Resenha - Minha Sexlist

Resenha feita pela Maay!  
Título: Minha Sexlist
Título Original: The List
Autora: Joanna Bolouri
Editora: Fábrica231 (Rocco)
Páginas: 416
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva // Extra

Eu esperava mais, mas rendeu boas risadas.


Sinopse: Esqueça a tradicional lista com resoluções de início de ano do tipo parar de fumar, entrar na academia, arrumar um novo emprego e embarque com Phoebe Henderson num desafio bem mais ousado e original. Depois de flagrar o ex com outra, a protagonista de Minha sexlist inova em suas promessas de ano novo e estabelece a meta de realizar dez desafios sexuais em um ano. Entre tentativas e erros envolvendo desde o bonitão do escritório ao melhor amigo, Phoebe percebe, do alto de seus 32 anos, que pôr o plano em prática não é das tarefas mais fáceis, e registra suas descobertas, alegrias e frustrações nessa espécie de diário sexy franco e bem-humorado. 

A Trama: Phoebe levou um belo par de chifres do namorado há mais de um ano, e desde então tudo o que seus amigos ouvem dela são lamentações e mais lamentações. Até que, em um belo 1º de janeiro, ela resolve mudar sua vida - a sexual, para ser mais específica. Como? Criando 10 desafios, os quais ela intitula de "Minha Sexlist". 
Claro que, para cumprir esses desafios, ela precisa de uma ajudinha masculina. E nossa protagonista inteligentíssima escolhe quem? O melhor amigo! Tudo sem sentimentos e sem comprometimento algum, obviamente.
Alguma dúvida de que isso não vai dar certo? Lógico que não! Mas também é bastante lógico que eu ri muito enquanto as coisas se desenrolavam.


A ProtagonistaPhoebe não me ganhou. A baixa auto-estima da protagonista foi muito cansativa, principalmente quando você leva em consideração que praticamente todos os homens que a conheciam, se interessavam por ela. Mesmo assim consegui curtir a história, e me diverti bastante.

Os Personagens Secundários: Lucy seria uma protagonista infinitamente melhor do que Phoebe! A personagem é divertida, engraçada, caricata e me conquistou completamente. 
Oliver também foi um personagem bastante sexy cativante e pude compreender completamente porque Phoebe não se importou muito com o risco de arruinar uma amizade de anos ao escolhê-lo como seu "parceiro de crime". 

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é bonita e tal, mas não consigo não lembrar de um livro de auto-ajuda cada vez que olho para ela. Não sei por que, mas me lembra. 
O livro é uma espécie de diário, onde Phoebe escreve sobre sua vida e o andamento de sua lista. A escrita é simples e direta, o que faz com que a leitura flua muito bem - eu li as mais de 400 páginas em uma tarde, sem nem perceber. 

ConcluindoO livro não era o chick-lit que eu esperava, mas se você conseguir ignorar todo o excesso erótico desnecessário, irá encontrar uma fagulha daquele romance divertido tão característico do meu estilo favorito - foi essa fagulha que me fez apreciar a história. 
Acho que esse é um livro mais indicado para os fãs de livros hots, principalmente por ser um pouco mais gráfico em algumas cenas e ter uma linguagem bem direta, digamos assim. Porém se você ficou curiosa/curioso e quer ler: a leitura é super rápida, então se joga!



Classificação: