremos ao colocar os pés para fora de casa. Mas a enrolação me impediu de entrar completamente nela, de me envolver com os personagens. Eu demorei muito tempo para conseguir concluir essa leitura porque ele não estava conseguindo me prender. Não é um livro ruim, de forma alguma, mas a execução não funcionou muito bem para mim. 


Classificação: