Resenha - 172 Horas na Lua

Resenha feita pela Tay!
Título: 172 Horas na Lua
Título Original: Darlah - 172 Timer På Månen
Livro Único.
Autor: Johan Harstad
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva

SinopseO ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez.Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 - um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano.
Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua.
Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer...
Prepara-se para a contagem regressiva.

A Trama: Eu não pensei que fosse gostar tanto desse livro! Acompanhamos aqui 3 adolescentes que ganharam um sorteio da NASA para a próxima viagem à Lua, no ano de 2019. Mas coisas misteriosas já haviam acontecido nas viagens anteriores, embora tenham sido mantidas em segredo. O que eu mais gostei é que o livro carrega um sentimento de tensão e suspense de dar nos nervos e não saber o que está acontecendo realmente deixa tudo mais interessante. É complicado tentar explicar muito sobre a trama sem dar spoilers, já que o livro é curto e o autor não perde tempo com enrolação. 

Os Protagonistas: Mia tem uma banda e a última coisa que ela queria era ir para a Lua, mas sua mãe a inscreve sem seu consentimento no sorteio. Depois ela foi gostando mais da ideia, já que poderia mostrar sua banda para o mundo. Admito que fiquei bem irritada com ela no início, mas aos poucos ela foi demonstrando seu lado mais seguro e ganhando minha simpatia.
Tudo o que Midori quer é sair do Japão e do conservadorismo dos pais, se inscrevendo no sorteio apenas para poder se mudar para Nova York depois. 
Já o motivo de Antoine se inscrever é ficar longe da ex-namorada que partiu seu coração. Achei os motivos dele mais sem noção e acredito que dos três foi o que menos gostei.
Os três tem uma única coisa em comum: nenhum se inscreveu no sorteio com a verdadeira intenção de visitar a Lua.

Os Personagens Secundários: Aqueles com quem temos mais contato fazem parte da tripulação do foguete. Caitlin, a piloto, era uma mulher forte, mas que sabia reconhecer suas limitações. O comandante Nadolski era um homem rígido, porém faria de tudo para manter todos a salvo. E Coleman tinha muitos segredos a revelar. 

Capa, Diagramação e Escrita: Eu gosto da capa e acho que combina com a história (só lendo pra saber). A diagramação está muito legal, com imagens para ilustrar determinados momentos da história. Para mim o autor conseguiu dar os tons certos em cada parte da história, sendo bem misterioso e assustador. Fiquei com vontade de ler mais livros dele. 

Concluindo: Eu tinha certas expectativas para esse livro, mas não esperava gostar tanto e ficar tão sem palavras com aquele final. Nem tudo é explicado direitinho, até porque não tinha como, sendo que nem os personagens sabiam o que estava acontecendo. A resolução do mistério foi meio estranha, mas mesmo assim gostei bastante. Só não vão ler achando que é um livro de ficção-científica, porque é apenas um livro de suspense que se passa no espaço.

Classificação: