Resenha - Uma Pitada de Amor

Resenha feita pela Maay!  
Título: Uma Pitada de Amor
Título Original: Recipe for Love
Autora: Katie Fforde
Editora: Record
Páginas: 400
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva 

Um livro que me conquistou aos poucos.


Sinopse: Uma aspirante a cozinheira em um programa de TV. Um jurado muito atraente. Um amor proibido.
Quando Zoe Harper conquista uma cobiçada vaga em um reality show de culinária, ela mal pode esperar para pôr suas habilidades à prova. Sua principal motivação é o prêmio em dinheiro: um valor que certamente a ajudaria a abrir sua tão sonhada delicatéssen. 
No entanto, ela logo percebe que a competição vai muito além da cozinha. Cher, outra concorrente, está disposta a tudo para ganhar, incluindo jogar seu charme para cima dos jurados. E as coisas se complicam ainda mais quando Zoe percebe que está se apaixonando por um deles: o incrivelmente sexy Gideon Irving. Com tudo o que está em risco, os dois têm muito a perder caso se envolvam, algo que parece cada vez mais inevitável.
De repente, Zoe percebe que há mais em jogo do que apenas canapés, cupcakes e técnicas de corte. Uma pitada de amor é um livro engraçado e doce na medida certa.

A Trama: A maior parte do livro se passa durante a competição, e essa é a melhor parte mesmo - pelo menos para mim, que sou viciada em tudo o que envolve cozinhar. Mas claro que, enquanto não está cumprindo os desafios (mentira, durante eles também), Zoe tem que lidar com outras coisas: sua atração por Guideon, a insuportável colega de quarto - Cher-, e seu desejo insuportável incontrolável de ajudar a todos a todo momento. 
Lógico que essa confusão toda vai render boas risadas, desde que você persista e consiga passar pelas primeiras 100 páginas, as quais são bastante lentas.

A Protagonista: Não consegui ser conquistada por Zoe. Acredito que já tenha falado mais de uma vez por aqui, mas irei repetir: eu não confio em pessoas boazinhas demais. Para mim essas pessoas sempre vão se virar contra você quando você menos esperar. E Zoe é desse tipo. 
Lógico que ela não se vira contra ninguém, nem contra quem merece, o que me fez querer sacudi-la várias vezes durante a leitura, para ver se ela acordava para a vida. Enfim, mesmo me irritando demais ela não foi um empecilho e consegui gostar muito do livro (haha).

Os Personagens Secundários: Gideon definitivamente não fez o meu tipo - não foi aquele personagem masculino pelo qual me apaixonei tanto quanto a protagonista.
Fen e Rupert não passaram de dois folgados, na minha opinião. Na boa, se você cede sua casa para uma competição culinária, você não fica pedindo para um dos participantes cozinhar para você o tempo todo (nem quanto esse participante é trouxa o suficiente para aceitar todas as vezes). Eles podem até ter ajudado Zoe em alguns momentos e tal, mas prejudicaram muito também e sequer se desculparam por isso. 
Enfim... A personagem que me convenceu: Cher. Sabe aquele tipo de vilão escrito para ser odiado? Essa mesma. Não gostei dela nem um pouco, mas preciso admitir que foi a personagem mais autêntica. Me irritou tanto que mais de uma vez me vi com vontade de voar em seu pescoço (e no de Zoe, por ser tão mosca morta pacífica).

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é muito fofa. Você olha para ela e sabe com toda a certeza do mundo que está diante de um chick-lit. Adorei!
A escrita de Katie é meio infantil no início, aquele tipo de narrativa que explica tudo nos mínimos detalhes, sabem? Mas com o passar das páginas melhora significativamente, tanto que li as últimas 200 páginas sem sequer me dar conta disso.

Concluindo: Sei que expus muitos pontos negativos ao longo da resenha, mas ainda assim eu gostei muito da obra e a recomendo fortemente para os fãs de chick-lits
Não gostei dos personagens? Não, e os que me conquistaram mal apareceram. Mas me apaixonei pela trama e pelo cenário. A competição é deliciosa, os pratos que são apresentados me deixaram com água na boca, e até mesmo o romance proibido entre os protagonistas é bastante envolvente. 
Não foi um dos melhores livros que li, mas me deixou com um sorriso no rosto ao terminar a leitura - e é isso o que conta para mim.



Classificação: