Resenha - O Círculo Rubi

Resenha feita pela Luh!  
Título: O Círculo Rubi
Título Original: The Ruby Circle
Série: Bloodlines
1- Laços de Sangue (2013)
2- O Lírio Dourado (2013)
3- O Feitiço Azul (2014)
4- Coração Ardente (2014)
5- Sombras Prateadas (2015)
6- O Círculo Rubi (2015)
Autor: Richelle Mead
Editora: Seguinte
Páginas: 336
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon

Ok, confesso: amei, porém esperava mais.
Aviso: A resenha não contém spoilers dos livros anteriores.

Sinopse (spoilers): Depois que Sydney Sage escapou das garras dos alquimistas, que a torturaram por viver um romance proibido com Adrian Ivashkov, o casal passou a viver exilado na Corte Moroi. Hostilizada por todos ao seu redor por ser uma humana casada com um vampiro, a garota quase não sai de casa e perde a noção do tempo, trocando o dia pela noite.
Mas logo Sydney se vê obrigada a abandonar seu refúgio, já que seu coração continua apertado desde que Jill Dragomir desapareceu. O sumiço da jovem princesa vampira coloca em risco toda a estabilidade política dos Moroi… Então quem estará por trás desse sequestro? Sydney precisa dar um jeito de trazer a amiga de volta — e ao mesmo tempo alcançar sua própria liberdade.

A Trama: Minha parte predileta sobre a trama do último livro da série é que todas as questões maiores foram solucionadas e me senti muito satisfeita com o término da série. Como conclusão de uma série, esse livro é muito bom. Entretanto, considerando apenas a trama de O Círculo Rubi, ela não é tão forte quanto as dos outros livros. Eu esperava bastante depois do final explosivo do livro anterior, porém ainda gostei muito de rever personagens queridos, entender mais sobre o espírito e me despedir da série.

Os ProtagonistasO que dizer sobre Sydney e Adrian?
Cada um sempre me conquista de sua própria maneira e amo que Sydney tenha se tornado cada vez mais aventureira e corajosa, enquanto Adrian conseguiu ganhar um pouco de responsabilidade sem perder o jeito brincalhão de sempre. Nesse último livro Richelle explorou alguns dramas internos de cada protagonista e foi ótimo acompanhar essa jornada dos dois enquanto lidavam com a família, os perigos de sempre e os preconceitos de uma sociedade completamente contrária a mudanças.


Os Personagens Secundários: Enquanto o livro anterior é repleto de personagens novos, nesse temos a chance de rever alguns queridinhos eternos como Lissa, Dimitri, Rose e Charlotte. Apesar de eu gostar de ter personagens diferentes, considerando que não sabemos quando a Richelle escreverá um novo livro nesse mundo, rever aqueles personagens era quase uma necessidade e fiquei extremamente feliz de ter um gostinho do futuro de cada um.

Capa, Diagramação e Escrita: Amei o rosa, acredito que seja minha segunda capa predileta da série (a primeira ainda é a azul) e a escrita da Richelle continua ótima como de costume!

Concluindo: Minha única pequena reclamação é que eu queria muito que esse livro fosse maior! Entretanto foi uma ótima conclusão, continua sendo uma das minhas séries favoritas e a autora não decepciona, trazendo um final fantástico e surpreendente para os protagonistas.


Classificação: